Uma nova agência de inteligência militar dos EUA alertou que o Irã planeja infiltrar um novo carregamento de armas no Afeganistão nas próximas semanas, disse nesta sexta-feira um alto oficial do Departamento de Defesa americano, citando uma “fonte iraniana”, segundo a rede CNN.

Outro oficial americano, no entanto, disse que o Irã apenas fornece “suprimentos limitados de armas para o Taleban… não o bastante para causar problemas para as forças de coalizão”, segundo a rede americana.

O oficial também lembrou que o Irã, país de maioria xiita, e o Taleban sunita quase entraram em guerra um contra o outro no final dos anos 1990. Por isso, não seria do interesse do Irã ser um dos principais fornecedores de armas do grupo radical islâmico.

No começo desta semana, o chefe do Estado-Maior Conjunto, o almirante Michael Mullen, disse a jornalistas ter sido pego de surpresa quando soube de um “carregamento significativo” de armas do Irã para Candahar no sudeste do Afeganistão.

Teerã já disse apoiar o governo afegão e nega alegações de que ajuda os militantes do grupo islâmico Taleban. Irã considera as acusações parte da campanha internacional contra a República Islâmica e diz que não faria sentido um governo xiita ajudar os sunitas talebans.

O Irã tem relações estreitas com o Afeganistão e recebeu milhões de refugiados afegãos expulsos pelos incessantes conflitos no país nos últimos 30 anos.

Com agências internacionais

UOL