WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


julho 2021
D S T Q Q S S
« jun    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: ‘Laje’

Polícia aguarda motorista da tragédia em Laje

do Ibahia

A polícia ainda aguarda a apresentação do motorista Glaison Batista dos Santos, 30, que dirigia a carreta envolvida no acidente da sexta-feira (4), que provocou a morte de dez estudantes. Eles voltavam de uma gincana escolar na carroceria de um caminhão.

A Prefeitura de São Miguel das Matas, que tem 10,6 mil habitantes, decretou luto oficial de três dias. Nas lojas da cidade e no Colégio Estadual Aldemiro Vilas Boas, onde estudavam os adolescentes mortos, os panos pretos indicam o sofrimento de toda a população.

Na BR-420, saída do município de Laje, ficaram os destroços da carreta e do caminhão que, segundo a Polícia Civil, levava 13 jovens entre 14 e 25 anos.

Segundo testemunhas, o motorista da carreta bi-trem que seguia para Mutuípe perdeu o controle do veículo e bateu no caminhão que transportava os adolescentes. Os dois veículos caíram em uma ribanceira. Dez estudantes morreram. :: LEIA MAIS »

Polícia Civil divulga nomes de estudantes mortos na BA-420

CORREIO

Dezessete jovens morreram, ontem à noite (sexta-feira, 4), em um acidente na BA-420, na saída do município de Laje, a cerca de 240 quilômetros da capital baiana. As vítimas, adolescentes a maior parte, pegavam carona na carroceria de um mini-caminhão modelo F-4000. Eles voltavam para a cidade de São Miguel das Matas, após participarem de uma campanha de arrecadação de cestas básicas em Laje. 

Confira a lista parcial de mortos:

Admilson Aparecido Caridade de Jesus, 17 anos, Ana Dalva de Jesus Nunes, 25, Davi Moura Figueiredo, 16, Érica Sales da Silva, 18, Ézio Muriel de Jesus Silva, 15, José Carlos Santos da Cruz, 16, Micael Santos Cruz, 14, Naiara Souza Camargo dos Santos, 17, Samuel Flores da Silva, 19, e Silas Figueiredo Silva, 17. 

Até às 19h30, a Polícia Civil só havia confirmado o nome de dez vítimas. Os outros sete corpos ainda não foram identificados.

Entenda como ocorreu o acidente
No meio do trajeto, o veículo que transportava os jovens, bateu na traseira de uma carreta bitrem carregada de ureia. Após a colisão, o F-4000 despencou numa ribanceira de mais de 20 metros. O motorista do caminhão tinha 19 anos e não possuia carteira de habilitação. Ele também morreu no acidente. Outros três jovens ficaram gravemente feridos. 

Eles eram alunos do 1º e 3º ano e da 7ª série do Colégio Estadual Aldemiro Vilas Boas. Segundo o diretor Geovane Pereira, os estudantes não tinham autorização para viajar e não estavam acompanhados de nenhum professor. ‘Todos estão chocados com o ocorrido. Nós não temos controle do que os alunos fazem do lado de fora da escola’, disse.  :: LEIA MAIS »

Tragédia na Bahia: Batida entre caminhões mata 16 estudantes em Laje

Cristina Santos Pita, da sucursal do jornal A TARDE

Um caminhão F4000, que transportava 20 estudantes entre 13 e 22 anos na carroceria, bateu de frente com uma carreta tipo bitrem, carregada de ureia, na noite desta sexta-feira, na BA-420, que liga Mutuípe a Laje. A colisão deixou 16 jovens mortos e quatro gravemente feridos. Eles haviam passado o dia na cidade de Laje, realizando uma das tarefas da gincana estudantil da qual participavam, e retornavam para São Miguel das Matas.

Caminhão pendurado em ribanceira - Foto: Kakau | Agência A TARDE

Segundo informações colhidas no local, o caminhão teria invadido a contramão, atingindo um dos vagões da carreta. O veículo foi empurrado por 20 metros e caiu na ribanceira.

A enfermeira Kátia Souza Camargo viveu uma tragédia familiar: ao chegar ao local do acidente para prestar socorro, encontrou a filha morta.

Tremor de terra assusta moradores do interior da Bahia

Segundo o relato de um aposentado, o estrondo no interior da terra foi tão forte que ele chegou a cair da cama e passou o resto da noite acordado e assustado

MUTUÍTE – Um tremor de terra que durou cerca de cinco segundos deixou a população do município de Mutuípe, no recôncavo baiano, apavorada. Na madrugada desta sexta, 28, moradores acordaram assustados com um forte estrondo, seguido de uma explosão que fez a terra tremer.

Esta é a quarta vez em dois meses que ocorre abalo sísmico na cidade. No hospital local, macas, armários, portas e janelas balançaram. Segundo o relato de um aposentado, ele chegou a cair da cama e não dormiu mais. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia