WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


:: ‘boletim da copa’

Com festa e isolamento improvisado, Brasil chega a Port Elizabeth

Último Segundo

Com festa dos funcionários do hotel e torcida do lado de fora, a seleção brasileira chegou à Porto Elizabeth por volta das 18h de Brasília desta quarta-feira. Para o desembarque dos jogadores foi armado um esquema de segurança. A rua que fica em frente ao hotel foi fechada por trinta minutos. Mesmo distante da porta de entrada, cerca de 50 torcedores aguardaram os jogadores.

Mais sorte teve um grupo de funcionários do Protea Hotel Marine, onde o Brasil está hospedado. Em frente ao saguão de entrada, eles organizaram uma festa de recepção para a delegação. Cantando músicas em xhosa, um dos idiomas oficiais da África do Sul, eles recepcionaram os jogadores e receberam até um aceno do técnico Dunga.

Sem um hotel exclusivo para a sua delegação ficar em Port Elizabeth, o Brasil teve que se contentar com improvisações para manter o isolamento dos jogadores durante a Copa do Mundo. Nesta quarta-feira, o time se despediu do The Fairway Hotel, onde estava desde a chegada à Africa do Sul, no dia 27 de maio. Na concentração oficial, em Joanesburgo, todas as exigências de Dunga podiam ser atendidas.

Foto: Paulo Passos, enviado iG

Luis Fabiano chega ao hotel da seleção

Após o jogo contra o Chile, o técnico reclamou que a falta de um lugar com as mesmas características poderia atrapalhar o time. “Isso interfere porque a gente estava bem acomodado, habituado, tranqüilo, em um ambiente muito saudável, favorável à preparação da seleção. Agora vamos conviver em um hotel mais movimentado, com mais gente, mais confusão, e teremos de superar. Para nós seria melhor no hotel em que estamos, concentrados só com o pessoal da seleção, falando de futebol o dia inteiro e agora teremos de lidar com outra realidade”, disse Dunga.

Até o próximo sábado, a seleção brasileira ficará no Protea Hotel Marine, em Port Elizabeth. Diferentemente da base de Joanesburgo, o local não será usado exclusivamente pela delegação do Brasil. Apenas uma parte foi isolada para os jogadores, sendo que o restante do hotel segue recebendo outros hospedes.

A pedido da CBF(Confederação Brasileira de Futebol), o estabelecimento tentou improvisar um isolamento na entrada e tapou com cortinas pretas as janelas dos corredores e do salão de lazer usados pelos jogadores. Tudo para evitar o acesso de jornalistas e torcedores. Além disso, Dunga não quer sejam feitas imagens dos atletas durante os momentos de folga. :: LEIA MAIS »

Brasil aposta em criatividade de Kaká e Robinho para bater o Chile

Dunga ainda aguarda avaliação médica para saber se contará com Elano e Felipe Melo

 do Estadão

 

A dupla Kaká e Robinho terá papel fundamental contra o Chile

O Brasil conta com a criatividade de Kaká e Robinho, ausentes na rodada anterior, para enfrentar nesta segunda-feira, 28, às 15h30 (de Brasília), com cobertura especial do Estadão.com.br e transmissão da Rádio Eldorado/ESPN, seu maior freguês sul-americano dos últimos dez anos. O confronto com o Chile pelas oitavas de final da Copa do Mundo, em Johannesburgo, pode ter prorrogação de meia hora e até mesmo ser decidido nos pênaltis. Basta que não haja vencedor nos 90 minutos e, para o segundo caso, que o empate persista no tempo extra.

:: LEIA MAIS »

Lúcio, zagueiro evangélico da seleção, minimiza polêmica com Kaká e evita mais discussão religiosa

Lúcio, zagueiro evangélico da seleção, minimiza polêmica com Kaká e evita mais discussão religiosa

A troca de farpas entre Kaká e o jornalista Juca Kfouri repercutiu dentro da Seleção Brasileira. Na terça-feira, 22, o camisa 10 do Brasil, que é evangélico, disparou contra o jornalista, mostrando-se chateado com algumas coisas ditas por Juca. Lúcio, que também é evangélico e um dos mais religiosos do grupo, evitou entrar na discussão.

“Dentro da Seleção não tem culto. A gente sempre se reúne nos momentos oportunos. O foco principal são os treinamentos e os jogos”, disse o zagueiro.

Para evitar que os jogadores façam manisfestações religiosas exageradas, a Fifa proibiu que os atletas utilizem camisas com qualquer tipo de conotação religiosa.

“A questão da proibição da Fifa temos de respeitar. A Fifa tem suas regras e seus parâmetros, temos de respeitar”, declarou o capitão da Seleção. :: LEIA MAIS »

Possíveis adversários do Brasil na final jogam neste domingo

Gustavo Alves, do R7

Gerrard e Capello tentarão levar a Inglaterra até as quartas de final

REUTERS/Darren StaplesGerrard e Capello tentarão levar a Inglaterra até as quartas de final
A primeira posição do Brasil no Grupo G deixou o caminho da seleção brasileira mais “tranquilo” até a final, longe de Argentina, Alemanha e Inglaterra. Neste domingo (27), as três seleções, campeãs mundiais, entram em campo para decidirem vagas nas quartas de final da Copa do Mundo. Os vencedores dos dois jogos se enfrentam nas quartas de final.

Às 11h (horário de Brasília), no estádio Free State, em Bloemfontein, acontece um dos maiores clássicos do futebol mundial. Alemanha e Argentina só se encontraram já nas oitavas de final porque os ingleses ficaram em segundo lugar no Grupo C, atrás dos Estados Unidos – que foram derrotados e eliminados neste sábado (26) por 2 a 1 pela seleção de Gana. Já os alemães lideraram o Grupo D. Serão quatro títulos mundiais em campo.
Ambos chegam a esse ponto da competição sob desconfiança. Os alemães, com uma seleção “experiente” (boa parte dos titulares disputou a Copa de 2006) apesar de jovem, sofreram apenas um gol até agora na Copa, exatamente na derrota por 1 a 0 para a Sérvia, na segunda rodada. Na estreia, golearam a Austrália por 4 a 0. No último jogo da fase de grupos, bateu Gana por 1 a 0 e garantiu a ponta.
:: LEIA MAIS »

França e África do Sul fazem duelo por honra e orgulho dos torcedores

Globo Esporte

Com as duas seleções com chances remotas de classificação, a partida entre França e África do Sul tinha tudo para ser um jogo sem muitos atrativos, no encerramento do Grupo A da Copa do Mundo. Mas a crise sem precedentes no time europeu, com direito a corte de jogador, boicote a treino, pedido de demissão de dirigente e intervenção do governo, fez com que os Bleus levantassem algumas questões que só serão respondidas quando a bola rolar: assim como em 2002, terminarão o Mundial sem fazer um gol sequer? Os atletas atenderão às instruções do isolado técnico Raymond Domenech? O time se dedicará em campo na luta pela honra?

Alheia ao caos francês está a seleção da África do Sul, próxima de gravar seu nome na história das Copas como a primeira anfitriã a ser eliminada na primeira fase. Ainda sem vencer no Mundial, a equipe do técnico brasileiro Carlos Alberto Parreira quer um triunfo a qualquer custo para, ao menos, dar à sua apaixonada torcida o doce sabor da vitória como uma última e boa impressão. A partida, que acontece às 11h (de Brasília), no estádio Free State, em Bloemfontein, tem transmissão ao vivo do GLOBOESPORTE.COM, da TV Globo e do Sportv.Franceses em crise sem fim

A França chega para o jogo com um empate (0 a 0 com Uruguai) e uma derrota (2 a 0 para o México). Mas o maior problema é a crise provocada pelo desentendimento entre o técnico Raymond Domenech e o atacante Anelka.

Raymond Domenech coletiva França
Apesar da turbulência, Domenech diz acreditar em
uma vitória francesa nesta terça-feira (Foto: EFE)

Depois vieram o corte do jogador, uma suposta discussão entre Ribéry e Gourcuff no avião, o desentendimento entre o capitão Evra e o preparador físico Robert Duverne, o boicote dos demais jogadores a um treino, o pedido de demissão do vice-presidente da Federação Jean-Louis Valentin e, por fim, a reunião tête-à-tête entre atletas e a ministra de saúde e esporte da França, Roselyne Bachelot. :: LEIA MAIS »

Brasil faz 3 a 1 na Costa do Marfim e se classifica para as oitavas

do globoesporte.com

Luis Fabiano marca duas vezes, e Kaká é expulso no segundo tempo

Foi uma vitória para restabelecer a paz entre a seleção brasileira e a torcida, que na arquibancada do Soccer City gritou “olé” e “o campeão voltou” para o placar de 3 a 1 sobre a Costa do Marfim neste domingo, em Joanesburgo. E foi também uma vitória que testou os nervos de aço de alguns jogadores, já que os africanos apelaram para faltas duras depois de levarem três gols até os 17 minutos do segundo tempo. Kaká não passou nesse teste e foi expulso.

Os gols marcados por Luis Fabiano (duas vezes) e Elano fazem do Brasil o segundo país classificado para as oitavas de final da Copa do Mundo, depois da Holanda, e o terceiro a conseguir 100% de aproveitamento, junto com holandeses e argentinos. A primeira colocação do Grupo G pode ficar garantida já nesta segunda-feira, em caso de empate entre Portugal e Coreia do Norte, que se enfrentam às 8h30m. O Brasil, que foi a seis pontos, enfrenta na última rodada os portugueses, que por enquanto têm um. Os africanos, que ficaram estacionados em um ponto, encaram os coreanos (que têm zero). Os dois jogos serão realizados ao mesmo tempo, às 11h de sexta-feira.

Se contra a Coreia do Norte o Brasil demorou a criar um lance de perigo, no jogo deste domingo ele surgiu com menos de um minuto. Robinho puxou contra-ataque, após tabela com Kaká, e arriscou de longe – sem tanto perigo – em vez de tentar o passe para Luis Fabiano, mais bem colocado pela esquerda. O que parecia um bom sinal, entretanto, transformou-se em exceção nos primeiros 20 minutos. :: LEIA MAIS »

Alemanha paga por vacilos individuais e cai diante da Sérvia no Grupo D

Globo Esportes

Podolski perde pênalti e Klose é expulso na derrota diante dos ex-iugoslavos


Sensação na primeira rodada da Copa do Mundo, a Alemanha acabou decepcionando sua torcida nesta sexta-feira ao ser derrotada por 1 a 0 pela Sérvia, na cidade de Porto Elizabeth, em duelo válido pelo Grupo D do torneio. Os germânicos controlaram o jogo, mas acabaram esbarrando em erros individuais de Klose e Podolski. O primeiro foi expulso de maneira boba ainda no primeiro tempo. O segundo desperdiçou um pênalti que, pelo menos, poderia ter empatado o confronto. Sem ter nada a ver com isso, os ex-iugoslavos se aproveitaram da vantagem numérica e conseguiram seus primeiros pontos na competição.Na última rodada, dia 23, a Alemanha enfrenta Gana, que ainda joga pela segunda rodada diante da Austrália neste sábado. A seleção da Terra dos Cangurus, por sua vez, é adversária da Sérvia no encerramento da primeira fase.Sérvia troca coragem por preucação

Apesar do discurso na véspera da partida ser de coragem e superação para encarar a Alemanha, a Sérvia entrou em campo com um formação bastante defensiva. O técnico Radomir Antic barrou o atacante Pantelic e, em vez de colocar outro atleta da posição, preferiu fechar o meio de campo com Ninkovic e deixou o gigante Zigic, de 2,02m, isolado na frente.

Pelo lado alemão, cuja torcida era maioria no estádio Nelson Mandela Bay, Löw seguiu a máxima de que “em time que está ganhando não se mexe” e manteve a escalação da estreia diante da Austrália (triunfo por 4 a 0). :: LEIA MAIS »

México vence pela primeira vez e complica França na Copa

Gazeta Esportiva

Pela primeira vez na história, o México derrotou a França. Nesta quinta-feira, no Estádio Peter Mokaba, em Polokwane, os latino-americanos venceram por 2 a 0, graças gols de Hernández e Blanco, em confronto válido pelo Grupo A da Copa do Mundo da África do Sul.

O triunfo deixa o México com boas chances de classificação às oitavas de final do Mundial. O time chega à última rodada da competição na segunda colocação da chave, com quatro pontos ganhos, e enfrenta o Uruguai, que também soma quatro pontos. Um empate na última partida da primeira fase classifica as duas seleções.

Já a França complica-se na Copa do Mundo. Com apenas um ponto ganho e sem gols marcados em duas partidas disputadas, o time comandado por Raymond Domenech enfrenta a África do Sul, precisando vencer e torcer contra México ou Uruguai para avançar às oitavas de final do Mundial.

:: LEIA MAIS »

Grécia faz história e vence pela primeira vez nas Copas

 

 

 

Gazeta Esportiva

Treinador mais velho na África do Sul-2010, o alemão Otto Rehhagel, de 71 anos, parece predestinado a alcançar feitos importantes pela Grécia. Há seis anos, o comandante levou o país ao inédito título da Eurocopa. Nesta quinta-feira, fez parte do time grego que venceu pela primeira vez em uma Copa do Mundo. A vítima: a Nigéria, derrotada de virada por 2 a 1, no estádio Free State, em Bloemfontein.Antes da partida, a Grécia nem sequer havia marcado um gol em Mundiais. Contudo, Salpingidis e Torosidis fizeram a torcida soltar o grito engasgado na garganta diante de um rival que atuou com um a menos desde a etapa inicial – pela expulsão de Kaita.

O resultado deixa a Argentina na liderança isolada do grupo B (seis pontos) e bem próxima da classificação para as oitavas de final. Os gregos estão com três ao lado da Coreia do Sul. A Nigéria segue sem pontuar. Todos os integrantes da chave permanecem com chances.

Na última rodada do grupo B, a Grécia decide seu futuro contra a Argentina, em Polokwane. Já a Nigéria encerra a participação na primeira fase diante da Coreia do Sul, em Durban. As partidas estão marcadas para o dia 22 (terça-feira).

JogoA Grécia iniciou o confronto sem demonstrar qualquer evolução em relação à derrota contra a Coreia do Sul. Sem criatividade no meio-campo, a campeã da Europa de 2004 parecia um bando desorganizado. O time do técnico Otto Rehhagel não fazia jus à vaga no Mundial. :: LEIA MAIS »

Com brilho de Messi e hat trick de Higuaín, Argentina goleia e vence a segunda

Argentina's Lionel Messi, left, celebrates with teammates including Argentina's Martin Demichelis, right, and Argentina's Angel Di Maria during the World Cup group B soccer match between Argentina and South Korea at Soccer City in Johannesburg, South Africa, Thursday, June 17, 2010. (AP Photo/Ivan Sekretarev)

Ivan Sekretarev/AP

Com boa atuação de Lionel Messi e três gols de Higuain, a Argentina venceu a Coreia do Sul por 4 a 1, nesta quinta-feira, no estádio Soccer City, em Johannesburgo, e conseguiu sua segunda vitória seguida na Copa do Mundo-2010.

Melhor jogador do mundo, Messi, apesar de não anotar nenhum gol, participou de todos eles. O único gol argentino não marcado por Higuaín foi contra de um jogador coreano.

Antes, o time de Diego Maradona havia estreado com triunfo por 1 a 0 sobre a Nigéria. A Argentina é a primeira seleção a conseguir duas vitórias seguidas até agora.

Com a vitória, a Argentina chegou a seis pontos no Grupo B, contra três da Coreia. Nigéria e Grécia, que ainda não pontuaram, se enfrentam daqui a pouco, às 11h (horário de Brasília), em Bloemfontein.

:: LEIA MAIS »

Argentina pega a Coreia do Sul de olho em vaga nas oitavas

 

 

Mário André Monteiro, iG São Paulo

Argentina e Coreia do Sul podem dar um passo decisivo rumo à classificação para as oitavas-de-final da Copa do Mundo. Quem vencer o duelo desta quinta-feira pelo grupo B, em Joanesburgo, praticamente assegura uma vaga no mata-mata da competição. O jogo acontece às 8h30, no estádio Soccer City, palco da final. 

A Coreia do Sul é a líder da chave com três pontos, mesma pontuação da Argentina, mas leva vantagem por ter melhor saldo de gols. Na estreia, os asiáticos venceram a Grécia por 2 a 0, enquanto os sul-americanos bateram a Nigéria por apenas 1 a 0.

O duelo marca o reencontro de Maradona com Huh Jung-Moo. Os treinadores de Argentina e Coreia do Sul, respectivamente, se enfrentaram como jogadores na fase de grupos da Copa do Mundo de 1986, no México. Na ocasião, os argentinos venceram por 3 a 1 e se sagrariam campeões ao final do torneio.Esta semana, Maradona brincou dizendo que, naquela ocasião, o técnico sul-coreano, que era volante, lhe deu duas entradas violentas. Sobre o jogo desta quinta, o argentino pediu a seus comandados que tenham mais capricho na hora das finalizações, que quase custaram a vitória contra Nigéria.

“Nós precisamos ganhar para subirmos mais um degrau na luta para chegarmos ao sétimo jogo (final). Mas para isso não podemos pecar tanto nas finalizações, pois isso uma hora vai nos cobrar. O que me deixa feliz é que estamos conseguindo criar”, afirmou o técnico.

Após o rendimento abaixo do esperado no magro triunfo do primeiro jogo, especulou-se que Maradona mexeria na escalação da equipe, mas o treinador tratou de descartar qualquer mudança. A única alteração do time que estreou é no meio-campo. Com dores na panturrilha, Verón dará lugar a Maxi Rodriguez.

“Foi difícil a decisão de deixá-lo fora dessa partida. Ele (Verón) quer jogar, mas corremos o risco da situação piorar. Não quero que a Copa termine para ele”, afirmou o técnico da seleção argentina.

O esquema tático para o jogo contra os sul-coreanos será o mesmo, inclusive com o meio-campista Jonás Gutiérrez improvisado na ala-direita. Dí Maria e Gonzalo Higuain, que pouco fizeram contra a Nigéria, serão mantidos na equipe titular.

Já a Coreia do Sul tem como missão parar Messi, o que facilitaria muito no objetivo de arrancar ao menos um empate contra os argentinos. E o treinador Huh Jung-Moo está otimista para o duelo. “Não importa quanta força eles têm. Se fizermos o que temos que fazer, nós podemos continuar a crescer. Não devemos pensar de forma negativa só porque é a Argentina”, analisou. 

Veron foi substituído na partida contra Nigéria e não pega a Coreia do Sul
Foto: Getty Images

Veron foi substituído na partida contra Nigéria e não pega a Coreia do Sul :: LEIA MAIS »

Fórlan faz dois, Uruguai quebra tabu e fica perto das oitavas

Gazeta Esportiva

Nesta quarta-feira, o Uruguai jogou melhor, apertou os 90 minutos e venceu a África do Sul por 3 a 0. Com o triunfo, os sul-americanos conquistaram a primeira vitória na Copa 2010 e encerraram um jejum de vitórias que perdurava 20 anos – o último resultado positivo foi em 1990, na Alemanha.Após empatarem na primeira rodada, África do Sul e Uruguai começaram a todo vapor a partida. A Celeste Olímpica, mais tranquila em relação à estreia diante da França, mostrou-se mais consistente e perigosa, sobretudo com a bola no chão.

Já os Bafana Bafana, embalados pelos fanáticos torcedores, apostaram em chutes de longa distância. Herói no primeiro jogo contra o México, o meio-campista Tshbalala era o que mais arriscava.

Dispondo de atacantes rápidos como Luis Suárez e Fórlan, o selecionado bicampeão do mundo (1930 e 1950) abriu o placar aos 23 minutos da primeira etapa. O filho do ex-são-paulino Pablo Fórlan ajeitou e acertou um belo chute de fora da área. A bola ainda desviou no zagueiro Mokoena para balançar as redes do goleiro Khune, que nada pôde fazer.

:: LEIA MAIS »

Depois de 48 anos, Chile volta a vencer na Copa: 1 a 0 sobre Honduras

Globo Esporte/Por Carlos Augusto Ferrari Direto de Nelspruit, África do Sul

Em 2002 e 2006, o povo chileno assistiu à Copa do Mundo com um vazio no peito, já que não foi representado no Mundial. Nesta quarta-feira, os jogadores da seleção resgataram este sentimento tão importante para quem gosta de futebol. Foram além. Relembraram, e fizeram outros tantos sentirem pela primeira vez, o quanto é bom comemorar uma vitória na competição. No Mbombela Stadium, em Nelspruit, o Chile derrotou Honduras por 1 a 0, na primeira rodada do Grupo H. Foi o mesmo placar do último triunfo em Copas, contra a Iugoslávia, em 1962, quando sediou o evento. Até a estreia na Áfica do Sul, foram seis empates e sete derrotas. O atacante Beausejour, autor do gol, foi eleito o melhor da partida. Com o resultado, a seleção chilena lidera a chave com três pontos, mas espera o resultado de Espanha x Suíça. Na próxima segunda-feira, enfrenta a Suíça, em Porto Elizabeth, às 16h (de Brasília).

Na base da velocidade, Chile abre vantagem

comemoração Chile jogo Honduras
Chilenos comemoram o gol da vitória (Foto: AFP)

Beausejour, Valdívia e Alexis Sánchez. O trio ofensivo escalado por Marcelo Bielsa é incansável. Velozes e de toques ligeiros, são jogadores que exigem o máximo de atenção dos marcadores. Foi com um futebol ousado e impetuoso que o Chile começou a Copa do Mundo. Desde o princípio de jogo, os sul-americanos tentaram sufocar a seleção de Honduras. “El Mago” Valdívia, que deixou saudade na torcida do Palmeiras, é quem organiza as jogadas de ataque. Centralizado na linha de frente, sofreu a falta que gerou a primeira chance de gol chilena. Aos dois minutos, Matíaz Fernández cobrou da entrada área e por pouco não surpreendeu o goleiro Valladares. Vidal também tentou de longe, aos oito, e o goleiro hondurenho se enrolou todo para conseguir espalmar. :: LEIA MAIS »

Robinho faz alerta para segunda rodada e mira vaga antecipada

CORREIO

Se você achou que o Brasil teve dificuldade para vencer a Coreia do Norte, se prepare para o jogo de domingo, contra a Costa do Marfim, no Soccer City, em Joanesburgo. Para Robinho, a partida válida pela segunda rodada do Grupo G da Copa do Mundo será mais complicado do que a estreia.

– Vamos ter de melhorar para o segundo jogo, porque será mais difícil. Não sabemos qual será a postura da Costa do Marfim, mas a nossa tem de ser sempre a mesma: ir para cima, para o ataque – comentou Robinho, considerado um dos melhores em campo na estreia da seleção brasileira no Mundial.

Líder do Grupo G com três pontos, o Brasil está em situação confortável na competição. Basta uma vitória sobre a Costa do Marfim, que empatou com Portugal na estreia, para assegurar a classificação às oitavas de final do Mundial. E esse pensamento já toma conta do elenco verde e amarelo.

– A Costa do Marfim é uma grande equipe, temos de jogar com respeito, mas não podemos deixar de atacar, porque nosso objetivo é a classificação – falou Robinho.

Também atacante, Luis Fabiano prevê um jogo mais aberto e com mais oportunidades no próximo domingo. Até porque a Costa do Marfim precisa ir para cima do Brasil tentar sua primeira vitória na Copa do Mundo.

– A Costa do Marfim não vai jogar tão fechada como a Coreia do Norte. Precisamos ter tranquilidade e certeza de que vamos melhorar para o próximo jogo – declarou o camisa 9, que está sem marcar pela seleção há seis jogos. :: LEIA MAIS »

Honduras e Chile estreiam na Copa para acabar com jejum de vitórias

Globo Esporte/Por Carlos Augusto Ferrari Direto de Nelspruit, África do Sul

Humberto Suazo Marcelo Bielsa atendimento Chile
Humberto Suazo e Marcelo Bielsa (Foto: EFE)

Honduras e Chile estreiam na Copa do Mundo, nesta quarta-feira, às 8h30min (13h30min na África do Sul), no Mbombela Stadium, em Nelspruit, pelo Grupo H, em situações curiosas. Correndo por fora na chave que conta com a favorita Espanha, as seleções fazem um duelo de quem retorna ao Mundial depois de um bom período de afastamento, mas com estatísticas que deixam qualquer torcedor preocupado.

Ambos não andam de bem com a vitória no torneio. Os hondurenhos, em sua segunda Copa, acumulam dois empates e uma derrota, pela edição de 1982. Já os chilenos, que participam do oitavo Mundial e regressam após se ausentarem dos dois últimos, não conseguem um triunfo desde o 1 a 0 sobre a Iugoslávia, pela decisão do terceiro lugar de 1962, quando foi sede. Depois disso, foram seis empates e sete derrotas. :: LEIA MAIS »

Japão bate Camarões e volta a vencer em Copas após quatro jogos

da Folha

A seleção japonesa venceu Camarões por 1 a 0, nesta segunda-feira, em Bloemfontein, e voltou a vencer um jogo em Copas do Mundo após quatro partidas.

Na última edição, em 2006, os japoneses, comandados por Zico, não passaram da primeira fase, ao perder para Brasil e Austrália e empatar com a Croácia. Em 2002, anfitrião, o time havia perdido para a Turquia nas oitavas de final. A última vitória havia sido na fase de grupos daquele torneio, sobre a Tunísia.

Com o resultado de hoje, o Japão se iguala à Holanda, com três pontos no Grupo E. No primeiro jogo do dia, a equipe holandesa venceu a Dinamarca por 2 a 0, no Soccer City, em Johannesburgo.

Japão e Holanda se enfrentam no próximo jogo, no dia 19, às 08h30 (horário de Brasília), em Durban. No mesmo dia, às 15h30, em Pretória, duelam Dinamarca e Camarões.

O time asiático começou melhor o jogo e dominou todo o primeiro tempo até marcar, aos 40min. Após cruzamento, a zaga de Camarões não afastou, e a bola sobrou para Honda empurrar. :: LEIA MAIS »

Ajudada por gol contra, Holanda bate a Dinamarca e inicia bem a Copa

Globo Esportes

 Uma das favoritas ao título, seleção laranja mostra bom toque de bola, mas conta com ajuda de defensor dinamarquês para abrir caminho para vitória

 A seleção da Holanda é conhecida pelo futebol ofensivo e pela habilidade de seus jogadores. Nesta segunda-feira, em seu primeiro jogo na Copa do Mundo 2010, uma das fortes candidatas ao título mostrou bom toque de bola, mas precisou de um lance de pura sorte para abrir a defesa dinamarquesa e o caminho para uma estreia vitoriosa no Mundial disputado na África do Sul. Ajudada por um gol contra de Simon Poulsen, a Laranja derrotou a Dinamarca por 2 a 0 no Soccer City, em Joanesburgo, no jogo de abertura do Grupo E da Copa.

  :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia