WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


abril 2020
D S T Q Q S S
« mar    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  


:: ‘promotor’

Promotor diz que Suzane acusou pai dos Cravinhos de tramar o crime

O promotor de Justiça Eliseu José Berardo Gonçalves, de Ribeirão Preto, a 313 km de São Paulo, disse neste domingo (26) que Suzane von Richthofen acusou o pai dos irmãos Cravinhos, Astrogildo Cravinhos, de ter tramado a morte dos pais dela em 2002. Em um primeiro momento, o promotor não quis revelar o nome do suposto envolvido no assassinato. Depois, fez a revelação em outra entrevista. O promotor ouvido pelo Fantástico é acusado por Suzane de tê-la assediado, mas nega as acusações.


Assim como Suzane, os irmãos Cristian e Daniel Cravinhos também foram condenados pelo crime. “Segundo ela (Suzane), o dia, o local, o horário e a maneira da execução foi planejada pelo  senhor Astrogildo Cravinhos”, afirmou o promotor, completando que o homem teria ainda confeccionado os instrumentos do crime. Os pais de Suzane foram mortos enquanto dormiam na mansão onde moravam com os dois filhos em São Paulo.

A advogada Gislaine Jabur, que defende os dois irmãos, disse não haver documento que prove as acusações. “Essa afirmação é do promotor. Não existe documento que comprove o que a Suzane está falando”, alegou Gislaine. O próprio Gonçalves admite que a jovem não quis assinar o depoimento em que acusa Astrogildo Cravinhos. Ela teria voltado atrás após conversar com seu advogado, Denivaldo Barni. Procurado, ele não quis comentar o assunto :: LEIA MAIS »

Promotor afirma que menor participou do sequestro de Eliza

Eliane Souza, especial para O Estado de S. Paulo

BELO HORIZONTE – O promotor Gustavo Fantini do Ministério Público disse na tarde desta quinta-feira, 22, que já tem todos os elementos que comprovam a participação do menor J. no suposto sequestro de Eliza Samudio. Fantini, no entanto, ainda não confirmou a informação de que o menor esteja envolvido no supostos assassinato e ocultação de cadáver.

O presidente da Comissão dos Direitos da Criança, do Adolescente e do Idoso da OAB-MG, Stanley Gusman, disse que J. está bem acompanhado e constatou que o adolescente estava à vontade na sala durante toda a audiência e assegurou que está sendo mantida a integridade física e emocional do menor.

Sem falar uma palavra, em menos de meia hora, o goleiro Bruno, Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, e Luiz Henrique Romão, o Macarrão, deixaram o Juizado da Infância e da Juventude, em Contagem (MG) e voltaram para a penitenciária Nelson Hungria.

:: LEIA MAIS »

Chacina em Conquista: promotor nega conhecer pedido de quebra de sigilo

Juscelino Souza, da Sucursal  da Tarde em Vitória da Conquista

O promotor, Marcelo Pinto, afirmou não ter conhecimento de que o Ministério Público Estadual (MPE) teria entrado com pedido de quebra de sigilo telefônico dos policiais acusados de participar da chamada “Chacina do Alto da Conquista”, em 28 de janeiro.
A informação ganhou força nesta sexta-feira, 14, no meio policial e mobilizou advogados das partes citadas na ação civil pública.
O promotor, no entanto, não quis se pronunciar sobre um pedido futuro nesses moldes. “Estamos aprofundando as investigações, porém desconheço esse fato”, sustentou, ao assumir o caso esta semana, em substituição a Genísia Oliveira.
“Também não posso afirmar sobre a condução dos trabalhos, mas se não houver prorrogação do pedido de prisão dos policiais, talvez tenhamos novidades”, concluiu.
O prazo expira em 5 de junho. Na próxima segunda-feira, 17, amigos e familiares dos 10 policiais presos em Salvador devem se reunir no salão do Rotary Clube, às 9 horas, para decidir sobre uma manifestação pelas ruas da cidade e bloqueio da BR-116 (Rio – Bahia) pedindo a soltura dos acusados.

O protesto, inicialmente marcado para esta quinta-feira, foi cancelado depois que o principal articulador, soldado David Salomão, foi convocado pelo comando do 9º Batalhão PM a prestar esclarecimentos sobre uma suposta falta ao posto de trabalho.

Salomão, que também dirige uma entidade de apoio a policiais, comprovou ter cumprido escala no dia anterior.

Promotor avalia indiciar outros policiais em Vitória da Conquista

A Tarde

O promotor de justiça Marcelo Pinto declarou que a prisão dos 10 policiais militares cumprida na quarta-feira, 5, está mantida e que já analisa a necessidade de novos indiciamentos na ação civil pública. A declaração foi feita um dia após Marcelo Pinto substituir a promotora da Vara do Júri, Genísia Oliveira, e assumir o comando das apurações do envolvimento de policiais na morte de 11 pessoas e no desaparecimento de três adolescentes em Vitória da Conquista, a 509 km de Salvador, logo após o assassinato do soldado PM Marcelo Márcio Lima Silva, 32 anos, em 29 de janeiro.

Genísia Oliveira, autora da ação civil pública que pediu o indiciamento e a prisão dos 10 policiais, entrou em férias dia 11, aproveitou para deixar o caso e deve participar de cursos em São Paulo e no exterior. A promotora deixa o caso logo depois de denunciar ameaças de morte a seus familiares, por meio de ligações anônimas e um provável atentado à bala. :: LEIA MAIS »

Advogado da Bancoop diz que representará contra promotor

BRASÍLIA – O advogado da Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop), Dalmo Dallari, confirmou nesta terça-feira que vai tomar medidas contra o promotor José Carlos Blat, responsável pelo inquérito que apura supostos desvios de dinheiro na cooperativa para financiar campanhas do PT. Uma representação será apresentada ao Conselho Nacional ou ao Conselho Superior do Ministério Público, denunciando supostas irregularidades na condução do caso. Segundo ele, o promotor vem acusando os dirigentes da entidade de criminosos desde 2008, inclusive em entrevistas à imprensa, mas não os convoca a prestar depoimentos, tampouco oferece denúncia à Justiça. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia