WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: ‘PT’

IMBASSAHY COMPARA ELEIÇÃO A FÓRMULA 1

Foto: Max Haack/ BN

Imbassahy diz que Serra entra com pneus novos e tanque cheio

Os últimos ajustes para que seja dada a largada aos trabalhos de pré-campanha do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), à Presidência da República, serão amarrados na próxima segunda-feira (29). A informação foi antecipada ao Bahia Notícias pelo presidente do PSDB na Bahia, Antonio Imbassahy, que também participará da reunião nacional, em Brasília. O evento vai reunir os comandantes da sigla de todos os estados para concluir as estratégias do lançamento oficial da pré-candidatura de Serra, que acontecerá no dia 10 de abril. Segundo o baiano, agora sim, o partido tucano começa a jornada que tem como objetivo eleger o chefe do Executivo nacional. Nas avaliações do ex-prefeito de Salvador, essa é uma eleição de três turnos, em função da antecipação de Lula em tentar fazer o seu sucessor, o que pode ser um prejuízo para o PT. :: LEIA MAIS »

Médicos retiram cateter de Dilma, em 2º lugar nas pesquisas presidenciais

A ministra e candidata a presidência de 2010, Dilma Rousseff, foi submetida hoje a um procedimento médico para a retirada de um cateter utilizado durante seu tratamento contra um câncer linfático.

O Hospital Sírio-Libanês de São Paulo disse que Dilma foi submetida este sábado a “exames de rotina” e os médicos aproveitaram então para “retirar o cateter usado durante o tratamento ao qual a ministra se submeteu entre abril e setembro do ano passado”.

A ministra, apontada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva como candidata para disputar as eleições presidenciais de outubro, aparece como segunda nas pesquisas de intenções de voto, atrás do opositor e governador de São Paulo, José Serra (PSDB). :: LEIA MAIS »

Justiça Eleitoral manda tirar propaganda de Serra do ar

A Justiça Eleitoral atendeu nesta sexta-feira, 26, a um pedido do PT e mandou tirar do ar as inserções veiculadas nos últimos dias pelo PSDB, tendo como protagonista o governador de São Paulo, José Serra. No filme, que começou a ser veiculado anteontem no rádio e na TV, o pré-candidato tucano ao Palácio do Planalto aparece falando sobre realizações do PSDB no Estado.

Ao conceder a liminar, a corregedoria eleitoral baseou-se nos mesmos argumentos que resultaram, na semana passada, na proibição de inserções do PT. Nesse caso, os filmes eram protagonizados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, e pelo senador Aloizio Mercadante. PMDB e PSDB entraram na Justiça demandando a proibição, sob o argumento de que os filmes extrapolavam a regra que rege a propaganda partidária no rádio e na televisão.

Estadão

Lula ironiza multa do TSE e diz que vai viajar muito para inaugurar obras

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva prometeu nesta quinta-feira que ainda inaugurará obras em todo o Brasil até o final de seu mandato, e ainda brincou com a multa que levou do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por fazer propaganda eleitoral antecipada.

Ricardo Stuckert/PR

Em Tatuí (SP), Lula brinca de médico e finge examinar Dilma em entrega de ambulâncias

Na semana passada, O ministro do TSE Joelson Dias determinou a aplicação de multa de R$ 5.000 ao presidente Lula por propaganda eleitoral antecipada. A propaganda teria ocorrido na inauguração de obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) de Manguinhos e Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, em maio do ano passado.

“Este ano nós vamos viajar o Brasil inteiro para a gente inaugurar todas as coisas que estamos aprontando pelo país”, disse Lula durante a entrega de casas populares construídas dentro do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) em Osasco, na Grande São Paulo. :: LEIA MAIS »

Suplicy contraria dirigentes e mantém impasse com Mercadante em SP

Para retirar-se da disputa interna do PT pela vaga de candidato ao governo em São Paulo, o senador Eduardo Suplicy colocou uma exigência: quer  antes que o partido faça uma pesquisa de intenção de votos em São Paulo, para comparar o seu nome com o do senador Aloizio Mercadante.

 

O PT já dá como certa a candidatura de Mercadante, mas Suplicy é o único dos pré-candidatos que ainda se mantém na disputa após a decisão do partido de lançar candidatura própria. Na última sexta-feira, o prefeito de Osasco, Emídio de Souza, retirou o seu nome da corrida. Com o martelo do lançamento do nome de Mercadante praticamente batido, Suplicy corre contra o tempo para demover a cúpula petista da decisão.  

Ele disse à reportagem que vai insistir para que algum instituto, como Datafolha, Vox Populi ou Ibope, realize a pesquisa para comprovar que, como alega, seria a melhor opção do PT para a disputa em outubro contra o pré-candidato do PSDB, Geraldo Alckmin. “Eu acho justo que o PT leve isto em consideração. Minhas chances são maiores, há um apelo da população”, defendeu.

:: LEIA MAIS »

Apesar de ter dívida de R$ 35 milhões, PT monta pré-campanha milionária para Dilma

BRASÍLIA – A uma semana de deixar o palanque oficial do governo, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, fechou na noite desta terça-feira, com o comando do PT, detalhes da megaestrutura que está sendo montada pelo partido para os três primeiros meses da pré-campanha à Presidência. Nessa primeira fase, antes do início da campanha oficial em julho, Dilma terá todas as despesas custeadas pelo PT, que ainda paga por mês cerca de R$ 700 mil da dívida de R$ 35 milhões, remanescente da campanha de 2006, renegociada recentemente. A receita do PT é formada por recursos do Fundo Partidário e pagamento da contribuição de filiados, além de doações para campanhas eleitorais.

As despesas com a pré-campanha incluem o aluguel de uma casa no Lago Sul, bairro nobre de Brasília, por R$ 12 mil mensais, contrato com empresa de jatos executivos para deslocamento por todo o país, aluguel de carros e pagamento de seguranças, além de salários para a candidata e pelo menos mais cinco assessores que ela levará da Casa Civil para a campanha. Só com esses salários e o aluguel da casa, as despesas chegarão a mais de R$ 250 mil entre abril e final de junho. :: LEIA MAIS »

Aliados disputam vagas em chapa de Paulo Souto

Assim como seus concorrentes, o ex-governador Paulo Souto (DEM), pré-candidato ao governo baiano, não tem pressa: apesar de assistir a uma natural disputa interna entre os nomes que pleiteiam compor sua chapa, os atores envolvidos no processo consideram que o tempo conspira a favor do democrata.

A prioridade, afirmam, é fortalecer as candidaturas de Souto e do governador paulista José Serra (PSDB) à presidência. O vice-governador e os dois candidatos ao Senado seriam peças auxiliares nesta formação. Ajudantes que, por sinal, já estão a postos: no DEM, os postulantes a senadores são ACM Júnior (já ocupante do cargo por ter sido suplente de Antônio Carlos Magalhães), José Carlos Aleluia (deputado federal) e José Ronaldo (ex-prefeito de Feira de Santana). Entre os tucanos baianos, são cotados para o Senado o ex-prefeito de Salvador, Antônio Imbassahy, o ex-governador e atual prefeito de Guanambi, Nilo Coelho, e também o deputado federal João Almeida. :: LEIA MAIS »

Presidente Lula pode ser réu no processo do mensalão

A iniciativa é do ministro Joaquim Barbosa do Superior Tribunal Federal, que pedirá à suprema corte a inclusão de Lula nas investigações do maior esquema de propina da história desse país

Presidente Lula pode ser réu no processo do mensalão

BRASÍLIA – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva poderá ter seu nome como réu no processo que denunciou o maior esquema de corrupção que já existiu na história desse país: o mensalão do PT.

A iniciativa é do ministro Joaquim Barbosa do Superior Tribunal Federal, que levará ao plenário da suprema corte uma questão de ordem em que pede a inclusão de Lula nas investigações. O ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) já havia pedido a inserção do chefe do Executivo, por co-participação no esquema de propina. :: LEIA MAIS »

Ex-ministro Agnelo Queiroz disputará governo do DF em 2010

Oito mil filiados ao PT escolheram neste domingo o ex-ministro dos Esportes Agnelo Queiroz para concorrer ao governo do Distrito Federal pelo partido nas eleições deste ano. A vitória de Agnelo foi anunciada pelo presidente do diretório regional do partido, Roberto Policarpo, no início da noite.

O ex-ministro dos Esportes derrotou o deputado federal Geraldo Magela nas eleições prévias do PT com 56% dos votos contra 44% do adversário. Em discurso após o anúncio do resultado, os concorrentes afirmaram que vão trabalhar juntos e que o partido não ficará dividido. :: LEIA MAIS »

Dilma e Serra buscam tesoureiro de campanha

Futuros rivais na corrida presidencial,a petista Dilma Rousseff e o tucano José Serra têm umacircunstância que os une: os dois estão à procura de um tesoureiro para seus comitês eleitorais. Tanto a ministra, que já escalou um punhado de auxiliares,como o governador paulista, prestes a lançar oficialmente a candidatura, buscam um caixa de campanha com perfil de arrecadador discreto, que não lhes crie problemas nem levante suspeitas.

De olho numa boa largada em São Paulo, PT e PSDB também formam os times com a preocupação de fincar estacas no maior colégio eleitoral do País, berço dos dois partidos.

Com a vantagem de quem comanda o Estado há 12 anos, o PSDB trabalha para sair com algo em torno de 6 milhões de votos à frente em São Paulo.

O número cabalístico dos tucanos foi citado nas últimas reuniões da cúpula petista e causou receio. Aflita com a indefinição sobre o palanque de Dilma no Estado de Serra, a direção do PT decidiu acelerar o passo e bancar a candidatura do senador Aloizio Mercadante (SP) ao governo paulista, mesmo antes de o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) dar a resposta final ao presidente Lula. :: LEIA MAIS »

Funaro não citou Vaccari e Bancoop ao depor, informa Ministério Público

O Ministério Público Federal de São Paulo (MPF-SP) informou nesta sexta-feira, em nota oficial, que o material que recebeu da Procuradoria-Geral da República (PGR) e que embasou a denúncia contra o doleiro Lúcio Bolonha Funaro por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro não faz nenhuma menção ao ex-presidente da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) João Vaccari Neto, atual tesoureiro do PT. O depoimento foi colhido em 2008 como parte do processo do mensalão.

Em nota, a procuradora Anamara Osório Silva, autora da denúncia oferecida em junho de 2008 e que levou à ação penal que tramita na Justiça contra Funaro e seu sócio, José Carlos Batista, esclareceu também que não pode confirmar se o depoimento concedido por Funaro em Brasília se deu por delação premiada.
:: LEIA MAIS »

Dilma diz que vai recorrer de multa aplicada pelo TSE

Brasília – A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, disse que vai recorrer da multa aplicada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A Corte considerou que ela e o presidente Lula fizeram campanha antes da hora ao inaugurar obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Rio de Janeiro. “Vimos com muita naturalidade e vamos recorrer”. Dilma participa neste momento da reunião do Conselho de Administração da Petrobras, em Brasília.

Sobre a desincompatibilização de integrantes do governo, por causa das eleições, Dilma disse que haverá apenas uma cerimônia da passagem dos cargos.

Em referência às denúncias que envolvem o ex-presidente da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) e atual tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, que será convocado pela CPI das ONGs para esclarecimentos, a ministra disse que esse não é um método eficaz para o embate política em um período eleitoral. “O que o pessoal está tentando é trazer 2005 para a eleição de 2010, mas acho que isso não é muito eficaz”, afirmou. :: LEIA MAIS »

Senado convoca tesoureiro do PT

Foi preciso a oposição tomar um atalho para escapar do cerco da base aliada e atrair para os holofotes do Congresso o escândalo que envolve a Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop). Quatro personagens considerados centrais para revelar detalhes do suposto esquema de desvio de dinheiro da cooperativa foram convocados a depor.

A Comissão de Direitos Humanos do Senado, normalmente negligenciada pela tropa governista, aprovou a convocação do tesoureiro do PT e ex-presidente da Bancoop, João Vaccari Neto, do doleiro Lúcio Funaro, do advogado da cooperativa, Pedro Dallari, e do promotor do Ministério Público paulista José Carlos Blat. :: LEIA MAIS »

Senadores convocam envolvidos no caso Bancoop

A Comissão de Direitos Humanos do Senado aprovou a convocação do tesoureiro do PT e ex-presidente da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) João Vaccari Neto, o doleiro Lúcio Funaro, o advogado da cooperativa Pedro Dallari, e o promotor do Ministério Público paulista José Carlos Blat.

 A ideia da comissão é ouvir cada um deles em dias separados. As datas ainda não foram definidas. Como se trata de convocação em comissão, eles não são obrigados a comparecer.

 Em reunião com mais de três horas de duração, os senadores também aprovaram a criação de uma comissão para checar a situação de cooperados lesados pela Bancoop. Alguns deles estiveram hoje no Senado narrando seus dramas para os senadores. A comissão, ainda sem número definido de parlamentares, deverá ir a São Paulo nos próximos dias vistoriar obras abandonadas e atrasadas da cooperativa. A intenção é que a ida dos senadores à capital paulista ocorra antes do depoimento de Vaccari Neto, Funaro e do advogado Pedro Dallari. :: LEIA MAIS »

Correção: PT já não conta mais com Ciro em São Paulo

Após meses de negociações, terminou o namoro entre o PT de São Paulo e o deputado federal Ciro Gomes (PSB), que poderia terminar na candidatura do parlamentar à sucessão do governo paulista. Bastou Ciro chamar o PT em São Paulo de “um desastre”, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, para o partido encampar de vez o nome do senador Aloizio Mercadante (PT) para liderar uma frente de oposição que tentará tirar do poder o PSDB, há 15 anos no comando do governo paulista. “É o nome do senador Mercadante que emerge nesse momento”, admitiu Edinho Silva, presidente do PT no Estado de São Paulo. :: LEIA MAIS »

Dilma à frente de Serra

Pesquisa realizada entre os dias 5 e 10 de março, a ser publicada na próxima quarta-feira (17) aponta a pré-candidata do PT, a ministra da Casa Civil Dilma Rousseff, um ponto à frente do candidato tucano, o governador de São Paulo José Serra. Esta é a informação publicada pela revista Veja desta semana. De acordo à publicação, o PSDB foi já tem conhecimento do conteúdo da investigação de intenção de votos realizada com 2.002 pessoas, em 142 municípios. :: LEIA MAIS »

Dilma pode participar de eventos com Lula até junho, diz AGU

A partir de 3 de abril, quando já terá deixado o governo para se para se candidatar à presidência da República, e até junho, prazo para o registro de candidaturas às eleições de outubro, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, poderá participar de qualquer evento com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A partir de junho, porém, a participação de Dilma em eventos com Lula estará vedada.

Estadão



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia