Os senadores aprovaram nesta quarta-feira (10) a indicação dos generais Álvaro Luiz Pinto e Raymundo Nonato Cerqueira Filho para ocuparem vagas no STM (Superior Tribunal Militar). A indicação de Pinto recebeu 40 votos favoráveis e 4 contrários. Já a de Cerqueira Filho teve 46 votos a favor e 5 contra.

Os senadores Arthur Virgílio (PSDB-AM) e Eduardo Suplicy (PT-SP) comentaram a polêmica que envolveu a sabatina de Cerqueira Filho, quando este afirmou aos senadores que oficiais gays não seriam obedecidos pelas tropas. Virgílio e Suplicy destacaram que o general havia se retratado da afirmação.

Na ocasião, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, minimizou as declarações e disse que não iria influenciar os debates internos sobre a questão.

O Ministério da Defesa, por sua vez, admite que está revendo a legislação que dá margem à punição de homossexuais nas Forças Armadas.

O Senado também aprovou a indicação de Pedro Motta Pinto para representar o Brasil junto à Comunidade de Língua Portuguesa.

R7