WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


janeiro 2021
D S T Q Q S S
« dez    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: ‘vazamento’

Assange é libertado em Londres

estadão.com.br


Assange discursa após deixar a prisão ao lado de sua equipe de advogados. 

LONDRES – O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, foi libertado nesta quinta-feira, 16, pela Justiça britânica depois de ser negado um recurso da promotoria sueca contra sua liberdade condicional.

O australiano de 39 anos foi preso no último dia 7 após a justiça da Suécia emitir um pedido de prisão internacional por meio da Interpol. Assange é acusado de manter relações sexuais sem preservativos com duas mulheres suecas, à revelia delas.

“É fantástico respirar o ar fresco de Londres mais uma vez”, disse o australiano após deixar a custódia em Londres. “Seguirei trabalhando e vou seguir alegando inocência”, concluiu Assange. Após o breve pronunciamento, ele virou as costas e deixou o local. Uma nova audiência para Assange está marcada para o dia 11 de janeiro.

:: LEIA MAIS »

Duas pessoas foram indiciadas por novo vazamento no Enem na BA

estadão.com.br

SÃO PAULO – No final da terça-feira, 23, duas pessoas foram indiciadas pela Polícia Federal por causa de vazamento nas provas aplicadas no Exame Nacional do Ensino Medio (Enem). Elas são acusadas de violação de sigilo funcional. Segundo a investigação, uma professora do município de Remanso, no Estado da Bahia, viu o texto de apoio da redação cerca de duas horas antes da aplicação da prova.

 De acordo com a polícia, a apuração que durou 10 dias, apontou que a professora municipal de Remanso, aplicadora da prova no colégio Ruy Barbosa, na mesma cidade, leu o título do assunto da redação durante a abertura do caderno de provas que era destinado a deficientes visuais, no dia 07 de novembro, 2 horas antes da aplicação das provas.

A professora afirmou, em confissão, que após folhear o caderno de provas, ligou para a casa de sua sogra e repassou ao marido o tema da redação “O Trabalho e Escravidão”. Porém, o título era de um texto motivador da redação, pois o tema efetivo do exame era “O Trabalho na Construção da Dignidade Humana”.

:: LEIA MAIS »

EUA confirmam viver pior desastre ecológico de sua história

EFE

 

WASHINGTON – O vazamento de petróleo no Golfo do México é “possivelmente o pior desastre ecológico” da história dos Estados Unidos, afirmou hoje Carol Browner, assessora para meio ambiente e energia da Casa Branca.

Em declarações ao programa “Meet the Press”, do canal NBC, a assessora falou depois que a companhia British Petroleum, responsável pelo derramamento, anunciou o fracasso dos planos de bloquear o fluxo de petróleo com uma injeção de lama pesada.

“Isso quer dizer que há mais petróleo fluindo no Golfo do México que em qualquer outro momento de nossa história”, disse Carol Browner, colocando, assim, o desastre acima do naufrágio do Exxon Valdez, no Alasca, em 1989.

A assessora da Casa Branca alertou que é possível que o petróleo siga vazando até agosto, quando estarão completos os dois poços alternativos que estão sendo furados pela BP, a solução apontada como definitiva para o problema.

Segundo ela, o Governo “está preparado para o pior”, que seria a possibilidade de que nenhum dos métodos de contenção nesse meio tempo funcione e o problema não seja resolvido até que os poços alternativos sejam finalizados.

:: LEIA MAIS »

Mancha de petróleo chega à costa dos Estados Unidos

O vazamento de petróleo no Golfo do México atingiu a costa do estado americano da Louisiana, na noite desta quinta-feira (29). As agências de notícias France Presse e Associated Press informam, com base na apuração com autoridades locais, que a mancha de óleo alcançou uma ilha perto do delta do Rio Mississippi, ameaçando flora e fauna da região. A Guarda Costeira confirmou a informação à rede BBC.

Vários estados americanos estão em alerta por causa do vazamento de petróleo. Há temor de que praias e refúgios de vida selvagem sejam danificados em quatro estados. Além da Louisiana, que entrou em situação de emergência, estão ameaçados os estados do Mississipi, Alabama e Flórida.

Lontras, pelicanos e outros pássaros estão no caminho da mancha de petróleo, e o serviço de preteção ambiental do país tenta proteger as espécies ameaçadas.

Guarda Costeira dos EUA monta barreira de contenção na costa da LouisianaGuarda Costeira dos EUA monta barreira de contenção na costa da Louisiana (Foto: AP)

 G1



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia