WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


julho 2020
D S T Q Q S S
« jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


:: ‘Vasco’

Em jogaço de bola, Vasco é campeão mesmo com derrota para Coxa: 3 a 2

por GLOBOESPORTE.COM

Foram oito anos, dois meses e 18 dias de uma angustiante espera. A conquista do Campeonato Carioca em 23 de março de 2003 tinha sido a última do Vasco em competições no grupo de elite. Tão logo o árbitro Sálvio Spinola ergueu os braços no lotado Couto Pereira, na gélida noite desta quarta-feira, depois de sofrimento intenso nos 90 minutos, a imensa torcida cruz-maltina era “bem feliz, norte e sul, norte e sul deste país”, conforme o hino do genial Lamartine Babo. O frio de 10 graus no palco da decisão já não importava mais: o calor da festa aqueceu dentro e fora do estádio. A Copa do Brasil 2011 tem como dono, pela primeira vez, clube cujo nome é de navegante português, mas que marca a fase do atual Trem-Bala. Num jogo sensacional, nunca uma derrota foi tão comemorada: os 3 a 2 sofridos diante do Coritiba, que como o Vasco se refez após o inferno de um ano pela Série B, repete uma sina de conquistas longe de São Januário que começou com o Expresso da Vitória, em 1948.

No Chile, Ademir de Menezes era o craque daquele Sul-Americano, que o time ganhou em cima do argentino River Plate. Depois, o Vasco de Bebeto faturaria fora do Rio, no Morumbi, sobre o poderoso São Paulo na final do Brasileiro de 1989. Nove anos depois, em 1998, o clube voltou a mandar na América do Sul ao levantar a Libertadores em Guayaquil após bater o Barcelona equatoriano. E finalmente, em 2000, a catarse no título da Copa Mercosul em pleno Palestra Itália, numa virada histórica por 4 a 3 sobre o Palmeiras comandada por Romário. A história desse clube era um aviso ao Coritiba: fora de casa, é tão ou mais perigoso do que em seu domínios. Alecsandro e Eder Luis escrevem o nome na sala de troféus do clube com os gols marcados – Bill, Davi e Willian fizeram os da vitória do Coxa – e o garantem de volta à Libertadores em 2012 pelo critério de desempate de gols marcados fora.

coritiba x vasco comemoração (Foto: André Durão/Globoesporte.com)
O capitão cruz-maltino, o goleiro Fernando Prass, levanta a tão sonhada taça acompanhado de Felipe: o inédito troféu, enfim, vai para São Januário (Foto: André Durão/Globoesporte.com)

 

Foi uma vibração das mais intensas. O Coritiba pressionava muito, ainda que mais no coração do que na estratégia. Já fora de campo, substituídos, Felipe e Diego Souza rezavam encolhidos, como autênticos torcedores, juntando-se aos quatro mil vascaínos no estádio que explodiram de alegria. O técnico Ricardo Gomes, um dos responsáveis pela recuperação da equipe no início da temporada, se sentia, enfim, recompensado. Roberto Dinamite, ídolo agora presidente, falava do seu primeiro título na nova função. Fernando Prass, goleiro que sofreu a pressão e capitão da equipe, levantava a taça, antes da volta olímpica consagradora, que teve um lado triste: vândalos da torcida do Coritiba atiraram pilhas e uma xícara nos jogadores, que não chegaram a se machucar.

:: LEIA MAIS »

Em jogo tenso até o fim, Vasco bate Vitória, mas a vaga é dos baianos: 3 a 1

O Vasco lutou, se esforçou e venceu o Vitória na noite desta quarta-feira em São Januário. Mas um pênalti cometido por Nilton no primeiro tempo definiu quem vai disputar a semifinal da Copa do Brasil. Com o gol feito pelo goleiro Viafara, o time baiano perdeu por 3 a 1, mas se classificou pelo critério do gol fora de casa – em Salvador, ganhou por 2 a 0. Magno, Ramon e Carlos Alberto marcaram para os cariocas.

 Apesar do resultado não ter sido suficiente, a torcida fez as pazes com os jogadores. No maior público de São Januário do ano (14.221 presentes), o Vasco deixou o campo aplaudido.

  :: LEIA MAIS »

Melhores momentos de Vitória 2 x 0 Vasco pelas quartas da Copa do Brasil 2010

do Globo.com

Renato e Neto Berola marcam e garantem a vitória baiana na partida de ida no Barradão.

Vagner Love faz dois, Vasco tem pênalti não marcado, e o Fla está na final

Gigante da Colina reclama muito da arbitragem, mas está eliminado. Pelo quarto ano seguido, Estadual será decidido entre Botafogo e Rubro-Negro

Vagner Love comemora com os companheiros o primeiro gol do Flamengo em cima do rival Vasco

 Um filme que parece não cansar de se repetir. Pelo quarto ano seguido, Flamengo e Botafogo vão decidir quem ficará com o título carioca. Neste domingo, o Rubro-Negro manteve a longa escrita em cima do Vasco em jogos decisivos. Com dois gols de Vagner Love, o time da Gávea venceu por 2 a 1, no Maracanã, e garantiu a vaga na decisão da Taça Rio. Thiago Martinelli marcou para os cruzmaltinos. O clássico terminou com os gritos flamenguistas de “e o freguês voltou” e muitas reclamações dos vascaínos por causa da arbitragem de João Batista de Arruda, que não marcou um pênalti, cometido por Willians, nos minutos finais da partida.

 Primeiro, Flamengo e Botafogo se encontram no próximo domingo, às 16h (de Brasília), na final da Taça Rio, no Maracanã. Se o Alvinegro vencer, será o campeão carioca, já que conquistou também a Taça Guanabara. Se o Rubro-negro levar a melhor, os rivais vão para a decisão do título em dois jogos, nos dias 25 de abril e 2 de maio. O Flamengo foi campeão de sete dos últimos 11 campeonatos disputados (1999 / 2000 / 2001 / 2004 / 2007 / 2008 / 2009), e o Alvinegro levantou o troféu em 2006.de turnos do Campeonato Carioca, o Rubro-Negro levou a melhor. Além da vitória deste domingo, venceu por 1 a 0 em 2001 (gol de Beto); 2 a 0 em 2004 (gols de Felipe e Henrique); 1 a 1 (3 a 1 nos pênaltis) em 2007; e 2 a 1 em 2008 (Fábio Luciano e Ronaldo Angelim). O time da Gávea venceu também as últimas cinco decisões entre os dois clubes: os Estaduais de 1999, 2000, 2001 e 2004 e a Copa do Brasil em 2006, esta com duas vitórias. :: LEIA MAIS »

Adriano é vetado pelos médicos e não enfrenta o Vasco

Adriano chegou mais cedo no treino desta sexta-feira e participou do coletivo Foto: Agência Lance

O sonho dos torcedores do Flamengo durou apenas um dia. Apesar de nesta sexta-feira o atacante Adriano ter garantido que estaria em campo no jogo contra o Vasco, que acontece neste domingo pela semifinal da Taça Rio, os médicos do clube resolveram vetar o camisa 10 e ele está fora do duelo decisivo.

Adriano chegou a participar do treino desta sexta-feira normalmente, mas neste sábado fez apenas um trabalho na academia do clube, foi reavaliado pelos médicos e vetado. Com isso, o Flamengo perde a sua maior esperança de gols para o clássico. A decisão dos médicos foi tomada porque as dores nas costas do atacante voltaram a incomodar.

 Terra

Vasco leva susto, vira e enfrenta o Flamengo na semi

Dodô marcou dois gols contra o Duque de Caxias, o último garantiu o time nas semifinais da Taça Rio Foto: Agência Lance

O Vasco precisva vencer para garantir a classificação para a semifinal da Taça Rio. E foi isso que conseguiu, com um certo grau de emoção no jogo contra o Duque de Caxias, neste domingo. Apesar de ter saído atrás no placar e ter permitido o empate no segundo tempo, o Vasco conseguiu reagir e contou com belos gols – além de dois de Dodô – para fazer 4 a 3 e agora enfrenta o Flamengo na semifinal.

No jogo em que nem Duque de Caxias e muito menos o Vasco poderiam empatar para não dar brechas para um rebaixamento ou não classificação à fase seguinte, não demorou muito para o placar ser aberto no Raulino de Oliveira. O problema, para a imensa maioria dos torcedores no estádio, é que quem saiu na frente foi o Duque de Caxias, aos 14min, com Maurinho aproveitando rebote dado por Fernando Prass: 1 a 0. :: LEIA MAIS »

Vasco perde o jogo e Mancini o cargo

Menos de 24 horas após prometer que conduziria o alvinegro no Brasileirão, treinador não resistiu à derrota para o Americano na Taça Rio e foi despedido do comando, deixando o time em má situação

Vagner Mancini foi demitido do comando do Vasco no início da madrugada desta quinta-feira. O treinador não resistiu à terceira derrota consecutiva do time cruz-maltino na Taça Rio. Dessa vez, o algoz foi o Americano, em pleno São Januário, por 3 a 2.

A demissão foi decidida após uma reunião de cerca de 1h30 com os dirigentes vascaínos, logo após a partida. Em especial no segundo tempo do jogo, o comandante cruz-maltino foi muito xingado por uma parte da torcida, que manifestou a revolta com a sequência de quatro jogos sem vitórias. :: LEIA MAIS »

Sem vencer há dois jogos, Vasco pega o Olaria em Volta Redonda, pelo Carioca

Marcio Iannacca/GLOBOESPORTE.COM

Sem vencer há duas partidas na temporada 2010, o Vasco vai entrar em campo neste sábado, às 19h30m (horário de Brasília), para encarar o Olaria, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, sob pressão. Um tropeço diante da equipe da Rua Bariri pode significar a perda da segunda colocação no Grupo B da Taça Rio. Sem Carlos Alberto, que se recupera de uma lesão na perna direita, e no embalo de Philippe Coutinho, destaque do time nos últimos jogos, o Gigante da Colina tenta recuperar a auto-estima dos torcedores, abalada pelos últimos resultados, e a confiança do grupo.

:: LEIA MAIS »

Com Joel, Botafogo se vinga do Vasco e é campeão

Terra

Não foi com uma goleada, mas o Botafogo conseguiu se vingar da goleada sofrida para o Vasco na terceira rodada da Taça Guanabara. Neste domingo, com Joel Santana no banco e quase 82 mil pessoas presentes ao Maracanã, o time da estrela solitária venceu a final por 2 a 0, conquistou o primeiro turno do Campeonato Carioca e já está garantido na decisão do estadual caso também não venha a vencer a Taça Rio.

Joel Santana não estava naquele fatídico domingo quando o Vasco fez 6 a 0 no Botafogo em pleno Engenhão. A derrota humilhante, que levou um botafoguense a queimar a camisa em pleno estádio, fez com que o comando técnico fosse mudado. No jogo seguinte, o treinador já contratado viu seus comandados vencerem o Tigres do Brasil mas serem duramente criticados pela torcida. :: LEIA MAIS »

Botafogo surpreende badalado Fla e faz final com o Vasco

Terra

O Botafogo irá decidir a final da Taça Guanabara com o Vasco. Nesta quarta-feira, o time alvinegro venceu, de virada, o adversário por 2 a 1, com gols de Marcelo Cordeiro e Caio. Vinícius Pacheco fez para o Flamengo.

Foi a vingança do Botafogo sobre o Flamengo que nos últimos três anos perdeu três decisões no Estadual para o rival. E desta vez contra um badalado Flamengo, que vem de um título brasileiro e reforçado com os atacantes Adriano e Vágner Love.

Além do gostinho especial de eliminar o Flamengo, o Botafogo encerrou uma série invicta de 13 jogos do Flamengo que vinha desde outubro de 2008. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia