WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


agosto 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: ‘investigações’

Conhecido empresário de Itapetinga é encontrado morto dentro do próprio veículo, após desaparecimento

Itapetinga Agora

Carro com o corpo do Léo Gordo foi encontrado em estrada na zona rural. Moradores da região disseram que o carro estava no local desde a noite de domingo.

Foi encontrado por volta dás 12:00 h. de segunda, na Estrada Vicinal da Fazenda de Dona Naná, nas proximidades do Parque de Exposições Juvino Oliveira de Itapetinga, o corpo do jovem empresário Leandro Ferreira Barros, o Léo Gordo, 29 anos, proprietário de um lava-jato e de uma locadora de veículos.

O corpo de Léo se encontrava dentro de um Corsa Classic, PP N.9099. Debruçado no banco do passageiro, Léo apresentava dois tiros no corpo, sendo um na cabeça e outro nas costas. O veículo se encontrava com as chaves na ignição e com os vidros totalmente fechados, aparentemente nada foi roubado, já que foi encontrado com a vítima celulares, dinheiro, relógio e outros pertences.

Para pessoas próximas, sequência de eventos impediram que Sergio Cabral e o filho subissem no helicóptero

G1

Aparelho levando parte do grupo que acompanhava governador do Rio caiu. Sergio Cabral ia com filho para festa de aniversário no dia do acidente. Mariana, namorada de um dos filhos de Cabral, morreu no acidente.

A assessoria de imprensa do Palácio Guanabara confirmou na noite desta segunda-feira (20) que o governador Sergio Cabral havia deixado o Rio de Janeiro na tarde de sexta-feira (17) com o filho Marco Antonio, a namorada dele, Mariana Noleto, e um grupo de amigos para a festa de aniversário do empreiteiro Fernando Cavendish em Trancoso, na Bahia.

O governador Sérgio Cabral acompanha seu filho Marco Antônio no enterro da namorada, Mariana

Ao chegar no aeroporto de Porto Seguro, na Bahia, o grupo iria embarcar em um helicóptero até Trancoso. A aeronave, que não tinha capacidade para levar todos, ia fazer duas viagens. Na primeira leva foram as mulheres e crianças do grupo. Foi quando o helicóptero, com sete pessoas, caiu. Seis corpos já foram encontrados, entre eles, o de Mariana, e o do enteado de Fernando Cavendish, Luca Kfuri de Magalhães Lins, 3 anos. A mulher de Fernando e mãe de Luca, Jordana Kfuri Cavendish, ainda está desaparecida.

O grupo de sete pessoas tinha deixado o Rio para passar o fim de semana no resort do empresário Marcelo Mattoso Almeida, que pilotava o helicóptero. O corpo dele foi encontrado nesta segunda. Cinco corpos já foram enterrados.

O governador e o filho iriam no mesmo helicóptero na segunda viagem, junto com o empreiteiro Fernando Cavendish. Segundo a assessoria do governador, o avião usado pelo grupo para chegar até Porto Seguro foi emprestado pelo empresário Eike Batista. :: LEIA MAIS »

PM’s e advogado são denunciados pelo MP por morte de jovem em Caetité

Rede Bahia | G1

Sete policiais militares estão envolvidos na morte do adolescente, diz MP. Ministério pediu afastamento deles da função pública.

Sete policiais militares e um advogado foram denunciados pelo Ministério Público da Bahia suspeitos da morte do adolescente Danilo Uillian Carvalho de Oliveira (foto), em janeiro de 2011, no município de Caetité, a 757 Km de Salvador. Segundo a polícia, a vítima foi morta após uma perseguição policial.

De acordo com o MP, o promotor de Justiça Anderson Freitas de Cerqueira, denunciou os suspeitos à Vara Crime da comarca por homicídio qualificado e pediu a suspensão da função pública dos policiais militares envolvidos no crime. O advogado foi denunciado por homicídio culposo por estar dirigindo o carro durante a perseguição que foi definida pelo promotor como desastrosa.

Entenda o caso

Segundo o MP, a vítima estava acompanha de um amigo. Os dois fugiram de uma abordagem policial no município de Igaporã, e seguiram de carro até Caetité. Avisados pelos PMs de Igaporã, os policiais militares envolvidos na ação montaram uma barreira na altura de um local conhecido como Trevo do Brás, nas imediações de Caetité, mas Danilo, que estava dirigindo o veículo, furou o bloqueio policial e seguiu para o centro da cidade. A PM começou uma perseguição pelas ruas do município. :: LEIA MAIS »

Jovens são detidas sob suspeita de matar o próprio pai em Valença

G1

De acordo com a polícia elas esperaram a vítima dormir e dispararam três tiros. Elas confessaram e disseram que eram abusadas por ele há quatro anos.

Duas adolescentes são suspeitas de matar um homem de 34 anos a tiros, na noite de segunda-feira (23) no município de Valença a 255 de Salvador. A vítima era pai de uma das meninas e padrasto de outra. As duas disseram à polícia que vinham sendo estupradas pela vítima há mais de quatro anos.

Segundo informações da polícia civil, por volta da meia noite da segunda – feira (23), a filha dele de 14 anos junto com a enteada de 15 esperaram ele dormir, pegaram a arma que pertencia à vítima e dispararam três tiros contra ele. O homem morreu na hora.

Na delegacia as duas confessaram o assassinato e disseram que eram abusadas sexualmente por ele há quatro anos. De acordo com a delegada regional de polícia, Glória Ramos, “elas disseram que houve uma discussão entre o pai e a mãe. Elas estavam indignadas pelo sofrimento ao longo desses anos. Uma das meninas encontrou a arma do pai próximo à cama onde ele estava deitado e deflagrou. A mais velha deflagrou o primeiro disparo e segundo elas reportam, a menor, mais dois”, disse a delegada.

:: LEIA MAIS »

Mãe de menina morta por disparo acidental em Vitória da Conquista será ouvida pela polícia

Correio

Delegado acredita que pai da criança pode ter tentado matar a mulher, com quem tinha brigado, e acabou atingindo a filha.

Garota chegou com vida ao hospital São Vicente, mas não resistiu aos ferimentos

A mãe da menina Maria Lorena Silva dos Santos, de dois anos, morta por um disparo acidental em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, será ouvida nos próximos dias pelo delegado Odilson Pereira da Silva, coordenador da 10ª Coorpin (Coordenadoria Regional de Polícia do Interior).

Com o depoimento de Ingred Santos Silva, o delegado pretende esclarecer as circunstâncias da morte da criança ocorrida na terça-feira (3) em um dos quartos da casa da família localizada na Rua Alice Veloso, no bairro Cruzeiro. Segundo a 10º Coorpin, o pai da criança informou que ela estava mexendo no guarda roupas de seu quarto, quando deixou cair a arma de fogo, um revólver calibre 38, que estava municiado. A queda provocou o disparo acidental.

A menina foi socorrida ao Hospital São Vicente, mas não resistiu ao ferimento no abdômen e morreu logo após dar entrada. O pai dela, Danilo Gonçalves dos Santos, 22 anos, foi preso horas depois por porte ilegal de arma. Danilo relatou que possuía a arma em sua residência porque vinha sofrendo ameaça de morte por parte de um indivíduo conhecido como “Bizinho”.

:: LEIA MAIS »

Corpo encontrado em Ubatã pode ser de engenheira desaparecida

CORREIO

A engenheira Marleide: desaparecida há 23 dias

No 23º dia do desaparecimento da engenheira ambiental Marleide de Oliveira Junqueira, 36 anos, policiais civis intensificaram ontem as buscas em Ubatã, a 367 quilômetros de Salvador, onde o corpo de uma mulher foi encontrado em estado avançado de decomposição, e na Ilha de Itaparica, região em que Marleide teria sido vista neste final de semana numa casa.

:: LEIA MAIS »

Adolescente perde a vida ao discutir com passageiro em ônibus no Rio

do G1

Imagens gravadas por celular foram cedidas pela polícia. Delegado espera que população ajude a encontrar suspeito. Polícia quer ajuda para achar quem teria mandado matar rapaz em ônibus.

 

 Imagens feitas por um celular dentro do ônibus

O delegado da 56ª DP (Comendador Soares), Atila Lafere, divulgou, na tarde desta segunda-feira (9), o vídeo gravado por um celular que mostra o suposto mandante do assassinato de Michael Ribeiro Martinez, de 16 anos,morto a queima-roupa dentro de um ônibus, após uma discussão.

As imagens serão encaminhadas para a perícia. A intenção da polícia é que a população ajude a identificar o suspeito. Segundo o delegado, a namorada do jovem e também uma colega dela já prestaram depoimento. As duas estavam no ônibus no momento do crime.

:: LEIA MAIS »

Sangue encontrado em colchão não é de Eliza Samudio, diz polícia

Eliane Souza, especial para O Estado

BELO HORIZONTE- A Polícia Civil de Minas Gerais informou nesta sexta-feira, 23, que o sangue encontrado em um colchão no sítio do goleiro Bruno Souza, em Esmeraldas (MG), é de uma mulher, mas não de Eliza Samudio, ex-amante do jogador desaparecida desde o início de junho. O material foi encontrado em perícia realizada em 13 de junho.

O delegado Edson Moreira afirmou que a prova pode ter sido “plantada”. “Na primeira vistoria feita não tinha sangue. Na segunda vistoria, foi encontrada uma grande mancha de sangue, que pode ser para tumultuar as investigações”.

Segundo o delegado, o sítio não poderia ter sido interditado já que a legislação Brasileira não permite esse tipo de lacre, para ficar o tempo todo à disposição da polícia. Moreira disse ainda que a possibilidade de o corpo carbonizado encontrado no interior de São Paulo ser de Eliza é “praticamente zero”. Os restos mortais foram achados no dia 26 de junho em Cachoeira Paulista e estão em análise na capital paulista. :: LEIA MAIS »

Testemunhas dizem que suposta amante de Bruno foi a sítio em Minas

do G1

Pelo menos cinco pessoas viram Fernanda Gomes em MG e no Rio. Ela foi chamada pela polícia, mas advogados adiaram depoimento.

Fernanda Gomes chega à BH para prestar depoimento na polícia

A mulher apontada pela polícia como amante do goleiro Bruno  — e que teria tomado conta do bebê de Eliza Samudio e ajudado a levá-lo para Belo Horizonte — aparece em pelo menos cinco depoimentos de testemunhas no inquérito policial que apura o desaparecimento de Eliza Samudio.

Fernanda Gomes desembarcou no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, neste sábado (17), segundo Ércio Quaresma, advogado dela. O delegado Edson Moreira, que investiga o caso, afirmou que não há previsão para o depoimento de Fernanda. Ele afirmou não ter conhecimento de que ela está em Minas Gerais. Fernanda deveria ser ouvida pela Polícia Civil nesta sexta-feira (16), mas passou mal e ficou internada por sete horas num hospital em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio.

Segundo a polícia de Minas Gerais, Fernanda teria passado pelo sítio do goleiro Bruno entre 4 e 6 de junho. Outra mulher que teria envolvimento com o atleta também foi citada em declarações obtidas pela polícia. A delegada Roberta Carvalho, do Rio, disse que Ingrid Oliveira, que seria noiva de Bruno, não é suspeita de participação no crime, mas o depoimento dela foi pedido justamente por ter sido lembrada nos depoimentos. Ela também deveria prestar esclarecimentos, mas os advogados pediram que a audiência fosse remarcada. :: LEIA MAIS »

Corpo de jovem morto a pedradas é encontrado em condomínio em Vitória da Conquista

do Correio*

De acordo com a polícia, a vítima foi morta a pedradas. Não há informações sobre a autoria ou o motivo do crime que será investigado.

O corpo de um jovem de 22 anos, identificado como ‘Daniel’, foi encontrado por volta das 8h30 desta segunda-feira (12), no fundo do condomínio Green Ville , no bairro Vila América, em Vitória da Conquista, a 509 km de Salvador, segundo a TV Sudoeste. De acordo com a polícia, a vítima foi morta a pedradas. Não há informações sobre a autoria ou o motivo do crime que será investigado.

Para o Ministério Público não há mais dúvida de que Mizael é o responsável pela morte de Mércia Nakashima

do G1

Promotor Rodrigo Merli disse só faltar definir quem é mandante e executor. Para Promotoria e polícia, Mizael é considerado foragido; Evandro foi preso.

 

O ex-namorado de Mércia Nakashima, o advogado e policial militar aposentado Mizael Bispo de Souza, e o vigilante Evandro Bezerra Silva serão denunciados pelo Ministério Público à Justiça pelo assassinato da advogada, informou à reportagem este sábado (10) o promotor Rodrigo Merli Antunes. De acordo com ele, isso será feito após a conclusão do inquérito da Polícia Civil sobre o caso e será remetido à Promotoria, provavelmente, com o indiciamento dos dois suspeitos.
Mizael é apontado pelo vigilante Evandro Bezerra Silva como o assassino da advogada Mércia Nakashima, ex-namorada dele. O motivo do crime seria ciúmes. O suspeito não teria aceitado o fim do relacionamento de quatro anos com a mulher.

Para a Promotoria, a investigação feita pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já apresentou indícios suficientes para indiciar Mizael e Evandro pela morte de Mércia. Ainda, segundo o promotor Merli Antunes, os suspeitos serão acusados pelos crimes de homicídio qualificado (pela motivação torpe, que seria a intolerância de Mizael com o fim do relacionamento), ocultação de cadáver (a advogada foi jogada ferida dentro do seu próprio carro dentro de uma represa) e sequestro (ela teria sido forçada a ir com os responsáveis pelo crime para Nazaré Paulista, no interior do estado, onde foi morta).“Independentemente da perícia [da Polícia Técnico-Científica, que falta apresentar os laudos da causa da morte de Mércia e o que foi achado no veículo dela], já tenho requisitos. Provavelmente devo fazer a denúncia dos dois assim que a polícia concluir o inquérito. O envolvimento dos dois parece bem evidente”, disse Merli Antunes.

Para o promotor, o crime cometido contra Mércia é hediondo. “Só falta definir quem fez o quê”, disse Antunes. Evandro foi preso na sexta-feira (9) em Sergipe. Mizael teve a prisão decretada neste sábado pela Justiça de Guarulhos, na Grande São Paulo. Apesar disso, ele se encontra foragido, segundo a Promotoria e a Polícia Civil.

O pedido de prisão foi feito pelo delegado Antonio de Olim, do DHPP, após ouvir o depoimento de Evandro em Sergipe. Na versão do vigia, Mizael matou Mércia numa represa em Nazaré Paulista e ele foi buscar o advogado de carro no local. O ex nega o crime.

“O que tínhamos era o contrário. Pelas investigações era Mizael o mandante e Evandro o executor. Na minha avaliação, Evandro está querendo se eximir de uma responsabilidade que ele tenha”, disse o promotor do caso, que espera o resultado da apuração sobre a possível participação de um dos irmãos de Mizael no crime. “Ele teria dado apoio aos dois suspeitos.”

Evandro, capturado em Sergipe, teria sido o executor de Mércia sob mando de Mizael 

O Ministério Público também pretende aguardar a conclusão dos laudos do Instituto Médico Legal (IML), sobre a causa da morte de Mércia, e do Instituto de Criminalística (IC), a respeito do que foi encontrado no veículo dela.

“Dependendo das perícias, é possível qualificar o homicídio por asfixia [se a vítima morreu mesmo afogada] ou tortura [ela teria sido agredida]”, disse Antunes.

A advogada havia deixado a casa dos avós em Guarulhos e desapareceu sem dar mais notícias em 23 de maio. Foi ainda na mesma represa que o carro da advogada, um Honda Fit prata, foi localizado submerso no dia 10 de junho após a denúncia feita por um pescador. O corpo da vítima foi encontrado em 11 de junho pelos bombeiros.

De acordo com peritos Mércia teria apanhado do agressor, foi baleada de raspão no rosto, teria desmaiado e morrido afogada. A testemunha contou à polícia que viu um homem alto não identificado sair do veículo e escutou gritos de mulher antes de o automóvel afundar.

Uma testemunha chegou a dizer à polícia de SP que o segurança Evandro também teria recebido R$ 5 mil de Mizael para fazer uma “coisa errada”. Para a investigação, essa “coisa errada” seria ajudar a matar Mércia. “Também vamos apurar se o crime envolveu pagamento de dinheiro, o que aumentaria as qualificadoras contra os dois”, disse o promotor.

Foragido

 Para o Ministério Público e a Polícia Civil de São Paulo, Mizael já é considerado foragido da Justiça por ainda não ter se apresentado aos policiais que foram neste sábado à sua casa, em Guarulhos, para cumprir o mandado de prisão contra ele. “Se foram até a casa dele, e advogado dele disse que ele não vai se apresentar, pode ser considerado foragido, sim”, disse o promotor Merli Antunes.

Apesar de Mizael ter sido orientado por Haddad Júnior para não se apresentar à polícia, o defensor discorda da versão policial de que seu cliente seja considerado foragido. “Não se pode dizer que o Mizael é foragido porque ele tem direito a recurso. Está em lugar ignorado. Não vou orientá-lo a fugir. Ele não vai fugir. Não vai sair do Brasil”, disse Haddad Júnior, que considerou “injusta” a decretação da prisão.

O advogado de Mizael afirmou ao G1 que vai entrar com um pedido para revogação da decisão judicial na segunda-feira (12). Se o recurso for desfavorável, o defensor promete ainda entrar com um habeas corpus em favor de Mizael no Tribunal de Justiça de SP. “Somente depois de esgotar todos os recursos, o Mizael vai se apresentar porque também não vou querer que ele se torne foragido”, disse Haddad Júnior.

Prisão decretada

 Caso Mizael seja preso, ele deverá ser levado para o presídio Romão Gomes, da Polícia Militar em SP, pelo fato de ser policial militar aposentado. Em outras oportunidades, o ex sempre negou o crime.

O segurança Evandro já estava preso por suspeita de envolvimento com o crime. Ele foi detido na sexta após ficar foragido desde o dia 25 de junho, quando também teve a prisão temporária por 30 dias determinada pela Justiça por faltar a um depoimento no DHPP na capital paulista.

Para a investigação, além de Mizael e Evandro, o irmão do advogado também estaria envolvido no homicídio. Ele ligou 27 vezes para o vigilante num período próximo ao sumiço de Mércia.

O delegado Antonio de Olim e um investigador do DHPP, que viajaram na sexta de São Paulo para Sergipe para ouvir Evandro, devem retornar na noite deste sábado com o vigilante preso. O objetivo dos policiais de SP é ouvi-lo novamente.

No dia em que Mércia sumiu, testemunhas disseram ter visto Bispo conversar com um vigilante Evandro, que trabalhava num posto de gasolina em Guarulhos. A Polícia Civil de Sergipe informou que o vigilante confirmou que trabalhava para o ex-namorado de Mércia e que mantinha contatos com o Mizael pois trabalhava para ele como segurança.

Ainda, de acordo com a investigação do DHPP, a quebra de sigilos telefônicos dos suspeitos autorizada pela Justiça revelou que Evandro conversou diversas vezes com Mizael, pessoalmente e por telefone, antes, durante e depois do desaparecimento e morte de Mércia.

“O Evandro participou. Veja o que nós temos aí. Eles se encontravam, né? Se encontraram muito antes do crime. E se encontraram no dia do crime, se encontraram um dia antes do crime. Quer dizer: tem muitas coincidências, muitas ligações [telefônicas], muitas coisas que unem os dois nos dias dos fatos”, disse o delegado Antonio de Olim, do DHPP.

Ex-cantor do É o Tchan! que matou PM em boate erótica de Salvador vai responder em liberdade

do Correio*

Imagens registradas pelo circuito interno do local já estão com a polícia

“Klebinho” já cantou no É o Tchan, entre 2009 e 2010, sendo substituido por Beto Jamaica no início deste ano A carreira do cantor de pagode e axé Kléber de Jesus Menezes, o Klebinho, estourou junto com o pipoco da pistola do sargento da Polícia Militar Gepson Araújo Franco, da 47ª Companhia Independente (Centro Administrativo da Bahia). O palco foi a boate de strip-tease Eros, na Pituba. Por volta das 4h30 da madrugada deste domingo, o pagodeiro e o policial se engalfinharam depois que o sargento mexeu com a namorada de Kléber.

 Em depoimento ontem na 16ª Delegacia, na Pituba, Kléber alegou que o disparo foi acidental. Na briga, contou ele, a arma de Gepson disparou e atingiu o peito do próprio PM, que morreu na hora. Por não ter sido preso em flagrante, Kléber vai responder pelo crime em liberdade.

  :: LEIA MAIS »

Sem corpo, polícia diz que pode indiciar Bruno com base em relatos de testemunhas e na aparição do bebê

do Terra | Globo.com

Advogado Jader Marques, da familia de Eliza, diz que polícia está no caminho certo nas investigações 

O delegado-chefe do Departamento de Investigação de Homicídios e de Proteção à Pessoa de Belo Horizonte, Edson Moreira, disse no final da tarde desta segunda-feira que o goleiro Bruno, do Flamengo, e outras pessoas que supostamente estão envolvidas no desaparecimento de ex-amante do jogador Eliza Silva Samudio, 25 anos, podem ser indiciados pelo crime de homicídio mesmo que o corpo da estudante não seja encontrado.

“A gente (polícia) quer achar a materialidade direta da prova (o corpo). Se for não possível, as investigações indicam a materialidade indireta. Nós temos provas testemunhais, vestígios e o principal, o filho dela que foi encontrado. Uma mãe jamais vai soltar um filho desse jeito. A criança é o cerne da questão”, disse o delegado. As investigações da polícia indicam desaparecimento com provável homicídio seguido de ocultação de cadáver.

O delegado confirmou ainda que as manchas avermelhadas encontradas pela perícia no jipe de Bruno, por meio da substância Luminol, são de sangue humano. O material colhido está sendo analisado e comparado com o DNA do pai de Eliza e do bebê, de 4 meses, que seria filho de Bruno. Quando a criança foi localizada, o Instituto de Criminalística colheu saliva do bebê e do avô.A policia confirmou ainda que o par de sandálias e de óculos encontrados dentro do carro de Bruno foram reconhecidos por testemunhas como sendo de Eliza. O goleiro e o amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, serão intimados até no máximo a próxima semana para prestar depoimento no Departamento de Investigação, em Belo Horizonte.

“Até o último momento vou acreditar”, diz a mãe de advogada desaparecida

do Último Segundo

Incerteza e fé para a família Nakashima que desde segunda-feira procura entender o sumiço de Mércia, no último dia 23, em São Paulo

 

A advogada Mércia Nakashima, desaparecida há 2 semanas

No domingo, dia 23 de maio, Janete Nakashima, de 52 anos, ligou assim que acordou para a filha, a advogada Mércia, de 28 anos, para saber o que ela estava fazendo. “Estou aqui na preguiça, fazendo a unha”, respondeu ela, e as duas combinaram de se encontrar mais tarde na casa da avó, no bairro Bela Vista, em Guarulhos, para o tradicional almoço em família.

O domingo foi de risadas e planos. A também advogada Nakashima, de 30 anos, conta que a irmã não desgrudou da prima de 3 meses. “Só ela queria segurar no colo”, diz e sorri. Não faltaram mimos também para o sobrinho de 9 anos. “Ela preparou lanche para ele, que é ruim de comer; depois, brincaram e correram pela casa”, conta a mãe.

Com o irmão Márcio, Mércia fez planos de viajarem juntos aos Estados Unidos próximo ao dia 6 de outubro, dia em que comemoram aniversário. Vaidosa, saiu da casa da avó pouco depois das 18h30, pois ainda queria hidratar o cabelo. “Ela estava feliz, a acompanhei até o carro e falamos sobre o que faríamos durante a semana”, diz Janete, que depois disso não viu mais a filha. Mércia desapareceu.

:: LEIA MAIS »

Bahia: Presa quadrilha que provocava acidentes para saquear carretas

Doze homens foram presos – outros dois, apontados como chefes da quadrilha, estão foragidos – no distrito de São João do Paraíso, a 20 km do município de Mascote (a 544 km de Salvador), no sul baiano. Eles são acusados de provocar acidentes com carretas e caminhões na BR-101 para saquear as cargas.

Estão presos, na delegacia de São João do Paraíso, Weslei dos Santos, 29, vulgo Lezinho; Edmilson de Jesus, 32; João Batista Souza Matos, 32; Manoel Viana Cardoso; e Misael Teles Barreto, 37, que foi identificado em diversas fotos feitas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) saqueando cargas. Misael é irmão de um dos apontados pela polícia como chefe da quadrilha, Neilton Teles Barreto, o Fanu. Os outros detidos foram liberados nesta sexta-feira, 26. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia