WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


:: ‘médicos’

Chegada do oxi à Bahia preocupa polícia e profissionais da saúde

Correio

DTE avalia formas de inibir a venda da droga mais letal que o crack. Saiba o que o oxi pode fazer ao seu organismo.

A pedra tem pouco mais de uma grama, peso parecido ao de uma bolinha de gude. O acabamento tosco e a coloração amarelada lhe dão uma cara de doce envelhecido. Mas se na palma das mãos ela ganha um aspecto simplório, quando queimada e pitada em um cachimbo, é capaz de devorar o usuário em até oito meses.

Essa pedrinha traiçoeira chamada oxi – pronuncia-se ócsi -, já começou a ser garimpada em solo baiano e está preocupando a Polícia. Na terça-feira, foram apreendidas 87 pedras em Itapetinga, a 623 quilômetros de Salvador. Elas estavam com Vinícius Ribeiro Moura, 23 anos.

O delegado plantonista da Delegacia de Repressão a Tóxicos e Entorpecentes (DTE), André Garcia, afirmou que o Departamento de Narcóticos se reunirá para discutir as medidas para inibir o tráfico da droga, que ainda é pouco conhecida em Salvador. Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), 30% dos usuários morrem nos primeiros oito meses de uso.

“O oxi é parecido com o crack, é feito da pasta da cocaína, só que é produzido com material bem mais barato. Aí mora o perigo”, explicou. A mistura leva cal virgem, combustível – pode ser gasolina, querosene ou diesel -, e fluido de bateria de automóveis, todas substâncias altamente corrosivas.

:: LEIA MAIS »

Médicos da rede estadual fazem paralisação

Os médicos da rede estadual fazem uma paralisação nesta quarta-feira(05) com duração de 24 horas. A secretaria de saúde do estado disse que no início do ano passado foi implantada a primeira etapa do plano de cargos e salários.

Afirmou também que já foi efetivada a gratificação por insalubridade, pagamento de gratificação de desempenho para servidores minucipalizados e incorporação de 6% da gratificação ao salário básico. Do Ibahia

Médicos baianos decidem paralisar serviços

Em assembleia realizada na noite da última quarta-feira (28), os médicos baianos aprovaram a paralisação dos serviços de atendimento ambulatorial para a próxima quarta-feira (05), juntando-se aos demais funcionários da Saúde que haviam suspendido as atividades.

De acordo com a assessoria de comunicação do Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed), os serviços de emergência não serão afetados com a paralisação. Ainda como parte da mobilização, os médicos farão um ato público, em frente à Secretaria de Administração do Estado da Bahia (Saeb), no Centro Administrativo (CAB). :: LEIA MAIS »

Médicos acusados de homicídio culposo em Itapetinga recusam proposta do MP

Juscelino Souza, da Sucursal do A Tarde Vitória da Conquista

Dos quatro médicos acusados de homicídio culposo pelo Ministério Público Estadual, em Itapetinga (560 km de Salvador), no caso da morte da menina Letícia Nogueira Ferreira, de 6 anos, apenas Jamile Santos Torres aceitou a proposta de ação indenizatória.

A Justiça ainda não mensurou o valor da indenização para fins de reparação do dano como condição para efetivar a proposta de suspensão condicional do processo. Os demais, Rita de Cássia Barreto, Paulo Lacerda de Andrade e José Augusto Lacerda, recusaram a suspensão condicional do processo proposta pela juíza Julianne Nogueira Rios.

Com isso, ficou designada nova audiência de instrução para o dia 28 de maio, ás 8 horas. A juíza também designou o dia 4 de agosto, no mesmo horário, para a oitiva das testemunhas de defesa e interrogatório dos acusados que participaram da primeira audiência nessa quarta-feira, 28, no Fórum José Alfredo neves da Rocha. :: LEIA MAIS »

Médicos residentes paralisam em 13 Estados por reajuste de bolsa

Médicos residentes paralisaram as atividades em 13 Estados do País nesta quarta-feira, 14. Eles exigem reajuste imediato da bolsa para a categoria, 13ª bolsa, reajuste anual e licença maternidade de seis meses.

Os residentes também reivindicam garantia de pagamento de auxílio moradia e alimentação e cumprimento da jornada de 60 horas semanais. Ainda segundo a Associação Nacional dos Médicos Residentes, a paralisação é apenas um alerta, mas se não houver acordo, a categoria pode entrar em greve por tempo indeterminado. :: LEIA MAIS »

Médicos seguem mais de 100 novas regras a partir de hoje

Entra em vigor hoje o novo código de ética médica. O documento, que orienta o comportamento dos profissionais, passa a exigir que os médicos usem letra legível para emitir receitas e laudos. Além disso, os profissionais estão obrigados a acatar a decisão de pacientes terminais que não quiserem continuar o tratamento.

“Muitos médicos acabam fazendo procedimentos desnecessários”, diz o presidente do Conselho Federal de Medicina, Roberto Dávila. O médico também terá que pedir a permissão dos pacientes sobre qualquer procedimento, a não ser em caso de risco imediato de morte.

A partir de agora, o profissional pode se recusar a exercer a profissão em locais sem estrutura adequada, com exceção das situações de emergência. O código novo também incorporou questões relacionadas à inovação tecnológica. O médico, por exemplo, não poderá escolher o sexo do bebê na chamada fertilização artificial. No total, são 118 novas normas. O código não era revisto desde 1988. :: LEIA MAIS »

Missões urgentes: Caravana para o Haiti precisa de médicos e enfermeiros

A JMM está organizando uma caravana de profissionais voluntários da área da saúde que trabalhará no Haiti entre os dias 17 e 27 de abril. Atualmente, o grupo conta com 12 pessoas, das várias especialidades, mas há necessidade de médicos e enfermeiros, além de farmacêuticos e nutricionistas, para atender à grande demanda diária.
Os interessados devem procurar a JMM até o dia 10 de abril para concluírem suas inscrições. O custo da viagem está em torno de R$ 2.000,00 (dois mil reais). O voo sairá de Belo Horizonte para Santo Domingo, na República Dominicana, na madrugada do dia 16. Importante: reserve cerca de R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais) para despesas com alimentação, transporte e hospedagem. O trabalho será feito em clínicas médicas e nas igrejas, com atendimento clínico geral. :: LEIA MAIS »

Médicos brigam durante parto e bebê morre asfixiado

A Tarde On Line

Uma família acusa dois médicos de serem responsáveis pela morte de uma criança após eles terem brigado durante o parto no hospital municipal de Ivinhema, no Mato Grosso do Sul. O bebê nasceu morto por asfixia, de acordo com o atestado de óbito.

A mãe do bebê, Gislaine de Matos Rodrigues, contou que pediu ao médico que acompanhou seus exames de pré-natal que fizesse seu parto. Apesar de o profissional não estar de plantão na terça-feira, 23, quando ela entrou em trabalho de parto, ele foi chamado e foi fazer o procedimento. Mas quando estavam no centro cirúrgico, o médico de plantão chegou e disse que não aceitaria que outro profissional fizesse o parto. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia