WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


abril 2020
D S T Q Q S S
« mar    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  


:: ‘Testemunho’

Guilherme de Pádua fala sobre seu testemunho e prisão: “As pessoas pisam em mim porque sabem que sou inofensivo”

Guilherme de Pádua sala sobre seu testemunho e prisão: “As pessoas pisam em mim porque sabem que sou inofensivo”Dezoito anos se passaram desde aquela noite de dezembro de 1992 quando a atriz Daniela Perez foi morta num matagal na cidade do Rio de Janeiro, um dos crimes que mais chocaram o Brasil. Com a palavra, um dos condenados, o ex-ator Guilherme de Pádua.

O encontro foi marcado para uma quinta-feira à tarde na igreja Batista da Lagoinha, região central de Belo Horizonte. O templo, onde acontecem os cultos religiosos, impressiona pela grandiosidade e beleza: uma construção circular, em três níveis, tudo impecavelmente limpo e bem cuidado. Além do templo, a construção se desdobra em outros andares, com diversas salas. Quem nos recebe é Paula Maia, esposa de Guilherme de Pádua. Cerca de quarenta minutos depois chega Guilherme, ofegante, após subir a pé a ladeira que dá acesso à entrada principal do templo.

“Estou meio fora de forma”, comenta. Ele nos mostra o local em que passa boa parte do dia trabalhando, um pequeno cômodo no fundo do templo, com equipamentos de edição e um computador. Seguimos para o local onde funciona a rádio Lagoinha. É lá que acontece a entrevista. O cômodo, com cerca de quatro metros quadrados, possui uma mesa circular, vários microfones e paredes revestidas de espuma por uma questão de acústica. Dois gravadores posicionados, uma câmera de vídeo devidamente montada sobre um tripé e tem início a conversa. Sentada ao lado de Guilherme, a esposa Paula. Os dois permanecem de mãos dadas durante uma hora e meia de duração da entrevista. Perdão, culpa, preconceito, discriminação, resignação. Nada é abstrato na vida de Guilherme. Ele convive diariamente com seus fantasmas. Perguntado se acha, intimamente, que pagou pelo que fez, responde com outra pergunta: “Os erros que a gente cometeu na vida, as pessoas que magoamos, como medir isso?” :: LEIA MAIS »

Lady Gaga afirma ter vivido milagre e que esta mais ligada a Deus

Ainda em turnê com o bem-sucedido “The Fame Monster” (2009), Lady Gaga já está preparando seu próximo disco, que será “mais espiritual”. Em entrevista ao jornal londrino “The Times”, a cantora falou que o álbum, ainda sem título nem data de lançamento, vai abordar tudo sobre sua vida. “Eu vivi recentemente uma experiência de milagre, em que eu me sinto muito mais ligada a Deus”, contou.

A cantora disse que não vai fugir de temas sobre Deus e religião, mas também não vai se limitar à sua educação cristã. O objetivo, segundo ela, é explorar o assunto em um sentido mais amplo. “Não vou falar muito sobre isso porque quero que seja segredo até lá, mas religião é [um tema] muito confuso para todo mundo, e particularmente para mim, porque não há uma religião que não odeie ou não condene um certo tipo de pessoa, e eu acredito totalmente em todo amor e perdão, sem excluir ninguém”, contou ela. :: LEIA MAIS »

Testemunho do filho de fundador do Hamas: de líder extremista a cristão evangélico

A vida do palestino Mosab Hassan Yousef, de 32 anos, desafia a lógica do conflito árabe-israelense, em que as rivalidades são quase sempre hereditárias. Filho mais velho do xeque palestino Hassan Yousef, um dos sete fundadores do Hamas, grupo terrorista transformado em partido, o jovem foi criado para ser um líder extremista. Contra todas as possibilidades, traiu o pai, colaborou com o inimigo, denunciou os companheiros e converteu-se ao cristianismo. Após dez anos de bons serviços prestados como agente duplo do Shin Bet, o serviço secreto militar de Israel, hoje Mosab Yousef vive na Califórnia, nos Estados Unidos, onde divide o seu tempo entre o surfe e os cultos em uma igreja evangélica de San Diego. Em entrevista concedida a VEJA por telefone, ele definiu o Corão como “um livro doente que deveria ser banido das escolas, das bibliotecas, das mesquitas”. Em sua biografia, Filho do Hamas (Sextante), lançado no Brasil na semana passada, a vocação de Yousef para fazer proselitismo religioso ganha, felizmente, menos espaço do que as histórias de espionagem e traição que envolvem sua trajetória.

:: LEIA MAIS »

Famosa líder chinesa se converte e conta seu testemunho

Chai Ling, a única mulher líder nos protestos da Praça da Paz celestial, se converteu ao cristianismo e foi batizada. No dia de seu batismo, ela explicou os motivos que a levaram ao cristianismo: sua incapacidade de mudar a China e a dor de ver tanta violência em seu país, não somente no campo de direitos humanos e democracia, mas, principalmente, pelos abortos provocados pela lei que ordena que se tenha apenas um filho, definida por ela como “um massacre diário, mil vezes pior que o da Praça da Paz Celestial e feito às claras”.

O testemunho foi publicado na íntegra no site da ChinaAid (em inglês), no qual ela fala sobre os diversos encontros e dos amigos que colaboraram para que ela abraçasse o cristianismo. Chai Ling (foto) nasceu durante a Revolução Cultural, filha de soldados do Exército pela libertação do povo, na base nordeste da China. A conversão de Chai Ling é a mais recente entre as de diferentes líderes da Praça da Paz Celestial.

Durante os protestos na Praça da Paz Celestial em maio-junho de 1989, Chai Ling tinha 23 anos e estudava psicologia na Universidade de Beijing (Beishida). Ela era a única líder mulher, que previu com grande tristeza o triste fim do movimento democrático (“Haverá um banho de sangue”, disse ela em uma entrevista alguns dias antes de 4 de junho). Juntamente com outros 11 estudantes, ela fez um juramento que derramaria seu sangue pelo país, tendo como modelo os heróis chineses do passado, que cometeram suicídio para despertar o povo.

Depois do massacre, Chai Ling se tornou uma das 21 pessoas mais procuradas pela polícia chinesa. Com a ajuda de um grupo de budistas e organizações de Hong Kong, após um período escondida, ela conseguiu fugir para a França, e depois Estados Unidos. Morando em Boston, ela se formou em Economia em Harvard, e com seu marido, Robert Maggin Jr., criou uma empresa de software que emprega 300 pessoas. Ela nunca esqueceu seu juramento e sempre doava parte de sua renda para orfanatos e organizações chinesas.

As ameaças e as dificuldades a fizeram perder a esperança. “Apesar de todas as batalhas e sucessos, compreendi como sou pequena se comparada ao sistema. Como eu, uma simples cidadã, poderia enfrentar um sistema inteiro, com muitos recursos?” :: LEIA MAIS »

Testemunho – Ídolo do time, jogador conta que Deus já havia revelado que o Santos seria campeão paulista

Giovanni acordou num sobressalto. Era madrugada de sábado, mas, naquela noite, ele dormira mal. Grogue pela hora precoce, foi ao banheiro. Lá, ouviu uma voz “audível”, segundo ele: “Lucas, 14:17”. Não acreditou no que ouvira. A voz, então, repetiu: “Lucas, 14:17”.

Ressabiado, porém religioso – é evangélico –, procurou a passagem na Bíblia mais próxima. Ficou surpreso: “E a hora da ceia mandou o seu servo dizer aos convidados: Vinde, que tudo já está preparado.” Um arrepio percorrer-lhe o corpo. Ele deveria voltar. Era chegada a hora de ser campeão pelo Santos, pensou.

Aquele sábado, no entanto, não era um qualquer. Era 5 de dezembro de 2009. A cerca de três mil quilômetros, os sócios do Santos votariam na eleição presidencial. Tratava-se do início das mudanças de comando dentro do clube praiano, após quase dez anos sob a gestão de Marcelo Teixeira.

– Deus, quando fala, não mente. Seremos campeões, é a profecia de Deus – explicou. :: LEIA MAIS »

Guilherme de Padua em entrevista a Ratinho levanta polêmica e a fúria de famosos

Guilherme de Padua em entrevista a Ratinho levanta polêmica e a fúria de famosos

Foi exibida ontem, dia 8, a entrevista com Guilherme de Padua, assassino confesso da atriz Daniella Perez, filha de Glória Perez no Programa do Ratinho. A entrevista, que durou cerca de 40 minutos, deu a Ratinho a vice liderança no Ibope, com 8 pontos de audiência e picos de 12. Cada ponto equivale a cerca de 60 mil residências na grande São Paulo.

Durante toda a entrevista Guilherme se esquivou de algumas perguntas porque disse ter sido ameaçado de ser processado. O apresentador não entendeu a atitude de Guilherme em preservar fatos e detalhes do crime, ocorrido dia 29 dezembro de 1992 e demonstrou irritação. O ex-ator referiu que gostaria de poder revelar a sua versão e criticou a imprensa de fazer afirmações falsas a seu respeito. Em todo o tempo Guilherme comentou sobre sua “nova vida”, após a sua conversão ao cristianismo. :: LEIA MAIS »

Evangélico Guilherme de Pádua, assassino de Daniella Perez, é atração no Programa do Ratinho

Vai ao ar dia 8 de abril no programa do Ratinho no SBT uma entrevista com Guilherme de Pádua, assassino confesso de Daniella Perez, filha da autora Glória Perez. Após 18 anos sem falar com a imprensa, Guilherme irá revelar detalhes sobre o crime e como superou o ódio das pessoas.

 Evangélico Guilherme de Pádua, assassino de Daniella Perez, é atração no Programa do Ratinho

Ao saber que Guilherme seria entrevistado, Glória Perez demonstrou indignação em postagens no twitter. Ela escreveu sobre o passado do ex-ator e o chamou de psicopata. Em uma postagem ela escreveu: “Psicopatas não têm remorso nem sentimento de culpa”.

A autora também revelou ter descoberto, juntamente com outras pessoas, que Guilherme teria sido “garoto de programa”. Em uma postagem do dia 4 de abril, Glória disse que ser pastor é fim de carreira para psicopatas, se referindo à conversão de Guilherme. “Com todo o respeito aos fiéis iludidos, parece que se tornou final de carreira para psicopatas assassinos virar pastor”, escreveu Glória. “Bem que Jesus podia voltar à terra e expulsar de novo, a chicotadas, esses vendilhões do templo!”. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia