WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


fevereiro 2020
D S T Q Q S S
« jan    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829


:: ‘atentado’

Governador do Sergipe diz a Lula que atentado ao presidente do TRE não foi crime político

do Terra

O governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT), negou nesta quarta-feira que o atentado ao desembargador Luiz Mendonça, presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE), tenha cunho eleitoral. Ele esteve reunido com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na sede provisória do governo, em Brasília.

Carro do presidente do TRE-SE foi metralhado em Aracaju “Relatei ao presidente que a avaliação da polícia do meu Estado e a avaliação geral em Sergipe é que não há nenhuma hipótese do atentado estar vinculado à questão eleitoral ou à questão política”, afirmou Déda.

 O desembargador e seu motorista, o cabo Jailton Batista, sofreram um atentado a tiros enquanto passavam pelas avenidas Beira Mar e Silvio Teixeira, zona sul de Aracaju. Mendonça foi atingido por um tiro de raspão no ombro e não corre risco de vida. O estado de saúde do motorista é gravíssimo. Ele passava por uma cirurgia na cabeça na tarde de hoje, e está em coma induzido.

  :: LEIA MAIS »

Presidente do TRE-SE sofre atentado em Aracaju

Julia Baptista, do estadão.com.br

SÃO PAULO – O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE), Luis Mendonça, sofreu um atentado por volta das 8h50 desta quarta-feira, 18, na Avenida Beira-Mar, em Aracaju. De acordo com a Polícia Militar (PM), quatro homens encapuzados e armados com pistolas e uma escopeta calibre 12, que estavam em um carro, dispararam contra o veículo em que estava Mendonça.

O motorista do presidente da corte, o cabo da PM Jailton Pereira Batista, de 41 anos, ficou gravemente ferido e foi encaminhado ao Pronto Socorro da capital do Estado. Mendonça foi atingido de raspão na altura do ombro.

Quartel da Rota, polícia de elite de São Paulo, é atacada. Suspeito é morto durante confronto

do Estadão | globo.com

Governador não acredita em nova onda de ataques do PCC.

Um dos dois suspeitos de atirar na madrugada de hoje contra o prédio das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota), na região central de São Paulo, e que faleceu após troca de tiros com policiais militares, já havia sido preso anteriormente, segundo a Polícia Militar (PM). O homem, de 33 anos, já havia cumprido pena por roubo e lesão corporal e havia saído da cadeia em fevereiro. A polícia ainda não tem informações se o suspeito teria ligações com alguma facção criminosa.

O quartel da Rota foi atacado por volta das 3h15 de hoje. Segundo policiais da delegacia onde o caso foi registrado, os PMs foram avisados que teria um carro suspeito parado em um rua lateral ao prédio da Rota.

Ao chegarem no local, os policiais encontraram um dos suspeitos atirando contra uma janela do edifício. O outro suspeito estava dentro do carro e fugiu. Com a troca de tiros, o homem foi atingido e levado para o pronto-socorro de Santana, onde faleceu. Foram apreendidos uma arma e um coquetel molotov. O governador do Estado, Alberto Goldman, descartou uma nova onda de atentados por parte do PCC depois dos ataques contra a Rota e à casa de um membro da corporação. As declarações foram feitas à Radio Jovem Pan.

Suicida mata 48 e fere pelo menos 52 em Bagdá

Reuters e Associated Press

Guerra. Todos os mortos deste ataque eram Sahwa, que são combatentes sunitas que alguma vez foram aliados da Al-Qaeda

 Um suicida atacou neste domingo, 18, membros de uma milícia sunita apoiada pelo governo enquanto faziam fila esperando seu salário na sudoeste de Bagdá, matando 48 pessoas e ferindo outras 52, disseram fontes de segurança do Iraque.

A explosão nos arredores de uma base militar iraquiana no distrito sunita de Radwaniya ocorreu enquanto continua uma paralisia política no país depois das eleições de março que não mostraram um ganhador claro e que tem dificultado a formação de um novo governo.

:: LEIA MAIS »

Atentados matam 23 que assistiam à final da Copa em Uganda

do Portal Terra

Vítimas são socorridas após explosão Foto: APBombas em dois locais vitimaram pessoas que assistiam à final da Copa em bares de Kampala
Foto: AP

Bombas mataram pelo menos 23 pessoas na capital de Uganda, Kampala, neste domingo durante a partida final da Copa do Mundo. As vítimas assistiam à final da Copa do Mundo, entre Espanha e Holanda, em bares lotados, segundo as autoridades locais.

Uma das bombas explodiu em um restaurante etíope no distrito de Kabalagala, onde 13 pessoas que assistiam pela TV à partida, realizada em Johanesburgo, morreram. Outras 10 pessoas morreram no clube de rugbi da cidade, informou à agência Reuters o inspetor geral de polícia, Kale Kayihura. Não há informações sobre os responsáveis pelos ataques. No ano passado, o grupo rebelde somáli Shabaab ameaçou atacar a capital de Uganda porque o país mantém tropas na Somália como parte das forças de paz da União Africana.

Atentado deixa pelo menos 45 mortos e 100 feridos no Paquistão

da EFE/Folha

Pelo menos 45 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas em atentado suicida junto a escritórios do governo na conflituosa região tribal paquistanesa de Mohmand, informou uma fonte oficial citada pela rede televisiva privada Express Tv.

A explosão aconteceu por volta das 10h locais (2h em Brasília), em uma área comercial da localidade de Yakaghand da demarcação, situada na fronteira com o Afeganistão.

Vários edifícios, lojas e veículos foram atingidos pela explosão, enquanto as forças de segurança isolaram a zona, de acordo com a versão de diversos veículos de comunicação paquistaneses.

Os feridos, muitos deles em estado crítico, foram levados por ambulâncias a hospitais da cidade de Peshawar, capital da província vizinha de Pakhtunkhwa, devido à ausência de bons centros médicos na zona.

As forças de segurança paquistanesas lançaram no verão de 2008 uma grande operação contra a insurgência taleban na região, mas os fatos violentos seguem acontecendo com frequência. :: LEIA MAIS »

Atentado em Bagdá mata pelo menos 27 pessoas e deixa mais de 50 feridos

EFE/Estadão

 

Destruição. Explosão também causou grandes danos em casas e prédios próximos ao local. Ataques como esse tem sido cada vez mais frequentes na capital iraquiana. 

BAGDÁ – Pelo menos 27 pessoas morreram neste domingo, 20, e mais de 50 ficaram feridas após a explosão de dois carros-bomba no bairro de Al Mamun, no oeste de Bagdá, informou uma fonte do Ministério do Interior.

A fonte explicou à Agência Efe que os veículos explodiram às 11h (hora local, 5h de Brasília), perto do Centro de Imigração e Passaportes e do Banco Comercial Al Jalich.

A explosão dos carros, que estavam estacionados, causou também grandes danos em vários prédios.

Segundo pôde constatar a Agência Efe, uma espessa nuvem de fumaça se levantou no local das explosões para onde foram deslocadas as forças de segurança e várias ambulâncias para retirar as vítimas.

Na sexta-feira, 18, pelo menos 18 pessoas morreram e 42 ficaram feridas, entre elas seis soldados iraquianos, e umas cem ficaram feridas em vários atentados em diferentes pontos do Iraque, informaram à Efe fontes da Polícia e do Ministério do Interior.

Ontem, o porta-voz das operações de segurança em Bagdá, Qasem Ata, disse a vários meios de imprensa locais que “os grupos terroristas se centrarão na próxima etapa em atacar lugares estratégicos e importantes na capital para exercer pressão sobre a opinião pública”.

Terroristas da Al-Qaeda planejavam atentado durante a Copa, diz Iraque

Agência Estado

BAGDÁ – Um alto membro da rede terrorista Al-Qaeda no Iraque, preso há duas semanas, estava planejando um atentado durante a Copa do Mundo na África do Sul, no mês que vem. A informação foi divulgada nesta segunda-feira, 17, por um porta-voz do setor de segurança do Iraque.

Abdullah Azzam Saleh Misfar al-Qahtani, um saudita de 30 anos, “participou do planejamento de um ato terrorista na África do Sul durante a Copa do Mundo”, afirmou o general Qassim Atta.

Segundo o porta-voz, Qahtani era encarregado da “segurança” da rede terrorista na capital do Iraque. O extremista estava em contato “com o terrorista Ayman al-Zawahiri para organizar o plano realizado pela Al-Qaeda”. Zawahiri é o número 2 da Al-Qaeda, apontado como o vice de Osama bin Laden. Atta não quis dar mais detalhes sobre o plano nem comentar como a informação foi obtida. As informações são da Dow Jones.

Polêmica em Conquista: Perícia não acha projéteis no carro de promotora

Valmar Hupsel Filho | A TARDE

O Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Vitória da Conquista não encontrou projétil nem vestígios de disparos no veículo do marido da promotora Genísia Oliveira.

Segundo ela, dois homens montados numa moto se aproximaram do veículo, dirigido por seu marido, e efetuaram três disparos na noite da última segunda-feira (3).

Um deles teria atingido o para-choque. A promotora supõe que tenha sido um atentado, uma vez que vem recebendo ameaças dirigidas à sua pessoa e familiares devido às investigações envolvendo policiais militares na morte e sumiço de jovens.

“Até o momento, não podemos afirmar que o veículo foi alvo de um atentado”, informou um graduado policial que participou da perícia e pediu para não ser identificado.

Segundo ele,um pedaço do para-choque do veículo foi retirado e está em poder da promotora para ser utilizado como prova. “Ela não quis ser ouvida hoje. Aguardamos sua presença e que ela nos traga o material para análise”, disse.

Gravação O policial informou ainda que foram analisadas as câmeras de segurança de um supermercado localizado em frente ao local onde teriam acontecido os disparos, na Avenida Rosa Cruz, por volta das 23h30. O local e hora são indicados como os do suposto atentado. “Vemos o veículo passando, mas sem moto por perto”, disse.

O policial informou que ontem mesmo foi aberto um inquérito policial para apurar a existência ou não do suposto atentado.“ Pode ter sido uma tentativa de assalto, mas vamos apurar todas as alternativas”, disse. :: LEIA MAIS »

Contradições: Promotora contesta declarações de César Nunes

A peça do carro da promotora Genísia Oliveira, vítima de um suposto atentado em Vitória da Conquista vai ser periciada em Salvador. O carro dela foi atingido por tiros na madrugada da última terça-feira (4).

A promotora contesta a declaração feita pelo secretário de Segurança Pública, César Nunes, sexta-feira (7), ao BATV, de que não há indícios de que ela estaria sofrendo ameaças.

Os promotores do grupo de operações especiais do Ministério Público chegaram sexta-feira a Vitória da Conquista. A equipe veio apurar a denúncia de atentado contra a promotora Genísia Oliveira.

Dois soldados da assistência militar do Ministério Público também estão na cidade para fazer a segurança particular da promotora. Genísia Oliveira está à frente do inquérito que investiga a participação de policiais militares na morte de 11 pessoas e no desaparecimento de três adolescentes no mês de janeiro.

Na última terça-feira, véspera da prisão de dez policiais que teriam participação nos crimes, e que já foram transferidos para a região metropolitana de Salvador, a promotora teria sofrido um atentado.

Ontem, o secretário de Segurança Pública do estado falou sobre o caso. ‘Até agora, não há nenhuma evidência concreta, nenhuma evidência firme de que ela esteja sofrendo ameaças. Determinamos de imediato que ela fosse ouvida, que fossem ouvidas as testemunhas desse suposto atentado. O carro não tem marca de bala nenhuma. As diligências estão sendo realizadas também pela Polícia Civil de Conquista’, afirmou o secretário de Segurança.

A promotora Genísia Oliveira contestou as declarações do secretário e apresentou o para-choque do carro com as marcas dos tiros. ‘Ele foi incauto quando ele disse que a perícia do meu veículo não constatou nenhum tiro. O tiro não foi no veículo, foi na lataria do carro e essa retirada foi feita do veículo porque logo depois dos tiros meu marido bateu o carro, em virtude do susto que ele tomou. Para cautelar provas, nós tiramos a parte desse material da lataria do veículo, que está aqui conosco. Portanto, os dois tiros estão aí. Se foi atentado, se foi tentativa de assalto ou se foi uma brincadeira, eu não sei’, afirma a promotora.

:: LEIA MAIS »

Promotora de Justiça revela: “Vou continuar trabalhando com o grupo de extermínio. As investigações não param”

Por Rodrigo Ferraz

A promotora de justiça de Vitória da Conquista, Genísia Oliveira (foto), foi assunto no jornal A Tarde após ter a sua caminhonete alvejada na noite da última quarta-feira (04), por um disparo de pistola ponto 40, arma de calibre de uso exclusivo de policiais. Tudo isso aconteceu depois da prisão provisória ter sido decretada de 10 PMs que podem estar envolvidos nos diversos homicídios que aconteceram na cidade desde o início do ano.

Em entrevista ao apresentador da Resenha Geral, Herzem Gusmão, a promotora disse que esse tipo de ameaça não vai intimidá-la. “Vou continuar trabalhando com o grupo de extermínio do município no intuito de investigar todos os fatos. O crime em Vitória da Conquista está crescendo de forma assustadora. Quem disparou o tiro perdeu um tempo imenso. Estou tomando todas as providências”, garante. Ela também revelou que dentre os 10 policiais existem alguns que comprovadamente cometeram homicídios. “Algumas provas já são suficientes para fazer essa afirmação”, finaliza Genísia Oliveira. Do Blog da Resenha

Promotora que mandou prender 10 PMs é ameaçada de morte

Valmar Hupsel Filho l A TARDE

Lúcio Távora l Agência A TARDE

Promotora chega ao MP tensa e sem qualquer proteção

Promotora chega ao MP tensa e sem qualquer proteção

A promotora de Justiça da comarca de Vitória da Conquista Genísia Oliveira teve sua caminhonete importada de cor prata alvejada na noite da última terça-feira, 4, por um disparo de pistola ponto 40, arma de calibre de uso exclusivo de policiais. Horas depois, ela já estava em casa quando recebeu ameaça de morte, por meio de um telefonema anônimo a seu telefone celular pessoal.

O atentado e a ameaça ocorreram no mesmo dia do cumprimento de dez mandados de prisão de policiais militares do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), de Vitória da Conquista, acusados da participação em 11 homicídios e desaparecimento de três adolescentes na madrugada do dia 29 de fevereiro deste ano, no Alto da Conquista. A chacina teria ocorrido em retaliação ao assassinato do policial Marcelo Márcio Lima da Silva, ocorrida três horas antes.

Genísia Oliveira é a responsável pelas investigações sobre o caso e a suposta existência de um grupo de extermínio na cidade e integra a força tarefa de promotores que representaram na Justiça contra 35 PMs acusados de participapação nos assassinatos no Alta da Conquista. O juiz da 2ª Vara Crime de Vitória da Conquista, Reno Soares, acatou o pedido de prisão temporária e pediu aprofundamento das investigações.

Proteção – Na quinta, 6, a promotora fez contato com representantes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do MP (Gaeco). Ela ameaçou abandonar a investigação caso não fossem destacados policiais de Salvador para sua sua segurança. :: LEIA MAIS »

Polícia sul-africana frustra atentado de supremacistas brancos

WENDELL ROELF – REUTERS

A polícia sul-africana interceptou um plano elaborado por partidários da supremacia branca para instalar explosivos em municípios predominantemente negros, informou o ministro da Polícia nesta quinta-feira. O incidente ocorre um mês depois do assassinato de um proeminente separatista branco.

 O ministro Nathi Mthethwa também prometeu que os extremistas não atrapalharão a Copa do Mundo, que começa em junho e deve atrair 300 mil estrangeiros ao país.

 Dezesseis anos depois do fim do apartheid, a maior economia da África ainda luta para superar as divisões raciais, principalmente em comunidades rurais.

  :: LEIA MAIS »

MIssões: Ônibus com estudantes cristãos é alvo de ataques

Iraque – A Portas Abertas foi informada, por fontes no Iraque, que três ônibus com alunos cristãos foram alvos de um ataque de bomba. Aparentemente, um cristão foi morto e 70 estudantes ficaram feridos.
Na manhã de domingo, 2 de maio, os estudantes cristãos viajavam de Karamless e Karakosh, vilarejos da Planície de Nínive, para sua universidade em que estudam , em Mosul. De acordo com informações fornecidas à Portas Abertas, um motorista suicida bateu com o carro nos dois primeiros ônibus e explodiu. O terceiro ônibus continha uma bomba.
De acordo com colaboradores da Portas Abertas no local, o hospital está pedindo doações de sangue para os feridos.
:: LEIA MAIS »

Carro usado em ataque a senador do Paraguai é brasileiro, diz promotora

A promotora Lourdes Peña afirmou nesta terça-feira que o carro utilizado no atentado contra o senador liberal do Paraguai Robert Acevedo é de origem brasileira, com placa de São Paulo, e não há indícios de que foi roubado. Mais cedo, a imprensa paraguaia revelou que dois brasileiros foram detidos por envolvimento no crime e que há suspeita de que pertençam à facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

O senador, do Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), ficou ferido e não corre risco de morte. Ele é dono da rádio Amambay e várias vezes fez denúncias públicas contra a corrupção e a máfia do narcotráfico.

Daniel Figueredo/Reuters
Carro supostamente usado em ataque a senador no Paraguai; segundo promotora, veículo é brasileiro
Carro supostamente utilizado em ataque a senador liberal no Paraguai; segundo promotora, veículo é de fabricação brasileira

Segundo Peña, que concedeu entrevista à rádio 650 AM, o carro foi adquirido do Banco Itaú e não há nenhum pagamento pendente em seu registro. “O veículo é legal, segundo os dados preliminares que temos. Agora estamos verificando os dados com relação ao proprietário”.

A promotora explicou que a caminhonete, que foi incendiada, tem placa de São Paulo, cidade de atuação do PCC. A polícia encontrou ainda diversos cartuchos de bala de alto calibre dentro do veículo. :: LEIA MAIS »

Salvador: PM dono de bar e seis pessoas são baleadas em atentado no Uruguai

Sete pessoas foram baleadas em um atentado ocorrido por volta das 22h30 de quarta-feira (21) na rua 06 de janeiro no final de linha do bairro Uruguai, Cidade Baixa de Salvador, sendo que um destes, além de ser Sargento da policia militar, era o dono do bar onde ocorreu o crime. De acordo com a 3ª Delegacia (Bonfim), a região é conhecida por ser ponto de tráfico de drogas.

As sete vítimas estavam dentro do estabelecimento quando, de repente, pelo menos cinco pessoas divididas em dois carros passaram atirando contra todos que estavam no bar e, segundo testemunhas, nem chegaram a parar os carros. Um dos baleados foi José Roque Oliveira de Jesus, Sargento da Policia Militar lotado na 37ª Companhia Independente da Polícia Militar na Liberdade.
:: LEIA MAIS »

Filho do deputado é vítima de atentado no sul da Bahia

Com três carros e uma moto, homens encapuzados fecharam o veículo do jovem na BR 101. Ele e seu segurança foram barbaramente espancados pelos agressores

GANDU – O filho do deputado estadual Carlos Gaban (DEM), Luís Henrique Magalhães Gaban, foi vítima de um atentado no último fim de semana na rodovia BR 101, no trecho que liga os municípios de Gandu e Ibirapitanga, no sul da Bahia.

Segundo o site Além da Notícia, homens encapuzados em três carros e uma moto fecharam o veículo Pajero do filho do deputado, que estava acompanhado por seu segurança particular. Os dois foram espancados pelos agressores e deixados desacordados numa estrada de chão nas proximidades.

Os criminosos não levaram nenhum objeto de valor, o que levanta a suspeita de que a agressão tenha sido por motivos políticos ou vingança. Luís Henrique é pré-candidato a deputado e estava em campanha na região. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia