WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  


:: ‘obras’

Cerâmica histórica, encontrada em Tanhaçu durante escavação em obra, pode ter 1.500 anos

REDE BAHIA | G1

Peça foi encontrada durante construção de quadra de esportes em Tanhaçu. Iphan encaminhou técnico para local e diz que ainda não tem como especular. Pode ter sido de escravos ou de uma tribo Tupi que habitou o local há 1.500 anos.

Um artefato histórico tem chamado atenção e atraído muita gente para o povoado de Tucum, no município de Tanhaçu, a 499 km de Salvador. De acordo com Carlito Augusto Oliveira, presidente da Associação das Comunidades Quilombolas de Tanhaçu, uma peça de cerâmica com aproximadamente dois metros de profundidade foi encontrada por operários durante uma obra da prefeitura da cidade para a construção de uma quadra de esportes na última quarta-feira (3).

A promotora do Tribunal de Justiça em Tanhaçu, Soraya Meira Chaves, solicitou a suspensão da obra no local para que a peça encontrada seja avaliada por especialistas. “A peça foi encontrada por operários da obra em um processo de escavação. Pedi a suspensão com o intuito de preservar o artefato porque é um indicativo de uma peça arqueológica”, explica a promotora.

Segundo Soraya, o local onde a cerâmica foi encontrada é uma área quilombola. Foi solicitado ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) na Bahia, que uma equipe do órgão faça uma avaliação na peça para identificar a origem do material.

O presidente da Associação de Comunidades Quilombolas de Tanhaçu informou que o objeto foi isolado com uma cerca de cerâmica para evitar que a peça seja danificada, já que muitas pessoas estão indo visitar o artefato. “Isso não é uma coisa comum, é a primeira vez que vejo isso aqui. Tá vindo muita gente ver o artefato, nós temos pressa na avaliação”, completa. :: LEIA MAIS »

Dnit pagou R$ 287 milhões a empresário mineiro durante o mandato parlamentar

Estadão

Pavotec, empresa da qual o ex-deputado estadual Djalma Diniz é sócio majoritário, está entre as 10 que tiveram negócios mais volumosos com o departamento em 2010. A Constituição federal e a mineira vedam aos deputados “firmar ou manter contrato com pessoa jurídica.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes(Dnit) pagou R$ 286,9 milhões, entre 2004 e 2010, a uma empresa de Djalma Diniz (PPS), ex-deputado em Minas Gerais. No período, Diniz era detentor de mandato parlamentar. A contratação, pela administração pública, de empresas de deputados é vedada pela Constituição Federal e pela mineira. A empresa do ex-deputado mineiro está entre as dez que mais receberam do Dnit no País no ano passado.

Apenas em 2010, a Pavotec Pavimentação e Terraplanagem, da qual Diniz é sócio majoritário, recebeu do Dnit R$ 151,1 milhões para “manutenção” e “adequação” de trechos rodoviários em estradas federais de Goiás, Rio Grande do Norte, Piauí e Minas. Até então, o maior valor recebido pela empresa no período de um ano foram os R$ 36,3 milhões ganhos em 2009. O ex-parlamentar foi deputado na Assembleia mineira por quatro mandatos. O primeiro teve início em 1995 e último terminou em 31 de janeiro de 2011. Diniz chegou a pedir registro de candidatura para tentar um novo mandato, mas desistiu. :: LEIA MAIS »

Ministro Alfredo Nascimento será convidado a dar explicações no Senado

Último Segundo

Outros integrantes da cúpula da pasta também foram convidados a explicar denúncias sobre suposto esquema de cobrança de propina.

A Comissão de Meio Ambiente Fiscalização e Controle do Senado aprovou nesta terça-feira requerimento conjunto dos senadores Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) e Pedro Taques (PDT-MT) convidando o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, a prestar esclarecimentos sobre as denúncias envolvendo a existência de um suposto esquema de propina na pasta.

A comissão, cuja decisão eleva as pressões sobre o ministro trazidas por reportagem da revista Veja do fim de semana, também aprovou a ida ao Senado do diretor-geral do Departamento Nacional Infraestrutura de Transportes (Dnit). Luís Antônio Pagot, do chefe de gabinete Mauro Barbosa da Silva, do assessor do gabinete, Luís Tito Bonvini, e do diretor-presidente da empresa pública de ferrovias Valec, José Francisco das Neves. Todos eles foram afastados de seus cargos pela presidenta Dilma Rousseff assim que as denúncias sobre o suposto esquema de corrupção vieram à tona.

Em meio às negociações, aliados do ministro dos Transportes preferiram se antecipar aos pedidos da oposição. Mais cedo, o senador Blairo Maggi (PR-MT) já havia apresentado um requerimento. Segundo ele, o comparecimento do ministro ao Senado havia sido previamente acordado.

:: LEIA MAIS »

Denúncia ameaça ministro dos Transportes e abre crise na base aliada

ESTADÃO

Caso fragiliza Alfredo Nascimento e aumenta tensão com o PR, que controla o setor; oposição já sugere CPI.

O afastamento da cúpula do Ministério dos Transportes por suspeita de corrupção pela presidente Dilma Rousseff no final de semana deixou o ministro Alfredo Nascimento em posição insustentável no comando da pasta, na avaliação de aliados do Palácio do Planalto no Congresso. A queda do ministro é esperada em breve pelos governistas e a oposição avalia a apresentação de um pedido de criação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre o caso.

A rapidez com que Dilma atuou no episódio levantou ressentimentos na base. Parlamentares aliados previam, ontem, dificuldades futuras para a presidente na relação com os partidos que a apoiam no Legislativo. Eles sustentam que a presidente humilhou o PR, que comanda o Ministério dos Transportes, e fragilizou a confiança com a base pela forma com que agiu.

:: LEIA MAIS »

Empreiteiras com obras irregulares do PAC deram R$ 70,5 milhões ao PT

Alfredo Junqueira – O Estado de S.Paulo

Empresas responsáveis por obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) consideradas irregulares pelo Tribunal de Contas da União (TCU) doaram R$ 240,5 milhões para campanhas políticas ao longo do primeiro turno das eleições deste ano. O partido mais beneficiado pelas contribuições dessas empreiteiras foi o PT, cujas campanhas receberam R$ 70,5 milhões. Somente a direção nacional da legenda foi agraciada com R$ 18,7 milhões.

Com base em processos disponíveis no site do TCU, o Estado identificou empresas responsáveis ou integrantes de consórcios de 9 das 18 obras do PAC que apresentaram irregularidades graves e que, portanto, terão de ser paralisadas. Entram nesse grupo a Camargo Corrêa, integrante do consórcio contratado para realizar melhoramentos no Aeroporto de Vitória (ES). Foi a empreiteira que mais doou no primeiro turno: R$ 91,7 milhões.

:: LEIA MAIS »

TCU recomenda paralisação da construção da Ferrovia Oeste-Leste

A Tarde

Wagner em audiência púbica sobre a Ferrovia, em junho de 2009

A construção da Ferrovia Oeste-Leste, que liga Caetité a Barreiras, está na lista de 32 obras públicas cuja suspensão foi recomendada pelo Tribunal de Contas da União (TCU)por irregularidades graves. Dezoito delas são integrantes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), caso da Oeste-Leste. Neste ano, o plano de fiscalização do tribunal,conhecido como Fiscobras, incluiu 426 obras em todo o país.

:: LEIA MAIS »

Lula afaga Wagner e anuncia obras para a Bahia

Evandro Matos/ Tribuna da Bahia

 Em visita ontem a Salvador, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou para afagar o aliado Jaques Wagner, governador do estado, e anunciar a liberação de recursos na ordem de R$ 815 milhões para obras na Bahia. O anúncio foi feito durante a solenidade de reinauguração do Palácio Rio Branco, no Centro Histórico, uma obra de iniciativa do Programa de Desenvolvimento do Turismo no Nordeste (Prodetur 2), com recursos de R$ 7 milhões do Ministério do Turismo, Banco do Nordeste e contrapartida do governo baiano.

 Durante a visita à capital baiana, o presidente assinou o acordo de cooperação para implantação e monitoramento do Plano de Reabilitação Participativo do Centro Antigo de Salvador. “Acabou o País da destruição. Nós agora queremos recuperar o Centro Histórico de Salvador. Mas não vamos tirar de lá as pessoas que moram lá. A gente quer respeitar a dignidade do povo pobre que mora no Pelourinho e Centro Histórico”, prometeu. O presidente também assinou contratos do programa Minha Casa, Minha Vida, na ordem de R$ 181 milhões, para a construção de 4.155 unidades habitacionais para famílias de com renda de até três salários mínimos da Região Metropolitana de Salvador e municípios acima de 50 mil habitantes.

  :: LEIA MAIS »

Obra altera o fluxo de veículos na BR-324

A TARDE On Line

Motoristas que trafegam na BR-324 devem ficar atentos ao desvio que será colocado na pista a partir do próximo sábado, 5. A alteração acontecerá no Km 551, na cidade de Amélia Rodrigues (a 84km da capital baiana), no sentido Salvador/Feira de Santana.

De acordo com a Viabahia Concessionária de Rodovias S/A, a operação terá duração de cerca de 40 dias, com a extensão de 600 metros, para a realização de obras de infraestrutura.

Em nota oficial, a empresa diz ser necessário redobrar a atenção no trecho. Estima-se que o trânsito fique lento na região e os motoristas devem planejar suas viagens levando em consideração o fluxo na área. :: LEIA MAIS »

Porto Seguro: Governador Wagner entrega uma viatura à PM e inaugura rodovia construída no ano 2000

O trecho da rodovia BA 001 que governador disse ter vindo inaugurar em Porto Seguro foi construído no ano 2000 pelo então governador César Borges

PORTO SEGURO – Na última sexta, 30, o governador Jaques Wagner declarou em entrevista à imprensa no aeroporto de Porto Seguro que estava visitando a cidade para entregar 16 viaturas à polícia civil e militar e também inaugurar o asfalto do trecho da BA – 101, que liga Porto Seguro a Trancoso.

As duas informações eram falsas. De fato, o governo do estado anunciou que entregaria 16 viaturas a Porto Seguro. No entanto, apenas sete chegaram à cidade, sendo que só uma era destinada ao município. As outras seis foram levadas para as cidades de Prado, Eunápolis, Santa Cruz Cabrália, Itamaraju, Jucuruçu e Itanhém.

A outra informação enganosa do governador foi sobre o asfalto de Trancoso. “Vou inaugurar hoje o trecho da rodovia BA 001, que liga Porto Seguro a Trancoso”, disse Wagner em resposta à pergunta de um jornalista sobre a agenda do governador em Porto Seguro.

Só que a rodovia citada por Wagner foi inaugurada no ano 2000, pelo então governador César Borges, na época o prefeito era Ubaldino Júnior. :: LEIA MAIS »

No fim do prazo, metade dos estádios da Copa 2014 tem as obras atrasadas

Marília Juste Do G1, em São Paulo

Projeto do Maracanã para 2014

Projeto do Maracanã para 2014 (Foto: Divulgação)

No dia em que as obras nos estádios da Copa 2014 deveriam estar iniciadas, de acordo com prazo estabelecido pelo Comitê Organizador Local, metade das sedes está com os trabalhos atrasados. Segundo levantamento feito pelo G1, apenas seis das doze cidades estão com as renovações em andamento: Belo Horizonte, Cuiabá, Curitiba, Manaus, Porto Alegre e São Paulo.

Este é o segundo prazo estabelecido pelo Comitê Organizador Local, que representa a Fifa no país. A data inicial, 1º de março, já havia sido adiada devido aos atrasos.

“Muitos estados só agora, nesta semana, estão mandando a carta-consulta ao Ministério das Cidades para repassar à Caixa e pedir financiamentos”, afirma o deputado federal Sílvio Torres (PSDB/SP), da subcomissão da Câmara dos Deputados que acompanha os gastos de recursos públicos destinados à Copa do Mundo. :: LEIA MAIS »

A Copa do Mundo é nossa?

Mário Coelho

Nos últimos sete dias, o ministro do Esporte, Orlando Silva, passou a mandar recados diretos para os estados e municípios que receberão os jogos da Copa do Mundo de Futebol de 2014. Cobrou agilidade na execução das obras e chegou a sugerir a diminuição das cidades sedes de 12 para oito. Depois, por meio de nota oficial, afirmou que não existe plano B para a realização do evento. O ministro faz o que lhe cabe: pressiona. Apesar desse novo ímpeto, porém, parlamentares da oposição querem saber do comandante da pasta os motivos para o atraso na realização de obras de infraestrutura e de construção de estádios e que riscos eles trazem para a ralização da Copa de 2014.

A oportunidade para Orlando Silva responder era a audiência pública marcada para a manhã de ontem (29) na Câmara. Realizada pela Subcomissão de Fiscalização da Copa de 2014, tinha a presença dele e do titular da pasta das Cidades, Márcio Fortes, confirmadas. Porém, Silva não apareceu. Aos parlamentares, disse que ocorreu um imprevisto na sua agenda. No mesmo horário previsto para iniciar a audiência, o ministro do Esporte firmou um acordo de cooperação com o Ministério do Meio Ambiente para elaborar e implantar uma agenda sustentável para a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. :: LEIA MAIS »

Obras em estádios da Copa de 2014 passam de R$ 6 bi

Só a construção e a reforma de estádios para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil, vão consumir R$ 6,3 bilhões. A estimativa está baseada em orçamentos oficiais feitos pelos comitês organizadores das 12 cidades brasileiras que serão sede do evento. No topo da lista está o Maracanã, cuja reforma deve consumir R$ 1,4 bilhão. Logo atrás vem a construção da arena de Brasília, avaliada em R$ 740 milhões, mas que deve chegar a R$ 1 bilhão. Até aqui, os mais contidos nos gastos são os gaúchos – a ampliação da capacidade de público e adequação do Beira-Rio estão em módicos R$ 60 milhões.

Por se tratar de números oficiais, a expectativa do mercado é de alta nas projeções. No comparativo com investimentos para a Copa do Mundo na África do Sul, que acontecerá neste ano, o Brasil já comprometeu mais do que o dobro, uma vez que os sul-africanos calcularam em R$ 2,65 bilhões os gastos com estádios.

A presença de valores que facilmente atingem os sete dígitos é apontada como uma das causas do atraso generalizado das obras. Os comitês locais argumentam que dependem da liberação de empréstimo por meio de linha de crédito especial do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Inicialmente, os trabalhos deveriam começar em março. Ao perceber que a data se aproximava e que nada era feito, a Fifa decidiu estender o prazo até o dia 3 de maio. A data mudou, mas o ritmo das reformas permanece inalterado.

:: LEIA MAIS »

Juazeiro: Obras de saneamento com recurso do PAC têm qualidade questionada

Por CRISTINA LAURA

As obras de criação da estrutura de saneamento básico em 25 bairros da cidade de Juazeiro (a 500 km de Salvador) têm a qualidade questionada por moradores, que também reclamam dos impactos que a manipulação de máquinas e materiais de construção causaram em diversas ruas da cidade.
A Coesa Engenharia é a empresa responsável pelas obras, iniciadas no final de 2008 com recursos de R$ 65 milhões do Ministério das Cidades, por meio da Caixa Econômica Federal, e fiscalizadas pela prefeitura. Os recursos são do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal.
Em 2007, numa primeira etapa do PAC, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) ficou responsável pela fiscalização apenas da obra do bairro Itaberaba.
Quando finalizada a obra de saneamento, 22 mil casas serão ligadas ao sistema de tratamento de esgotos domiciliares, beneficiando cerca de 110 mil pessoas em Juazeiro. :: LEIA MAIS »

Obras de pavimentação são retomadas no bairro do Santa Cecília

Cerca de 700 mil reais estão sendo investidos na pavimentação

Depois de um bom tempo longe do bairro Santa Cecília, as maquinas da prefeitura de Conquista voltaram para dar continuidade às obras de pavimentação, um problema antigo que vinha causando um grande transtorno aos moradores.

De acordo com uma matéria publicada no site da prefeitura, nesta quarta-feira (31), as ruas do Bairro começaram a receber a pavimentação asfáltica, a obra está sendo realizada pela Empresa Municipal de Urbanização de Vitória da Conquista/Emurc. :: LEIA MAIS »

Obras nas BRs serão interditadas até sábado

As obras de recuperação das BR-324 e BR-116 serão interditadas hoje às 12h e retornarão no sábado (03). Na estrada que liga Salvador a Feira de Santana, há obras em vários trechos. Trabalhadores fazem serviços de capinagem, terraplanagem e acostamento. A construção dos dois pedágios que vão funcionar nos trechos de Simões Filho e Amélia Rodrigues ainda não começou.Movimento – Na BR-324, especialmente sentido capital/interior, o fluxo de veículos está intenso. Nas proximidades de Feira de Santana o tráfego apresenta retenção devido obras no local.

Ações policiais – Em Feira de Santana, no Km 515 da BR 116, Luciene Souza Santos Campos, 47 anos, foi presa por conduzir motocicleta de placa “fria”. Em Jeremoabo, no Km90 da BR110, Ederaldo de Jesus Reis, 31 anos, foi detido pelo saque de 162 caixas de pudim de leite e 96 caixas de bebida láctea. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia