WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


novembro 2020
D S T Q Q S S
« out    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  


:: ‘4g’

Primeiro smartphone 4G começa a ser vendido nos EUA

Claudia Tozetto, iG São Paulo

As operadoras de alguns países começaram a implementar redes de quarta geração só há alguns meses, mas o primeiro smartphone 4G começou a ser vendido nos EUA nesta sexta. É o EVO 4G, fabricado pela HTC. O site Mashable filmou alguns recursos do aparelho, reproduzidos no vídeo abaixo.

As redes 4G, também chamadas de Long Term Evolution (LTE), representam a evolução das redes 3G. Ao investir nessas redes, as operadoras tornarão as conexões de dados para celular mais estáveis e até 180 vezes mais rápidas que as conexões 3G.Os usuários americanos já encontram o EVO 4G nas lojas da operadora Sprint, que o habilitará com exclusividade, na Telesales, RadioShack, Best Buy e Walmart. O aparelho custa US$ 199,99 com um plano pós-pago de dois anos.

:: LEIA MAIS »

4G no Brasil aguarda resolução da Anatel para ser disponibilizado

do Info Online

Saltar dos usuais 1 Mbps para até 10 Mbps. Isso é o que vai proporcionar a implantação da tecnologia 4G, ou Long-Term Evolution (LTE), para celulares e smartphones compatíveis com o novo formato. O 4G é uma evolução dos padrões GSM/CDMA/WCDMA/TD-SCDMA.

Já disponível em Estocolmo e em outras 30 cidades da Suécia e da Noruega, o 4G está em processo de implantação em cidades dos Estados Unidos, do Japão, e em outros países da Europa. Em alguns casos, com poucos usuários conectados a rede, a velocidade de tráfego pode chegar a 100 Mbps.

Segundo Jesper Rhode, 44 anos, chefe de inovação de negócios da Ericsson, empresa especialista na implantação do padrão, o 4G vai deixar para trás o estigma de que a velocidade de transmissão de dados sem fio é mais lenta do que a via cabo. “O 4G consegue ser tão veloz ou até mais rápido do que a banda larga vigente hoje”, diz ele.

Para implantar o 4G Brasil, as operadoras esperam a definição da Anatel sobre quais faixas de frequência estariam disponíveis para utilização. Segundo Rhodes, o custo para as operadoras não seriam altos, uma vez que toda a estrutura dos padrões EDGE/3G seria reaproveitada. Como qualquer nova tecnologia, os aparelhos compatíveis com o padrão 4G devem ter um custo elevado inicialmente. Com o tempo, os preços devem diminuir.

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia