WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: ‘paquistão’

Desastres naturais causaram prejuízo de US$ 109 bilhões em 2010, diz ONU

Agência Estado


Destroços em Concepción, no Chile, uma das áreas mais afetadas pelo terremoto.

GENEBRA – Os desastres naturais causaram um prejuízo de US$ 109 bilhões em 2010, um valor três vezes maior que o registrado em 2009, informou nesta segunda-feira, 24, a Organização das Nações Unidas (ONU). China e Chile foram os países que mais foram prejudicados.

O tremor de magnitude 8.8 em fevereiro no Chile custou ao país US$ 30 bilhões. Na China, as enxurradas e deslizamentos de terra causaram US$ 18 bilhões em perdas, segundo o Centro de Pesquisas para Epidemiologia de Desastres.

Embora o terremoto de janeiro no Haiti tenha sido o desastre mais mortífero do ano passado, matando 316 mil pessoas segundo o governo haitiano, o custo econômico foi de apenas US$ 8 bilhões. As enchentes de julho e agosto no Paquistão causaram um prejuízo de US$ 9.5 bilhões.

Margareta Wahlstrom, secretária-geral assistente para a redução do risco de desastres, disse que países em desenvolvimento agora enfrentam prejuízos maiores no caso de tragédias. “A riqueza acumulada que é afetada pelos desastres está crescendo”, disse.

Cidades estão particularmente expostas a grandes perdas econômicas quando a infraestrutura está vulnerável a terremotos ou tempestades. “Com mais terremotos e fenômenos climáticos extremos em áreas urbanas, a situação da reconstrução nessas áreas se torna mais crítica”, disse a secretária assistente. Em 2009, o total dos prejuízos foi baixo – um total de US$ 34,9 bilhões.

Dos 373 desastres registrados no ano passado, 22 ocorreram na China, 16 na Índia e 14 nas Filipinas, segundo o órgão da ONU. As tempestades, terremotos, ondas de calor e de frio afetaram 207 milhões de pessoas e mataram 296 mil, segundo os dados, que não consideram o aumento do número de vítimas anunciado há algumas semanas pelo governo haitiano por conta do terremoto de janeiro de 2010.

Suicida explode bomba e mata 42 no Paquistão

Reuters e Efe

Um suicida com uma bomba atacou um portão onde as pessoas recebiam ajuda no noroeste do Paquistão, neste sábado, matando pelo menos 42, disse um oficial do hospital local.  Outras 72 pessoas ficaram feridas.

O ataque na região de Bajaur na fronteira com o Afeganistão ocorreu um dia após um confronto entre talebans e forças de segurança na região vizinha de Mohmand, que deixou 11 soldados e 24 militantes mortos.

“Eu contei 40 corpos mas o número de mortos pode crescer assim como os feridos em condição crítica”, disse Dosti Rehman, um oficial do principal hospital do governo na região de Bajaur, fronteira com o Afeganistão.

O atentado aconteceu nas proximidades de um centro de distribuição de alimentos das Nações Unidas na capital do distrito, Khar, segundo as fontes, citadas pelo canal de televisão Geo.

Os fatos ocorreram quando centenas de pessoas deslocadas pelo conflito haviam se reunido para receber doações do Programa Mundial de Alimentos (PMA), embora uma porta-voz das Nações Unidas,

Israt  Rizvi, tenha relatado à Agência Efe que nenhum trabalhador local ou estrangeiro do organismo multilateral foi afetado pela detonação.

As forças de segurança isolaram a zona, onde foi estabelecido toque de recolher, e os feridos foram transferidos ao principal hospital de Khar.

O primeiro-ministro paquistanês, Yousuf Raza Gillani, qualificou o ataque como “uma atividade brutal de insurgentes que não têm respeito pelo ser humano e pela religião”.

Gillani destacou que os fundamentalistas estão fugindo porque “o povo valente do Paquistão está unido contra eles”, segundo um comunicado oficial.

Bin Laden está escondido no noroeste do Paquistão, diz Otan

estadão.com.br

WASHINGTON – Um alto dirigente da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) disse à rede de notícias CNN nesta segunda-feira, 18, que acredita-se que o líder da organização terrorista Al-Qaeda, Osama bin Laden, e seu substituto estariam se escondendo em casas separadas na região noroeste do Paquistão.

Reprodução
Reprodução
Osama bin Laden e seu substitudo estariam vivendo ‘confortavelmente’, diz Otan

“Ninguém da Al-Qaeda vive em uma caverna”, disse a fonte, que falou sob condição de anonimato. Ele disse que a Otan acredita que Bin Laden esteja vivendo confortavelmente, protegido por membros da inteligência paquistanesa. Islamabad nega repetidamente que protege membros de organizações terroristas.

Segundo o oficial, Bin Laden têm se movido nos últimos anos do extremo noroeste paquistanês, perto da fronteira com a China, até o Vale Kurram, perto do Afeganistão. As autoridades, porém, dizem que não há relatos visuais confirmados do líder terrorista ou de Ayman al-Zawahiri, o número 2 na hierarquia da Al-Qaeda. :: LEIA MAIS »

Explosão mata mais de 40 em manifestação no Paquistão

Reuters

QUETTA – Uma explosão matou pelo menos 43 pessoas nesta sexta-feira, 3, durante uma manifestação na cidade paquistanesa de Quetta, no segundo grande atentado desta semana no país, agravando a tensão sobre um governo já fragilizado por críticas à sua reação contra recentes inundações.

A manifestação em Quetta, realizada por muçulmanos xiitas, prestava solidariedade ao povo palestino. Segundo fontes médicas, 78 pessoas ficaram feridas no atentado. Há versões que dão conta de até 46 mortos e mais de cem feridos, mas os números não foram confirmados pelas autoridades.

Na cidade de Mardan, da província do Khyber, outro suicida detonou seus explosivos em um tempo ahmadi, matando um civil e ferindo outros quatro.

Os ahmadis não são considerados muçulamanos por xiitas e sunitas, já que não consideram Maomé como o último profeta enviado por Deus. Por isso são discriminados e sofrem com ataque de radicais islâmicos. No Paquistão, a grande maioria da população é sunita. :: LEIA MAIS »

Atentado deixa pelo menos 45 mortos e 100 feridos no Paquistão

da EFE/Folha

Pelo menos 45 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas em atentado suicida junto a escritórios do governo na conflituosa região tribal paquistanesa de Mohmand, informou uma fonte oficial citada pela rede televisiva privada Express Tv.

A explosão aconteceu por volta das 10h locais (2h em Brasília), em uma área comercial da localidade de Yakaghand da demarcação, situada na fronteira com o Afeganistão.

Vários edifícios, lojas e veículos foram atingidos pela explosão, enquanto as forças de segurança isolaram a zona, de acordo com a versão de diversos veículos de comunicação paquistaneses.

Os feridos, muitos deles em estado crítico, foram levados por ambulâncias a hospitais da cidade de Peshawar, capital da província vizinha de Pakhtunkhwa, devido à ausência de bons centros médicos na zona.

As forças de segurança paquistanesas lançaram no verão de 2008 uma grande operação contra a insurgência taleban na região, mas os fatos violentos seguem acontecendo com frequência. :: LEIA MAIS »

Americano é detido no Paquistão em missão solo para matar Bin Laden

do Abril.com

Gary Brooks Faulkner, 51 anos, carregava uma espada, uma pistola e óculos de visão noturna; ele teria dito que “Deus está comigo e estou confiante de que terei sucesso em matá-lo”

Um americano do Estado do Colorado foi detido nas montanhas do Paquistão, depois que autoridades locais o encontraram em posse de uma espada, uma pistola e óculos de visão noturna. O homem disse que estava em missão solo para caçar e matar Osama Bin Laden.

Nesta terça-feira (15), o trabalhador da construção civil Gary Brooks Faulkner, 51 anos, foi interrogado pela inteligência do Paquistão em Peshawar, principal cidade do noroeste do país. Ele não foi acusado por nenhum crime.

Faulkner, que já possui passagem numa prisão do Colorado, chegou à cidade de Bumburate em 3 de junho e se registrou em um hotel local.

Um guarda de polícia foi designado para vigiá-lo, como é comum a visitantes estrangeiros em partes remotas do Paquistão. Quando ele deixou o hotel sem notificar a polícia, oficiais começaram a procurá-lo, segundo informou o chefe de polícia na região de Chitral, Mumtaz Ahmad Khan.

:: LEIA MAIS »

Missões: Jovem cristã consegue fugir de cativeiro

Paquistão – Uma cristã que foi sequestrada, forçada a casar com um fazendeiro muçulmano e obrigada a se converter ao islamismo, conta que voltou para casa após semanas de “cativeiro e tortura”.
Sania James, 33, foi sequestrada no dia 5 de abril por homens armados que invadiram a casa de seus pais na pequena cidade de Rawat, próxima a Rawalpindi. Os criminosos disseram para o pai da cristã que ele só veria sua filha novamente se ele pagasse o empréstimo de 250 mil rúpias, mais juros de 30%, valor muito maior do que o combinado anteriormente.
:: LEIA MAIS »

Missões: Militantes muçulmanos invadem igreja e ameaçam cristãos

Paquistão – No dia 16 de maio, 40 militantes muçulmanos ligados Ahl-e-Hadith (um grupo radical) invadiu a igreja Vida Abundante em Karachi, Paquistão.
Falando à agência International Christian Concern (ICC), Ishaq Khokhar, o pastor da igreja, disse que os muçulmanos atacaram o templo a pedido de Muhammad Tariq, que era cristão, mas se converteu ao islamismo. Tariq formulou um plano para demolir a igreja e construir uma mesquita no lugar. Então, ele entrou em contato com diversos muçulmanos para ajudá-lo.
Os militantes armados gritavam Allahu Akbar (Alá é grande) durante a invasão, e ameaçaram massacrar os cristãos na área de Saifal Marree Goth Surjani (bairro em que a igreja está localizada).
:: LEIA MAIS »

Missões: Estudantes cristãs são discriminadas e humilhadas por professoras

Paquistão –  Professoras muçulmanas de uma escola de meninas no Paquistão ridicularizaram as alunas por causa de sua fé, as agrediram, as pressionaram a se converter ao islamismo e as forçaram a limpar os banheiros da escola depois do horário letivo.
As professoras da Escola Secundária Pública em Sargodha, província de Punjab, ofenderam tanto as alunas cristãs que duas meninas abandonaram os estudos.
“As estudantes cristãs são provocadas e ridicularizadas pelas professoras muçulmanas desde o primeiro dia de aula”, conta Sana, uma aluna de 16 anos. “Devido ao comportamento preconceituoso da diretora muçulmana e dos funcionários, as alunas cristãs sentem-se rejeitadas, deprimidas e frustradas. Estou muito triste com essa intolerância e discriminação.”
:: LEIA MAIS »

Missões:Empregador manda prender ilegalmente funcionários cristãos

 Paquistão – A polícia prendeu ilegalmente três cristãos sob acusações falsas de posse de bebida alcoólica em Sialkost na semana passada, a pedido do empregador muçulmano.
Os homens – trabalhadores da fábrica de roupas – , Atif Masih, Kamran Masih e Naveed Gill, disseram que eles discordaram de seu chefe, que pediu para que eles trabalhassem aos domingos. Então, o dono da fábrica, Rana Ejaz, os acusou de vender bebida alcoólica, o que é proibido para muçulmanos no Paquistão, e de venda ilegal se não tiver a permissão.
No dia 4 de maio, o delegado de Paka Garah, em Sialkot, prendeu os três cristãos apesar de Ejaz não ter prestado queixa por escrito ou registrado um boletim de ocorrência.
:: LEIA MAIS »

Missões: Mãe tenta recuperar sua filha sequestrada e é agredida

Paquistão – Os muçulmanos que sequestraram e converteram à força uma jovem cristã de 18 anos agrediram a mãe dela em duas ocasiões para impedi-la de tentar recuperar sua filha.
No dia 25 de abril, Muhammad Akhter e Muhammad Munir invadiram a casa da viúva de 50 anos, Fazeelat Bibi, enquanto seus filhos estavam no trabalho e a agrediram, pois estavam nervosos com suas tentativas de recuperar sua filha Saira.
O presidente da Fundação de Advogados Cristãos (CFL), Khalid Gill, disse que as ligações feitas pelos vizinhos para a polícia foram em vão, pois os homens a agrediram em Lahore, na colônia predominantemente muçulmana de Bostaan.
:: LEIA MAIS »

Missões: Ore pelos cristãos paquistaneses

A Constituição do país estabelece o islamismo como a religião do Estado. Ela também declara que as minorias religiosas devem ter condições para professar e praticar sua religião em segurança. Apesar disso, o governo limita a liberdade religiosa.
Uma forma de limitação é a lei de blasfêmia paquistanesa. Essa lei sentencia à morte quem deprecia o islã ou seus profetas; à prisão perpétua quem deprecia, danifica ou profana o Alcorão; e a dez anos de prisão quem insulta os sentimentos religiosos de outra pessoa.
A lei de blasfêmia tem sido bastante usada por indivíduos que querem resolver questões pessoais, uma vez que, para acusar alguém de ter blasfemado, não é necessário ter provas. Precisa-se apenas da acusação formal. No contexto paquistanês, a palavra de um muçulmano vale pela palavra de dois cristãos, e isso dificulta o processo de defesa.
:: LEIA MAIS »

Missões: Cristãos protestam contra morte de adolescente

Paquistão – Centenas de cristãos protestaram contra o assassinato de Adil Masih, um cristão de 13 anos que morreu como resultado de um tiroteio entre dois grupos muçulmanos rivais no dia 23 de abril de 2010.
O tiroteio aconteceu em Dullay, um vilarejo na jurisdição da delegacia de Gajrakh, em Gujranwala, Paquistão, e o adolescente foi pego no fogo cruzado.
Quando foram informados sobre o acontecido, os manifestantes foram até uma rodovia na região e bloquearam todo o tráfego de veículos e também da linha férrea, pedindo que a justiça fosse feita para o adolescente.
:: LEIA MAIS »

Ataques suicidas no noroeste do Paquistão matam 41

Dois ataques suicidas em um campo de refugiados na região de Kohat, noroeste do Paquistão, mataram 41 pessoas e feriram outras 62, de acordo com as autoridades locais. As explosões ocorreram em um ponto de distribuição de alimentos, mas não se sabe se as vítimas estavam esperando para receber comida ou se buscavam abrigo. O campo é utilizado algumas vezes por grupos humanitários – incluindo o Programa Alimentar Mundial, da Organização das Nações Unidas (ONU) – para distribuir auxílios. Nenhum grupo assumiu a autoria dos ataques.

 Nos últimos 18 meses, o Paquistão tem sido atingido por explosões quase diárias atribuídas a militantes da Al-Qaeda e do Taleban. A maior parte deles teve como alvo instalações do governo, mas em algumas ocasiões os alvos foram civis.

  :: LEIA MAIS »

Missões: Jovem cristã de 19 anos é sequestrada

Paquistão – Um muçulmano enganou uma jovem cristã de 19 anos e a convenceu a sair de sua casa, e um carro com os amigos do rapaz a levou embora.
A família de Sonia Mohan teme que o muçulmano, Ali Raza, force a jovem a se converter ao islamismo e a se casar com ele. Ali Raza abordou a menina em sua casa, dizendo que o irmão dela, Johnson Parvaiz, queria vê-la, fora da casa.
“A Sônia não teria ido com eles, se não tivesse dito que eu queria falar com ela”, disse Johnson, irmão da jovem. “Ali Raza foi até nossa casa e disse a Sônia que eu estava chamando, e ela saiu da casa. Então, eles a levaram em um veículo. Desde então, nunca mais soubemos nada dela.”
Ele disse que o celular de sua irmã ficou desligado por dois dias. Quando começou a funcionar novamente, eles ligaram diversas vezes, até que um homem atendeu e entregou o telefone para Sônia. A jovem disse para o irmão não ligar novamente, que ela estava muito feliz e que não deveriam tentar encontrá-la.
:: LEIA MAIS »

Missões: Polícia registra queixa contra 47 cristãos

PAQUISTÃO – No dia 28 de março, a polícia registrou falsas acusações por posse de álcool contra 47 cristãos, incluindo mulheres e crianças, como uma tentativa de intimidá-los a pagar um suborno.
A polícia invadiu e saqueou a casa de Shaukat Masih, agrediu sua esposa Parveen Bibi e ameaçou acusar o casal e mais 45 cristãos da área de posse de bebida alcoólica se eles não pagassem suborno. Os cristãos se recusaram.
Entre os acusados estavam duas crianças e oito mulheres. O advogado, Robert Patras, disse que nenhum dos nomes citados no Boletim de Ocorrências foi realmente preso. :: LEIA MAIS »

Ataque aéreo mata pelo menos 73 civis no Paquistão

Pelo menos 73 civis morreram em um bombardeio de um avião das Forças Armadas do Paquistão em um vilarejo da região tribal de Khyber, no norte do país, de acordo com informações de uma autoridade local à BBC.

AP
Feridos em ataque em Khyber são vistos em hospital de Peshawar
Feridos em ataque em Khyber são vistos em hospital de Peshawar

O incidente teria ocorrido no sábado, mas a notícia só foi divulgada nesta terça-feira devido ao acesso difícil à região. Um porta-voz militar havia dito anteriormente que o bombardeio tinha como alvo militantes islâmicos.

O avião que atingiu o grupo de civis estava envolvido em operações contra membros do Taleban perto de outra região tribal, de Orakzai. Muitas pessoas morreram em ataques aéreos na região nos últimos 18 meses.

Os militares paquistaneses insistem que a maioria dos mortos nos últimos meses são militantes islâmicos, mas fontes independentes dizem que muitos civis também foram mortos. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia