WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


:: ‘prisão’

Candidato dono de Ferrari é suspeito de acumular R$ 50 milhões no crime

G1

Polícia investiga se ele tem ligação com crime organizado. Advogado afirma que candidato tem bens, mas nega valor.

O candidato a deputado federal em Taboão da Serra Ney Santos, alvo de uma operação da polícia nesta quarta-feira (15), é suspeito de acumular de forma criminosa uma fortuna de R$ 50 milhões. O advogado dele, Francisco Assis Henrique Neto Rocha, afirma que esse valor não existe.

“Quero saber a prova, onde que existe o mínimo de prova que demonstra que ele tem esse patrimônio. Falar é muito fácil. Uma coisa é verdade, ele tem bens, postos de gasolina, tem, mas R$ 50 milhões de patrimônio, isso não existe.”

Policiais apreenderam documentos, computadores, máquinas de contar dinheiro e dois carros, um deles uma Ferrari, avaliada em um R$ 1,5 milhão. Os policiais estiveram na cidades de Barueri, Embu, Taboão da Serra, Osasco e na Zona Norte da capital.

Ney Santos, como é conhecido, é candidato a deputado federal pelo PSC. Em 2003, foi condenado por roubo a uma empresa de valores em Marília, no interior de São Paulo. Mas recorreu e foi absolvido em 2006. :: LEIA MAIS »

Militar que deu ordem de execução de adolescente, em ônibus do Rio, já está preso em unidade do Exército

do G1

Segundo delegado, suspeito foi reconhecido por imagens do celular. Estudante de 16 anos foi morto no dia 7 de agosto, em Nova Iguaçu.

 

Imagens feitas por celular dentro do ônibus permitiram reconhecimento do militar que deu a ordem de execução

O delegado Átila Lafere, da 56ª DP (Comendador Soares), informou no final da tarde desta quinta-feira (19) que um militar do Exército teria sido o mandante da morte do estudante Michael Jackson Ribeiro Martinez, de 16 anos. O jovem foi morto dentro de um ônibus, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, no dia 7 de agosto. Segundo o delegado, o militar foi reconhecido por colegas de uma unidade do Exército pelasimagens do celular.

De acordo com o delegado, o militar teria ligado para um irmão, que não estava no ônibus, para executar o jovem. Os dois estão com prisão preventiva de 30 dias decretada. Segundo o delegado, o militar já está detido na unidade do Exército e será levado para a 56ª DP. O irmão dele ainda é procurado pela polícia.A reportagem está tentando contato com o Exército, mas até o momento ninguém atendeu as ligações nem respondeu o email enviado à assessoria da unidade.

O crime
De acordo com o boletim de ocorrência, Michael correu com a namorada para pegar o ônibus e ao entrar esbarrou em uma mulher que estava com um bebê. Ela reclamou e um passageiro que viu a cena começou a xingar o adolescente. Após discutirem, o passageiro fez uma ligação. Alguns pontos à frente, um homem subiu no ônibus e atirou no estudante à queima-roupa.

Enterro
O jovem foi enterrado no dia 9, no Cemitério de Inhaúma, no subúrbio. Cerca de 80 pessoas acompanharam a cerimônia, que foi marcada por emoção e revolta. Durante o velório, a mãe da namorada de Michael, que preferiu não se identificar, revelou que a filha e uma amiga sofreram ameaças de morte.

Desabafo no Dia dos Pais
No domingo, Dia dos Pais, o pai de Michael fez um desabafo: “Ele tava indo para casa para embrulhar, o presente que ia me dar hoje (domingo), e não me deu pela mão dele… Primeiro trabalho e ele comprou um presente para mim com o dinheiro dele. Eu não merecia isso, não num dia desses. As pessoas são muito ruins. Tem pessoas que não têm coração. Por causa de bobeira eu perdi meu filho. Meu filho pediu desculpas e os ignorantes não aceitaram”, lamentou o pai, que também não quis se identificar.

No dia do crime, Michael voltava do seu primeiro emprego. Ele entregava panfletos de uma loja aos sábados, porque não tinha aula nesse dia.

Médica presa e falso médico foragido podem responder por 5 crimes

do G1

Joanna, de 5 anos, morreu após quase um mês em coma, no Rio. Menina havia recebido anticonvulsivo e liberada desacordada.

 

Joanna morreu após ficar em coma

A médica Sarita Fernandes Pereira e um falso médico podem responder por cinco crimes, após a morte de Joanna Cardoso Marcenal Marins, de 5 anos, segundo a polícia do Rio.

Ela foi presa neste sábado (14) em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. O estudante de medicina também teve a prisão temporária decretada e é considerado foragido. Eles foram indiciados por falsidade ideológica, falsidade material, tráfico de drogas (porque o estudante teria aplicado um anticonvulsivo na menina), associação para o tráfico e exercício ilegal da medicina agravado pelo fato de Joanna ter morrido. A polícia deve enviar o inquérito para o Ministério Público na semana que vem.

A garota morreu nesta sexta-feira (13), após ficar em coma por quase um mês. Ela tinha marca nas nádegas semelhante a uma queimadura. Antes de ser internada no Hospital Amiu, em Botafogo (Zona Sul), ela havia passado por outros 2 hospitais. No Rio Mar, na Barra da Tijuca (Zona Oeste), ela foi atendida pelo falso médico, que receitou um anticonvulsivo e a liberou desacordada.

:: LEIA MAIS »

Médica presa e falso médico foragido podem responder por 5 crimes

do G1

Joanna, de 5 anos, morreu após quase um mês em coma, no Rio. Menina havia recebido anticonvulsivo e liberada desacordada.

 

Joanna morreu após ficar em coma

 A médica Sarita Fernandes Pereira e um falso médico podem responder por cinco crimes, após a morte de Joanna Cardoso Marcenal Marins, de 5 anos, segundo a polícia do Rio.

 Ela foi presa neste sábado (14) em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. O estudante de medicina também teve a prisão temporária decretada e é considerado foragido. Eles foram indiciados por falsidade ideológica, falsidade material, tráfico de drogas (porque o estudante teria aplicado um anticonvulsivo na menina), associação para o tráfico e exercício ilegal da medicina agravado pelo fato de Joanna ter morrido. A polícia deve enviar o inquérito para o Ministério Público na semana que vem.

  :: LEIA MAIS »

Rodrigo, irmão de Bruno, diz que é inocente e é transferido para Coroatá (MA)

O irmão do goleiro Bruno, Rodrigo Fernandes, será recambiado para o Maranhão ainda na manhã de hoje por uma equipe da Cico. Ele é acusado de tentativa de estupro e cárcere privado contra uma ex-namorada há cerca de 2 anos em Peritoró (MA) e foi preso na noite de ontem por policiais da Cico e da regional de Campo Maior. Rodrigo Fernandes é conhecido na região de Peritoró como Wilame.

Policiais da Cico e da Delegacia Regional de Campo Maior deram cumprimento ao mandado de prisão expedido pelo juiz Andre Bezerra Ewerton Martins, juiz substituto da 1ª Vara Criminal de Coroatá, na noite de ontem. O mandado é do dia 04 de junho de 2010.

Segundo o delegado Danilo Melo, a Cico realizou esta prisão por ter uma parceria com o setor de inteligência do Maranhão e a Delegacia do Crime Organizado do Estado.
Por volta das 09h30 Rodrigo será encaminhado ao Instituto Médico Legal para fazer exame de corpo de delito. Será providenciada uma precatória para que ele seja recambiado até a cidade de Coroatá. :: LEIA MAIS »

Goleiro Bruno passa mal em penitenciária em Minas

Priscila Trindade, do estadão.com.br

SÃO PAULO – O ex-goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes, passou mal na manhã do domingo, 11, na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

Ele sentiu tonturas e foi atendido por uma enfermeira, por volta das 8 horas. Em seguida, Bruno retornou para a cela. A Secretaria de Defesa Social de Minas informou que o ex-goleiro passará por outro atendimento médico nesta segunda-feira, 12.

Bruno é suspeito de envolvimento na morte de Eliza Samudio, de 25 anos. A jovem tentava provar na Justiça que o jogador é pai de seu filho de 4 meses.

Eliza desapareceu no início de junho. Um adolescente de 17 anos, primo de Bruno, afirmou à polícia que Eliza foi morta. O corpo dela ainda não foi localizado. Além de Bruno, já foram presos Luiz Henrique Romão, o Macarrão, considerado braço direito do ex-goleiro, Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, Elenilson Vitor da Silva, administrador do sítio do atleta, Flávio Caetano de Araújo, o Flavinho, e Wemerson Marques de Souza, o Coxinha.

Para o Ministério Público não há mais dúvida de que Mizael é o responsável pela morte de Mércia Nakashima

do G1

Promotor Rodrigo Merli disse só faltar definir quem é mandante e executor. Para Promotoria e polícia, Mizael é considerado foragido; Evandro foi preso.

 

O ex-namorado de Mércia Nakashima, o advogado e policial militar aposentado Mizael Bispo de Souza, e o vigilante Evandro Bezerra Silva serão denunciados pelo Ministério Público à Justiça pelo assassinato da advogada, informou à reportagem este sábado (10) o promotor Rodrigo Merli Antunes. De acordo com ele, isso será feito após a conclusão do inquérito da Polícia Civil sobre o caso e será remetido à Promotoria, provavelmente, com o indiciamento dos dois suspeitos.
Mizael é apontado pelo vigilante Evandro Bezerra Silva como o assassino da advogada Mércia Nakashima, ex-namorada dele. O motivo do crime seria ciúmes. O suspeito não teria aceitado o fim do relacionamento de quatro anos com a mulher.

Para a Promotoria, a investigação feita pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já apresentou indícios suficientes para indiciar Mizael e Evandro pela morte de Mércia. Ainda, segundo o promotor Merli Antunes, os suspeitos serão acusados pelos crimes de homicídio qualificado (pela motivação torpe, que seria a intolerância de Mizael com o fim do relacionamento), ocultação de cadáver (a advogada foi jogada ferida dentro do seu próprio carro dentro de uma represa) e sequestro (ela teria sido forçada a ir com os responsáveis pelo crime para Nazaré Paulista, no interior do estado, onde foi morta).“Independentemente da perícia [da Polícia Técnico-Científica, que falta apresentar os laudos da causa da morte de Mércia e o que foi achado no veículo dela], já tenho requisitos. Provavelmente devo fazer a denúncia dos dois assim que a polícia concluir o inquérito. O envolvimento dos dois parece bem evidente”, disse Merli Antunes.

Para o promotor, o crime cometido contra Mércia é hediondo. “Só falta definir quem fez o quê”, disse Antunes. Evandro foi preso na sexta-feira (9) em Sergipe. Mizael teve a prisão decretada neste sábado pela Justiça de Guarulhos, na Grande São Paulo. Apesar disso, ele se encontra foragido, segundo a Promotoria e a Polícia Civil.

O pedido de prisão foi feito pelo delegado Antonio de Olim, do DHPP, após ouvir o depoimento de Evandro em Sergipe. Na versão do vigia, Mizael matou Mércia numa represa em Nazaré Paulista e ele foi buscar o advogado de carro no local. O ex nega o crime.

“O que tínhamos era o contrário. Pelas investigações era Mizael o mandante e Evandro o executor. Na minha avaliação, Evandro está querendo se eximir de uma responsabilidade que ele tenha”, disse o promotor do caso, que espera o resultado da apuração sobre a possível participação de um dos irmãos de Mizael no crime. “Ele teria dado apoio aos dois suspeitos.”

Evandro, capturado em Sergipe, teria sido o executor de Mércia sob mando de Mizael 

O Ministério Público também pretende aguardar a conclusão dos laudos do Instituto Médico Legal (IML), sobre a causa da morte de Mércia, e do Instituto de Criminalística (IC), a respeito do que foi encontrado no veículo dela.

“Dependendo das perícias, é possível qualificar o homicídio por asfixia [se a vítima morreu mesmo afogada] ou tortura [ela teria sido agredida]”, disse Antunes.

A advogada havia deixado a casa dos avós em Guarulhos e desapareceu sem dar mais notícias em 23 de maio. Foi ainda na mesma represa que o carro da advogada, um Honda Fit prata, foi localizado submerso no dia 10 de junho após a denúncia feita por um pescador. O corpo da vítima foi encontrado em 11 de junho pelos bombeiros.

De acordo com peritos Mércia teria apanhado do agressor, foi baleada de raspão no rosto, teria desmaiado e morrido afogada. A testemunha contou à polícia que viu um homem alto não identificado sair do veículo e escutou gritos de mulher antes de o automóvel afundar.

Uma testemunha chegou a dizer à polícia de SP que o segurança Evandro também teria recebido R$ 5 mil de Mizael para fazer uma “coisa errada”. Para a investigação, essa “coisa errada” seria ajudar a matar Mércia. “Também vamos apurar se o crime envolveu pagamento de dinheiro, o que aumentaria as qualificadoras contra os dois”, disse o promotor.

Foragido

 Para o Ministério Público e a Polícia Civil de São Paulo, Mizael já é considerado foragido da Justiça por ainda não ter se apresentado aos policiais que foram neste sábado à sua casa, em Guarulhos, para cumprir o mandado de prisão contra ele. “Se foram até a casa dele, e advogado dele disse que ele não vai se apresentar, pode ser considerado foragido, sim”, disse o promotor Merli Antunes.

Apesar de Mizael ter sido orientado por Haddad Júnior para não se apresentar à polícia, o defensor discorda da versão policial de que seu cliente seja considerado foragido. “Não se pode dizer que o Mizael é foragido porque ele tem direito a recurso. Está em lugar ignorado. Não vou orientá-lo a fugir. Ele não vai fugir. Não vai sair do Brasil”, disse Haddad Júnior, que considerou “injusta” a decretação da prisão.

O advogado de Mizael afirmou ao G1 que vai entrar com um pedido para revogação da decisão judicial na segunda-feira (12). Se o recurso for desfavorável, o defensor promete ainda entrar com um habeas corpus em favor de Mizael no Tribunal de Justiça de SP. “Somente depois de esgotar todos os recursos, o Mizael vai se apresentar porque também não vou querer que ele se torne foragido”, disse Haddad Júnior.

Prisão decretada

 Caso Mizael seja preso, ele deverá ser levado para o presídio Romão Gomes, da Polícia Militar em SP, pelo fato de ser policial militar aposentado. Em outras oportunidades, o ex sempre negou o crime.

O segurança Evandro já estava preso por suspeita de envolvimento com o crime. Ele foi detido na sexta após ficar foragido desde o dia 25 de junho, quando também teve a prisão temporária por 30 dias determinada pela Justiça por faltar a um depoimento no DHPP na capital paulista.

Para a investigação, além de Mizael e Evandro, o irmão do advogado também estaria envolvido no homicídio. Ele ligou 27 vezes para o vigilante num período próximo ao sumiço de Mércia.

O delegado Antonio de Olim e um investigador do DHPP, que viajaram na sexta de São Paulo para Sergipe para ouvir Evandro, devem retornar na noite deste sábado com o vigilante preso. O objetivo dos policiais de SP é ouvi-lo novamente.

No dia em que Mércia sumiu, testemunhas disseram ter visto Bispo conversar com um vigilante Evandro, que trabalhava num posto de gasolina em Guarulhos. A Polícia Civil de Sergipe informou que o vigilante confirmou que trabalhava para o ex-namorado de Mércia e que mantinha contatos com o Mizael pois trabalhava para ele como segurança.

Ainda, de acordo com a investigação do DHPP, a quebra de sigilos telefônicos dos suspeitos autorizada pela Justiça revelou que Evandro conversou diversas vezes com Mizael, pessoalmente e por telefone, antes, durante e depois do desaparecimento e morte de Mércia.

“O Evandro participou. Veja o que nós temos aí. Eles se encontravam, né? Se encontraram muito antes do crime. E se encontraram no dia do crime, se encontraram um dia antes do crime. Quer dizer: tem muitas coincidências, muitas ligações [telefônicas], muitas coisas que unem os dois nos dias dos fatos”, disse o delegado Antonio de Olim, do DHPP.

Decretada prisão de Mizael no caso Mércia

do JT

A Justiça de São Paulo decretou na manhã deste sábado, 10, a prisão temporária de Mizael Bispo de Souza, suspeito de ser o mandante do assassinato da advogada Mércia Nakashima. A Polícia Civil de São Paulo já foi à casa de Mizael em Guarulhos hoje, mas não o encontrou, por isso ele é considerado foragido da Justiça.

O vigilante suspeito de participação no caso, Evandro Bezerra Silva, declarou em depoimento à polícia que Mizael seria o mandante do crime. Silva estava foragido em Sergipe e foi preso no interior do estado na madrugada de sexta-feira, 9. O delegado paulista Antônio Olim, que comanda as investigações, viajou ontem para Aracaju e chegará com o suspeito em São Paulo hoje, às 20 horas.

Mércia foi morta em 23 de maio e seu corpo foi encontrado 19 dias depois dentro de seu carro em uma represa em Nazaré Paulista, interior de São Paulo. O suspeito Evandro Bezerra Silva trabalhava em um posto de gasolina em Guarulhos e seria amigo de Mizael. Depois de o Honda Fit da advogada ser recuperado, ele deixou de ir ao trabalho.

Ipirá: Banda é presa por usar nome de outro grupo

iBahia.com

Vinte integrantes de uma banda de forró foram presas em flagrante na cidade de Ipirá, na noite desta sexta (25), por estarem usando ilegalmente o nome de Canários do Reino, registrado por outro grupo, autor da denúncia.

A banda com nome falso já havia tocado em Vitória da Conquista e Itaberaba. O ônibus que transportava a banda foi apreendido, mas o motorista liberado. Um inquérito está sendo aberto pela delegacia de Ipirá, para apurar detalhes dos contratos com as prefeituras.

Todos os vinte presos vão responder por estelionato, falsidade ideológica e formação de quadrilha. O empresário, conhecido por Chiquinho, está foragido.

ENCRUZILHADA: vereador é preso

 

Foi preso no início da tarde desta quinta-feira (17) em Encruzilhada, no Sudoeste baiano, o vereador Gileno Alves dos Santos (PSDC). O parlamentar é acusado de homicídio qualificado, disparo de arma de fogo em local público e receptação de produtos roubados. A prisão preventiva foi solicitada pelo promotor da Comarca de Encruzilhada, Márcio de Oliveira Neves e expedida pela juíza, Agda Alves Santos. O vereador encontra-se detido na delegacia do município. Do Blog do Anderson

Polícia Civil de Vitória da Conquista captura traficante e estoura boca de fumo no Vila América

da Ascom | 1ª CP-VC

O traficante preso Robson Viana Santos revelou que sua clientela ia de pedreiros à ‘playboys’ (Fotos: Carcará News)

A 1ª CP de Vitória da Conquista na manhã de hoje conseguiu colocar às mãos em mais um traficante do Bairro Vila América. Através de investigações a Polícia de Conquista fechou mais uma boca de fumo que funcionava à Rua G, 383, Vila América. Segundo informações a boca funcionava diuturnamente, inclusive abastecendo toda a circunvizinhança e até colégios próximo do local.

Os policiais Paulo, Ivamar, Nogueira, Magno acompanhados do escrivão Roberto Soares e de chefiados pelo titular, Dr. Fabiano Aurich, depois de campanarem o ponto por algumas horas constataram que a residência servia de tráfico de drogas, devido ao fluxo de pessoas que entravam e saiam do local.

:: LEIA MAIS »

Imagens mostram casamento em que noivos foram presos na Grande Rio

do G1

Esquema da quadrilha envolvia estelionatário, arrecadando R$ 5 milhões. Oito das 19 pessoas presas estavam na celebração neste fim de semana.

 Imagens mostram a cena do casamento em que uma quadrilha de estelionatários foi presa sábado (12), incluindo os noivos. A operação envolveu policiais civis de oito delegacias especializadas. Os presos são acusados de desviar dos Correios cartões de créditos e bancários.

Em um sítio no município de Magé, na Baixada Fluminense, estava tudo pronto para a festa. O noivo e a noiva, felizes da vida, e cerca de cem convidados. Diante do juiz de paz, chegou o momento das juras de amor, na pobreza e na riqueza. Por que será que o noivo achou graça na hora em que ouviu a palavra riqueza? Mas a alegria iria acabar. Os pombinhos nem desconfiavam que a polícia estava para chegar.

Foram cerca de seis meses de investigação. Durante todo este período, policiais se prepararam para uma missão diferente: prender criminosos em um casamento. Segundo a polícia, os noivos Maxwell da Costa e Rayza Gomes, e também o padrinho Raphael da Costa fazem parte de uma quadrilha especializada em desviar cartões de crédito enviados pelo Correio. O esquema já arrecadou R$ 5 milhões.

Entenda o golpe :: LEIA MAIS »

Maior fraudadora do INSS deixa a prisão no Rio mas ainda deve R$ 200 milhões

Débora Zampier

 Agência Brasil

Brasília – A ex-advogada Jorgina de Freitas, conhecida como a maior fraudadora do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), saiu da prisão na tarde de ontem (12). Ela foi solta por ter cumprido 14 anos de pena em presídios do Rio de Janeiro, mas ainda terá que devolver R$ 200 milhões aos cofres públicos.

Jorgina foi condenada por crime contra a administração pública em 1992, mas só foi capturada pela polícia brasileira em 1997. Durante esse tempo, ficou refugiada na Costa Rica e fez diversas plásticas no rosto para não ser reconhecida. Jorgina estava em regime semiaberto desde 2007.

Decisão recente da 27ª Vara Federal do Rio de Janeiro decidiu colocar em leilão 57 bens da fraudadora para cobrir parte do rombo causado pela quadrilha.

Polícia Federal prende 30 pessoas em quatro estados por tráfico de drogas

Da Agência Brasil

Brasília – A Polícia Federal (PF) prendeu hoje (2) pela manhã 30 pessoas em Mato Grosso, Goiás e no Maranhão por causa de tráfico de drogas e crimes conexos. O principal foco da Operação Re-Volver está na cidade de Cárceres (MT), a 300 quilômetros de Cuiabá, onde 17 pessoas foram presas. A ação da PF dá continuidade à Operação Volver, de julho de 2009.

Em Cárceres funciona uma revendedora de carros cujo dono é acusado de participar do roubo e receptação de veículos furtados para troca por drogas e armas de fogo. O crime seria facilitado com o apoio de dois policiais militares que, segundo nota da PF, “colaboravam com o bando criminoso fornecendo informações privilegiadas que evitavam as apreensões”. O empresário já estava preso por suposto envolvimento em assassinato e os policiais foram detidos hoje em casa. :: LEIA MAIS »

México decreta prisão de produtor americano pela morte de brasileira

da Reuters

O americano Bruce Beresford-Redman, produtor do programa de TV ‘Survivor’, era o principal suspeito do assassinato da carioca Mônica Burgos.

 

Bruce Beresford-Redman e Monica em foto de álbum de família

 A Justiça mexicana anunciou nesta segunda-feira (31) ter emitido um mandado de prisão contra o produtor de TV norte-americano Bruce Beresford-Redman pelo assassinato de sua esposa, a brasileira Mônica Burgos, na cidade de Cancún.

 O corpo de Mônica, com quem Bruce tinha dois filhos, foi encontrado em uma caixa d’água próxima ao hotel de luxo Moon Palace, no qual o casal e as crianças estavam hospedados.

  :: LEIA MAIS »

Conquista: policiais militares têm prisão preventiva decretada

CORREIO

Os policiais militares apontados como responsáveis pelo assassinato de Oséias Belas de Oliveira no dia 28 de janeira, em represália à morte de um outro PM em Vitória da Conquista, tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça.

Arlande Ribeiro de Almeida, Emerson Caires Novais, Adailson Machado de Castro, Marcelo Carvalho Santos, Ronildo Vieira da Silva e Anderson Maciel Silva já estão presos temporariamente desde 5 de maio, quando foi realizada uma operação que resultou na prisão de dez policiais. Agora, eles seguem custodiados em Salvador.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, os réus invadiram casas e espencaram pessoas, incluindo idosos e mulheres, durante uma suposta diligência. Várias pessoas foram presas na ocasião, incluindo Oseias Oliveira e outros que ainda estão desaparecidos. Os policiais queriam obter informações para localizar o adolescente conhecido como Jararaca, que teria matado o PM Marcelo Márcio Lima.

Oséia foi morto em um trecho da estrada de Barra do Choça. “A lamentável ação dos denunciados integrantes da milícia estadual, deixou a muitos amedrontados diante dos constrangimentos ou coações para calarem ou modificarem a verdade”, diz o juiz na decisão.

Ex-vereador é preso e pode pegar até seis anos de prisão

Em Mineiros do Tietê (SP), um ex-vereador foi preso em flagrante. Na casa dele a polícia encontrou armas e munições de uso restrito.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia