WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


:: ‘Herzem Gusmão’

Eleições 2012: Unida, oposição teria aceitado Herzem Gusmão como candidato único em Conquista

TOSABENDO | TRIBUNA DA BAHIA
Geddel articula com partidos oposição a chapa única de Herzem em Vitória da Conquista

Líderes democratas e tucanos abriram mão da disputa pela prefeitura de Vitória da Conquista, principal município do sudoeste baiano, na tentativa de consolidar a aliança da oposição nas dez maiores cidades da Bahia, tendo em vista o pleito de 2012.

Como parte das articulações, segundo a coluna Satélite, do jornal Correio desta segunda-feira (29), as legendas teriam aceitado apoiar a candidatura do radialista Herzem Gusmão (PMDB). O nome, uma das principais apostas peemedebistas para as eleições do próximo ano, foi escolhido entre outros políticos, também cotados para a disputa, como aquele que teria maior possibilidade de enfrentar o PT local.

Salvador

Os líderes de oposição na Bahia, que até então pregavam que cada partido teria seu próprio candidato, voltaram atrás e já admitem uma única candidatura na capital baiana e nas principais cidades do interior. Representantes do PMDB, DEM e PSDB estão no centro dessa decisão e demonstram que já afunilaram a tendência de oferecer um programa que singularize a força do grupo na disputa do ano que vem.

Articuladores de seus partidos, o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), o presidente do DEM, José Carlos Aleluia, e o deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB) falam com naturalidade na possibilidade de marcharem unidos desde o primeiro turno do pleito que decidirá o próximo prefeito de Salvador. Além dos tucanos, democratas e peemedebistas, entram na discussão o PR e o PPS. Na conjuntura dos nomes, o martelo deve ser batido apenas no início do ano eleitoral. Entre os mais citados estão o próprio Imbassahy, ex-prefeito de Salvador por duas gestões, o deputado federal ACM Neto (DEM) e o também ex-prefeito e radialista Mário Kertész. :: LEIA MAIS »

Conquista: Radialista Hérzem Gusmão diz ser alvo de farsa

Eles utilizaram uma frase fora de contexto sobre o comentário que eu fiz no meu programa

O radialista Herzem Gusmão, que comanda um programa em uma emissora da cidade de Vitória da Conquista, disse ser vítima de uma armação de adversários políticos locais, uma vez que é pré-candidato a deputado federal pelo PMDB, partido que dirige no município. Semanas atrás, Gusmão foi acusado de ato racista, em pleno ar, ao questionar o porquê do rapto de uma criança negra. “Eles utilizaram uma frase fora de contexto sobre o comentário que eu fiz no meu programa de rádio a respeito do rapto da garota Yasmin, de apenas 5 anos, para divulgarem que eu sou racista. Isso é uma tremenda tolice. Sou neto de negros. Não tem nem cabimento”, refutou. Segundo ele, a frase supostamente editada se referia aos motivos do ato dos criminosos, e não à cor da criança, o que afastaria qualquer conotação racista no episódio. Do Bahia Noticias

Tribuna da Bahia: Herzem Gusmão pode ser vice de Geddel

Tribuna da Bahia

PTC anuncia apoio à chapa de Geddel

Evandro Matos

O PTC anuncia hoje, oficialmente, o seu apoio à pré-candidatura do ex-ministro Geddel Viera Lima (PMDB) ao governo do estado. O anuncio será formulado na sede do PMDB, às 10h, com a presença de Geddel, do presidente nacional Daniel Tourinho, do prefeito João Henrique, e da cúpula dos dois partidos. Com a decisão do PTC, este é o décimo partido a integrar a aliança liderada pelo PMDB, que conta ainda com PR-PTB-PSC-PPS-PSDC-PMN-PRP e PTdoB.

Ontem a executiva estadual do PTC se reuniu na sua sede para avaliar a posição que adotaria na eleição deste ano. Segundo o presidente da legenda, Rivailton Pinto, o apoio à pré-candidatura de Geddel foi aprovado em razão de o partido já fazer parte da administração do prefeito João Henrique, em Salvador. “O nosso presidente nacional, Daniel Tourinho, recomendou o apoio em função do trabalho que o partido já faz com PMDB, participando da administração municipal”, explicou.

Rivailton alega que a decisão pesou ainda em razão de um pedido feito por João Henrique e pela disputa na chapa proporcional. “Além do bom êxito com que participamos da administração municipal, a direção nacional achou por bem caminhar com a candidatura de Geddel, onde já tem outros partidos emergentes na aliança, além de ser o melhor caminho para eleger os nossos deputados estaduais e federais”, pontuou.

Na prefeitura o PTC tem o próprio Rivailton e Ricardo Gray como assessores especiais do prefeito, além do ex-presidente da Câmara, Valdenor Cardoso, que é o Ouvidor do Município. O partido conta ainda com outros cargos de menor expressão em órgãos da prefeitura.

O presidente estadual do PMDB, Lúcio Vieira Lima, disse que ainda restam três partidos sem definição – PTN, PHS e PSL – e não descartou que eles também possam integrar a aliança em torno da candidatura de Geddel. “Os partidos ainda não se decidiram e as conversas vão continuar acontecendo”, frisou. Sobre a formação da chapa a ser encabeçada pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima, o peemedebista falou que não existe mais pressa.

“Quando César Borges veio para cá, acabou a pressa”, brincou. Após confirmar os nomes de Geddel para o governo e César Borges para uma das vagas ao Senado, Lúcio disse que o partido vai definir com calma as outras duas vagas para completar a chapa majoritária. “Temos os nomes de Edvaldo Brito e Edmundo Pereira para o Senado ou a vice, e os de Herzem Gusmão (de Vitória da Conquista) e Misael Aguilar (ex-prefeito de Juazeiro) para a vice”, frisou. :: LEIA MAIS »

Jornal descarta eleição de Herzém Gusmão para a Câmara dos Deputados

Por Diêgo Gomes

tribuna da bahia

A edição de hoje do Jornal Tribuna da Bahia faz uma análise, através de calcúlos feitos pelo PT sobre a coligação entre PR-PMDB-PTB-PSC para as eleições de deputado federal.

De acordo com o jornal esse grupo deverá eleger oito deputados federais Lúcio Vieira Lima, Marcelo Guimarães e Arthur Maia, no PMDB, Toni Brito, no PTB, José Rocha, Maurício Trindade e Jonga Bacelar e Léo Kret do PR. Assim, nomes como o de Hérzem Gusmão candidato pelo PMDB estariam de fora da Câmara Federal a partir de 2011.

Tribuna da Conquista



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia