WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


janeiro 2021
D S T Q Q S S
« dez    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: ‘uniban’

Audiência decide se Geisy ganha indenização milionária da Uniban

Carolina Stanisci – Especial para o Estadão.edu

Nesta quinta-feira, Geisy Arruda e os advogados da Universidade Bandeirantes (Uniban) vão se reencontrar. A ex-aluna da instituição em São Bernardo do Campo, que causou alvoroço por estar trajando um vestido vermelho bem curto em 22 de outubro do ano passado, vai participar da primeira audiência, na Justiça, para decidir sobre a indenização milionária que pede à instituição.

Julinho do Carmo/Divulgação

Julinho do Carmo/Divulgação

Geisy está esperançosa: “Estou ansiosa, mas bastante confiante. Tenho a verdade do meu lado”. Seu advogado, Nehemias Domingos de Melo, está certo da vitória. “Espero que o juiz julgue a ação procedente”, diz. A ação movida em dezembro do ano passado pede R$ 1 milhão de indenização por danos morais à Uniban.

Segundo o advogado, a universidade foi omissa ao responder pela segurança da aluna, no dia em que ela foi hostilizada por mais de uma centena de alunos. Além do mais, a Uniban a expulsou, sendo que Geisy teria sido uma vítima, explica Melo. :: LEIA MAIS »

MP entra com ação contra Uniban por caso Geisy Arruda

O Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo entrou com uma ação na manhã de hoje contra a Universidade Bandeirantes (Uniban) e a União e solicitou ao Ministério da Educação (MEC) que apure novamente as circunstâncias da expulsão da aluna Geisy Arruda (já revogada) e das punições aos outros alunos envolvidos no episódio do vestido rosa.

Na ação civil, de autoria do procurador regional dos Direitos do Cidadão em São Paulo, Jefferson Aparecido Dias, o MPF pede para que a universidade respeite os princípios do processo legal nos casos em que entender necessária a aplicação de sanções disciplinares a seus alunos. Para o MPF, o MEC deve fiscalizar e punir a Uniban nos casos em que a universidade não cumprir preceitos constitucionais e legais em seus processos disciplinares.
A ação está baseada em procedimento instaurado em novembro do ano passado para apurar a sindicância que resultou na expulsão da aluna do primeiro ano de Turismo do campus São Bernardo do Campo, na Grande capital paulista, e em punições disciplinares a outros alunos acusados de ofender Geisy. Tanto a expulsão quanto as sanções foram revogadas logo em seguida pelo reitor da entidade.
:: LEIA MAIS »

MEC suspende cursos da Uniban

A Secretaria de Ensino Superior (Sesu), órgão ligado ao Ministério da Educação (MEC), determinou ontem que a Uniban suspenda a oferta dos “cursos integrados”, que unem sequencial (com formação específica), graduação e pós-graduação. A secretaria considerou irregular o modelo de ensino adotado pela universidade em 2010, que prevê, em média, dois a três anos de curso sequenciado (com oferta de certificados e diplomação superior), diploma de graduação para os que concluírem a formação regular (bacharel ou licenciatura) e o título de especialização ainda no último ano de estudo da graduação para os que cursarem a pós lato sensu.
:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia