WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


agosto 2022
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  


:: ‘china’

Pastor Wang Yi é condenado a 9 anos de prisão na China

O pastor Wang Yi reconheceu a autoridade do governo chinês, mas admitiu que será fiel aos preceitos de Deus

O pastor Wang Yi reconheceu a autoridade do governo chinês, mas admitiu que será fiel aos preceitos de Deus

Dia 30 de dezembro de 2019, o pastor Wang Yi foi condenado a 9 anos de prisão na China, informou o jornal The New York Times. Ele foi detido no dia 28 de dezembro de 2018, juntamente com outros 100 membros da igreja clandestina Early Rain Covenant Church. O líder cristão é acusado de subversão do poder estatal e de fazer operações de negócios ilegais. Além da prisão, o cristão também teve os direitos políticos destituídos e US$ 7.200 apreendidos.

Em uma carta às autoridades, escrita 15 meses antes da sentença, Wang Yi reconheceu a desobediência às ordens do governo chinês quando fossem contrárias aos ensinamentos bíblicos. Ele legitimou as autoridades chinesas como permitidas por Deus e também declarou seu propósito de vida. “A mudança de todo sistema social e político não é a missão do meu chamado, nem o propósito do evangelho dado ao povo de Deus. Porque toda a feiura da realidade, as injustiças políticas e as arbitrariedades da lei mostram que a cruz de Jesus Cristo é a única salvação que todo chinês deve ter”, justificou no documento.

Wang Yi foi um blogueiro famoso na China antes da conversão ao cristianismo em 2005. Envolveu-se em assuntos polêmicos ao criticar os abortos forçados e o massacre de 2 a 3 mil pessoas na Praça Celestial, em 1989. Após o encontro com Jesus, ele e mais outros dois conterrâneos foram convidados pelo presidente George W. Bush para uma reunião em Washington com o tema liberdade religiosa.

A China ocupa a 27º posição da Lista Mundial da Perseguição 2019. Apesar da Constituição chinesa garantir a liberdade religiosa, a nova liderança, sob o comando de Xi Jinping, tem fechado o cerco para as minorias religiosas, como cristãos e muçulmanos. Para funcionar no país, a comunidade cristã precisa ser registrada e atender às exigências governamentais, muitas delas contrárias aos preceitos bíblicos. :: LEIA MAIS »

Chinesa JAC Motors formaliza acordo para se instalar em Camaçari

 

A Tarde
Com investimento de US$ 1,3 bilhão, fábrica vai gerar 13,5 mil postos de trabalho

Uma década após a instalação da fábrica da Ford, a Bahia formaliza, nesta quarta-feira (16), o acordo que vai trazer a segunda planta automotiva para o Polo Industrial de Camaçari. Com um investimento estimado em US$ 1,3 bilhão, a chinesa JAC Motors definiu o Estado como a porta de entrada para a conquista do Brasil. Quando entrar em funcionamento, em 2014, a montadora deverá gerar 3,5 mil empregos diretos e outros 10 mil indiretos para produzir 100 mil carros por ano.

O espaço físico que a fábrica deverá ocupar é semelhante ao ocupado atualmente pela Ford, de aproximadamente 5 milhões de metros quadrados. Ontem, o governador Jaques Wagner disse, no programa Conversa com o Governador, que viajará à China em 10 de dezembro para visitar a fábrica.

Um efeito da chegada da JAC que poderá ser notado ainda no primeiro trimestre do próximo ano, é que a empresa tem a expectativa de passar a importar os veículos pela Bahia entre fevereiro e março. “Inicialmente, farão isso numa estrutura provisória, mas vamos preparar o Terminal da Ford”, explica o secretário da Indústria, Comércio e Mineração (SICM), James Correia.

Futuramente, diz ele, o terminal será ampliado, com um investimento de R$ 100 milhões, para atender as duas montadoras e outras, também interessadas em operar no Estado. “Ao contrário do que dizem, estamos sim na disputa pela fábrica da Volkswagen”, garante James Correia. E de outras, também, “com chances muito boas”.

Desastres naturais causaram prejuízo de US$ 109 bilhões em 2010, diz ONU

Agência Estado


Destroços em Concepción, no Chile, uma das áreas mais afetadas pelo terremoto.

GENEBRA – Os desastres naturais causaram um prejuízo de US$ 109 bilhões em 2010, um valor três vezes maior que o registrado em 2009, informou nesta segunda-feira, 24, a Organização das Nações Unidas (ONU). China e Chile foram os países que mais foram prejudicados.

O tremor de magnitude 8.8 em fevereiro no Chile custou ao país US$ 30 bilhões. Na China, as enxurradas e deslizamentos de terra causaram US$ 18 bilhões em perdas, segundo o Centro de Pesquisas para Epidemiologia de Desastres.

Embora o terremoto de janeiro no Haiti tenha sido o desastre mais mortífero do ano passado, matando 316 mil pessoas segundo o governo haitiano, o custo econômico foi de apenas US$ 8 bilhões. As enchentes de julho e agosto no Paquistão causaram um prejuízo de US$ 9.5 bilhões.

Margareta Wahlstrom, secretária-geral assistente para a redução do risco de desastres, disse que países em desenvolvimento agora enfrentam prejuízos maiores no caso de tragédias. “A riqueza acumulada que é afetada pelos desastres está crescendo”, disse.

Cidades estão particularmente expostas a grandes perdas econômicas quando a infraestrutura está vulnerável a terremotos ou tempestades. “Com mais terremotos e fenômenos climáticos extremos em áreas urbanas, a situação da reconstrução nessas áreas se torna mais crítica”, disse a secretária assistente. Em 2009, o total dos prejuízos foi baixo – um total de US$ 34,9 bilhões.

Dos 373 desastres registrados no ano passado, 22 ocorreram na China, 16 na Índia e 14 nas Filipinas, segundo o órgão da ONU. As tempestades, terremotos, ondas de calor e de frio afetaram 207 milhões de pessoas e mataram 296 mil, segundo os dados, que não consideram o aumento do número de vítimas anunciado há algumas semanas pelo governo haitiano por conta do terremoto de janeiro de 2010.

Caixa-preta de avião da Embraer acidentado é encontrada na China

Efe

PEQUIM – Os serviços de resgate encontraram a caixa-preta do avião da Embraer acidentado na terça-feira, 24, na China, enquanto os 42 corpos começaram a ser levados a necrotérios para serem identificados por seus familiares, informou nesta quarta a imprensa oficial.

Em um primeiro momento, o número de mortos, segundo informações oficiais, era de 43, mas o governo de Yichun anunciou nesta quarta que são 42.

O avião, um E-190, da companhia Henan Airlines, caiu perto da pista de aterrissagem do aeroporto da localidade de Yichun, na província nordeste de Heilongjiang, e ficou envolvido em chamas, com 96 pessoas a bordo.

De acordo com o governo, os documentos das vítimas mostram os mortos tinham entre 12 e 55 anos. :: LEIA MAIS »

Avião com 91 pessoas cai na China

AP/Estadão

PEQUIM – Um avião E-190 fabricado pela Embraer com 91 pessoas a bordo caiu em  Yichun, na província de Heilongjiang, noroeste da China nesta terça-feira, 24.

Segundo a agência estatal Xinhua, 47 pessoas foram resgatadas com vida por equipes de resgate enviadas ao local do acidente. Destas, 20 pessoas teriam sido levadas para um hospital.

O avião da Henan Airlines, que havia decolado de Harbin, capital da província, caiu perto do aeroporto de Yichun, que fica a cerca de 1,5 mil km de Pequim, perto da fronteira com a Rússia.

O acidente aconteceu às 11h10 (horário de Brasília), final da noite de terça no horário chinês. Ainda não há informações sobre vítimas.  Anteriormente, a Xinhua havia informado que havia 96 pessoas a bordo. O número foi revisado.

Google anuncia renovação de licença de internet na China

Ligia Sanchez, da Agência Estado  

PEQUIM – O Google anunciou a renovação de licença de internet para continuar usando o endereço eletrônico chinês, o qual é fiscalizado pelas autoridades. O anúncio segue-se a mudanças feitas no acesso ao site, após o governo ameaçar não renovar a licença da empresa caso continuasse evitando a censura, por meio do direcionamento automático dos usuários chineses ao endereço eletrônico de Hong Kong, onde o serviço não é censurado.

O anúncio da renovação da licença foi publicado no blog da empresa, dizendo que espera “continuar a prover buscas na web e produtos locais a nossos usuários no país”, sem oferecer mais detalhes e apenas como uma atualização de uma nota anterior do blog, de 28 de junho. :: LEIA MAIS »

Pequim diz que Coreia do Norte matou três chineses na fronteira

Reuters/Estadão

PEQUIM – Guardas de fronteira norte-coreanos mataram a tiros três supostos contrabandistas chineses e feriram mais um na semana passada, incitando uma reclamação do único grande aliado de Pyongyang, disse nesta terça-feira, 8, o ministro de Relações Exteriores chinês.

 A China fez uma reclamação formal a Pyongyang, e o incidente está sendo investigado, disse o porta-voz do ministério, Qin Gang, em coletiva de imprensa na capital chinesa.

“Na manhã do dia 4 de junho, tropas de defesa na fronteira norte-coreana atiraram contra alguns cidadãos de Dandong na província de Liaoning, por terem sido suspeitos de cruzar ilegalmente a fronteira para comercializar”, disse Qin. “Três pessoas foram mortas, e uma ficou ferida”, contabilizou.  :: LEIA MAIS »

Bahia amplia relação com a China

  Tribuna da Bahia

Na próxima sexta-feira, a vice-governadora do estado chinês de Shandong, Wang Sullian, participa, junto com o governador Jaques Wagner, da implantação de 12 câmaras setoriais da agropecuária baiana, passo fundamental para o planejamento estratégico do setor num horizonte dos próximos vinte anos. A vinda da dirigente chinesa à Bahia é mais um passo de uma relação que começou a ser fortalecida e ampliada em novembro de 2007, quando Wagner esteve na China para mostrar as potencialidades econômicas do estado.

Esse processo ganhou novo fôlego, agora, com a missão chefiada pelo secretário da Agricultura, Eduardo Salles, acompanhado por especialistas da área e empresários. O grupo baiano retorna amanhã e traz na bagagem planos e compromissos de parcerias com o empresariado chinês. As possibilidades de investimentos chineses na Bahia abrangem vários segmentos: energias renováveis, (biodiesel, solar, eólica e biomassa), da pesca, de carnes, dos grãos, do algodão, da agricultura familiar, e frutas do Vale do São Francisco. :: LEIA MAIS »

Acidente de trem na China deixa 19 mortos, afirmam autoridades

BBC Brasil/ O Globo

Um trem de passageiros descarrilou no sudeste da China, na madrugada deste domingo, causando a morte de 19 pessoas e deixando 71 feridos.

O trem se chocou contra sujeira e destroços deixados nos trilhos por um deslizamento de terra, em uma área montanhosa da província de Jiangxi, informou o Ministério das Ferrovias.

O trem seguia de Xangai para a área turística de Guilin.

Nos últimos dias, Jiangxi foi atingida por fortes chuvas, que causaram deslizamentos e enchentes em algumas fazendas.

As autoridades abriram uma investigação para determinar as causas do acidente e há informações de que o governador da província, Wu Xinxiong, esteve no local para acompanhar as operações de resgate.

Equipamento pesado

A locomotiva e oito dos 17 vagões parecem ter virado no acidente, perto da cidade de Fuzhou.

Cerca de 2.000 pessoas, entre elas bombeiros, policiais e soldados, passaram a noite trabalhando para tentar liberar os passageiros e retirar os corpos do local, usando equipamento pesado para cortar as ferragens, informou a agência estatal chinesa Xinhua. :: LEIA MAIS »

Estatal chinesa compra sete concessionárias de energia no Brasil por R$ 3 bilhões

Cláudia Trevisan, correspondente de O Estado de S. Paulo  

PEQUIM – A estatal chinesa State Grid fechou contrato nesta segunda-feira, 17, com as espanholas Cobra, Elecnor e Isolux para a compra de sete concessionárias de energia no Brasil por R$ 3,097 bilhões (US$ 1,726 bilhão), maior valor já investido pela China no País até agora.

O negócio, que ainda precisa ser aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica, prevê a transferência de 100% do capital das seguintes empresas transmissoras de energia: Ribeirão Preto, Serra Paracatu, Poços de Caldas, Itumbiara e Serra da Mesa. Os chineses também compraram 75% da Expansión Transmissão de Energia Elétrica (que opera no Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais) e da Expansión Transmissão Itumbiara Marimbondo.

O valor de R$ 3,097 bilhões inclui a transferência de dívida de R$ 1,305 bilhão. Até agora, o maior investimento chinês no Brasil havia sido no setor de mineração, com a compra da Itaminas por US$ 1,2 bilhão, no mês de março. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia