WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


:: ‘Haiti’

Desastres naturais causaram prejuízo de US$ 109 bilhões em 2010, diz ONU

Agência Estado


Destroços em Concepción, no Chile, uma das áreas mais afetadas pelo terremoto.

GENEBRA – Os desastres naturais causaram um prejuízo de US$ 109 bilhões em 2010, um valor três vezes maior que o registrado em 2009, informou nesta segunda-feira, 24, a Organização das Nações Unidas (ONU). China e Chile foram os países que mais foram prejudicados.

O tremor de magnitude 8.8 em fevereiro no Chile custou ao país US$ 30 bilhões. Na China, as enxurradas e deslizamentos de terra causaram US$ 18 bilhões em perdas, segundo o Centro de Pesquisas para Epidemiologia de Desastres.

Embora o terremoto de janeiro no Haiti tenha sido o desastre mais mortífero do ano passado, matando 316 mil pessoas segundo o governo haitiano, o custo econômico foi de apenas US$ 8 bilhões. As enchentes de julho e agosto no Paquistão causaram um prejuízo de US$ 9.5 bilhões.

Margareta Wahlstrom, secretária-geral assistente para a redução do risco de desastres, disse que países em desenvolvimento agora enfrentam prejuízos maiores no caso de tragédias. “A riqueza acumulada que é afetada pelos desastres está crescendo”, disse.

Cidades estão particularmente expostas a grandes perdas econômicas quando a infraestrutura está vulnerável a terremotos ou tempestades. “Com mais terremotos e fenômenos climáticos extremos em áreas urbanas, a situação da reconstrução nessas áreas se torna mais crítica”, disse a secretária assistente. Em 2009, o total dos prejuízos foi baixo – um total de US$ 34,9 bilhões.

Dos 373 desastres registrados no ano passado, 22 ocorreram na China, 16 na Índia e 14 nas Filipinas, segundo o órgão da ONU. As tempestades, terremotos, ondas de calor e de frio afetaram 207 milhões de pessoas e mataram 296 mil, segundo os dados, que não consideram o aumento do número de vítimas anunciado há algumas semanas pelo governo haitiano por conta do terremoto de janeiro de 2010.

Haiti: seis meses após o terremoto, situação ainda é dramática

Escassez de água potável aumenta risco de epidemias.
Transcorridos seis meses do terremoto de 12 de janeiro que devastou o Haiti, causando a morte de mais de 200 mil pessoas e deixando outros 300 mil feridos além de um milhão de desabrigados, a maior parte da população atingida vive ainda em situação de emergência em abrigos improvisados, enfrentando escassez de água potável e um alto risco de epidemias.
Segundo denuncia a organização humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF) em um relatório divulgado na última sexta-feira, a situação para muitos haitianos “permanece ainda precária, enquanto cresce a frustração entre a população, dada a lentidão da reconstrução”.
Os quase dois milhões de pessoas afetadas pelo terremoto, das quais 1,2 milhão permanecem abrigadas em acampamentos provisórios, continuam a depender das agências humanitárias. :: LEIA MAIS »

Cirurgião de Vitória da Conquista dá importante contribuição às vítimas do terremoto no Haiti

do Acessemed

Registramos, com orgulho, o retorno a Vitória da Conquista-BA do jovem cirurgião geral André Andrade, de importante e árdua missão no Haiti, onde participou ativamente na assistência às vítimas do terremoto que arrasou aquele país no início do ano.

O abalo sísmico foi registrado às 16h53m10s do horário local (21h53m10s UTC), na terça-feira, 12 de janeiro de 2010. André esteve lá em abril passado e incorporou-se às equipes de médicos e demais profissionais de saúde de todo o mundo.

Evangélico, de temperamento calmo e com grande senso de solidariedade e abnegação, sempre colocou a medicina no patamar da filantropia e da subserviência a Deus. :: LEIA MAIS »

Missões: Missionários Americanos são libertados no Haiti

Laura Silsby foi a última missionária a ganhar a liberdade, mesmo sendo condenada

 Missionários Americanos são libertados no Haiti

Laura Silsby, líder do grupo de 10 missionários americanos, detida no Haiti acusada de tentar retirar ilegalmente crianças haitianas do país, foi libertada nesta segunda-feira, apesar de condenada pela Justiça local.
O juiz disse que ela já havia cumprido seu tempo na prisão, três meses e meio, e por isso foi liberada. Os missionários embarcaram em um vôo de volta para os Estados Unidos, de acordo com seu advogado Chiller Roy.
Em abril, o juiz retirou as acusações de rapto de menores e associação criminosa contra todos os 10 voluntários. No entanto, Silsby foi condenada por organizar viagens irregulares.
Ela era a líder de um grupo de dez integrantes da Igreja Batista que foram detidos na fronteira do Haiti com a República Dominicana, dia 29 de janeiro, com supostos órfãos.
:: LEIA MAIS »

Missões: Pastor fala das necessidades do Haiti

Por Marcia Pinheiro

A parceria entre a Junta de Missões Mundiais e a Associação das Igrejas Batistas Haitianas para a Missão Integral (AEBHMI) já dura um ano. Antes mesmo do terremoto de 12 de janeiro o país já era classificado como o mais miserável das Américas. A tragédia tornou a ação de socorro àquela nação da América Central mais urgente e o Projeto Por Um Novo Haiti tem sido abraçado pelos batistas brasileiros. O Pr. Jonathan Joseph, obreiro da terra da JMM no Haiti, esteve no Brasil recentemente para compartilhar com algumas igrejas a situação dos irmãos em Cristo haitianos e da obra missionária em seu país, após esse terremoto devastador.
“São muitas as nossas necessidades, frente à tragédia que vivemos, especialmente três kits de evangelização em massa para projetar o filme Jesus e outros. Este kit é composto de projetor, amplificadores com cornetas, telão, gerador e uma caminhonete para cada uma das equipes. Depois do terremoto, o povo haitiano está muito aberto a escutar a Palavra de Deus. Sabemos que o Evangelho é gratuito, mas a evangelização custa muito”, diz o pastor, que revelou ainda a intenção de utilizar o esporte como estratégia da evangelização e que, para isso, necessita de uniformes e material esportivo.
:: LEIA MAIS »

Brasil é o primeiro país a liberar dinheiro para reconstrução do Haiti

Agência Brasil/ Tribuna da Bahia

 Exatamente uma semana depois de comprometer-se durante reunião de cúpula da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) a liberar recursos para auxiliar na reconstrução do Haiti, o Brasil tornou-se ontem (11) o primeiro país a contribuir efetivamente para o fundo internacional criado em Nova York no último mês de março.

 Na reunião da Unasul, ocorrida em Buenos Aires no último dia 4, o Brasil, Uruguai, Paraguai, Equador, Peru, Chile, Suriname, a Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana e Venezuela concordaram em doar U$ 100 milhões ao Haiti. Ontem, o secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores, Antônio Patriota, liberou, em Washington, US$ 55 milhões para o fundo de socorro ao país caribenho devastado pelo terremoto de janeiro. Desse total, U$ 40 milhões correspondem à parcela brasileira dentro do programa Brasil-Unasul e já incluem US$ 15 milhões transferidos a título de ajuda direta ao orçamento do governo haitiano.

O presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, e o embaixador do Haiti nos Estados Unidos, Raymond Joseph, também presentes na cerimônia de de ontem em Washington, esperam que outros países façam doações nas próximas semanas. Segundo informações da BBC Brasil, Zoellick afirmou que é preciso “agir rápido” antes que a temporada de furacões que se aproxima cause ainda mais estragos no Haiti. :: LEIA MAIS »

Nova caravana para o Haiti

Uma nova caravana missionária, sob a liderança do Pr. Mayrinkellison Peres Wanderley (Coordenador da JMM) saiu de Belo Horizonte na madrugada do dia 16 de abril para o Haiti.

O grupo, formado por 12 profissionais de diversas áreas, é formado por: André Oliveira de Andrade (médico na Bahia), Leonardo Pedro Wichert Neto (construtor no Paraná), Thiago Fernandes de Oliveira (fisioterapeuta em São Paulo), Nixon Rodrigues da Rocha (pastor no Maranhão), Carlos Alberto da Purificação Carvalho (pastor na Bahia), Regina Helena Ferreira Refosco (médica e missionária na Paraíba), Gerval de Oliveira Pereira (pastor em Sergipe), Genesi Brasil (psicóloga em Goiás), Erik Carlos de Oliveira (estudante de enfermagem em São Paulo), Luiz Pinheiro (médico em Goiás), Alexandre Peixoto (pastor e Representante da JMM em Minas Gerais), Jaila Dias Borges (farmacêutica em São Paulo), Mariane Lins (do Paraná) e Mayrinkellison Peres Wanderley. Eles retornam ao Brasil nesta quarta-feira (28), pela manhã. :: LEIA MAIS »

Missões urgentes: Caravana para o Haiti precisa de médicos e enfermeiros

A JMM está organizando uma caravana de profissionais voluntários da área da saúde que trabalhará no Haiti entre os dias 17 e 27 de abril. Atualmente, o grupo conta com 12 pessoas, das várias especialidades, mas há necessidade de médicos e enfermeiros, além de farmacêuticos e nutricionistas, para atender à grande demanda diária.
Os interessados devem procurar a JMM até o dia 10 de abril para concluírem suas inscrições. O custo da viagem está em torno de R$ 2.000,00 (dois mil reais). O voo sairá de Belo Horizonte para Santo Domingo, na República Dominicana, na madrugada do dia 16. Importante: reserve cerca de R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais) para despesas com alimentação, transporte e hospedagem. O trabalho será feito em clínicas médicas e nas igrejas, com atendimento clínico geral. :: LEIA MAIS »

Michael W. Smith reúne famosos em coral pelo Haiti

O bem conhecido e premiado artista Michael W. Smith reuniu, em Nashville, diversos artistas para gravar “Come Together Now”, uma música composta por Michael W. Smith, David Mullen e Cindy Morgan

No início de janeiro, Michael reuniu artistas da comunidade de Nashville e além, no estúdio Ocean Way, para cantar “Come Together Now”, uma música escrita para lembrar as pessoas de nossa obrigação em ajudar nossos irmãos e irmãs no Haiti.

Artistas que vão emprestar suas vozes incluem: Aaron Shust, Alathea, Amy Grant, Ashley Cleveland, Austins Bridge, Brandon Heath, Britt Nicole, Chris McClarney, Chris Sligh, Don Poythress, Dorothy Savage, Duane Allen, Echoing Angels, Everlife, Francesca Battistelli, Jaime Jamgochian, Jared Anderson, Jody Davis, John Schlitt, Kate Lazar, Katinas, Kevin Max, Kirk Sullivan, Lee Greenwood, Manic Drive, Margaret Becker, Mark Hall, Matt Dowley, Matthew West, Matt Maher, Meredith Andrews, Michael Tait, MIKESCHAIR, Mike Weaver, Paige Armstrong, Phil Stacey, Point of Grace, PureNRG, Rachael Lampa, Restless Heart, Selah, Steven Curtis Chapman, Toby Mac, Wynonna, and Yellow Cavalier. (essa lista ainda pode mudar).

:: LEIA MAIS »

Bush limpa mão na camisa de Clinton após cumprimentar haitiano

O ex-presidente dos Estados Unidos George w. Bush, conhecido pelas diversas gafes cometidas durante seu período no poder, foi flagrado limpando a mão na camisa do colega Bill Clinton após cumprimentar um haitiano nesta quarta-feira (24).

Bush ainda tentou disfarçar, mas Clinton pareceu não gostar nem um pouco da atitude do republicano.

Os dois ex-presidentes são representantes da Nações Unidas na coordenação dos esforços de ajuda ao Haiti, devastado por um terremoto de sete graus na escala Richter no dia 12 de janeiro.

Tremor provoca 4 mortes no norte do Haiti

Porto Príncipe – Pelo menos quatro pessoas morreram e outras três ficaram feridas na queda de um prédio na cidade de Cap-Haïtien, no norte do Haiti, informou hoje a imprensa local.

Duas das vítimas morreram na hora, enquanto as outras duas foram encontradas entre os escombros do prédio, que desabou na madrugada de sábado para domingo.

As equipes de resgate encontraram três pessoas com vida, embora feridas, que foram levadas ao hospital de Cap-Haïtien.

:: LEIA MAIS »

Haiti, esta é a Hora

Acordamos ontem com a estarrecedora notícia sobre o terremoto no Chile, a qual veio junto com a notícia sobre o tremor também no Japão. Estávamos nos preparando para mais um dia de atividades, onde nossa tarefa da manhã seria ir com Peterson (O diretor da JOCUM Haiti), orar sobre um terreno que lhes foi proposto para doação. A Equipe pioneira está aqui desde o terremoto e resolveu se implantar de vez como base na Capital Port Au Prince (PaP). Como costumeiramente fazemos, pulamos todos nas traseiras das pick ups e fomos para nossa aventura matinal. Digo aventura mais pelo ao fato de sermos conduzido através do caótico transito local, sem leis e com regras próprias individuais, tipo: Você decide, ou quem for menos responsável, acelera primeiro e…dê no que der!.  Durante o percurso nos perdemos umas quatro vezes entrando e saindo de ruas muito similares, isso porque tínhamos um guia que conhecia o caminho, mas, os sinais que lhe eram familiares antes do terremoto, foram todos alterados.

:: LEIA MAIS »

Haiti: Cerca de 600 Bíblias em áudio são distribuídas para vítimas

El net

Cerca de 600 unidades da Bíblia online foram enviadas para as vítimas do Haiti por uma entidade religiosa americana. A intenção é que mais três mil sejam doadas ao país que sofreu com um terremoto que devastou a nação no último dia 12.
 As palavras da Bíblia são transmitidas em áudio através de um aparelho que é carregado com a energia solar. O objetivo do grupo é levar o conforto da Palavra de Deus para que as vítimas tenham ciência de que Ele não se esqueceu delas por causa desta tragédia, afirmou um porta-voz da instituição.
A escolha por Bíblia em áudio ocorreu porque o Haiti é o país mais pobre da América, apresentando uma alta taxa de analfabetismo, fazendo com que o aparelho se torne mais acessível à população. :: LEIA MAIS »

Momento Histórico no Haiti!!

Equipe de Jocum Brasil

 

Hoje de manhã, nós acordamos com um tremendo teste de som de um grande palco montado bem em frente ao palácio do Governo. Detalhe: era tocando só música evangélica!!

Por volta de 7h da manhã as pessoas começaram a chegar. Agora são 9h30min há em torno de 100.000 pessoas aqui na frente. Pregadores estão declarando que o Haiti pertence a Jesus, e que o Senhor é grande. O povo não para de clamar ALELUIAS! Há uma grande esperança no ar de que haverá um novo Haiti, em que o Senhor Jesus será livremente adorado! Um Haiti dedicado a Ele. :: LEIA MAIS »

Missionários americanos libertados no Haiti chegam aos EUA

Associated Press

Oito dos dez missionários americanos presos no Haiti por tentar sequestrar 33 crianças foram libertados nesta quinta-feira, 18, quase três semanas depois de o grupo ser detido na fronteira do país atingido pelo terremoto com a República Dominicana, e já estão nos EUA.

 O avião da Força Aérea dos EUA que levava os americanos pousou no aeroporto internacional de Miami por volta da meia-noite local, segundo o tenente Kenneth Scholz. Sete deles foram diretamente para um hotel dentro do aeroporto sem parar para responder a perguntas de jornalistas.

 Na quarta-feira, um juiz haitiano havia libertado os oito missionários alegando que os pais das crianças testemunharam que passaram a guarda de seus filhos voluntariamente para os americanos, que prometeram uma vida melhor às crianças. “Os pais lhes entregaram seus filhos voluntariamente”, disse o juiz Bernard Saint-Vil. :: LEIA MAIS »

Um mês após terremoto 700 mil desabrigados enfrentam chuvas

Estadão

O Haiti mal enfrenta uma batalha contra a natureza e outra já aparece no horizonte.
Dentro de poucas semanas, no final de março ou em abril, começa a estação das chuvas.
Cerca de 700 mil pessoas estão vivendo a céu aberto, em abrigos improvisados.
Os mais afortunados encontraram telhados de metal velhos e enferrujados. Outros se amontoam sob lençóis amarrados entre paus.
Organizações beneficentes dizem que abrigo é um grande desafio.
Esta semana havia uma amostra do que se pode esperar.
Às 5 horas da manhã, enquanto crianças, mães e pais dormiam sua 29ª noite sob as estrelas, caiu um temporal.
Uma enxurrada veio pelas ruas e campos, e a chuva pingava por pedaços de papelão e lençóis que até agora davam alguma proteção aos desabrigados.
Na metade da manhã, o sol secou tudo mas quando a chuva vier e cai por horas e semanas sem parar, a capital, Porto Príncipe, será transformada em um gigantesco lamaçal. :: LEIA MAIS »

Homem é resgatado vivo 4 semanas após terremoto no Haiti

EFE

Um homem de 28 anos foi resgatado na segunda-feira, 8, com vida dos escombros de um edifício no Haiti, onde estaria preso desde o dia 12 de janeiro, quando aconteceu o terremoto que devastou boa parte do país, segundo a rede de televisão americana CNN.

A emissora informou que o homem, identificado como Evan Muncie, foi localizado entre os escombros de um mercado onde vendia arroz, relataram familiares aos médicos da Universidade de Miami que estão trabalhando no Haiti.

Quando foi encontrado, Muncie estava desidratado e desnutrido, mas aparentemente não tinha ferimentos graves, segundo os médicos. O médico Mike Connelly, do projeto Medishare da Universidade de Miami, disse que Muncie “estava massacrado. Não comia nada há muito tempo e tinha ferimentos abertas com úlceras nos dois pés”.

O homem disse aos médicos que alguém tinha lhe dado água enquanto estava preso sob os escombros, mas segundo os médicos declararam à CNN, Muncie está visivelmente confuso e por vezes chega a acreditar que ainda está debaixo dos escombros.

O governo do Haiti havia encerrado as buscas por sobreviventes em 23 de janeiro para se concentrar na remoção de escombros e no atendimento médico. Mais de 200 mil pessoas morreram no terremoto.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia