do A Tarde

Aeroporto de Porto Seguro também passa por reforma

As três empresas que operam no aeroporto de Ilhéus – Gol, TAM e Trip – afirmam que seus horários atendem à região e que não voam à noite porque as restrições comprometem suas normas de segurança. Segundo o superintendente da Infraero, João Bezerra, o Jorge Amado está aparelhado com o NDB, que emite sinal de rádio de localização; com farol rotativo para direcionamento das aeronaves; o Papi, que são luzes de indicação de altitude e centralização da pista; e as luzes do balizamento que delimitam a pista.

As limitações prejudicam o turismo de Ilhéus, que perdeu cerca de 50% do fluxo de visitantes desde 2007, quando a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) impôs limitações ao terminal, disse o presidente da Associação de Turismo de Ilhéus, Luigi Massa. Segundo ele, turistas se queixam de ter que pousar em Salvador ou Vitória e vir para Ilhéus de ônibus.

 

As empresas do Polo de Informática, responsáveis por 15% dos computadores  fabricados no País, são atingidas pela falta de logística, principalmente porque o terminal não é alfandegado. Isso as obriga a buscar o material importado ou levar os produtos que vendem para fora pelo aeroporto de Porto Seguro, elevando os custos com frete e tornando seus produtos menos competitivos.

A esperança da comunidade regional é a construção do novo aeroporto, que integra o complexo intermodal Porto Sul, mas ainda não se sabe quando começarão as obras. Lançado em 2007, a previsão mais recente é de que as obras devem começar entre a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas, em 2016.

Logística – As empresas do Polo de Informática de Ilhéus, responsáveis por 15% dos computadores  fabricados no País, são atingidas pela falta de logística, principalmente porque o terminal não é alfandegado. Isso as obriga a buscar o material importado ou levar os produtos que exportam pelo aeroporto de Porto Seguro, elevando os custos com frete e perdendo  competitividade.  Se a indústria se retrai e os turistas não chegam, o comércio, também deixa de faturar, gerando uma queda que chegou a 2% nos últimos três anos, segundo o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, Marcelo Oliveira.

A esperança da comunidade regional é a construção do novo aeroporto que integra o complexo intermodal Porto Sul, mas ainda não se sabe quando começarão as obras. A previsão mais recente é de que as obras devem começar entre a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas, em 2016. O novo terminal, com orçamento inicial de R$ 270 milhões, será construído na altura do Km-14 da BA-001.