WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov   jan »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


:: 24/dez/2019 . 8:46

Vamos orar: Presenteie cristãos secretos com Bíblias

Doe Bíblias e literatura cristã e fortaleça cristãos secretos na Ásia

Doe Bíblias e literatura cristã e fortaleça cristãos secretos na Ásia

Mesmo sendo responsáveis pela manutenção da ordem ditatorial da Coreia do Norte, os soldados não são bem tratados pelo governo. Alguns são forçados a ir para as montanhas para procurar comida para si próprios. Porém, existem outros soldados secretos no mesmo país que trabalham para manter o reino de Deus vivo. Eles não desejam o reconhecimento dos governantes, apenas anseiam pela comunhão uns com os outros e pela liberdade de compartilhar a Cristo.

Os cristãos secretos da Coreia do Norte convivem com o medo de serem descobertos, interrogados e levados a campos de trabalho forçado, podendo até ser mortos. A segurança para professar a fé em Jesus é arriscada até mesmo dentro de casa, já que é comum os familiares denunciarem os seguidores de Cristo como traidores da nação. O cristianismo é visto como uma religião ocidental, mais precisamente, americana.

O ambiente restritivo do país dificulta a confirmação do número de cristãos existentes. Porém, a Portas Abertas estima que exista cerca de 300 mil discípulos de Jesus no território. A comunidade de convertidos atual é composta por ex-comunistas. Alguns tiveram encontro com Jesus quando atravessaram a fronteira para a China, durante a grande fome na década de 90. Eles foram recebidos e evangelizados pelas igrejas chinesas, e ao retornarem a Coreia do Norte, mantém a fé em Cristo e estão responsáveis por espalhar as boas-novas a outros norte-coreanos. :: LEIA MAIS »

Presenteie cristãos afegãos com o evangelho

Cristãos afegãos são cada vez mais raros, mas os que ainda permanecem no país precisam ser encorajados pelo evangelho

Cristãos afegãos são cada vez mais raros, mas os que ainda permanecem no país precisam ser encorajados pelo evangelho

Professar a fé em Cristo vivendo no Afeganistão é algo impensável de se fazer. Importar ou possuir Bíblias e demais literaturas cristãs também são atos arriscados, resultando até em morte. É cada vez menor o número de seguidores de Jesus no país, por isso é difícil o desenvolvimento de projetos de ajuda aos cristãos. Na realidade, eles vivem a fé em segredo.

Se para as pessoas que são de famílias cristãs a situação é delicada, quando envolve a conversão de um muçulmano as coisas tornam-se ainda piores. Alguns são mortos quando a nova fé é descoberta, outros são internados em clínicas psiquiátricas, muitos têm as propriedades destruídas ou transferidas para outros. O Afeganistão ocupa a 2ª colocação na Lista Mundial da Perseguição 2019, ficando atrás apenas da Coreia do Norte.

Nesse contexto, a evangelização comum feita por meio de distribuição de materiais cristãos, testemunhos em lugares públicos e até reuniões para comunhão não são possíveis. Outro fator que também dificulta levar Cristo até os afegãos é o monitoramento severo da internet. A perseguição atual torna difícil acreditar que o cristianismo possa ter chegado no Afeganistão no século 2. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia