WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


maio 2020
D S T Q Q S S
« abr    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: ‘PTB’

Exclusivo: Irma Lemos pode ser suplente de Edvaldo Brito ao senado

da redação

Faltando alguns dias para terminar o prazo de registro das candidaturas para as eleições de outubro, os partidos políticos correm contra o tempo e trabalham para fechar as últimas configurações eleitorais. Como era de se esperar, as lideranças do interior da Bahia têm sido assediadas e procuradas, pelos líderes da capital, para compôr o quadro nos pleitos majoritários e legislativos. que pode ser uma grande contribuição nos votos devido ao enorme colégio eleitoral.

A exemplo disso está a ex-vereadora, presidente do MDC – Conquista (Movimento das Donas de Casa e Consumidores de Vitória da Conquista e Região Sudoeste da Bahia) e empresária de Vitória da Conquista  Irma lemos, que preside atualmente o PTB no município, e em exclusividade ao Blog do Wal Cordeiro, acaba de informar que foi convidada pelo presidente do PTB na Bahia Jonival lucas para compôr, como suplente, a chapa do candidato ao senado Edvaldo Brito (PTB).

Segundo Irma Lemos, após consultar a familia e amigos, ela  aceitou o convite e na próxima semana estará convocando a imprensa para fazer o comunicado oficial. Ressaltou que será uma uma honra poder contribuir com o pleito na Bahia. :: LEIA MAIS »

PTB fecha com Serra e Dilma ainda espera o PP

Malu Delgado – O Estado de S.Paulo

Aliado. Autor das denúncias sobre o mensalão do PTB, em 2005, Roberto Jefferson e seu PTB declararam apoio à oposição      

 Sob o comando do ex-deputado Roberto Jefferson (RJ), autor das denúncias sobre a existência do mensalão em 2005 que abalaram o governo do presidente Lula, o PTB sacramenta, sábado, o apoio formal a José Serra (PSDB) na disputa presidencial. O tucano discursará na convenção da sigla, em São Paulo.

Mesmo com o PTB na coalizão, contudo, sua rival do PT, Dilma Rousseff, ainda disporá de maior tempo na TV durante o horário eleitoral gratuito. O PT ainda alimenta esperanças de uma aliança formal com o PP, o que se tornou mais factível depois de descartada a inclusão do presidente da legenda, senador Francisco Dornelles (RJ), na chapa tucana como vice de Serra.

“A única certeza que temos é que eles não vão se coligar com o Serra”, disse o presidente do PT, José Eduardo Dutra. O PP termina até amanhã novo levantamento sobre preferências dos diretórios regionais na disputa. :: LEIA MAIS »

Partidos aliados a Geddel escrevem manifesto apoiando Serra

Os diretórios estaduais do PPS, PTB, PRP, PTC, PRTB e PTdoB, que apoiam o deputado federal Geddel Vieira Lima (PMDB) no estado – que, por sua vez, declara apoio à candidata petista Dilma Rousseff – divulgaram uma nota intitulada “Brasil é Serra com o axé da Bahia!” para declarar apoio destas legendas ao pré-candidato tucano José Serra à presidência. “O brasileiro às vésperas das eleições 2010 sabe que é preciso mudar a maneira de governar o país. O Brasil hoje é dos governantes que não respeitam as leis, inclusive a legislação eleitoral. É uma nação extremamente afetada pela violência urbana e rural e com a incapacidade dos atuais governantes de colocar a economia e a realidade social em sintonia com a preservação do meio ambiente, incorporando estas variáveis efetivamente no processo de desenvolvimento nacional. É preciso avançar além das conquistas econômicas!”, declaram na nota. Do Politica Livre

PTN ESTUDA FECHAR ALIANÇA COM GEDDEL

O PTN, do deputado estadual João Carlos Bacelar, pode fechar o apoio ao pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado, o deputado federal Geddel Vieira Lima, ainda nesta terça-feira (8). Fontes da oposição na Assembleia admitem que a aliança na chapa proporcional seja o principal fator para a possível perda do partido, aliado de primeira hora de Paulo Souto, pré-candidato pelo DEM. Isso porque o DEM, que atualmente tem uma bancada de 12 deputados, deve encolher nessa eleição e garantir apenas 8 cadeiras na AL, segundo projeções do próprio partido. A expectativa se deve, entre outros motivos, à ausência da máquina pública durante toda a atual gestão, fato inédito para os parlamentares do extinto PFL, e o esvaziamento da chapa provocado pela desistência da candidatura de Eliedson Ferreira (DEM), que é da Igreja Universal e apoiará Jaques Wagner (PT); e a candidatura ao Congresso dos deputados José Nunes e Fernando Torres. Desta forma, uma aliança na proporcional DEM-PTN pode ser considerada um suicídio político para o nanico, que teria imensa dificuldade de conseguir reeleger seu único parlamentar, João Carlos Bacelar, o antepenúltimo em número de votos (24.063) entre os eleitos em 2006. :: LEIA MAIS »

Gedel Vieira Lima recebe apoio do PTB de Conquista

A presidente do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), de Vitória Conquista, Irma Lema, ofereceu um jantar em sua residência para anunciar apoio oficial ao pré-candidato ao Governo do Estado, Geddel Vieira Lima (PMDB). Na comitiva estava o presidente estadual do PTB, Jonival Lucas, o senador César Borges, o ex-deputado Benito Gama, dentre outros políticos de Vitória da Conquista e da região Sudoeste da Bahia. 

O ex-ministro Geddel Vieira Lima agradeceu o apoio da ex-vereadora e presidente do Movimento das Donas de Casa (MDC), Irma Lemos, bem como do partido, que considera importante para sua caminhada rumo ao Governo do Estado.

Segundo Irma Lemos, seu apoio a Geddel se deu em função de o partido entender que ele é o melhor nome para administrar a Bahia. Sobre a recepção em sua residência, afirmou que sente prazer em receber correligionários em sua casa. Do Conquista News

Presidente do PTB de Vitória da Conquista oficializa apoio a Geddel Vieira Lima

Por Rodrigo Ferraz

A presidente do PTB de Vitória da Conquista, ex-vereadora Irma Lemos (foto), participou da Resenha Geral desta quinta-feira (06) para convocar a imprensa e lideranças políticas da região a um encontro que será realizado na sua residência na noite da próxima sexta (07). Durante o evento, ela irá oficializar o seu apoio a pré-candidatura do ex-Ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima para o governo do estado.

Segundo Irma Lemos, essa iniciativa visa fortalecer ainda mais o nome do atual deputado federal na maior cidade do sudoeste baiano. “Será um grande prazer receber o grande líder do PMDB na minha residência, juntamente com sua comitiva”.

Também devem marcar presença o presidente e vice  do PTB baiano, respectivamente Jonival Lucas e Benito Gama, o presidente do PMDB no estado, Lúcio Vieira Lima, o pré-candidato a deputado federal e presidente do PMDB de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão, dentre tantas outras lideranças. Do Blog da Resenha

Executiva do PTB visita o vice-prefeito de Salvador e reafirma apoio à Geddel

do Política Livre

Petebistas defenderam união no interior do partido para as eleições deste ano e reforçaram apoio a Geddel O vice-prefeito Edvaldo Brito (PTB) recebeu hoje no seu gabinete a visita do presidente estadual do seu partido, Jonival Lucas, do vice-presidente Benito Gama e do membro da executiva Antônio Osório. Também estavam presentes o ex-secretário municipal do trabalho e assistência social Antônio Brito e o assessor Carlos Kleber. Os petebistas avaliaram a situação política estadual, as coligações e a participação do PTB no processo eleitoral.

 “É um momento de grande movimentação na organização dos blocos partidários, estamos trabalhando para que o grupo que apóia o PMDB e Geddel cresça ainda mais e honrados por estarmos aqui participando desses momentos agradáveis com o vice-prefeito, demonstrando que o partido tem que trabalhar sempre unido”, disse Jonival Lucas. Para Antônio Osório, “o vice-prefeito é uma grande liderança em Salvador e na Bahia e estamos num momento de decisões, discutindo alianças, articulações”.

Jonival Lucas: “Apoiamos Geddel e o candidato a presidente que o PTB nacional decidir”

Jonival Lucas

Deputado Federal por dois mandatos, entre 1999 a 2006, o presidente do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) Jonival Lucas Junior esteve ontem em Vitória da Conquista.

Entrevistado por nossa reportagemo ex-deputado falou sobre, eleições 2010, governo Wagner e outros assuntos.
 

Tribuna da Conquista – Qual a avaliação que o senhor faz do PTB na Bahia atualmente?
Jonival Lucas – O PTB hoje possui 320 diretórios e comissões provisórias no Estado. Estamos fazendo uma avaliação desses membros para que sigam a resolução da direção interna da legenda e em cima desses argumentos, discutir e convidar pessoas para fortalecer a legenda em nosso estado para as eleições desse ano e de 2012.

TC – O presidente do PTB nacional, Roberto Jefferson que fechar uma aliança com Serra. Como a legenda na Bahia vai se portar?
JL – Sem a verticalização ficou mais fácil para os partidos se movimentarem. Jeffeson tem uma vontade em apoiar Serra (PSDB) e alguns senadores e deputados também. Nós na Bahia, vamos acompanhar a decisão do diretório nacional, independente de aqui estarmos com Geddel, que apóia Dilma. Mas vamos seguir a direção nacional seja qual for a decisão.

TC – Como está as negociações para o PTB indicar o vice-prefeito de Salvador, Edvaldo Brito, para disputar as eleições na chapa majoritária?
JL – O PTB foi o primeiro partido a se juntar ao PMDB de Geddel fortalecendo assim a candidatura do deputado a governador. Com relação a candidatura de Edvaldo brito, temos alguns pontos a ser discutidos com o PMDB já que ele foi cogitado, como o próprio Herzem Gusmão(PMDB), entre outros nomes. Edval agregaria um certo valor, por ser jurista, bem conceituado, ex-prefeito de Salvador. Mas não queremos atrapalhar e sim contribuir para a composição da chapa.

 

:: LEIA MAIS »

Chapa de Geddel já reúne dez partidos

O PMDB reforçou ontem seu time rumo às próximas eleições. Além do PR, PRTB, PSC, PTB e PPS, conta agora com o apoio do PRP, PMN, PT do B e PSDC. Com essa nova adesão, que aconteceu de forma oficial ontem, na sede do partido, a legenda liderada pelo deputado federal Geddel Vieira Lima, pré-candidato ao governo estadual, soma agora dez partidos em sua coligação. Outras siglas como o PHS, PTC e PSL estão sendo cobiçadas pelos peemedebistas e pelos integrantes da aliança PSDB/DEM.

De acordo com o presidente estadual do PMDB, Lúcio Vieira Lima, a fase atual é de articulações, não de campanha eleitoral. “E muito em breve outras forças políticas se integrarão ao projeto de construir uma nova alternativa de governo para a Bahia”. Num claro recado aos opositores, disse ainda que no PMDB não existe partido grande e partido pequeno. “Todos são parceiros. São irmãos e como irmãos serão tratados. Aqui não existe coligação de primeira e de segunda”. :: LEIA MAIS »

Geddel inicia construção da sua chapa para eleições

Apesar de garantir que só falará sobre a formação da sua chapa depois do dia 30, quando deixará a pasta da Integração Nacional, o ministro Geddel Vieira Lima anunciou nomes que poderão marchar com ele rumo ao Palácio de Ondina. Para ocupar a vaga de vice e as duas ao Senado estão em jogo nomes como o do bilionário João Carlos Cavalcanti, do vice-prefeito de Salvador, Edvaldo Brito (PTB), do presidente do PSC baiano, Eliel Santana, e do atual vice-governador, Edmundo Pereira (PMDB).

No entanto, mesmo diante da euforia provocada nos bastidores, o líder do PMDB já avisou que sua chapa só poderá ser confirmada após sua saída do Ministério: “Eu me desincompatibilizo e anuncio”, assegurou o pré-candidato ao governo. Especulações à parte, o presidente do PMDB na Bahia, Lúcio Vieira Lima, também esconde o jogo quando o assunto é a composição da chapa. :: LEIA MAIS »

Presidente Lula pode ser réu no processo do mensalão

A iniciativa é do ministro Joaquim Barbosa do Superior Tribunal Federal, que pedirá à suprema corte a inclusão de Lula nas investigações do maior esquema de propina da história desse país

Presidente Lula pode ser réu no processo do mensalão

BRASÍLIA – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva poderá ter seu nome como réu no processo que denunciou o maior esquema de corrupção que já existiu na história desse país: o mensalão do PT.

A iniciativa é do ministro Joaquim Barbosa do Superior Tribunal Federal, que levará ao plenário da suprema corte uma questão de ordem em que pede a inclusão de Lula nas investigações. O ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) já havia pedido a inserção do chefe do Executivo, por co-participação no esquema de propina. :: LEIA MAIS »

A despedida a Eliseu

Uma romaria de amigos, familiares e curiosos se revezou entre sábado e domingo, na Assembleia Legislativa, para se despedir do secretário Eliseu Santos, assassinado com dois tiros na noite de sexta-feira.
Autoridades como a governadora Yeda Crusius e o prefeito José Fogaça alteraram suas agendas no final de semana para participar dos atos fúnebres do ex-deputado do PTB, evangélico praticante.

Eram 17h quando familiares, amigos e políticos se despediram do secretário de Saúde da Capital, Eliseu Santos, morto a tiros na frente da mulher, Denise, e da filha caçula, Mariana, quando deixava um culto evangélico no bairro Floresta na noite de sexta-feira.
No mesmo horário, o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Novelletto, atendia ao último pedido do médico. Na quinta-feira, Novelletto recebeu um telefonema de Eliseu com uma solicitação inusitada: queria um minuto de silêncio em homenagem às pessoas que “não morreram de dengue”, durante a partida entre Grêmio e Novo Hamburgo, no Estádio Olímpico. Em vez disso, os cartolas do futebol dedicaram o minuto de silêncio ao secretário, torcedor do Internacional. :: LEIA MAIS »

Prefeito é acusado de comprar 60% dos votos de cidade

Terra

A juíza Isabelle Coutinho teria determinado o afastamento do prefeito de Campo Grande (AL), Arnaldo Higino Lessa (PTB), e de seu vice, sob a acusação de comprar 60% dos votos da cidade, segundo o jornal O Globo. A juíza teria seguido recomendação do Ministério Público Estadual.

O órgão também teria pedido novas eleições em Campo Grande, que ainda não têm data marcada. Os promotores suspeitam da diferença de 912 votos entre o primeiro e o segundo colocado. Prefeito e vice seguiam nos cargos até a tarde dessa quinta.

‘Não temo perder o mandato’, diz Kassab sobre cassação do cargo de prefeito

G1

Ele é acusado de receber recursos de fontes vedadas.
Recurso da defesa garante permanência no cargo em SP.

O prefeito Gilberto Kassab (DEM) afirmou neste domingo (21) que não teme perder o mandato após saber que ele e a sua vice, Alda Marco Antonio, tiveram os cargos cassados pela Justiça Eleitoral. Eles foram condenados por captação ilícita de recursos durante a campanha eleitoral de 2008.

 “Não temo. Não temo. Estou realmente confiando na Justiça como sempre confiei e volto a afirmar a certeza de que tudo foi feito corretamente”, afirmou Kassab, durante visita a um centro esportivo da prefeitura no Tatuapé, na Zona Leste da capital.  :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia