G1

Aparelho levando parte do grupo que acompanhava governador do Rio caiu. Sergio Cabral ia com filho para festa de aniversário no dia do acidente. Mariana, namorada de um dos filhos de Cabral, morreu no acidente.

A assessoria de imprensa do Palácio Guanabara confirmou na noite desta segunda-feira (20) que o governador Sergio Cabral havia deixado o Rio de Janeiro na tarde de sexta-feira (17) com o filho Marco Antonio, a namorada dele, Mariana Noleto, e um grupo de amigos para a festa de aniversário do empreiteiro Fernando Cavendish em Trancoso, na Bahia.

O governador Sérgio Cabral acompanha seu filho Marco Antônio no enterro da namorada, Mariana

Ao chegar no aeroporto de Porto Seguro, na Bahia, o grupo iria embarcar em um helicóptero até Trancoso. A aeronave, que não tinha capacidade para levar todos, ia fazer duas viagens. Na primeira leva foram as mulheres e crianças do grupo. Foi quando o helicóptero, com sete pessoas, caiu. Seis corpos já foram encontrados, entre eles, o de Mariana, e o do enteado de Fernando Cavendish, Luca Kfuri de Magalhães Lins, 3 anos. A mulher de Fernando e mãe de Luca, Jordana Kfuri Cavendish, ainda está desaparecida.

O grupo de sete pessoas tinha deixado o Rio para passar o fim de semana no resort do empresário Marcelo Mattoso Almeida, que pilotava o helicóptero. O corpo dele foi encontrado nesta segunda. Cinco corpos já foram enterrados.

O governador e o filho iriam no mesmo helicóptero na segunda viagem, junto com o empreiteiro Fernando Cavendish. Segundo a assessoria do governador, o avião usado pelo grupo para chegar até Porto Seguro foi emprestado pelo empresário Eike Batista.

 

Enterro

O corpo de Mariana foi enterrado por volta das 17h desta segunda no cemitério São João Batista, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. Bastante emocionado, Cabral amparou o filho durante o cortejo. A cerimônia foi rápida e marcada pelo silêncio e consternação dos presentes, além do forte esquema de segurança.

Mais de 200 pessoas estiveram presentes para prestar solidariedade à família da jovem, incluindo muitas autoridades, como o prefeito do Rio, Eduardo Paes, o vice-governador, Luiz Fernando de Souza Pezão, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Paulo Melo, o procurador-geral de Justiça do Rio, Cláudio Lopes, entre outras.

A primeira-dama do estado, a advogada Adriana Ancelmo, madrasta de Marco Antonio, deixou o cemitério São João Batista chorando muito. O corpo da estudante veio da Bahia para o Rio em um avião da Força Aérea Brasileira. Horas depois de a polícia confirmar que o quinto corpo resgatado no mar de Trancoso, no sul da Bahia, é da estudante Mariana, o governador divulgou uma nota lamentando a morte dela.

Cabral afirmou que Mariana fez parte de sua família durante sete anos e contagiou a todos “com a sua leveza e alegria”. Ele prestou sentimentos à família da jovem e também às famílias dos demais passageiros do helicóptero. Em outra nota, divulgada também nesta segunda, a assessoria informou que Cabral estará de licença entre 20 e 26 de junho por motivos de ordem pessoal.