Pelo menos sete pessoas morreram e 30 ficaram feridas em um terremoto de 5,3 graus na escala Richter que atingiu o centro do Afeganistão por volta da 1h desta segunda-feira (17h de domingo em Brasília)

O epicentro foi registrado 190 quilômetros a noroeste de Cabul, capital do país, a uma profundidade de 10 quilômetros, segundo o USGC (Instituto Geofísico dos Estados Unidos, na sigla em inglês).

Segundo o vice-governador de Samangan, Gholam Sakhi, o terremoto causou as mortes de sete pessoas e também bloqueou a estrada para Ruyi du Ab, onde a terra sacudiu com mais força.

De acordo com Sakhi, dúzias de casas ficaram destruídas e também morreram muitas cabeças de gado por causa do terremoto, que foi sentido em outras regiões do país, inclusive na capital, Cabul.

As autoridades, disse Saki, enviaram uma equipe de pesquisa para obter dados mais confiáveis sobre os danos registrados.

A região de Samangan já foi golpeada em março do ano 2002 por um forte terremoto que matou centenas de pessoas.

O norte do Afeganistão e do Paquistão registram tremores pequenos, principalmente perto da cadeia montanhosa Hindu Kush, onde se encontram as placas tectônicas eurasiática e da Índia.

O Afeganistão, e especialmente a cordilheira do Hindu Kush, contém áreas de forte atividade sísmica, por isso que os terremotos são frequentes.

Folha