WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


abril 2021
D S T Q Q S S
« mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  


:: ‘magno malta’

Magno Malta rebate acusações de que teria atacado a Igreja Católica

O senador evangélico Magno Malta (PR-ES) afirmou, em discurso nesta terça-feira (8), que não atacou a Igreja Católica “em nenhum momento” em seu trabalho como presidente da CPI da Pedofilia e voltou a enaltecer a coragem do papa Bento XVI por ter admitido a existência de casos de abusos de menores por parte de religiosos católicos.
Magno malta informou ter visitado o arcebispo do Espírito Santo, D. Luiz Vilela, para falar sobre a natureza do seu trabalho como membro e presidente da CPI da Pedofilia. O senador lamentou que alguns padres estejam dizendo que ele tem atacado a Igreja Católica. Disse ter recebido informações de que no seu estado, o Espírito Santo, padres chegaram a recomendaram a seus fiéis que não votassem mais em seu nome, porque ele estaria atacando a Igreja.
– A CPI não tem poupado ninguém, seja juiz, deputado, padre, médico, rico ou pobre. O fato de termos prendido um deputado do Pará não significa que a instituição Assembléia Legislativa esteja sendo atacada – sustentou.
:: LEIA MAIS »

Padres pedófilos de Arapiraca são indiciados por exploração sexual

Os três padres suspeitos de terem cometido exploração sexual contra adolescentes em Arapiraca (AL) foram indiciados pela Polícia Civil de Maceió nesta terça-feira (27). Um dos religiosos cumpre prisão preventiva em regime domiciliar desde o dia 20 de abril, em Arapiraca, após prestar depoimento na CPI da Pedofilia. O relatório da investigação ainda indiciou um dos padres pelos crimes de ameaça e importunação ofensiva ao pudor, de acordo com a Lei de Contravenções Penais.

Segundo a delegada Bárbara Arrais, uma das responsáveis pelo inquérito policial, o crime mais grave cometido pelos padres foi o de exploração sexual. “Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente, a pena para o crime pode variar de 4 a 10 anos. Essa, sem dúvida alguma, é a mais grave de todas as acusações contra eles que coletamos no inquérito.” :: LEIA MAIS »

Malta faz relato de reunião da CPI da Pedofilia em Alagoas

O senador Magno Malta (PR-ES), que preside a CPI da Pedofilia , fez um relato nesta terça-feira (20) sobre reunião da comissão ocorrida em Arapiraca (AL), há duas semanas. Os integrantes da CPI foram ouvir os depoimentos de ex-coroinhas que acusaram padres e dois monsenhores da Igreja Católica de abuso sexual.

O parlamentar disse que o inquérito policial envolvendo denúncia de abuso sexual de menores praticado por religiosos enfrenta sempre grandes dificuldades porque as pessoas convocadas ficam reticentes ou se calam devido ao que ele chamou de “império do medo”.

– É uma denúncia de ex-coroinhas que não aguentavam mais o fardo do abuso e, mais que isso, do império do medo sobre suas cabeças. E o império do medo inclui: ‘Olha, se você falar alguma coisa, quem vai acreditar em você? Eu tenho poder. Aqui, todo mundo beija a minha mão. Veja os políticos: eles passam por aqui, tiram fotos comigo para ter o voto dos fiéis. Ninguém vai acreditar em vocês’ – disse o senador. :: LEIA MAIS »

Senador Magno Malta quer prisão perpétua para pedófilos

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia, senador Magno Malta (PR-ES), anunciou nesta quarta-feira, 14, que vai trabalhar para criar uma frente parlamentar a favor da prisão perpétua para crimes de abuso sexual contra crianças e adolescentes. Como este é um assunto que envolve uma cláusula pétrea da Constituição Federal, Malta propõe que os deputados e senadores eleitos em 3 de outubro próximo sejam, também, parlamentares constituintes que teriam como objetivo promover mudanças na Constituição de 1988.

“Eu sei que se trata de uma cláusula pétrea [preceito constitucional que só pode ser alterado por uma Assembleia Nacional Constituinte], mas será que nós vamos ter que ficar convivendo com isso a vida inteira?”, ponderou o parlamentar durante sessão da CPI. :: LEIA MAIS »

CPI da Pedofilia – Senador Magno Malta afirma: “já prendemos quatro pastores”

 

O senador evangélico Magno Malta apura denúncias de abuso sexual por monsenhores a ex-coroinhas. O parlamentar afirma que o fato de ser evangélico não influencia as investigações da CPI. “Sou evangélico e já prendemos 4 pastores”, dispara Malta.

Em Maceió (AL) para apurar de perto as denúncias de abuso sexual cometidos pelos monsenhores de Arapiraca, Raimundo Gomes, e Luiz Marques Barbosa a ex-coroinhas, o senador Magno Malta (PR), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura crimes de pedofilia no Brasil, reuniu-se na tarde de quarta-feira, dia 31 de março, com as delegadas Lucy Mônica, Bárbara Arraes e Maria Angelita – designadas pela direção-geral da Polícia Civil de Alagoas para presidir o inquérito que investiga as denúncias.

Durante entrevista à imprensa o senador adiantou que dentro de 15 dias voltará ao Estado para ouvir os religiosos e as supostas vítimas dos párocos. Magno Malta, que veio acompanhado do procurador da CPI da Pedofilia, André Ubaldino, e do secretário, André Panisset, confessou que foi pego de surpresa com o escândalo que teve repercussão internacional. “Esse é um caso que chocou o país e que fez com que o Vaticano se pronunciasse sobre o tema. Mas já pude perceber que a Polícia Civil de Alagoas está desempenhando um bom trabalho”, disse. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia