WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


junho 2020
D S T Q Q S S
« maio    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


:: ‘Atletas de Cristo’

Jorginho, evangélico presidente do Atletas de Cristo e braço direito de Dunga, irrita jogadores e dirigentes da Seleção

Jorginho, evangélico presidente do Atletas de Cristo e braço direito de Dunga, irrita jogadores e dirigentes da Seleção

Esse foi o sentimento de alguns jogadores da seleção com relação ao auxiliar técnico Jorginho. Braço direito de Dunga na seleção brasileira, ele pregou durante o Mundial que a equipe deveria ficar isolada dentro de um hotel em um condomínio sofisticado de Johannesburgo.

Ele também decidiu pelo fim das folgas para os jogadores durante a Copa-2010. Com Dunga, forjou no grupo que os parentes dos atletas deveriam ficar no Brasil para evitar que o time “perdesse o foco” no torneio.

Alegavam que os jogadores poderiam se desconcentrar do Mundial com os familiares na principal metrópole da África do Sul, cidade com índices de violência superior aos piores vistos no Brasil.

Apesar do discurso de reclusão, Jorginho fez o contrário. Desde o primeiro dia da Copa sul-africana, sua mulher e seus filhos estavam em Johannesburgo. O fato só foi descoberto mais tarde pelos jogadores, que se sentiram traídos pelo auxiliar técnico. :: LEIA MAIS »

Missões: Derrubando o pecado no mundo

Por Ailton Figueiredo/ JMM

No dia 24 de maio a Tricampeã Mundial de Karatê, Maria Cecília de Almeida Maia, visitou a Sede da Junta de Missões Mundiais. Como integrante dos Atletas de Cristo, ela veio em busca de material de apoio para o trabalho evangelístico que realiza em competições mundiais.
Maria Cecília de Almeida Maia, mais conhecida como Ciça, é Tricampeã Mundial de Karatê, Tetracampeã Pan-Americana, Pentacampeã Sul-Americana e Campeã do Aberto de Paris. Ela nasceu na cidade do Rio de Janeiro; é casada com Fábio Maia (ex-goleiro do América/RJ) e tem três filhos: Anna Carolina (15 anos), Anna Bharbara (8) e o caçula Fabio Allef (5). Todos praticavam karatê, mas, no momento, estão sem atividades.

Conversão e participação na obra missionária
Durante um ano Ciça viveu de maneira dissoluta, com vários problemas de ordem emocional. Ela se envolveu com pessoas que não a valorizavam e isso a deixava muito deprimida, com medo do amanhã. Sua autoestima estava muito fragilizada e negativa. Esses sentimentos a levaram a buscar fugas no álcool e nas drogas. Em 1991, quando estava no fundo do poço, um amigo a convidou para visitar uma igreja evangélica na Zona Norte do Rio de Janeiro. Foi ali que conheceu a Jesus Cristo e O aceitou como seu Salvador e Senhor.
:: LEIA MAIS »

Jogadores evangélicos que não fizeram ação social em instituição espirita, voltam ao local

Jogadores evangélicos que não fizeram ação social em instituição espirita, voltam ao local

Após muitas críticas aos jogadores santistas que se recusaram a visitar no dia 1º de abril a instituição espírita Lar Mensageiros da Luz, que abriga pessoas com paralisia cerebral, quatro dos atletas mais criticados do Peixe compareceram nesta segunda-feira ao local. Sem combinar previamente, Robinho, Neymar, Paulo Henrique Ganso e Roberto Brum fizeram surpresa para os 34 moradores, por iniciativa própria e sem a presença da imprensa.

O primeiro a chegar foi Robinho, logo após o treino. Em seguida foram Neymar e Ganso, e por último Brum, ao lado da família. De acordo com o assessor de imprensa do Santos, Fábio Maradei, o volante ligou para a escola e pediu a liberação dos filhos, para que pudessem fazer a visita ao seu lado. :: LEIA MAIS »

Jogadores evangélicos famosos se recusam a fazer ação social com pessoas com paralisia cerebral devido a entidade ser mantida por espíritas

A atitude de alguns jogadores do Santos gerou polêmica devido ao incidente em que boa parte do elenco preferiu ficar no ônibus do clube em vez de entrar no Lar Mensageiros da Luz, que atende pessoas portadoras de paralisia mental e de outras deficiências, para fazer caridade.

Jogadores evangélicos famosos se recusam a fazer ação social com pessoas com paralisia cerebral devido a entidade ser mantida por espíritas

O atacante evangélico Neymar, da Igreja Peniel, reconheceu que errou e pediu desculpas por sua atitude:

– Cheguei em casa, conversei com o meu pai, e percebi como foi ruim a nossa postura. Jamais vou repetir. Temos que pedir desculpas. Fiquei sabendo dos rituais religiosos realizados no local quando cheguei lá. Tomei essa atitude pois tinha receio de não me sentir bem. Pretendo voltar para visitar o pessoal. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia