WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


junho 2021
D S T Q Q S S
« maio    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  


:: ‘confissão’

Ex-cantor do É o Tchan! que matou PM em boate erótica de Salvador vai responder em liberdade

do Correio*

Imagens registradas pelo circuito interno do local já estão com a polícia

“Klebinho” já cantou no É o Tchan, entre 2009 e 2010, sendo substituido por Beto Jamaica no início deste ano A carreira do cantor de pagode e axé Kléber de Jesus Menezes, o Klebinho, estourou junto com o pipoco da pistola do sargento da Polícia Militar Gepson Araújo Franco, da 47ª Companhia Independente (Centro Administrativo da Bahia). O palco foi a boate de strip-tease Eros, na Pituba. Por volta das 4h30 da madrugada deste domingo, o pagodeiro e o policial se engalfinharam depois que o sargento mexeu com a namorada de Kléber.

 Em depoimento ontem na 16ª Delegacia, na Pituba, Kléber alegou que o disparo foi acidental. Na briga, contou ele, a arma de Gepson disparou e atingiu o peito do próprio PM, que morreu na hora. Por não ter sido preso em flagrante, Kléber vai responder pelo crime em liberdade.

  :: LEIA MAIS »

Vice-miss Curitiba admite na polícia envolvimento com tráfico de drogas

do G1/ Blog do Marcelo

Suzimara Steff disse à polícia que ajudava maior traficante do PR. PF prende modelo, o namorado e mais nove pessoas.

A segunda colocada no concurso de Miss Curitiba 2010 disse, nesta quarta-feira (19), à polícia que namorava e ajudava o maior traficante de drogas do Paraná, preso com ela na terça (18), durante operação da PF. A modelo confirmou em depoimento que a relação com o rapaz foi mais do que um romance.

Imagens feitas por uma câmera de segurança do aeroporto de Curitiba mostram Suzimara Steff abraçando o namorado, Eder de Souza Conde. A polícia acredita que ele voltava de Mato Grosso do Sul onde foi encomendar cocaína. A suspeita é que ele vendia 400 kg da droga por ano. “A primeira parte do carregamento que nós apreendemos, quem levou ele para receber estas drogas foi ela”, diz o delegado Wagner Mesquita.

Eder gostava de ostentar riqueza. O patrimônio dele inclui uma coleção de carros, alguns de luxo e outros importados. Ele também costumava impressionar. No carro que mais usava, mandou colar o adesivo da PF para se apresentar como policial federal.

Os imóveis registrados em nomes de parentes e avaliados em R$ 10 milhões foram bloqueados pela Justiça. O dinheiro conseguido com o tráfico era lavado em uma revenda de carros. Outras nove pessoas foram presas e mais de 40 automóveis apreendidos. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia