Mariana Paiva l A TARDE

Luciano da Matta/Agência A TARDE

Mateus sonha dar um celular para o pai, Antônio José

Mateus sonha dar um celular para o pai, Antônio José

>>Por que seu pai merece ser chamado de herói?

Na sexta-feira, 6,  último dia útil antes do Dia dos Pais, centenas de baianos foram às ruas da cidade procurar  pelo presente ideal.  Em relação ao ano pas sado, Paulo Motta, presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio da Bahia acredita que haverá um aumento de 8% nas vendas de presentes para a data comemorativa. Nas cerca de quatro mil lojas  destinadas exclusivamente ao público masculino na cidade, os artigos mais  vendidos são os eletrônicos, como celulares, notebooks, ipods e televisores. 

“Muito além das tradicionais meias e cuecas, os filhos recorrem cada vez  mais aos eletrônicos para presentear no dia dos pais”,  avalia Paulo  Motta.

Na Avenida Sete de Setembro, um dos principais pontos do comércio da cidade, a movimentação ainda era tímida no início da tarde de ontem. O fato confirma a perspectiva de que muita gente vai deixar para comprar o presente na última hora.  É o  que o estudante Mateus  Argolo, 13 anos, vai fazer. Acompanhado do pai, o vendedor Antônio José Argolo, o adolescente conta que ainda não comprou nada, e que o maior problema é dinheiro, porque ele não ganha mesada.  “Quem compra o presente  geralmente é minha mãe, e aí eu entrego a ele”, diz. 

Se não tivesse a limitação  do dinheiro, Mateus afirma que daria ao pai um celular de última geração. Para o pai, só o fato de o filho perceber que ele precisa de um novo celular  já é um presente. “Qualquer  coisa que ele me der, eu  vou gostar. Até se for uma meia eu fico feliz”, diz, rindo. 

Bom humor – Carregando no pescoço a filha Lis, 2 anos, o administrador Stephano Dias brinca dizendo que queria ganhar um carro ou uma casa de presente de Dia dos Pais. Mas Lis entregou logo:  “Papai, você vai ganhar  um perfume”. 

Na família da agente administrativo Sandra Lima, a tradição é outra. Ela criou os filhos sozinha, e por este motivo ganha o presente do Dia dos Pais todos os anos.  “Claro que eu tenho que  ganhar, sou pai e mãe, avô  e avó. Sou quatro em um”,  diz, bem-humorada. 

Acompanhada do filho  Gilvan Tenório Júnior,  Sandra procurava por  uma televisão de LCD para  substituir a antiga.  Junto com o seu presente de Dia dos Pais, Sandra aproveita e leva o do  próprio pai. Neste ano,  televisão nova mesmo, só para ela, a ‘pãe’. Seu pai vai  ganhar mesmo é um pijama.