WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


junho 2020
D S T Q Q S S
« maio    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


:: ‘banco central’

Silvio Santos pode perder o SBT caso não honre empréstimo

EBand

Apresentador deve começar a pagar empréstimo a partir de 2013.

O empresário Silvio Santos deu todas as 44 empresas, incluindo o SBT, como garantia de empréstimo para conseguir um aporte de recursos feito pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos) de cerca de R$ 2,5 bilhões no banco PanAmericano. A operação, solicitada pelo Banco Central, foi finalizada nesta terça-feira.

O empréstimo foi feito para salvar o PanAmericano após fraude que provocou prejuízo de R$ 2,5 bilhões. Além do SBT, a garantia inclui a empresa de cosméticos Jequiti, a Liderança Capitalização, as lojas do Baú da Felicidade e o próprio banco PanAmericano. O valor total de todas as empresas soma R$ 2,7 bilhões. :: LEIA MAIS »

Dilma deve tirar Meirelles do BC para reduzir juros logo no início do governo

João Domingos, de O Estado de S.Paulo

BRASÍLIA – Embora avalie que o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, foi importante para sustentar a política de combate à inflação do governo Lula e certeiro nas medidas de contenção dos efeitos da crise econômica mundial de 2008 e 2009 no Brasil, a presidente eleita, Dilma Rousseff, tende a não aproveitá-lo no posto.

É certo que Dilma vai centralizar em torno de si todas as ações econômicas do início do governo, disse ao Estado um de seus mais importantes colaboradores. Pretende, com isso, alcançar dois objetivos: forçar a redução nas taxas de juros logo na primeira reunião do Conselho de Política Monetária (Copom) e mostrar que, ao contrário do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ela terá o controle de todos os setores do governo, a começar pela economia. Tanto é assim que o primeiro bloco de auxiliares a ser anunciado será o da equipe econômica. :: LEIA MAIS »

Morre Francisco Gros, ex-presidente do Banco Central, BNDES e Petrobras

do O Globo

Morreu hoje, aos 67 anos, o economista Francisco Gros, que foi presidente da Petrobras e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso. Antes, Gros havia presidido o Banco Central por duas vezes. A primeira no governo José Sarney, em 1987, e a segunda entre 1991 e 1992, no governo de Fernando Collor de Mello.

Depois de deixar a Petrobras, o economista ocupou a presidência da Fosfértil e atuou como conselheiro da OGX, do empresário Eike Batista. Gros estava internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, em tratamento contra um câncer. Em nota, o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, lamentou a morte de Gros:

“É com profundo pesar que recebo a notícia do falecimento de Francisco Gros, que conheci através do saudoso ministro Dílson Funaro e a quem aprendi a admirar como pessoa e como profissional, que prestou relevantes serviços ao país, no setor público e no setor privado”.

Henrique Meirelles decide ficar no Banco Central

Após conversa com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, decidiu permanecer no comando da instituição. A decisão, anunciada nesta quinta-feira (1º), foi comunicada a Lula durante uma reunião no Palácio da Alvorada no período do almoço.

Meirelles cogitava deixar a direção do BC para se candidatar ao Senado pelo PMDB-GO ou para ser vice na chapa da pré-candidata à Presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff. :: LEIA MAIS »

BC mantém juros em 8,75% pela quinta reunião seguida

Ao que tudo indica, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, não quer se candidatar para um cargo público sob a pecha de freio do crescimento econômico. Em uma decisão conturbada tanto no mercado quanto no próprio Comitê de Política Econômica, o Copom, o BC manteve a taxa básica de juros da economia em 8,75% ao ano. Foi a quinta reunião consecutiva de manutenção da taxa.

Segundo a nota divulgada pelo Banco Central, o Copom ainda está atento as perspectivas para a inflação. “O Comitê irá monitorar atentamente a evolução do cenário macroeconômico até sua próxima reunião, para então definir os próximos passos na sua estratégia de política monetária”, afirma a nota. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia