WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


novembro 2018
D S T Q Q S S
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  


:: ‘incra’

Mais de 27 mil lotes do Incra na Bahia estão com indícios de irregularidades

VITÓRIA DA CONQUISTA, BA, BRASIL, 11-07-2013: Manifestantes vão às ruas de Vitória da Conquista (BA) nesta quinta-feira, 11, pedir melhorias no transporte público, investimento em saúde e educação e rapidez na reforma agrária. Depois de obrigar bancos e comércio a parar, sob ameaças de invasão, foram para a prefeitura local, mas PMs barraram a entrada. (Mário Bittencourt/AE)

PARALISADA | Mulheres protestam por reforma agrária em Vitória da Conquista.

Enquanto os movimentos sociais do campo pedem mais terra para a reforma agrária na Bahia ao Governo Federal, o TCU (Tribunal de Contas da União) constatou esta semana que 27.815 lotes do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) no estado possuem indícios de irregularidades.

A informação foi passada pelo tribunal em nota enviada ao Suíça Baiana na sexta-feira (8).

O TCU não deu maiores detalhes de onde são os lotes irregulares, informando que “a lista nominal de beneficiários com suspeita de irregularidades é uma peça processual classificada como sigilosa até que o processo seja finalizado”.

O TCU informou que “neste momento não é possível prestar informações além das constantes na decisão cautelar”, divulgada na quarta-feira (6), quando o tribunal determinou que o Incra suspenda cautelarmente a seleção e assentamento de novos beneficiários da reforma agrária no país.

Segundo o tribunal, há indícios de irregularidades nos processos de 578.000 beneficiários do Programa Nacional de Reforma Agrária. :: LEIA MAIS »

Incra vai fazer barragem em Vitória da Conquista

O presidente nacional do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), Rolf Hackbart, garantiu ontem que será construída a Barragem do Chapadão, no município de Vitória da Conquista, obra que vai atender a 600 familias de trabalhadores assentados naquela região.De acordo com Hackbart, o orçamento do Instituto para aplicação na Bahia, que havia sofrido cortes e caído para R$ 9 milhões, foi recomposto, sendo ampliado para R$ 12 milhões. Essas informações foram dadas pelo presidente do Incra durante reunião realizada ontem, em Brasília, com o secretário da Agricultura, Eduardo Salles,o líder do MST na Bahia, Márcio Matos, e o superintendente regional da autarquia no Estado, Luiz Gugé Santos Fernandes.Na avaliação do secretário Eduardo Salles o encontro foi proveitoso, confirmando a Bahia como prioridade para o Incra. As informações são do Politica Livre

Lançado edital do Incra com salários de até R$ 4,5 mil

Foi publicado o edital do concurso do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Serão 550 vagas distribuídas em todo o País.
Serão 250 vagas para o cargo de analista administrativo, divididas em três categorias: nível superior em qualquer área, análise de sistemas e contabilidade. O salário será de R$ 3.713,74. Outras 150 vagas serão para anaista de reforma e desenvolvimento agrário, que também exige nível superior em Antropologia, Engenharia Civil, Engenharia Agrimensura ou Cartográfica e Engenharia Florestal. O salário também será de  R$ 3.713,74.
As 150 vagas restantes serão distribuídas entre os cargos de técnico em reforma e desenvolvimento agrário (70), que exige nível médio e para a função de engenheiro agrônomo (80). As remunerações serão de R$ 2.254,64 e R$ 4.598,80, respectivamente.
:: LEIA MAIS »

Ministério Público pede que Incra explique venda de terra a estrangeiros

A compra de terras por estrangeiros no Brasil está ocorrendo sem controle das autoridades. A constatação é do Ministério Público Federal, que decidiu cobrar de órgãos da administração do governo o cumprimento de normas legais que determinam a fiscalização dessas transações.

 No final do ano passado, ao tentar fazer um levantamento dos negócios de terras com estrangeiros, os procuradores ficaram surpresos com a falta de informações sobre o assunto. Os precários dados obtidos por eles, porém, já foram suficientes para mostrar que o capital estrangeiro está sendo despejado em regiões onde o agronegócio é mais vigoroso e dedicado à produção de grãos e cana-de-açúcar. O Estado que mais recebe compradores internacionais é Mato Grosso, seguido por São Paulo e Mato Grosso do Sul. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia