O tricolor baiano continua sem vencer no Estádio do Parque de Pituaçu. Bastante desfalcado, não resistiu à força do Corinthians e sofreu em casa a sua 1ª derrota, de 1 a 0, caindo para o 13º lugar na classificação da Série A do Campeonato Brasileiro

O Bahia foi heróico, honrou a sua tradição de um time lutador, vencedor, mas não conseguiu evitar sua 3ª derrota, a primeira em casa, no Estádio Governador Roberto Santos, ontem à noite, de 1 a 0, para o Corinthians, caindo para o 13º lugar na tabela de classificação da Série A do Campeonato Brasileiro, enquanto o clube paulista assumiu a liderança da 1ª Divisão. O tricolor folga no domingo, e só volta a jogar na quarta-feira, dia 6 de julho, contra o Avaí, em Santa Catarina.

O Bahia até surpreendeu com a escalação de Ávine, que tinha sido “vetado” pelo Departamento Médico, e com Gabriel no ataque, ao lado de Júnior, e mesmo sem poder contar com jogadores como os zagueiros Titi e Thiego, os meias Carlos Alberto e Lulinha, e os atacantes Jóbson e Souza, o time do técnico René Simões mostrou garra, determinação, e, mesmo diante da derrota de 1 a 0, saiu de campo aplaudido pela sua torcida. “Gostei da equipe. Eu estou orgulhoso deles. Poderíamos caprichar mais na finalização. Mas saio contente. Infelizmente, jogo se ganha fazendo gol”, disse o treinador, após a partida.

“Não merecíamos perder esse jogo não. Pelo que jogamos e pelas chances que criamos, no mínimo de justiça, merecíamos o empate”, lamentou o meia Ricardinho, na saída de campo. A derrota para o Corinthians terminou sendo um castigo para o tricolor, que aos 14 minutos errou na saída de bola com o zagueiro Paulo Miranda, e permitiu que Liedson entrasse na área e fosse derrubado pelo goleiro Marcelo Lomba. Chicão cobrou e marcou o único gol da partida no Estádio do Parque de Pituaçu.

No segundo tempo, o Bahia foi superior ao Corinthians, literalmente acuou o adversário paulista no seu campo de defesa, e, através das cobranças de faltas de Marcos, esteve bem perto do empate, esbarrando nas grandes defesas do goleiro Julio César. No gol de Fahel, no segundo tempo, Gabriel estava impedido para frustração do torcedor nas arquibancadas de Pituaçu.

O Bahia volta a jogar contra o Avaí contando com a volta de importantes jogadores, como o zagueiro Titi, o meia Lulinha e o artilheiro Jóbson, mas fica sem Carlos Alberto, ainda entregue ao Departamento Médico do tricolor. Tribuna da Bahia