WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: ‘PT’

Corretor acusa Dirceu e PT de ganhar ‘por fora’ R$ 5,5 mi de fundo de pensão

Na mira. Em depoimentos ao Ministério Público Federal, Lúcio Bolonha Funaro aponta personagens do escândalo do mensalão e afirma que tesoureiro petista, João Vaccari Neto, seria responsável por gerenciar negócios do partido ligados ao setor

Em depoimentos prestados ao Ministério Público Federal em 2005, o corretor de valores Lúcio Bolonha Funaro acusou o deputado cassado e ex-ministro da Casa Civil José Dirceu de ter se beneficiado pessoalmente em negócios fechados por fundos de pensão sob controle do PT.

 Funaro afirma que, em duas operações do Portus – fundo de pensão dos servidores do setor portuário -, Dirceu e o PT teriam recebido, “por fora”, comissões de R$ 5,5 milhões, valor superior ao divulgado na época. :: LEIA MAIS »

Liminar da Justiça Eleitoral suspende propaganda do PT em São Paulo

Partido mostrou Lula dizendo que Dilma ‘tem a alma e a cara de São Paulo’. Decisão diz que PT não está impedido de veicular inserção diferente.
O corregedor regional eleitoral de São Paulo, Alceu Penteado Navarro, concedeu uma liminar suspendendo a propaganda do PT estadual na televisão. O pedido foi feito pelo PMDB e deverá ser julgado pelo plenário do tribunal.

Propaganda do PT veiculada na sexta (12) mostrou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata do PT à Presidência da República.
:: LEIA MAIS »

Ciro Gomes afirma que PT é um “desastre” em São Paulo

O deputado federal e ex-ministro da Fazenda Ciro Gomes (PSB-CE) afirmou em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo que o PT em São Paulo é um “desastre”. Segundo o pré-candidato do PSB à Presidência da República, o PT enfrenta os efeitos do “desastre de confiabilidade, de confiança da população”, a ponto de o partido lançar um candidato jovem no Estado, “para fazer nome”. :: LEIA MAIS »

PT responsabiliza Cabral pela derrota nos royalties

O presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, condenou a ameaça do governo do Rio de paralisar as obras do PAC no Estado, em retaliação à aprovação, pela Câmara, do projeto que redistribui os recursos dos royalties do petróleo entre todos os municipios da federação. “É uma loucura atribuir ao governo e à ministra Dilma a responsabilidade pelo que ocorreu”, disse Dutra.

O presidente do PT diz que o próprio governador do Rio, Sérgio Cabral, tem sua responsabilidade pelo clima e animosidade no Congresso, que foi, segundo ele, o que levou a aprovação do projeto.
 
“Acho que o Cabral, da outra vez, no ano passado, acabou acirrando este clima de beligerância e foi pouco habilidoso quando disse que o Estado do Rio estava sendo roubado. Aí criou essa divisão. No mínimo, o Cabral não deveria ter chegado dando entrevista naquele tom do ano passado, acabou inflando os ânimos.” :: LEIA MAIS »

Bahia fica fora de acordo entre Lula e PMDB para palanques únicos de Dilma

O presidente Lula passará a atuar diretamente na costura dos acordos regionais do PT com o PMDB para compor o maior número de palanques únicos possíveis para receber a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, ao longo da campanha presidencial. Segundo o líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), o presidente, a partir de agora, fará reuniões semanais com ele, e os presidentes da Câmara, Michel Temer (SP), e do Senado, José Sarney (PMDB-AP), para discutir o tema. Nos próximos dez dias, segundo agenda prevista por Jucá, Lula também participará de um encontro com a direção dos dois partidos para “passar um pente fino” nas conversas e “fechar um acordo até o final do mês”. :: LEIA MAIS »

Bancoop: promotor diz que vai indiciar tesoureiro do PT

O promotor de Justiça José Carlos Blat disse na quarta-feira que vai requerer o indiciamento criminal e denunciar à Justiça João Vaccari Neto por formação de quadrilha, estelionato, apropriação indébita e lavagem de dinheiro. Blat afirma que Vaccari Neto – atualmente tesoureiro do PT – cometou os crimes quando ocupou a presidência da Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop), entre 2005 e 2010. Segundo o promotor, o rombo passou de R$ 100 milhões e parte foi para campanhas eleitorais do PT.

De acordo com a reportagem, o promotor vai ganhar reforço na investigação do cas – a partir desta quinta-feira a Bancoop será alvo de inquérito civil da Promotoria do Patrimônio Público e Social do Ministério Público. O jornal afirmou também que Blat planeja denunciar Ana Maria Érnica e Tomás Edson Botelho Fraga, que integravam a cúpula da Bancoop.

O Estado de S. Paulo

PSDB prepara evento para anúncio de Serra no dia 22

O PSDB prepara um grande encontro nacional para o anúncio oficial da candidatura do governador de São Paulo, José Serra, à Presidência da República. Serão convidados para a “pré-convenção”, que deve ocorrer provavelmente na semana do dia 22, candidatos a governador do partido em outros Estados, parlamentares e políticos aliados. O objetivo é dar a largada extraoficial da candidatura de oposição ao governo federal – a formalização do nome de Serra só ocorrerá em junho, mês das convenções partidárias, segundo determina a Lei Eleitoral. :: LEIA MAIS »

Vitória da Conquista poderá ter vice Governador na Bahia…

Por Zé Maria Caires

A IMPORTÂNCIA DO INTERIOR!

 Temos travado uma luta diária na busca da construção de um novo Aeroporto, a imprensa tem sido decisiva nessa caminhada e a sociedade tem feito a sua parte, hoje a campanha “CONQUISTA PODE VOAR MAIS ALTO”  tem eco no Sudoeste e no Estado da Bahia.

A dotação no orçamento da União de R$ 40 milhões indicada pelo ACM JR  (DEM – BA) e o Protocolo de intenções de R$ 80 milhões do Governador Wagner (PT) e Prefeito Guilherme (PT) consolida a convergência de forças políticas de situação e oposição para a mais importante obra da Região Sudoeste.

Precisamos evidentemente mostrar o valor do interior da Bahia, Vitória da Conquista é a mais importante e precisa ser reconhecida, não podemos admitir que as chapas majoritárias saiam sem que haja conquistenses na sua composição. :: LEIA MAIS »

Promotor calcula em R$ 100 milhões desvio em cooperativa ligada ao PT

José Carlos Blat diz não ter dúvida de que uma fatia desse montante foi destinada a campanhas eleitorais do partido.

Pode ultrapassar R$ 100 milhões o total do desvio de recursos da Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop), calcula o promotor de Justiça José Carlos Blat, da 1ª Promotoria Criminal da Capital. “A movimentação sob suspeita indica que o rombo supera R$ 100 milhões”, disse Blat, após análise parcial de 8,5 mil extratos bancários da cooperativa, relativos ao período de 2001 a 2008.

Blat está convencido de que uma fatia do montante foi destinada a campanhas eleitorais do PT – ele não aponta valores exatos que teriam tomado esse rumo porque, alega, depende de investigações complementares.

Na sexta-feira, o promotor requereu a quebra do sigilo bancário e fiscal de João Vaccari Neto, que presidiu a cooperativa até fevereiro, quando deixou o cargo para assumir o posto de tesoureiro do PT. Também foi pedida uma devassa nos investimentos de dois ex-diretores da entidade, Ana Maria Érnica e Tomás Edson Botelho Fraga. O promotor quer o bloqueio das contas da Bancoop.

“Que houve desvio eu não tenho mais dúvida alguma”, diz o promotor, após dois anos e meio de apuração. “Os dirigentes da cooperativa transformaram-na em negócio lucrativo, utilizando os benefícios da lei para lesar milhares de cooperados que aderiram através de contratos para a construção de moradias. Uma parte desse dinheiro foi para o PT, outra parte para o enriquecimento ilícito de ex-dirigentes da Bancoop.”

Ele identificou “milhares de movimentações financeiras fraudulentas visando a ludibriar os cooperados”. O promotor identificou “operações inusitadas, obviamente para mascarar o desvio de dinheiro para caixa 2 de campanhas eleitorais”.
:: LEIA MAIS »

Dilma usa agenda oficial para impulsionar campanha

Até deixar o cargo, na primeira semana de abril, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, aproveitará ao máximo a visibilidade do cargo para turbinar sua candidatura à Presidência.
Um exemplo disso ocorreu ontem, quando a ministra, ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, visitou a favela da Rocinha, no Rio. O ato público – a inauguração de um complexo esportivo na região – teve vários elementos de palanque eleitoral. Camisetas com as inscrições “Lula e Cabral contra a desigualdade social”, fazendo referência ao presidente e ao governador Sérgio Cabral (PMDB), foram fartamente distribuídas. Como tem acontecido com frequência cada vez maior, Dilma foi recebida com exaltação a sua candidatura. “Rocinha presente, Dilma presidente”, gritavam os moradores.
:: LEIA MAIS »

“Fiz aposta no PMDB e não deu certo”, diz Jaques Wagner em entrevista

O governador Jaques Wagner, pré-candidato à reeleição em aliança liderada pelo PT, afirma que administrar ficou mais fácil depois do rompimento com o PMDB de Geddel. Ele também diz que a imprensa glamouriza a violência, mas revela que pesquisas mostram a segurança como um tema de muita preocupação dos eleitores em relação ao governo. Carioca, 58 anos, o governador visitou a Redação do CORREIO e conversou com o editor-chefe, Sergio Costa, o editor-executivo, Oscar Valporto, e o editor multimídia, Gustavo Acioli.

Os adversários dizem que seu governo não tem marca e que, em vez de realizar, o senhor costuma culpar uma suposta ‘herança maldita’. Qual a marca da sua gestão?
:: LEIA MAIS »

Cinco anos depois do mensalão do PT,ninguém foi preso.

Dois pesos e duas medidas
As denúncias de mensaleiros começaram com o PT nacional, dentro do Palácio do Planalto, com a sociedade acompanhando um dos mais escabrosos escândalos políticos já vivido no Brasil. A denúncia envolveu o uso de milhões e milhões de reais, dinheiro público, puro e indiscutível, lavado por um cidadão chamado Marcos Valério, empresário publicitário de renome nacional. Do outro lado, a cúpula do governo Lula, a começar pelo ministro José Dirceu e o presidente nacional do PT, deputado José Genoino, o tesoureiro do partido, Delúbio Soares, e outros não muito importantes considerados a fina flor da cúpula petista nacional. A lista dos denunciados pelo Ministério Público Federal chegou a 40! :: LEIA MAIS »

ESCÂNDALO EXPLODE E ATINGE PT, LULA E DILMA

Com o título “A Casa Caiu”, a Veja que está a circular neste sábado destampa um escândalo de grandes proporções que atinge em cheio o PT e a campanha eleitoral de Lula, através de caixa dois e um desfalque de R$31 milhões na Cooperativa dos Bancários de São Paulo, Bancoop. O texto é o seguinte: “Depois de quase três anos de investigação, o Ministério Público de São Paulo finalmente conseguiu pôr as mãos na caixa-preta que promete desvendar um dos mais espantosos esquemas de desvio de dinheiro perpetrados pelo núcleo duro do Partido dos Trabalhadores: o esquema Bancoop. Desde 2005, a sigla para Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo virou um pesadelo para milhares de associados. Criada com a promessa de entregar imóveis 40% mais baratos que os de mercado, ela deixou, no lugar dos apartamentos, um rastro de escombros. :: LEIA MAIS »

Ministério Público de SP pede quebra de sigilo bancário de tesoureiro do PT

Promotor pediu ainda bloqueio de bens de cooperativa ligada ao partido.
Para MP, Bancoop teria arrecadado dinheiro para suposto caixa 2 do PT.

 promotor de Justiça de São Paulo José Carlos Blat pediu à Justiça nesta sexta-feira (5) a quebra do sigilo bancário do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e o bloqueio das contas da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop). Segundo o promotor, Vaccari teria participado, quando era presidente da cooperativa, de um esquema de desvio de verbas para um suposto caixa dois do PT. Ele será o responsável pelas contas da campanha da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata do PT à Presidência da República. :: LEIA MAIS »

Diretório Nacional do PT aprova resolução para evitar prévias

SÃO PAULO – O Diretório Nacional do PT aprovou na tarde desta sexta-feira, 5, uma resolução política recomendando às seções estaduais do partido que evitem prévias para a escolha de candidatos aos governos e ao Senado. De acordo com o que o deputado federal João Paulo Cunha (SP) escreveu no seu Twitter, “Aprovamos no Diretório Nacional do PT que a realização de prévias agora é inoportuna e politicamente errada. Recomendamos não realizá-las”. A ideia era proibir com todas as letras as prévias sob o argumento de que uma guerra interna entre petistas pode respingar na campanha presidencial da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. :: LEIA MAIS »

Só Aécio e Serra sabem o próximo passo para o PSDB

A decisão do PSDB sobre a candidatura presidencial está na cabeça dos protagonistas: os governadores de Minas, Aécio Neves, e de São Paulo, José Serra. Nem mesmo a cúpula tucana sabe avaliar o efeito da pressão que tem exercido sobre ambos, já que eles aumentaram a reserva sobre o conteúdo das conversas, que têm sido diárias. Os auxiliares mais próximos evitam arriscar um palpite sobre a chapa que a legenda apresentará ao Planalto.
Serra ainda é o nome mais cotado para encabeçá-la, mas a possibilidade de ele desistir e abraçar a candidatura à reeleição para o governo de São Paulo, diante da tendência de queda apontada pelas últimas pesquisas de intenção de voto, é considerada uma hipótese cada vez mais plausível. Se Aécio aceitaria substituí-lo como o candidato principal ou o socorreria, aceitando compor como candidato a vice-presidente, ainda é uma incógnita, até mesmo em Minas. Tucanos e aliados torcem que o sinal de que a novela está próxima do fim seja dado em jantar dos dois governadores hoje no Palácio das Mangabeiras. :: LEIA MAIS »

Visita de Lula a Juazeiro esquenta clima político

O presidente Lula desembarca no próximo dia 5, em Juazeiro, em companhia do ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), para visitar a conclusão das obras da 1ª etapa do projeto Salitre e, como já era de se esperar, a sua visita ao estado em ano eleitoral já gera polêmica e promete esquentar ainda mais o clima entre o PT e o PMDB baianos. Vale lembrar que ambos se encontram em plena guerra em busca da vaga no Palácio de Ondina.

Enquanto o ministro peemedebista se auto-intitula responsável pela concretização da obra, o PT não deixa por menos e também briga pela paternidade da realização. Segundo Geddel, somente após ele conseguir retomar as obras que estavam inacabadas e paralisadas há vários anos nas localidades é que e a inauguração será, enfim, concretizada. “Será um momento importante para a Bahia e para o governo do presidente Lula, que lutou muito para ver, finalmente, o funcionamento desta obra que ficou paralisada por muitos anos”, reiterou, sem citar o governo estadual. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia