A TARDE On Line*

Um Airbus da TAM colidiu, na manhã desta quinta-feira, 6, com uma ave ao decolar no Aeroporto Luís Eduardo Magalhães, de acordo com a assessoria da empresa aérea. O voo 3171 partiu de Salvador às 6h22 com destino a Guarulhos (SP) e, apesar do choque, não precisou retornar ao aeroporto. O avião não passou por manutenção, já que a ave colidiu na fuselagem sem causar danos e não entrou na turbina. A TAM alega que os passageiros não perceberam o incidente.

O voo 4069 da Azul, que decolou 10 minutos após o da TAM, saiu atrasado por conta do incidente, de acordo com um passageiro que foi informado do choque pelo piloto da Azul.

A espécie da ave não foi identificada, mas um dos tipos comuns na região é o urubu, que é considerado de alto risco. De acordo com o Centro Técnico Aeroespacial (CTA), um urubu de 2 kg pode representar um impacto de 5 a 7 toneladas ao se chocar com uma aeronave na velocidade de 300 km/h. Essa força é suficiente para causar um acidente.

A assessoria da Infraero informou que um efetivo de 50 bombeiros monitora o espaço aéreo do aeroporto 24 horas por dia e sempre que percebe a presença de aves, espanta os animais com jatos d’água e fogos de artifício. A Infraero pede que a população evite descartar lixo e restos de animais em locais inapropriados, já que o material atrai aves de rapina.

*Colaborou João Mauro Uchôa, A TARDE