Os cristãos não são aceitos como parte da comunidade e não podem ter contato com os outros aldeões

Os cristãos não são aceitos como parte da comunidade e não podem ter contato com os outros aldeões

No Sudoeste de Bangladesh, 21 famílias foram intimidadas pelos líderes da aldeia para renunciarem a fé em Cristo e voltarem às práticas do hinduísmo. Eles disseram que se as famílias cristãs se recusassem a abandonar a fé, não seriam mais aceitas como parte da comunidade. As ameaças incluíam não poderem se relacionar com os aldeões, ninguém poderia falar com eles, não teriam permissão para comprar e vender e não seriam mais aceitos nas atividades sociais da aldeia.

Os líderes da aldeia ainda alertaram os demais moradores para cumprirem essas condições. Caso algum cidadão da comunidade conversasse com os cristãos, também seria excomungado. Como resultado dessa repressão, os cristãos da aldeia enfrentam problemas para sobreviver. Sempre que saem, são ridicularizados e até os familiares se voltaram contra eles. As crianças cristãs também se afligem com essa situação, pois estão sendo perseguidas pelas outras crianças e proibidas de brincar em conjunto.

No entanto, os cristãos continuam fortes na fé. “Recebemos Jesus Cristo como nosso salvador e Senhor. Não podemos negar ao Senhor. Seja qual for a situação, vamos enfrentá-la juntos. Não voltaremos à nossa fé anterior. Por favor, ore por nós”, disse um dos cristãos locais. Ouvindo sobre esse incidente, nosso parceiro local foi à aldeia para tentar falar com os líderes cristãos e hindus sobre o assunto. Mas os hindus o trataram mal e ficaram zangados com ele. 

“Eles ficaram muito irritados comigo. Eles me ameaçaram e disseram para não conduzir nenhuma atividade cristã naquele lugar. Mas eu lidei com a situação sabiamente, falei com eles muito bem. Depois de muito tempo falando, a raiva diminuiu. Mas eles ainda perseguirão esses cristãos até que renunciem a fé em Jesus”, disse o parceiro local da Portas Abertas.

Socorro para os cristãos em Bangladesh

A vulnerabilidade dos cristãos no país teve um aumento com a pandemia da COVID-19 e o ciclone Amphan, além de duas inundações. O governo tem negligenciado ajuda a muitos cristãos, pedindo para que voltem ao islã para receberem auxílio. Sua oração e contribuição são imprescindíveis para que a Portas Abertas possa assisti-los. Ao doar, você auxilia na distribuição de alimentos, materiais sanitários e outras necessidades básicas das famílias cristãs.

Pedidos de oração

  • Ore para que Deus proteja essas famílias, dando sabedoria para enfrentar a perseguição e lidar com a situação de tensão.
  • Interceda para que Cristo visite os perseguidores, e tenham a vida transformada pelo amor derramado por ele.
  • Clame para que os cristãos vizinhos da aldeia ajudem as famílias, as encorajando a permanecerem firmes na fé.

Fonte: Portas Abertas