WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


novembro 2018
D S T Q Q S S
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  


:: ‘Tailândia’

Orações e louvores diante da caverna onde meninos estão presos na Tailândia

Crianças cantam em frente a caverna da Tailândia.

Crianças cantam em frente a caverna da Tailândia. (Foto: Reprodução / Twitter)

Os 12 meninos e seu treinador de futebol presos numa caverna na Tailândia estão recebendo a atenção de todo o mundo, enquanto voluntários de vários países se oferecem para ajudar no resgate.

Do lado de fora do complexo de cavernas em Chiang Rai, que se estende por 10 km, formou-se um acampamento barulhento. Além de soldados do exército, estão mergulhadores, espeleólogos, autoridades e dezenas de jornalistas.

 De acordo com a BBC, com o atual nível da água, um mergulhador experiente demoraria cerca de 4 horas para se deslocar na água lamacenta, explicam os socorristas. A previsão de mais chuva faz com que se intensifiquem os projetos para retirá-los o quanto antes.

A empresa israelense MaxTech doou um sistema de comunicação de alta tecnologia, que facilita a comunicação em áreas sem sinal de celular. Os equipamentos, se vendidos, custariam mais de U$ 100 mil. É com ele que as equipes de resgate coordenam esforços para a extração.

Yo Sato, que atua como tradutor voluntário, explica que foram dias de angústia, mas “Ver essas crianças vivas apenas muda o humor das pessoas”.

Nesta quarta-feira, os colegas de classe dos jovens presos chegaram até o acampamento para mostrar seu apoio. Mesmo que seus amigos não consigam ouvi-los, eles cantaram: “Acredite em Deus. Só a fé pode mover as montanhas”, um hino baseado em Mateus 17. Outros faziam orações. :: LEIA MAIS »

Governo tailandês impõe toque de recolher para tentar conter confrontos

O primeiro-ministro tailandês, Abhisit Vejjajiva, decretou toque de recolher na capital do país, Bangcoc, das 20h desta quarta até às 6h de quinta-feira, após grupos ligados aos “camisas vermelhas”, de oposição ao governo, incendiarem o edifício da Bolsa de Valores de Bangcoc e atacarem o prédio do “Canal 3” da televisão estatal. Os ataques aconteceram em represália à operação do Exército para desmontar o acampamento dos manifestantes no centro da capital tailandesa, ação que causou pelo menos quatro mortes.

A ação dos manifestantes indica que os protestos não terminaram na cidade, embora líderes dos camisas vermelhas tenham se entregado nesta quarta, após a ação dos soldados do governo. A liderança chegou a pregar pelo fim dos protestos par evitar novas mortes.

Após o anúncio do toque de recolher, autoridades determinaram que todas as redes de TV noticiassem apenas programas impostos pelo governo no lugar da programação normal. :: LEIA MAIS »

Pelo menos 5 mortos e mais de 175 feridos em conflito em Bangcoc

BANGCOC –  Pelo menos cinco pessoas morreram e maisde 175 ficaram feridas nos confrontos ocorridos hoje em Bangcoc, entre manifestantes antigovernamentais e as forças de segurana,

segundo indicaram fontes médicas.

Entre as vítimas fatais esta um jornalista japonês.

Muitos dos manifestantes, conhecidos como “camisas vermelhas”, são partidários do ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, deposto em um golpe militar há quatro anos. Eles pretendem manter o protesto até o primeiro-ministro Abhisit Vejjajiva dissolver o Legislativo. Abhisit era contrário ao governo de Thaksin e foi eleito em uma votação do Parlamento, em 2008. O atual líder se recusa a antecipar as eleições gerais, mas pode fazer isso no fim do ano.

Estadão



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia