WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


dezembro 2020
D S T Q Q S S
« nov    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  


:: ‘Teerã’

EUA elogiam protestos no Irã; polícia de Teerã detém dezenas de manifestantes

A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, manifestou na noite desta segunda-feira apoio “claro e direto” aos milhares de manifestantes que saíram às ruas do Irã em um protesto que havia sido proibido pelas autoridades do país.

 Dezenas de pessoas foram presas nesta segunda em Teerã, em marcha convocada originalmente por líderes oposicionistas para mostrar apoio às mudanças ocorridas na Tunísia e no Egito. Mas o evento iraniano acabou se transformando numa demonstração de descontentamento contra o regime do presidente Mahmoud Ahmadinejad.

“O que vemos no Irã hoje é uma prova de coragem do povo iraniano e da hipocrisia do regime iraniano – um regime que nas últimas semanas elogiou o ocorrido no Egito”, declarou Hillary a jornalistas em Washington.

:: LEIA MAIS »

Para jornais dos EUA, acordo é cartada do irã para evitar sanções

BBC Brasil/Estadão

Os principais jornais dos Estados Unidos em suas edições desta terça-feira veem o acordo nuclear negociado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, com o Irã do presidente Mahmoud Ahmadinejad como uma cartada diplomática de Teerã para evitar uma nova rodada de sanções no Conselho de Segurança da ONU.

 O “Washington Post” avalia em editorial que o acordo é “ruim” e “não fará nada para conter o programa nuclear iraniano”.

 “Pode, entretanto, descarrilar os esforços do governo Obama de concentrar a pressão internacional no Irã e dar ao regime mais tempo para enriquecer urânio e derrotar a sua oposição doméstica”, diz o jornal.

 “Em outras palavras, poderia ser um grande golpe diplomático para o regime do aiatolá Ali Khamenei, que foi muito habilidoso em explorar a aspiração dos líderes brasileiro e turco de afirmar seu papel global.”

 O acordo também foi parar na capa do “New York Times” e de outro jornal do grupo, o “International Herald Tribune”. Para ambos os jornais, o acordo não toca na “questão central” do problema, que é a insistência iraniana de continuar enriquecendo urânio e a sua postura de impedir verificações independentes.

  :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia