WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


maio 2020
D S T Q Q S S
« abr    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: ‘peru’

Barco com mais de 200 a bordo afunda no Rio Amazonas no Peru

LIMA – Uma embarcação com mais de 200 passageiros afundou na madrugada desta quarta-feira, 26, quando navegava pelo rio Amazonas, próximo a cidade peruana de Iquitos, informaram fontes oficiais.

O almirante Rodolfo Rodríguez, chefe do Comando Geral de Operações da Amazônia confirmou à emissora RPP que até o momento dezenas de pessoas já foram resgatadas com vida do mar, assim como os corpos de duas pessoas. O número de desaparecidos é desconhecido. Outros dados citados pela emissora dão conta de que pelo menos 40 pessoas permanecem presas dentro do barco, outras 80 já foram resgatadas e cem continuam desaparecidas.

A embarcação, que partiu com 150 passageiros, afundou por volta das 2h40 no horário local (3h40 em Brasília), quando seguia para o distrito de Indiana, perto da fronteira com a Colômbia. Rodríguez disse que a embarcação partiu por volta das 20h de ontem e que se presume que “no caminho pegou mais passageiros, assim como combustível e carga ilegal”. “Aqui há uma evidência que mais passageiros embarcaram”, ressaltou e disse que os especialistas da Marinha continuam buscando por desaparecidos.

O almirante confirmou que entre os passageiros havia ao menos um cidadão alemão e quatro brasileiros. “O comando enviou uma embarcação para transportar os sobreviventes para Iquitos, e na zona também está uma embarcação-hospital”, acrescentou.

Conforme a imprensa local, a embarcação “Camila” tinha 12 anos e afundou parcialmente. Um dos sobreviventes, identificado como Héctor Freitas, relatou à “RPP” que no segundo andar do barco viajavam cerca de 150 passageiros e que no terceiro outros cem. :: LEIA MAIS »

Peru é atingido por novo terremoto na madrugada de hoje

Renata Giraldi
Agência Brasil

Brasília – O Peru sofreu na madrugada de hoje (26), por volta de 1h27 (horário de Lima) – às 3h27 (horário de Brasília) – mais um terremoto. Desta vez, de acordo com o Instituto Geofísico do Peru (IGP), os tremores atingiram 6,3 graus de magnitude na escala Richter, na região de Lambayeque com profundidade de 52 quilômetros. Apenas no mês de maio foram 12 registros de abalos sísmicos no país.

Os mais recentes ocorreram anteontem (24), um por volta das 11h18 (horário de Lima) – às 13h18 no horário de Brasília –, na área de Pucallpa, com 6,2 graus de magnitude, e outro no domingo (23) às 17h46, registrando 6 graus na escala Richter, nas regiões de Arequipa, Ayacucho, Ica e Lima. :: LEIA MAIS »

Terremoto de magnitude 6,4 na escala Richter atinge norte do Peru

(EFE)

 Um terremoto de magnitude 6,4 na escala Richter atingiu nesta terça-feira o norte do território peruano, segundo o Instituto Geofísico do Peru (IGP), mas por enquanto não há informações sobre vítimas.
O abalo aconteceu às 23h15 pelo horário local (01h15 de quarta-feira em Brasília), com epicentro a 219 quilômetros de profundidade, a 46 quilômetros a leste da localidade de Bagua Grande, na região do Amazonas.
O movimento foi sentido nas localidades de Chachapoyas, Moyobamba, Rioja, Cajamarca e até em Trujillo, a 270 quilômetros de distância, segundo a imprensa local.
Segundo as mesmas fontes, houve cortes no fornecimento elétrico e quedas de casas de tijolos de terra crua, mas por enquanto não há informações sobre vítimas.
O Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS), que não emitiu alerta de tsunami, tinha informado que o sismo teve magnitude 6 na escala Richter e profundidade de 125,6 quilômetros.

Deslizamentos deixam ao menos 25 mortos no Peru

LIMA – Os deslizamentos de terra que aconteceram em consequência das fortes chuvas na região peruana de Huanuco, centro do país, deixaram um saldo de pelo menos 25 mortos, indicou nesta sexta-feira o Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci).

 O primeiro deslizamento aconteceu ontem na localidade de Cancejos, no quilômetro 46 da estrada que conduz à cidade de Tingo María, em Huanuco. As chuvas levaram à queda de uma colina sobre várias casas, deixando cinco mortos.

AP
Bombeiros e civis trabalham em área destruída por deslizamento de terra em Huanuco
Bombeiros e civis trabalham em área destruída por deslizamento

Horas depois, outro deslizamento, dessa vez na localidade de Ambo, na mesma região de Huanuco, arrasou todo um bairro, destroçando as casas e arrastando seus habitantes até o curso do Rio Huallaga.
Até o momento foram recuperados 25 corpos, embora outras 25 pessoas continuem desaparecidas. Estima-se que o número de mortos aumente nas próximas horas.
Além disso, ao menos 50 pessoas encontram-se feridas e estão sendo atendidas pelas autoridades que conseguiram chegar ao local, de difícil acesso pela própria situação do tempo. Policiais e membros do Exército peruano buscam outras vítimas do deslizamento.
:: LEIA MAIS »

Chuvas matam 7 pessoas no Peru

As fortes chuvas que caem sobre a região peruana de Puno, no sudeste do país, provocaram hoje a morte de sete pessoas sendo que cinco pessoas morreram devido a um desmoronamento e as outras duas faleceram por causa de um rio que transbordou.

Segundo a agência estatal Andina, os cinco primeiros mortos foram atingidos por um desmoronamento na noite da sexta-feira para sábado na província de Carabaya, que abriga diversos assentamentos de mineiros informais.

O lugar do acidente está a 20 horas da capital da província, sendo 17 delas a pé, o que dificulta os trabalhos de resgate e a comunicação com o local.

Por outro lado, outras duas pessoas morreram em consequência da cheia do rio Balcón de Oro, também em Carabaya. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia