WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


:: ‘kaká’

Kaká e esposa rompem com a Igreja Renascer em Cristo, diz revista

 

Kaká e sua mulher Caroline Celino romperam com a Igreja Renascer em Cristo. A informação é da  revista “Veja”, em reportagem publicada neste domingo. A própria igreja confirmou que, na última quinta-feira, Kaká ligou para Estevam Hernandes e comunicou sua saída por motivos pessoais. De acordo com a publicação, eles se afastaram no último mês de agosto. Carol foi quem confirmou a saída dos dois.

– O meu tempo na Igreja Renascer acabou. E o que posso afirmar é que hoje minha busca constante é somente por Deus – disse esposa de Kaká à revista.

O craque do Real Madri, que teve a cerimônia de casamento na Renascer, sempre demonstrou sua proximidade com a instituição. Em 2007, depois de receber o prêmio de melhor jogador do mundo da Fifa, ofereceu o troféu para ser exposto na igreja em São Paulo.

:: LEIA MAIS »

Jorginho, evangélico presidente do Atletas de Cristo e braço direito de Dunga, irrita jogadores e dirigentes da Seleção

Jorginho, evangélico presidente do Atletas de Cristo e braço direito de Dunga, irrita jogadores e dirigentes da Seleção

Esse foi o sentimento de alguns jogadores da seleção com relação ao auxiliar técnico Jorginho. Braço direito de Dunga na seleção brasileira, ele pregou durante o Mundial que a equipe deveria ficar isolada dentro de um hotel em um condomínio sofisticado de Johannesburgo.

Ele também decidiu pelo fim das folgas para os jogadores durante a Copa-2010. Com Dunga, forjou no grupo que os parentes dos atletas deveriam ficar no Brasil para evitar que o time “perdesse o foco” no torneio.

Alegavam que os jogadores poderiam se desconcentrar do Mundial com os familiares na principal metrópole da África do Sul, cidade com índices de violência superior aos piores vistos no Brasil.

Apesar do discurso de reclusão, Jorginho fez o contrário. Desde o primeiro dia da Copa sul-africana, sua mulher e seus filhos estavam em Johannesburgo. O fato só foi descoberto mais tarde pelos jogadores, que se sentiram traídos pelo auxiliar técnico. :: LEIA MAIS »

Kaká e Ashton Kutcher realizam campanha contra a prostituição: “Homens de verdade não compram garotas!”

Kaká e Ashton Kutcher realizam campanha contra a prostituição: “Homens de verdade não compram garotas!”

Enquanto defende a seleção na Copa do Mundo, Kaká também atua fora de campo. O camisa 10 do Brasil manifestou seu apoio a uma campanha contra a prostiuição, promovida pelo ator de Hollywood Ashton Kutcher. O meia postou uma foto em seu perfil no Twitter, nesta terça-feira.

Na imagem, Kaká aparece vestindo uma camisa da seleção brasileira com seu nome e número, além de uma placa com a seguinte mensagem: “Real men don’t buy girls!!”, que, em inglês, significa “Homens de verdade não compram garotas!!”

No início do mês, Ashton Kutcher compareceu ao lançamento de de seu novo filme ao lado de Demi Moore, sua mulher, e posou com um cartaz no qual continha a mesma mensagem. :: LEIA MAIS »

Filme evangélico estrelado por Kaká tem estreia mundial neste domingo

 

O meia Kaká irá promover neste domingo, na cidade de Johannesburgo, na África do Sul, a estreia mundial de um vídeo religioso estrelado e produzido por ele mesmo, chamado “Kaká – Este é o ritmo do meu jogo”, no qual o camisa 10 da Seleção Brasileira declara a sua fé e diz que “todos têm a necessidade de uma liderança, de condução, de saber para onde ir”.
Um trailer do filme foi distribuído nesta sexta. “Eu creio que Deus tem um propósito pra vida de cada um de nós. E acredito que o meu é pelo esporte, pelo futebol, levar o nome de Jesus Cristo”, diz o jogador na capa do DVD.
O atleta do Real Madrid costuma comemorar seus gols apontando para cima, agradecendo a Deus. Em 2007, doou o prêmio recebido da Fifa de melhor jogador do mundo para a Igreja Renascer, onde se casou dois anos antes. Além disso, tem mensagem religiosa nas suas chuteiras personalizadas.
A fé de Kaká virou motivo de discussão recentemente. Na última terça, em entrevista na concentração brasileira, ele afirmou que o jornalista Juca Kfouri tem lhe criticado não por motivos profissionais, mas por causa da sua pregação de fé.
:: LEIA MAIS »

Jogador Kaká defende sua fé em Jesus Cristo

Em entrevista coletiva, meia da seleção reafirma sua fé e fala da lesão

 Jogador Kaká defende sua fé em Jesus Cristo

Em entrevista coletiva, prestada na manhã desta terça-feira (22), o meia atacante da seleção brasileira Kaká respondia a uma pergunta do jornalista André Kfouri da rede de TV ESPN sobre a sua saúde e a recuperação da lesão antes da Copa.

Além de responder ao repórter, Kaká fez menção a um artigo publicado pelo pai do repórter, o jornalista Juca kfouri. No artigo, Juca Kfouri mencionava um possível encurtamento da carreira do atleta por causa das constantes lesões e da pubalgia, que o atrapalhou na preparação.

Kaká aproveitou a oportunidade para enviar um recado ao jornalista. “O problema do Juca Kfouri em relação a mim já vem de algum tempo. Ele resolveu voltar seus canhões contra mim e o que me incomoda é que as razões não são profissionais”, atacou Kaká, não poupando o jornalista, que não estava presente na coletiva. “Ele não aceita essa minha fé em Jesus Cristo. Da mesma maneira que eu o respeito como ateu, peço que ele me respeite como alguém que professa a fé em Jesus Cristo. Que respeite não só a mim, mas aos milhões de brasileiros que seguem Jesus Cristo.”

Em seguida a entrevista prosseguiu.

O artigo de Kfouri

Em sua coluna no jornal Folha de São Paulo, Juca Kfouri, publicou nesta segunda-feira (21) um artigo chamado “O sacrifício de Kaká”, onde o jornalista relatou que o problema no púbis do atleta pode abreviar sua carreira. O texto destaca ainda a qualidade do jogador e que seu sacrifício pode trazer consequências para sua carreira. “Num lance, Kaká faz a diferença. Mas joga com dor e pode ter até de abreviar sua carreira”, destaca o colunista.

No texto, Juca compara a lesão de Kaká a mesma que abreviou a carreira do tenista Gustavo Kuerten e revela que as informações sobre a situação de saúde do atleta partiram de confissões entre médicos que chegaram “ao conhecimento de sua  coluna” horas antes da partida entre a Costa do Marfim e a Seleção Brasileira.

Assista aqui o desabafo do jogador

Por Mauro Sérgio de Deus
Redação CPAD News

Kaká afirma sofrer perseguição religiosa de jornalista. Ataque teria vindo da Folha de São Paulo

Além das críticas recebidas por ter xingado palavrões no jogo da Seleção Brasileira contra a Costa do Marfim no último domingo, o jogador evangélico Kaká disse ontem em uma entrevista sofrer perseguição pelo fato de professar sua fé em Jesus.

O jornalista esportivo André Kfouri afirmou que o jogador estava jogando com dificuldades porque sentia fortes dores e provavelmente teria que antecipar sua aposentadoria. Essa informação foi publicada na segunda-feira pelo jornalista Juca Kfouri, pai de André, em uma coluna no jornal Folha de São Paulo.

Depois de responder às perguntas feitas pelo jornalista, Kaká afirmou que estava sofrendo perseguição de Juca Kfouri. “Há algum tempo os canhões do seu pai [Juca Kfouri] são disparados contra mim. A artilharia dele está voltada contra mim. Eu queria aproveitar a pergunta para responder às críticas que ele vem fazendo, e o que me deixa triste é que o problema dele comigo não é profissional, mas porque ele não aceita minha religião. Porque eu sou uma pessoa que segue Jesus Cristo. Eu o respeito como ateu, e gostaria que ele me respeitasse como [seguidor de] Jesus Cristo, como alguém que professa a fé em Jesus Cristo. Não só a mim, mas a todos os milhões de brasileiros que acreditam em Jesus Cristo”, falou. :: LEIA MAIS »

Jornal argentina diz que Brasil ganhou de Costa do Marfim com ajuda da “mão do diabo”

Jornal argentina diz que Brasil ganhou de Costa do Marfim com ajuda da “mão do diabo”

Ao término do jogo contra a Costa do Marfim, em entrevista, o jogador evangélico Luís Fabiano afirmou que o seu gol foi obra “da mão de Deus”, pois ao dominar a bola, ajeitou-a com o braço direito antes de dar um chapéu em um zagueiro marfinense.

Esse foi o segundo gol marcado na partida e pelo jogador, após um “jejum” de seis jogos sem marcar. Também foi considerado pelo próprio jogador um dos gols mais bonitos de sua carreira. Porém após a sua entrevista o tablóide esportivo argentino “Olé” afirmou que o gol teve ajuda da “mão do diabo”. :: LEIA MAIS »

Kaká não é o típico futebolista Brasileiro

Kaká está longe de ser o típico futebolista Brasileiro. Nunca conheceu a miséria da favela nem teve a febre de jogar futebol como um escape.

Há jogadores que ameaçam enganar o destino nas próximas semanas, que chegarão à África do Sul quase ao som de trompetes de boas vindas: Lionel Messi, Wayne Rooney, Fernando Torres, Didier Drogba, Cristiano Ronaldo e Franck Ribéry. E depois há Kaká, o evangelista alto e reservado que tem escrito nas suas chuteiras: “Eu pertenço a Jesus” e “Deus é fiel“.
Mas se Kaká ainda acredita em Deus, será que Deus ainda tem fé em Kaká?
Diz-se que o Real Madrid não tem e diz-se também que o seu novo treinador José Mourinho, naquela honestidade brutal que é a sua imagem de marca, parece interessado em pôr-lhe uns patins.
Será que Kaká, que tão recentemente tem sido visto como um peso extra para o restante futebol Brasileiro e pelo Manchester City como uma autêntica franchise, se tornou mesmo nada mais do que um imperfeito objecto de decoração?
É uma história complexa e assombrosa que podemos convenientemente começar a contar a partir do Estádio Olímpico de Berlim.
Há quatro anos, o homem que se tornaria no segundo mais caro jogador da história do futebol, marcou um golo que foi tão primorosamente executado que alguns ficaram convencidos de que, dentro de algumas semanas, ele iria regressar a esse antigo e formidável estádio de Berlim, não para a final de um Mundial, mas para uma coroação.
Já se pensava e antevia tal desfecho. Kaká correu com uma confiança maravilhosa e desferiu um tiro de pé esquerdo que ultrapassou o guarda-redes croata Stipe Pletikosa, e explicou porque é que o mundo contemplava o futebol daquela nação com tanta admiração. :: LEIA MAIS »

Copa do Mundo 2010: Kaká ganha rap gospel em sua homenagem; confira a letra

A parceria entre a música e o futebol ganhou mais um capítulo em Copas do Mundo. Desta vez, o meia-atacante Kaká, principal jogador da seleção na África do Sul, foi homenageado em um rap gospel cantado pelo Pregador Luo, que também compõe temas para lutadores de vale tudo em campeonatos nos EUA e Japão. O jogador do Real Madrid é o único da seleção que ganhou uma música às véspera da Copa.
Com o título “Nasci para honrar”, o Pregador Luo conta a história do “moleque pequeno, que chorava pra caramba”‘ e “sonhava em ser Raí”. A letra quilométrica tem várias citações religiosas e trechos ufanistas, como “ele ama sua pátria, ama sua família/ ele decide a partida, enlouquece a torcida”.
A música foi lançada pelo próprio jogador, que postou duas versões no seu twitter. “Queria agradecer o @pregadorluo que compôs uma musica para mim. Em 2 versões!! As músicas ficaram demaisssssss!! Valeu Luo.. Deus abençoe”, disse Kaká, por meio do microblog.
:: LEIA MAIS »

Kaká grava vídeo para campanha contra prostituição na África do Sul

Joanesburgo – Kaká continua com boas ações. Nesta quarta-feira, no hotel Fairway, o meia brasileiro assinou um manifesto que faz parte de uma campanha contra a prostituição no África do Sul. A cena seria gravada para fazer parte de um vídeo a ser exibido durante a Copa do Mundo na África do Sul, de acordo com o blog de Luciano Borges, do Portal Terra.
O convite ao número 10 do Brasil partiu do ator norte-americano Ashton Kutcher, via twitter. Os dois se conheceram através do microblog. Além do movimento “Real Men Don’t Buy Girls” (Homens de Verdade Não Compram Mulheres), Kaká aderiu também a outra ação onde Kutcher está envolvido.
“Walk The World to Fight Hunger” (Caminhe Pelo Mundo Para Combater a Fome) é o nome da campanha encabeçada pela organização World Food Programme. Kaká é embaixador da ONU contra a fome. No vídeo gravado há cerca de um mês, ele aparece falando para jovens atletas com o se vence a partida contra a fome.
:: LEIA MAIS »

“Não gosto de dizer que sou evangélica. Sou cristã”, diz Caroline Celico

Aos 22 anos, Caroline Celico, mulher de Kaká, abriu o jogo sobre sua vida em entrevista à revista “Joyce Pascowitch” deste mês. Além de falar sobre o casamento com o jogador de futebol, que já dura cinco anos, Caroline contou como o conheceu, aos 14, e lembrou de quando se tornou evangélica.
“Eu nunca tinha ouvido falar de evangélicos. Nem o Kaká comentava sobre o assunto. Mas comecei a pesquisar na internet e vi que ele frequentava uma igreja”, contou ela, que um dia se convidou para ir à Renascer em Cristo com o namorado e desde então se tornou evangélica.
Ainda sobre sua opção religiosa, Caroline contou como se tornou pastora da Renascer em Cristo e revelou não gostar de ser chamada de evangélica. “Sou cristã. Eu não me tornei evangélica, mas passei a pertencer a Deus e levar a vida de acordo com o que diz a Bíblia”, explicou Caroline.
:: LEIA MAIS »

Filho de Kaká teve tumor e foi operado em sigilo em São Paulo

Caroline Celico, a bela mulher de Kaká, contou à revista “Contigo” que ela e o marido passaram por um susto no início do ano passado com a descoberta de um tumor do abdômen do filho, Luca, que completa 2 anos hoje. Ela sentiu um caroço no garoto e, mesmo com os resultados de exames negativos que os médicos deram em Milão (onde a família vivia antes de Kaká ser transferido para o Real Madri), ela não sossegou e levou o filho ao pediatra em São Paulo. “Luca teve de ser internado e operado na mesma hora. Graças a Deus o tumor era benigno. A cirurgia demorou pouco, mas foi a meia hora mais interminável da minha vida”, disse Caroline, de 22 anos.

:: LEIA MAIS »

Coral Gospel emociona público durante cerimônia de abertura da Copa do Mundo. Assista

Um coral gospel marcou presença em um grande concerto com vários artistas internacionais, como Shakira, Alicia Keys, Juanes e Black Eyed Peas foi celebrado nesta quinta-feira, às 15h (de Brasília), no estádio Orlando, em Soweto, na véspera da rodada de abertura da Copa do Mundo da África do Sul.

Entre os outros artistas locais no show compareceram Hugh Masakela, Freshlyground, The Parlotones, Vusi Mahlasela e o Soweto Gospel Choir.
Na abertura da Copa do Mundo, o Soweto Gospel Choir se apresentou junto com Angelique Kidjo logo na abertura dos festejos. A apresentação do coral foi um tributo as raízes, esperanças e sonhos sul-africanos e além de animar, emocionou aos telespectadores com a letra alegre e contagiante.

Vídeo: Coral Gospel Soweto Gospel Choir na Abertura da Copa

Copa do Mundo 2010: Kaká pronto para emergir das sombras

Por causa das lesões e da temporada decepcionante no Real Madrid, Kaká tem sido pouco citado pela imprensa internacional que tem direcionado suas câmeras para jogadores como Lionel Messi e Wayne Rooney, porém, sem o peso da expectativa, Kaká pode surpreender e brilhar no maior palco do mundo.
Kaká tem sido pouco citado pela imprensa internacional às vésperas da Copa do Mundo, com os holofotes na reta final para o Mundial focados em Lionel Messi, Wayne Rooney, Fernando Torres e David Villa.
Kaká sofreu de problemas de lesões durante uma decepcionante primeira temporada no Real Madrid, mas isso poderia facilmente estar a seu favor.
No entanto, aguardando nos bastidores e sem sofrer muito o peso da expectativa, existem todos os motivos para acreditar que o jogador, que já foi o melhor jogador do mundo pela Fifa, poderia finalmente brilhar no maior palco do mundo.
Depois de 33 participações pelo clube, Kaká provavelmente estará mais descansado do que seus rivais, muitos dos quais jogaram até 50 jogos nessa temporada.

:: LEIA MAIS »

COPA DO MUNDO 2010: Hexa, fé e amém – três palavras que entram em campo na devota Seleção

A fé e a Bíblia vão entrar em campo junto com a seleção brasileira na Copa do Mundo. Além de exibir talento e garra, o craque Kaká, o capitão Lúcio e o artilheiro Luís Fabiano formam o trio que guia o incensado espírito de corpo dos pentacampeões rumo ao hexa na África do Sul. Evangélicos, os três titulares se unem ao auxiliar-técnico Jorginho para liderar as orações em meio à rotina de treinos.
Se a devoção a Dunga é a chance de alcançar o Paraíso na Terra, o louvor a Deus, que se estende por gramados de todo o Brasil, garante a vida eterna.
Extremamente fechada por ordem do técnico, a concentração da Seleção no Hotel Fairway, em Joanesburgo, ganha ares de retiro espiritual. O núcleo evangélico da Seleção promove cultos e faz a leitura de passagens bíblicas. Jorginho e Lúcio são fervorosos. O zagueiro aconselha os companheiros menos experientes.
“Sei que Deus ama a todos da mesma maneira. A convivência é muito boa, com respeito e amor. Até hoje tem funcionado muito bem”, afi rma o jogador. Gilberto Silva, Daniel Alves e Luisão às vezes se juntam ao rebanho e participam de alguns encontros. Kaká é um dos pregadores mais atuantes. Tem o hábito de fazer manifestações explícitas — como a camisa com a inscrição “I belong to Jesus (Eu pertenço a Jesus)”, usada por baixo do uniforme e exibida após as conquistas —, que acabaram proibidas pela Fifa. O pecado havia sido o excesso de mensagens religiosas depois do título da Copa das Confederações, ano passado.
:: LEIA MAIS »

Kaká ataca de cantor no CD da mulher

O CD está sendo preparado para ser lançado até o fim do ano.
Kaká resolveu cantar no CD de músicas gospel que a mulher dele, Caroline Celico, está gravando.
O jogador vai fazer um dueto com ela.
Caroline está fazendo um disco com participações especiais.
Claudia Leitte, que é amicíssima dela, também vai gravar.
O CD está sendo preparado para ser lançado até o fim do ano.
Kaká e Caroline são da igreja evangélica Renascer.

Audiência da TV/Notícias Cristãs

Kaká cutuca argentino, se diz viciado no Twitter, e faz acordo com C.Ronaldo

da Folha de São Paulo

O meia-atacante Kaká mostrou jogo de cintura durante a sua primeira entrevista coletiva dada na África do Sul.

Ao ver que Josué seria o primeiro a responder as questões, ele pegou o celular e começou a ver as mensagens que recebia via Twitter. Mostrou ainda certo bom humor ao responder sobre a bola e não titubeou ao responder questões feitas em castelhano, principalmente de um jornalista argentino.

O repórter da Argentina perguntou se valia ganhar de qualquer jeito, independentemente se jogar bonito ou feio.

“O importante é ganhar, sempre”, disse Kaká. “Como ganhamos em Rosário por 3 a 1, foi muito bonito”, completou o brasileiro, se referindo à vitória contra os argentinos nas Eliminatórias da Copa do Mundo, em confronto que valeu a classificação antecipada para a África do Sul para o time de Dunga.

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia