WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


abril 2020
D S T Q Q S S
« mar    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  


:: ‘sudão’

Sudão: cristãos ganham direito de ir à igreja aos domingos

Cristãos estão autorizados a cultuar aos domingos e celebrar dias especiais no Sudão

Cristãos estão autorizados a cultuar aos domingos e celebrar dias especiais no Sudão

Nos países islâmicos, as folgas semanais acontecem na sexta-feira e no sábado. No Sudão, por exemplo, os cristãos estavam se sentindo discriminados pela dificuldade de cultuar e celebrar as datas importantes do calendário religioso. Já os muçulmanos têm direito de parar o trabalho nos horários das orações e guardar os dias sagrados. Apenas os empregadores cristãos poderiam escolher se davam ou não a folga para os funcionários irem à igreja no domingo. Em 2016, uma lei proibiu que as escolas cristãs funcionassem aos sábados, então se os alunos e funcionários quisessem guardar o domingo, teriam que trabalhar apenas de segunda a quinta-feira.

No dia 11 de novembro, o escritório do novo primeiro-ministro instruiu diversas instituições públicas a organizarem as horas de trabalho dos não muçulmanos, para dar a eles o direito de realizarem ritos e cerimônias religiosas. Com a decisão, as instituições acadêmicas ficaram proibidas de organizarem exames em 25 de dezembro e 7 de janeiro (Natal copta). Agora os que não professam a fé islâmica podem deixar o trabalho às 10h da manhã aos domingos para irem à igreja. As mudanças aconteceram a pedido do ministro de Assuntos Religiosos. :: LEIA MAIS »

Missões: Funcionários de entidade cristã são sequestrados no Sudão

Samaritans´s Purse pede oração para a libertação

 Funcionários de entidade cristã são sequestrados no Sudão

Dois homens e uma mulher da equipe Samaritans’s Purse, (Bolsa do Samaritano, em uma tradução livre), foram sequestrados por um grupo de homens armados, ontem à noite. O sequestro aconteceu perto de Nyala, a capital do Sul do Estado de Darfur. A entidade está trabalhando com os governos dos Estados Unidos e do Sudão para garantir o retorno seguro de seus trabalhadores.
Para o presidente da Samaritans’s Purse, Franklin Graham, Darfur é um dos lugares mais difíceis do mundo para trabalhar. “Eu estou pedindo as orações de pessoas ao redor do mundo para uma resolução rápida e retorno seguro de nosso pessoal”, disse ele em um comunicado.
Desde 2001, a Bolsa do Samaritano apresentou 83.700 mil dólares em ajuda humanitária a Darfur. Dentre os serviços prestados estão: socorro médico, projetos de água potável, distribuição de alimentos, projetos agrícolas e para a reconstrução de centenas de igrejas destruídas na guerra civil sudanesa.
:: LEIA MAIS »

Missões: Ore pelas eleições no Sudão

O Sudão deu início às suas primeiras eleições presidenciais e parlamentares neste domingo, 11 de abril. Até agora, não houve incidentes de violência. No entanto, pequenos imprevistos técnicos e logísticos fizeram com que o período de eleições fosse prorrogado por mais dois dias. Por esse motivo, os postos eleitorais ficaram abertos até hoje, 15 de abril.
Um fator determinante para a mudança no período de votações é que os nomes das pessoas que se registraram em determinadas zonas eleitorais, simplesmente sumiram. Então, o tempo extra foi concedido para que aqueles que viajam a pé possam registrar seus nomes em outros locais de voto.
“Eu me recordo de ajudar cerca de dez mulheres carregando crianças nas costas; nós as colocamos em nossa caminhonete, pois elas estavam voltando de votar, pois seus nomes haviam desaparecido do centro onde se registraram originalmente”, conta um colaborador da Portas Abertas.

:: LEIA MAIS »

Problemas marcam 1ª dia de eleição histórica no Sudão

O primeiro de três dias de votação nas primeiras eleições multipartidárias do Sudão em 24 anos foi encerrado com problemas sendo registrados no norte e no sul do país.

Cerca de 16 milhões de sudaneses estão registrados a votar para escolher o presidente, os parlamentares e seus dirigentes regionais.

Se nenhum dos candidatos superar os 50% de votos, um segundo turno se realizará no dia 10 de maio.

O pleito é parte do acordo de paz de 2005, que pôs fim a 20 anos de guerra civil entre o norte do Sudão, majoritariamente muçulmano, e o sul do país, onde predominam o cristianismo e outras religiões.

Analistas dizem que as eleições são também um passo em direção a um referendo sobre a independência do sul do país, marcado para janeiro do ano que vem. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia