O deputado ACM Neto afirmou hoje que recomendou à direção nacional do Democratas que o partido não tenha candidato nas eleições indiretas ao governo do Distrito Federal. Para Neto, o partido deve ficar de fora em função dos escândalos que atingiram o governo local na gestão do ex-governador José Roberto Arruda, que se desfiliou do DEM antes de ser expulso. “Nós tomamos as medidas corretas e afastamentos todos os envolvidos no escândalo. Também pedimos que todos os nossos filiados deixassem cargos no governo do DF. Ao contrário do PT, que não puniu ninguém no escândalo do mensalão, nós fizemos nossa parte. Mas, mesmo assim, acho que não devemos disputar uma eleição indireta para um mandato de oito meses depois do que ocorreu”, ressaltou Neto.

Núcleo de Notícias