WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


agosto 2022
D S T Q Q S S
« jul    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  


:: ‘Notícias’

DOCUMENTÁRIO “DO CAOS À ESPERANÇA” DIRIGIDO POR ARACATUENSE TEM LANÇAMENTO NESTA SEXTA (5)

O documentário “Do Caos à Esperança” gravado no bairro Mario Quintana em Porto Alegre – RS, é o primeiro de muitos, afirma diretor Eliseu de Lima

Foto de Wal Cordeiro (1)

Para muitos, Mario Quintana é conhecido como “o poeta das coisas simples”, no entanto, para Dona Anita, Bianca, Seu Joanim, Byl e outras 60 mil pessoas, é o lugar onde eles moram.

Ao ouvir falar sobre esse lugar, o mobilizador de juventude, escritor e mestrando em comunicação, Eliseu de Lima, instigou um grupo de jovens voluntários de diferentes cidades do Brasil para passar uma semana nesta comunidade, Mario Quintana em Porto Alegre – RS. Para Eliseu, o projeto foi alimentado pelo desejo de conhecer mais sobre as pessoas que vivem as notícias que apenas escutamos, saber como elas lidam com os desafios, para onde esperam que as suas vidas caminhem e dar voz para que eles mesmos pudessem compartilhar suas histórias, lutas e esperanças. Embora a cobertura da mídia se concentre nos problemas das pessoas, muitas vezes se esquecem de escutá-las.

O resultado foi incrível!!!

Os jovens se encontram em Porto Alegre numa segunda-feira (11/7). Na sexta-feira seguinte (15/7) – quinto e último dia de caminhadas, encontros, bate-papos na comunidade, gravações e montagem – moradores do Mário Quintana se reuniram e juntos assistir, em um telão, o emocionante documentário com as histórias que eles mesmos contaram sobre si e sobre o lugar onde moram: Do Caos à Esperança!

O documentário tem 16 minutos de histórias, depoimentos, emoção, risos, poesias do poeta Mario Quintana e citações bíblicas.

Filmado e apresentando na segunda semana de julho de 2022, no Bairro Mario Quintana, o documentário é resultado de uma das ações da MOBI Brasil (www.mobi.org.br), movimento de jovens da Convenção das Igrejas Batistas Independentes – CIBI.

Foto de Wal Cordeiro

Para Eliseu, diretor do documentário, além de assumir importância antropológica e relevância em dimensão social e cultural, pela exposição e representação de realidades distintas e pela reflexão sobre a construção de identidades sobre lugares e seus moradores, “Do Caos à Esperança” reforça a ideia de que fé e cinema é uma mistura que dá certo. Este é apenas o primeiro de muitos, afirma diretor Eliseu de Lima, que também é pastor com foco em cultura, arte e juventude.

Sexta-feira (5/7) no canal do YouTube da mobi pra todo mundo assistir: MobiBrasilcibi

Link: https://www.youtube.com/watch?v=z-F2WFRj3Rc.

Cerca de 60 pessoas são mortas na Nigéria

As autoridades anunciaram que denominarão as gangues criminosas como grupos terroristas  

As autoridades anunciaram que denominarão as gangues criminosas como grupos terroristas


Pelo menos 60 pessoas foram mortas na Nigéria durante ação de um grupo criminoso. Uma gangue liderada por Bello Turji, no estado de Zamfara, estava mudando a sua sede quando os ataques aconteceram. Os bandidos, fortemente armados, atravessaram a área de várias aldeias, atirando contra civis. Eles também levaram gado que roubaram nos últimos anos.

Muitas coisas em torno desse ataque ainda não estão claras. Fontes locais disseram ao jornal Daily Trust que o líder do grupo e seus homens foram deslocados por caças da Força Aérea Nigeriana. Eles estavam na floresta Fakai, na área do governo local de Shinkafi, e estão migrando para o Sul de Zamfara. O grupo criminoso, que é formado por centenas de bandidos, foi localizado e estava sendo bombardeado pela Força Aérea nigeriana. Eles decidiram mudar sua sede para um local com florestas densas. 

Recentemente, esse grupo foi contatado para libertar cerca de cinquenta aldeões que havia sequestrado com objetivo de solicitar resgate. Os ataques e a realocação da sede podem ser resposta ao anúncio feito pelo governo nigeriano há alguns dias. As autoridades anunciaram que denominarão oficialmente essas gangues como grupos terroristas. 

Esse anúncio é uma decisão importante e dá ao governo mais possibilidades de usar o exército contra as gangues fortemente armadas. Nos últimos anos, vários grupos criminosos no Noroeste da Nigéria se tornaram pequenos exércitos. Eles controlam grandes extensões de terra. Os aldeões que vivem nessas regiões são governados pelos líderes das gangues. Eles pagam impostos para as gangues para evitar serem mortos.

Nigéria é um dos países onde os cristãos são mais perseguidosOs criminosos que fazem parte dessas gangues são majoritariamente de origem muçulmana. Isso significa que os cristãos que são sequestrados serão tratados de maneira mais violenta. Há ligações entre as gangues e organizações extremistas, como o Boko HaramRecentemente, outro ataque ligado ao grupo extremista islâmico aconteceu, um ônibus que levava turistas cristãos foi incendiado.  

Pedidos de oração 

  • Clame pela paz na Nigéria. 
  • Ore para que o governo tenha sucesso em recuperar o controle do território e faça o melhor pela população nigeriana.
  • Peça para que os cristãos tenham sabedoria para se posicionar, tenham paz no coração e permaneçam firmes na fé.  

Fonte: Portas Abertas

Pastor alerta para resultados desastrosos no Brasil no Carnaval

Por Gospel Prime
Lucinho Barreto

Pastor Lucinho Barreto (Foto: Reprodução/Instagram)

 

O pastor de jovens da Lagoinha de BH, Lucinho Barreto, usou as suas redes sociais nesta segunda-feira (15) para alertar sobre resultados catastróficos caso a população brasileira decida celebrar o Carnaval, em 2022.

“Não sou profeta do caos, mas se depois de tudo que vivemos nessa pandemia os brasileiros ainda insistirem em pular carnaval em 2022, os resultados serão desastrosos para nossa nação. Por favor, printem esse tuíte”, escreveu ele no Twitter.

Lucinho BArreto

Lucinho defende que as pessoas tenham uma nova postura depois do que vivemos na pandemia da Covid-19.

O líder religioso fez diversas lives para seus seguidores durante a crise do coronavírus. Influenciador, o pastor Lucinho conta com mais de 1 milhão de inscritos no seu canal do YouTube, 425 mil seguidores no Twitter e mais de 2 milhões no Instagram.

“Ciência, arqueologia e história apontam para a existência de Deus”, diz autor

Eric Metaxas

Eric Metaxas (Foto: Reprodução/CBN News)

Eric Metaxas, um autor best-seller americano, diz que o ateísmo está morto. Para ele, a ciência, arqueologia e história apontam para o Criador divino. Metaxas está com seu mais novo livro: “O Ateísmo Está Morto”.

“Eu literalmente nunca estive tão animado com um livro. Eu realmente não estou particularmente comprometendo o ateísmo. Isso faz parte do livro, mas estou enquadrando-o da maneira que faço com o título O Ateísmo está Morto? particularmente porque em 1966 a Revista Time tinha este infame artigo de capa que dizia: “Deus está morto?”, disse Metaxas.

Metaxas diz que esbarrou repetidamente em evidências de Deus e apontou dois exemplos específicos. O primeiro é a descoberta bíblica de Sodoma. Há cerca de 1650 A.C. uma cidade a leste da Jordânia, Alto El-Hammam, foi destruída por um meteoro. Os cientistas acreditam que a cidade poderia ser o local de Sodoma, a antiga cidade bíblica destruída por sua maldade.

“O outro tem a ver com a ideia de onde veio a vida, para começar? Sempre falamos de evolução, mas nunca falamos sobre quatro bilhões de anos atrás vocês cientistas dizem que a vida emergiu no planeta Terra como células únicas, mas ninguém pode realmente explicar como isso aconteceu. Então as coisas começaram”, explicou ele.

Metaxas escreve sobre tudo, expondo as evidências de Deus. Ele diz que ciência, arqueologia e história simplesmente não suportam o ateísmo. Segundo ele, temos vivido com esse mito, essa mentira de que a ciência e os cientistas estão em desacordo com a fé.

“Chegamos a um lugar na ciência e na história onde podemos conhecer agora. Antes talvez não pudéssemos, mas agora podemos saber que a ciência é compatível com a fé cristã e que, na verdade, foi a fé cristã que levou à ciência moderna. Tremenda ironia quando você pensa nesta narrativa secular com a qual lidamos desde Darwin”, concluiu ele, de acordo com a CBN News.

Ataque extremista causa mais de 130 mortes em Burkina Faso

O governo do país tem encontrado muitas dificuldades para combater a onda de violência instaurada (foto: AFP)

O governo do país tem encontrado muitas dificuldades para combater a onda de violência instaurada (foto: AFP)

O fim de semana começou com tristes notícias do país que ocupa a posição 32 na Lista Mundial da Perseguição 2021. Na madrugada do sábado (5), ataques de grupos extremistas islâmicos ceifaram a vida de 132 pessoas em Solhan, cidade da região norte de Burkina Faso. Homens armados invadiram vilarejos na cidade, produzindo o que o governo já considera o mais violento ataque dos muitos que já ocorrem com maior intensidade desde 2015.

Na noite da sexta-feira (4), outro ataque parecido aconteceu em Tadaryat, outro vilarejo na mesma região, 14 civis foram mortos.

O governo de Burkina Faso e os grupos extremistas islâmicos têm enfrentado uma série de conflitos com consequências trágicas. Nos dois casos recém-ocorridos, os militantes entraram nos vilarejos com o objetivo de enfraquecer as forças de defesa governamentais instaladas ali. Na sequência, começaram a invadir casas e matar também os moradores das comunidades. O presidente do país, Roch Kabore, declarou um luto oficial de três dias pelas vítimas e falou à população através de uma rede social: “Devemos permanecer unidos contra as forças do mal”. :: LEIA MAIS »

Radicais sequestram mais 200 alunos na Nigéria

Crianças e adolescentes estão em risco ao frequentarem as escolas na Nigéria (imagem representativa)

Crianças e adolescentes estão em risco ao frequentarem as escolas na Nigéria (imagem representativa)

Em 30 de maio, 200 alunos de uma escola islâmica de Tegina, na Nigéria, foram sequestrados por grupo armado. De acordo com um porta-voz da polícia do estado de Niger, os rebeldes chegaram atirando indiscriminadamente e capturando os estudantes da escola Salihu Tanko. Uma pessoa foi morta e outra ficou feriada durante o ataque.

Em entrevista à Reuters, o proprietário da escola, Abubakar Tegina, que mora próximo à escola disse que foi testemunha do incidente: “Eu vi pessoalmente entre 20 e 25 motocicletas com pessoas fortemente armadas. Elas entraram na escola e foram embora com cerca de 150 ou mais alunos”.

De acordo com Tegina, os alunos têm entre sete e 15 anos e frequentam a escola, mas moram em outros locais com as respectivas famílias. Outro funcionário disse à AFP que os radicais levaram de volta algumas crianças até 12 anos de idade, porque as consideraram muito pequenas e não poderiam andar muito. :: LEIA MAIS »

Vamos orar: Jovem cristã é ameaçada por sequestrador em Bangladesh

Enquanto estavam sequestradas, uma das jovens foi forçada a se converter ao islã (foto representativa)

Enquanto estavam sequestradas, uma das jovens foi forçada a se converter ao islã (foto representativa)

No Dia Nacional do Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a Portas Abertas relembra como a vida de cristãos em países da Lista Mundial da Perseguição 2021 é um desafio. Em locais onde há extremismo islâmico, as jovens cristãs são alvos de sequestros, casamentos forçados e agressões físicas e sexuais. Nupur* e Rekha* foram vítimas desse tipo de hostilidade.

Na noite de 2 de abril, a jovem Nupur, de 17 anos, e a prima Rekha estavam voltando das aulas da universidade em Bangladesh. Enquanto caminhavam, elas foram paradas e sequestradas por um grupo de homens muçulmanos. Após três dias, as cristãs foram resgatadas pelas autoridades.

Quando foram resgatadas, as duas garotas já haviam sido convertidas ao islã de maneira forçada. Rekha também foi legalmente casada com um dos sequestradores. Por mais doloroso que fosse, Rekha teve que voltar para o marido muçulmano, já que ela era legalmente casada com ele, enquanto Nupur voltou para a família.

“Nupur e Rekha eram estudantes muito brilhantes. Elas são muito boas em música e dança. Elas têm boa vontade entre as pessoas locais. O povo muçulmano não gosta disso, porque elas são cristãs. Por essa razão, eles intencionalmente fizeram isso com elas. Agora, as vidas delas estão destruídas”, compartilhou o tio de Nupur.

Mas o sequestrador não parou de atormentar Nupur e a família. Ele quer se casar com Nupur e agora está ameaçando sequestrá-la novamente. O muçulmano está constantemente ligando para a família, ameaçando levar Nupur novamente. Nupur não quer se casar com ele e os pais também não desejam isso para a filha. :: LEIA MAIS »

O DESENVOLVIMENTO DO BAIRRO DE ONDINA EM SALVADOR

 

Artigo - WalCordeiro foto ondina salvador

Créditos: Flickr – JHR Silva

Saiba como é a vida em um dos bairros que mais crescem em Salvador, o Ondina.

Salvador está entre as 5 melhores capitais brasileiras para se viver, e qualidade de vida é uma coisa que encontramos de sobra por estas terras baianas. A capital da Bahia possui uma série de benefícios que ajudam a melhorar a qualidade de vida de seus moradores como uma infraestrutura completa e um dos melhores turismos do país, mas muito além disso, os bairros da cidade também possuem benefícios particulares, por assim dizer, e se você está pensando em se mudar para lá, chegou a hora de conhecer o Ondina, uma das áreas que mais se desenvolve na cidade.

A BELEZA DE ONDINA: Se você está em busca de um bom apartamento para aluguel em Ondina ou até mesmo um apartamento à venda em Ondina, saiba que o local é um paraíso histórico e natural para se viver em Salvador. Toda a sua extensão é banhada pelo mar e o bairro possui uma série de árvores em suas redondezas. No Ondina é possível ter acesso ao maior campus da UFBA – Universidade Federal da Bahia – bem como ao Parque Zoobotânico que é um dos mais bonitos do país e do mundo.

INFRAESTRUTURA: Mesmo que, à primeira vista, o aluguel em Ondina possa parecer caro, ele realmente vale o investimento. O bairro do Ondina é um dos mais completos de Salvador e possui um excelente índice de segurança, além disso, é possível encontrar em suas principais avenidas – Garibaldi e Oceânica – uma série de serviços como clínicas, hotéis, bares, restaurantes e comércio em geral.

O MELHOR CARNAVAL DO BRASIL: Se você pensa em investir em um apartamento à venda em Ondina, saiba que este é um dos bairros que mais fazem sucesso durante o carnaval de Salvador. Alguns dos circuitos mais famosos da folia tem como seu ponto de chegada o Ondina e normalmente saem do bairro da Barra – outro ponto histórico da cidade – em direção ao local. :: LEIA MAIS »

Perguntas e respostas sobre o Ramadã

Hoje começa o Ramadã, o jejum islâmico que une os muçulmanos de todo o mundo em um só propósito

Hoje começa o Ramadã, o jejum islâmico que une os muçulmanos de todo o mundo em um só propósito

Neste dia 23 de abril de 2020, após o pôr do sol, tem início mais um Ramadã, o mês do jejum islâmico. São 30 dias de jejum, indo até 23 de maio. Você tem perguntas sobre o Ramadã? Talvez você tenha dúvidas sobre o que o Ramadã tem a ver com os cristãos e por que a Portas Abertas aborda o assunto. Aqui você encontrará as explicações necessárias sobre o Ramadã e suas implicações para a Igreja Perseguida. Veja abaixo o mapa de oração com pedidos em todos os dias durante o Ramadã (para ver a lista com os dias de oração clique no ícone ao lado de “Ramadã – 30 dias de oração”).

Leia a seguir uma série de perguntas e respostas sobre o tema:

Por que o Ramadã importa para os cristãos?

Porque muitos cristãos perseguidos vivem no contexto de países islâmicos, onde os muçulmanos são a maioria. A grande maioria dos cristãos perseguidos vive em países onde a opressão islâmica é o principal tipo de perseguição. Prova disso é que dos 50 países da Lista Mundial da Perseguição 2020, 41 têm a opressão islâmica como tipo de perseguição. Assim, o Ramadã afeta diretamente a Igreja Perseguida nos países de maioria muçulmana.

No Ramadã, os muçulmanos se sentem mais unidos do que nunca em uma comunidade global. Esse sentimento dá espaço a um exclusivismo religioso, em que todos os que não praticam essa fé são vistos como infiéis e, em casos mais extremos, dignos de algum tipo de punição. Assim, é inaceitável para a maioria muçulmana de um país islâmico que não muçulmanos possam comer enquanto eles jejuam. :: LEIA MAIS »

Vamos orar: NIGÉRIA

Os cristãos enfrentam uma sufocante combinação de opressão islâmica, antagonismo étnico, paranoia ditatorial e corrupção e crime organizado

  • Tipo de Perseguição: Opressão islâmica, paranoia ditatorial, corrupção e crime organizado, antagonismo étnico
  • Capital: Abuja
  • Região: África Subsaariana
  • Líder: Muhammadu Buhari
  • Governo: República presidencialista
  • Religião: Islamismo e cristianismo
  • Idioma: Inglês, iorubá, igbo, hausa, fulani
  • Pontuação: 80

POPULAÇÃO: 200,9 MILHÕES
POPULAÇÃO CRISTÃ: 93,8 MILHÕES

Com 80 pontos, a Nigéria se classificou em 12º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2020. No ano anterior, também estava em 12º, com 80 pontos. Os pontos de perseguição média permaneceram em 12,7, refletindo principalmente a pressão na vida dos cristãos que vivem em comunidades predominantemente muçulmanas no Norte. A pontuação para violência também permaneceu a mesma com 16,7, o máximo possível. A violência contra os cristãos pelo Boko Haram e pastores de cabra fulani, assim como por “atiradores desconhecidos”, tem causado muita dor entre os cristãos na parte nordeste do país e no Cinturão Médio, se espalhando até mesmo para estados do sudeste.

Em termos de tipos de perseguição, os cristãos enfrentam uma sufocante combinação de opressão islâmica, antagonismo étnico, paranoia ditatorial e corrupção e crime organizado.

Há muitos anos, há um processo contínuo de islamização forçada na Nigéria. Algumas pessoas se referem a isso como “jihad Dan Fodio”. Antes da chegada da administração colonial britânica, Usman Dan Fodio, um estudioso radical islâmico fulani, começou uma jihad islâmica em Gobir, em 1804. Por volta de 1808, ele tinha estabelecido o Califado Sokoto. Ele votou para impor o islamismo por meio da espada do deserto do Saara, no Norte, até o Oceano Atlântico e no Sul. Essa islamização forçada ganhou um grande impulso com a declaração da sharia (conjunto de leis islâmicas) no Nordeste da Nigéria, com início em 1999. Desde então tem se desenvolvido gradualmente, de maneira violenta ou não. :: LEIA MAIS »

Em meio à pandemia, terremotos e vulcões entram em atividade ao redor do mundo

Homem observa fumaça do vulcão Krakatoa em erupção na Indonésia. (Foto: Ronald Siagian/AFP)

Homem observa fumaça do vulcão Krakatoa em erupção na Indonésia. (Foto: Ronald Siagian/AFP)

Enquanto parte do mundo se fecha devido à pandemia de coronavírus, terremotos e atividades vulcânicas estão sendo percebidos por cientistas com mais frequência ao redor do planeta.

Segundo John Cassidy, sismólogo do Ministério dos Recursos Naturais do Canadá e da University of Victoria, com a redução do ruído do ambiente, aparelhos de medição estão detectando pequenos terremotos e vulcões ativos.

“Terremotos muito pequenos podem dizer algo sobre futuras erupções vulcânicas, pois o magma está se movendo profundamente na terra”, disse Cassidy ao site Global News.

No mês passado, um terremoto de magnitude 6,5 atingiu o estado de Idaho, oeste dos Estados Unidos, hoje, sem deixar vítimas ou grandes danos materiais. Houve 238 pequenos terremotos em Idaho na última semana, segundo o Serviço Geológico dos EUA.

Duas semanas antes de Idaho sentir tremores, um terremoto de magnitude 5,7 sacudiu Salt Lake City, no estado americano de Utah. Este foi o tremor mais forte na região desde 1992. Desde então, houve 886 terremotos e tremores secundários na área de Salt Lake.

De acordo com a Estação Sismográfica da Universidade de Utah, um total de 980 tremores foram mapeados em Idaho, Utah e Wyoming desde 18 de março.

Um artigo na revista científica Discover explica que a epidemia de terremotos é causada pelo “alongamento” do continente, um processo descrito em alemão como “horst and graben”. :: LEIA MAIS »

Mais de 411 mil pessoas estão curadas do coronavírus em todo o mundo

Paciente com covid-19 recebe alta em hospital chinês. (Foto: EFE)
Paciente com covid-19 recebe alta em hospital chinês. (Foto: EFE)

O número de pessoas curadas do coronavírus avançou mais de 100 mil em menos de uma semana, à medida que mais países vão vendo suas taxas de mortalidade em razão da pandemia diminuírem.

Após a China, a Espanha também está vendo sua taxa de mortalidade baixar. No último sábado (11), o país registrou o menor número de óbitos desde 23 de março e o governo espanhol estabeleceu as diretrizes para as pessoas que vão retornar ao trabalho em meio à flexibilização das medidas de confinamento.

Segundo dados atualizados pela Universidade Johns Hopkins neste domingo (12), o número total de curados do coronavírus em todo o mundo é de 411.836.

A China, país onde o vírus surgiu no fim de dezembro, segue a líder em números de cura, com mais de 77.953 pessoas recuperadas. Em seguida, aparece a Espanha, com 62.391 curados; Alemanha, com 57.400 mil e o Irã, com pouco mais de 43.894.

No Brasil, até o momento, 173 pessoas foram curadas, segundo o monitoramento em tempo real feito pela universidade. No total, 20.964 casos de infecção e 1.141 óbitos foram registrados no país.

Fonte: Guiame

“Estou orando para que isso leve a um avivamento”, diz Max Lucado sobre pandemia

Max Lucado é pastor e autor renomado internacionalmente. (Foto: Brendan Jones)

Max Lucado é pastor e autor renomado internacionalmente. (Foto: Brendan Jones)

“Este não é o mês de abril que qualquer um de nós queria”, escreveu o autor e pastor Max Lucado em um recente ensaio intitulado “Surviving April” (“Sobrevivendo em Abril”), no qual comentou e refletiu sobre o atual momento de pandemia do coronavírus que o mundo sofre de forma geral.

“Queríamos atividades ao ar livre nesta primavera. Queríamos ir à igreja no domingo de Páscoa. Queríamos uma viagem de fim de semana para ver as flores da primavera”, escreveu ele, considerando que a primavera nos EUA ocorre no mês de Abril.

No entanto, quando as Blue Bonnets (flores típicas da primavera) florescem em seu estado natal, Texas, ele diz à CBN News: “Este ano fomos atingidos por um segundo inverno”.

Enquanto ele lê as solicitações de oração que as pessoas postam em seus canais de mídia social, ele diz que parece uma dor.

“Quando olho para o meu coração, parece tristeza”, revelou.

“No fundo, o luto é uma expectativa não atendida. Esperávamos ter mais tempo com nossos entes queridos. Esperávamos envelhecer com nossos cônjuges. Esperávamos estar saudáveis ??e, quando as pessoas estão sofrendo, alguma expectativa de vida não foi atendida e isso é realmente com o que estamos lidando aqui”, explicou Lucado. :: LEIA MAIS »

Com 90 anos, pastor sobrevivente de câncer de pulmão é curado de coronavírus

O Pr. José Lopes [à direita] está recuperado do Covid-19. (Foto: Reprodução/Facebook)
O Pr. José Lopes [à direita] está recuperado do Covid-19. (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma família na Califórnia está louvando a Deus depois que o patriarca de 90 anos está recuperado do coronavírus.

Hector Lopez disse à KOVR-TV em Sacramento, que seu pai, conhecido como “Pastor Jose”, testou positivo para o Covid-19 em março.

Com um histórico de câncer de pulmão e diabetes, a família evitou dizer a ele que ele estava infectado com o novo vírus por medo de que sua condição piorasse.

“Tudo o que você tem ouvido com pessoas da idade e condição de saúde é que ele provavelmente não vai conseguir [superar]”, explicou Lopez.

Lopez confessou que tinha dúvidas de que seu pai superaria a doença. “Eu dirigi para a casa do meu pai para me despedir”, disse ele.

Chamado de Papi por sua família, Jose passou dois dias no hospital e continuou a fazer progressos notáveis até ser curado do Covid-19.

Alguns dias após a hospitalização e o teste positivo, os médicos de Jose disseram que sua saúde se alterou e o vírus começou a desaparecer.

“No dia seguinte, liguei para ele, ele estava melhor e no dia seguinte estava melhor ainda. Após duas semanas e meu pai se recuperou completamente”, disse Lopez, empolgado.

Lopez disse que seu pai superou as probabilidades – sem nunca saber que estava infectado. “Ele é um vencedor, venceu o câncer e venceu o coronavírus”.

O pastor Jose, que ministra na Igreja da Comunidade Lathrop, Califórnia, é um verdadeiro símbolo de esperança para outras pessoas afetadas pelo coronavírus.

“Deus o curou, irmão. Por toda a saúde do meu pai – meu pai não deveria estar vivo”, acrescentou Lopez.

A filha do pastor José, Sylvia Fuentes Lopez, disse à CBN News: “Este é um grande testemunho do milagre que Deus fez na vida de meu pai”.

Fonte: Guiame

Em época de isolamento social; empresa mineira lançar aplicativo de entrega gratuito

covid

E se em tempos de crise e isolamento, tivéssemos um aplicativo para entregar nossas compras ou vender nossos produtos e serviços de forma gratuita?

Foi exatamente isso que pensou uma desenvolvedora mineira de aplicativos chamada: (codificar).  No cenário onde há dezenas de milhões de brasileiros confinados em suas casas, a busca por aplicativos de delivery se dá pela praticidade e segurança que estes oferecem na entrega de alimentos, remédios e mantimentos.

O app Hey Entregas, tem taxa zero de intermediação da plataforma. A ideia já circulava em alguns setores da empresa, mas não tinha data para ser lançada, até que a epidemia surgiu e, em meio ao caos, os sócios Raphael Canguçu e Thiago Delgado perceberam que era o momento de contribuir com aquilo que faziam de melhor, criar aplicativos em tempo recorde.

A codificar conseguiu com esse feito atender vendedores e consumidores em uma plataforma moderna, rápida e diferenciada. Mas, como unir o que precisa vender com o que precisa comprar, mas não pode sair de casa? Foi aí que tomamos a decisão de executar a ideia agora.” conta Raphael Canguçu, CEO da Codificar.

Com a ideia já em prática e funcionando a todo vapor, sendo aceita pelos clientes; a codificar passou a receber dezenas de pedidos por todos pais de empresários que acabam de apostar na ideia de um app de delivery.

Para quem ficou interessado é só acessar o link abaixo:

http://heyapp.com.br/

Quatro pacientes de coronavírus saem da UTI após tratamento com hidroxicloroquina

Substância é esperança para tratamento da Covid-19. (Foto: Reprodução/Bigstock)
Substância é esperança para tratamento da Covid-19. (Foto: Reprodução/Bigstock)

Após usarem por uma semana a hidroxicloroquina, quatro pacientes que estavam internados em estado grave em uma UTI do Hospital Igesp, em São Paulo, receberam alta.

O coordenador da UTI do Hospital, Dante Senra, explicou que, no total, 12 altas foram dadas a pacientes com coronavírus e altamente suspeitos e que acredita que o hospital seja o primeiro a utilizar o medicamento.

A substância, utilizada no tratamento de doenças como artrite, lúpus e malária, tem se mostrado efetiva em limitar a replicação do novo coronavírus in vitro e provocar melhoras em pacientes tratados com o remédio.

Dante ainda explicou que não há comprovação do efeito do uso do medicamento e, portanto, não dá para garantir que os pacientes foram curados porque fizeram uso da substância.

De acordo com o médico Dante não há comprovação do efeito do uso do medicamento, com isso, não dá para garantir que os pacientes foram curados porque fizeram uso da substância.

As autoridades do Ministério da Saúde pedem que as pessoas não utilizem a substância para prevenir o Covid-19, já que só pode ser administrada sob orientação médica.

A hidroxicloroquina pode provocar diversos efeitos colaterais, como cegueira e problemas cardíacos.

Caráter experimental

O secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, informou que a eventual liberação dos remédios terá caráter experimental e valerá apenas para pacientes internados em estado grave. Ele reiterou que os dois componentes têm efeitos colaterais fortes e não podem ser estocados para serem usados em caso de eventual gripe.

“Hoje, (os medicamentos) são usados em pesquisas clínicas, com autorização dos comitês de ética dos hospitais, em associação com outros medicamentos. Caso o Ministério da Saúde libere a prescrição, poderá ser usado para pacientes graves, internados em hospitais. Não é para ser usado por quem está gripado e acha que se tomar esse medicamento e não vai ter complicações”, destacou Gabbardo.

Nos últimos dias, foi divulgado um estudo realizado na França em que a cloroquina — usada para tratar a malária — e a hidroxicloroquina — prescrita para casos de artrite reumatoide e lúpus — diminuíram a contagem viral.

Na sexta-feira (20), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou que o governo norte-americano estuda a utilização dos medicamentos no tratamento do novo coronavírus.

Sobre a autorização do presidente Jair Bolsonaro para que o Exército amplie a produção dos medicamentos, o secretário-executivo disse que a medida tem caráter preventivo no caso de um eventual aumento da demanda futura. No Brasil, o produto é fabricado em laboratórios privados, das Forças Armadas e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

“Esses medicamentos já são fabricados no Brasil e existem nas farmácias. Em função da possibilidade da utilização para casos graves de coronavírus, estamos pensando na necessidade de ampliação da produção. É isso que o presidente autorizou: que o Exército possa ampliar a produção de medicamentos”, explicou.

Ele lembrou que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) restringiu a venda dos remédios com a retenção de atestado apenas para pessoas com as três doenças tratadas pelos medicamentos: malária, lúpus e artrite reumatoide.

Fonte: Guiame

Curada do coronavírus aos 90 anos diz: “A obra de Deus em mim ainda não acabou”

Geneva Wood. (Foto: Reprodução)

Geneva Wood tem 90 anos, cinco filhos, onze netos, doze bisnetos, três tataranetos e uma história surpreendente de superação contra o Covid-19. “Ela sempre foi uma sobrevivente”, resume sua filha.

A tataravó estava no The Life Care Center se recuperando de um derrame quando no dia 6 de março testou positivo para o vírus chinês. A família ficou em choque.

“Depois de tudo que ela passou, esse vírus seria o problema que iria levá-la?”, questionou Kate Neidigh, neta de Wood que escreveu um artigo ao Seattle Refined sobre a experiência da família.

A saúde de Geneva se deteriorou rapidamente e a família se despediu através de um painel de vidro. Um médico lia a Bíblia para ela porque sua família não podia manter contato direito.

Mas então algo incrível aconteceu: Wood começou a melhorar. No dia 18 de março a jovem senhora já estava livre do coronavírus.

Os médicos a liberaram para ir para casa ficar em quarentena com a família. Na saída do hospital Geneva afirmou: “Este é um presente de Deus para minha vida, sua obra em mim ainda não acabou”.

Mais de 127.531 pessoas já se recuperaram da Covid-19 em todo mundo.

Fonte: Gospel Prime



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia