Desenvolvido em vários municípios brasileiros há pelo menos três anos, o projeto Mais Educação, do Governo Federal, está prestes a ser iniciado em Vitória da Conquista. Entre os dias 17 e 21 de maio, foi realizado em Brasília o Seminário Nacional de Educação Integral, que abrigou também a terceira edição do Encontro Nacional dos coordenadores do projeto. Na mesa, destacou-se a presença do ministro da Educação Fernando Haddad.

Como representante da Secretaria Municipal de Educação de Vitória da Conquista, participou a professora Regina Lima, que será a gestora do Mais Educação no município. O projeto, que se destina a municípios com população superior a 95 mil habitantes, pretende atuar em escolas cujos desempenhos no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) carecem de melhorias. Em Vitória da Conquista, o trabalho será feito em 26 escolas da Rede Municipal, ainda este ano.

O objetivo do Mais Educação é realizar um reforço pedagógico junto a alunos que apresentam maiores deficiências de aprendizagem. Para isso, vale-se de atividades artísticas, culturais e esportivas, dentro e fora da escola, que deverão ser oferecidas em turno oposto dos alunos. Pretende-se, acima de tudo, seguir uma das premissas do educador Paulo Freire, para quem “a rua educa” – e isso ocorrerá ao se estabelecer uma interação entre a escola e a comunidade. Dessa forma, estabelece-se uma das principais finalidades, que é manter os alunos estudando em período integral.

PROFESSORES VOLUNTÁRIOS – Para custear a aplicação do projeto, o Ministério da Educação fornecerá os valores que serão incorporados aos que a escola já recebe por meio do PDE. As O volume desses recursos dependerá da proposta de cada município e do número de alunos que serão atendidos. E, a fim de coordenar as atividades, o projeto prevê a participação de professores voluntários, que receberão mensalmente uma quantia simbólica estabelecida em R$ 300,00.

Para a professora Regina, o momento foi bem ilustrativo do que vem ocorrendo na educação, desde o início do Governo Lula. “Mais uma vez percebemos o quanto o governo Federal tem investido e destinado recursos para melhorar a educação”, destaca.