WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


abril 2020
D S T Q Q S S
« mar    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  


:: ‘perseguição religiosa’

Discriminação religiosa é o “novo racismo”, alerta ONG

A intolerância religiosa se tornou uma das principais causas de perseguição das minorias no mundo, segundo o relatório anual da organização não-governamental Minority Right Groups International (MRG), divulgado esta quinta-feira, em Londres.

Segundo a ONG, o aumento do nacionalismo religioso, a marginalização econômica e os abusos derivados das leis antiterroristas estabeleceram uma pauta crescente de perseguição das minorias religiosas, que devem fazer frente regularmente a ataques, detenções, torturas e restrições de suas liberdades fundamentais em todos os continentes. :: LEIA MAIS »

Missões: Jovens cristãs são inocentadas de todas as acusações

Irã – Após 14 meses de sua prisão por suas atividades cristãs, Maryam Rostampour e Marzieh Amirizadeh foram inocentadas de todas as acusações contra elas. No entanto, as autoridades iranianas alertaram que futuras atividades cristãs no Irã terão consequências sérias.
No sábado, dia 22 de maio de 2010, as jovens deixaram o Irã e chegaram em segurança a outro país. Sam e Lin Yeghnazar, fundadores do ministério Elam e pais espirituais de Maryam e Marzieh, as encontraram no aeroporto. Foi uma reunião emocionante.
“Ficamos muito felizes ao reencontrá-las. Agora, queremos vê-las descansadas e recuperadas”, afirma Lin Yeghnazar.
:: LEIA MAIS »

Missões: Com medo de ameaças, cristãos deixam vilarejo

Bangladesh – Quatro famílias cristãs no sudeste de Bangladesh deixaram seu vilarejo devido à pressão feita pelos extremistas budistas para que eles abrissem mão de sua fé em Cristo.
Fontes afirmam que entre 20 e 25 budistas carregando varas de bambu e paus começaram a rondas as ruas do vilarejo de Jamindhonpara, ao sul de Daca, em uma tentativa de interromper os 11 membros da Igreja Batista Lotiban de se reunirem para a oração semanal. No sábado, os extremistas budistas sequestraram quatro homens e uma mulher que estavam reunidos em uma residência, ameaçando matá-los se não se convertessem ao budismo em 24 horas.
No domingo, os extremistas atacaram as casas dos batistas duas horas antes do culto de oração.
“Apenas duas horas antes do culto, um grupo entrou em nossas casas e nos levou embora, para que não pudéssemos ir ao culto”, conta um membro da igreja.
Os cristãos foram liberados depois que os extremistas, que arrancaram os crucifixos das paredes das casas, ameaçaram matá-los se eles continuassem a orar e cultuar naquela região. Após os ataques de sábado, todos os cristãos em Jamindhonpara fugiram, para procurar abrigo em outro vilarejo. Jamindhonpara está localizado na região de Lotiban, sub-distrito de Panchari, distrito de Khagrachari.
:: LEIA MAIS »

Pregador é preso por afirmar que homossexualismo é pecado

Escócia – Um americano que prega nas ruas foi preso e multado em 1.000 libras em Glasgow por dizer a uma pessoa que estava passando na calçada, em resposta direta a uma pergunta, que a atividade homossexual é pecado. Shawn Holes passou a noite de 18 de março na cadeia, e de manhã confessou culpa diante das acusações de que ele havia feito “comentários homofóbicos… com o agravante de preconceito religioso”.

Holes, de 47 anos, é um fotógrafo de casamentos da cidade de Lake Placid, Nova Iorque, e estava em Glasgow como parte de uma turnê de pregações na Inglaterra com um grupo de colegas ingleses e americanos. Ele disse: “Eu estava conversando de modo geral sobre Cristianismo e pecado”.

“Só falei sobre essas outras questões porque as outras pessoas fizeram perguntas específicas. Havia homossexuais escutando — por volta de seis ou oito — que estavam se beijando e se amassando, e perguntando: ‘O que você pensa disto?’” Um grupo de homossexuais foi até a polícia com uma queixa. Holes mais tarde disse que a situação parecia como uma “armação de ativistas gays”.

“Quando me fizeram perguntas diretas sobre a homossexualidade, eu lhes disse que os homossexuais estavam se arriscando a sofrer a ira de Deus, a menos que aceitassem Jesus”.

A acusação, sob a Lei de Justiça Criminal da Escócia estabelecida em 2003, enfureceu os que defendem a liberdade de expressão na Inglaterra e foi até criticada pelo ativista homossexual Peter Tatchell, que chamou a multa de 1.000 libras “totalmente desproporcional”. Cristãos locais que apóiam o ministério de pregação fizeram uma coleta e pagaram a multa. :: LEIA MAIS »

Missões: Autoridades proíbem cultos em igreja protestante

INDONÉSIA – As autoridades da regência de Bogor, Java Ocidental, impuseram um bloqueio nas atividades religiosas – sem aviso prévio – aos fiéis da Igreja Cristã Indonésia (GKI). Um membro da comunidade disse que a decisão “foi tomada pelo chefe do distrito”. No entanto, o fechamento do local de culto cristão viola duas decisões recentes do Tribunal Administrativo de Bandung (PTUN) e o Tribunal Superior Indonésio.
No dia 10 de abril, as autoridades de Bogor ordenaram o fechamento da igreja, aceitando as alegações feitas por extremistas muçulmanos. Para justificar a decisão tomada, registraram a “queixa” de fraude em reunir as assinaturas necessárias para se obter uma permissão para construção de templos. Após uma grande manifestação realizada pelos muçulmanos, a igreja foi fechada.
:: LEIA MAIS »

Missões: Grupo de estudantes universitários é detido na Mongólia

A perseguição a igrejas cristãs não registradas na Mongólia Interior se intensificou desde junho passado. Em Neimenggu, Wuhai, oito estudantes universitários foram capturados e colocados em prisão administrativa quando oficiais do Escritório de Segurança Pública invadiram um culto no dia 1º de fevereiro. O crime dos estudantes: fazer parte de um ministério cristão. Três jovens, Liu Changfu, Shi Mengen e Han Wendian, ainda estão detidos por causa de seus “atos criminosos”. Os policiais interrogaram os alunos um por um e, somente após permanecerem a noite inteira presos, alguns dos jovens foram liberados e puderam voltar para a escola no dia seguinte. Shi Yonghong ficou detido até o início de março devido a problemas de saúde.
No dia 2 de fevereiro, Yang Huilan, esposa do estudante Liu Changfu, também foi presa. Os oficiais confiscaram itens do casal, incluindo livros e um notebook. A Procuradoria não aprovou a prisão efetiva, então Huilan continua aguardando na detenção. No início de abril, a irmã mais velha de Huilan foi até a delegacia para perguntar sobre seu irmão. A polícia a prendeu, de modo ilegal, e confiscou diversos livros de sua casa. Oficiais locais colocaram restrições à maneira que os cristãos vivem, e ameaçaram prender todos que perguntarem sobre os cristãos presos. :: LEIA MAIS »

Missões: Família cristã é forçada a fugir

 
Sung Cua Po  

VIETNÃ (21º) – Por sofrer diversos abusos dos aldeões e de oficiais vietnamitas, o cristão hmong Sung Cua Po fugiu para a floresta com sua família em 19 de março.
Um cristão da área afirmou que foi emitida uma ordem de expulsão contra a família.
O líder cristão afirmou que a polícia o ameaçou, dizendo que se ele não renunciasse sua fé, eles iriam agredi-lo até que somente sua língua estivesse intacta.
No dia 20 de fevereiro, a polícia do distrito de Nam Son foi autorizada pelas autoridades a demolirem a casa de Po, se fosse necessário. Isso, porque Po se recusou a continuar adorando seus ancestrais, como é tradição de seu povo. No dia seguinte, membros da comunidade confiscaram 40 sacas de arroz, a reserva que a família tinha para o ano inteiro. Os moradores também levaram todos os utensílios de cozinha da família.

Uma fonte relatou que as autoridades locais e os aldeões destruíram a casa da família no dia 14 de março. Em 19 de março, o casal fugiu com seus três filhos para a floresta. Os parentes e vizinhos afirmam não saber onde eles estão.

:: LEIA MAIS »

Missões: Cartas encorajam viúvas da cidade de Jos

NIGÉRIA – Temos publicado diversas notícias sobre a violência anticristã crescente na Nigéria. Depois que ler esses testemunhos, conheça a importância da unidade do Corpo de Cristo, e separe um tempo em oração por esses irmãos e irmãs.

Quase um ano após a cidade de Jos ser afundada em uma crise religiosa, a Portas Abertas reflete seus esforços de encorajar as cristãs que perderam seus maridos em novembro do ano passado.

Logo após a crise, a Portas Abertas entregou alimentos e roupas para as viúvas. Depois disso, foram distribuídas cartas de encorajamento de pessoas preocupadas em todo o mundo. O lindo trabalho de arte, as palavras de conforto citadas dos Salmos e de outros livros da Bíblia e as promessas de oração que vieram junto com as cartas causaram um enorme impacto nas vidas aflitas das viúvas.  Muitas viúvas estão convencidas de que não estão sozinhas na batalha, porque pessoas ao redor do mundo estão de joelhos, orando por elas. :: LEIA MAIS »

União Europeia quer defender os direitos dos cristãos perseguidos

UNIÃO EUROPEIA – A agência International Christian Concern (ICC) foi informada que a União Europeia estabeleceu um grupo de trabalho para proteger os cristãos perseguidos e preparar um manual para as embaixadas dos países participantes, sobre o tratamento dado às minorias cristãs.

Na Itália, o Ministro do Exterior, Franco Frattini, em uma entrevista para o jornal Avvenire, afirmou: “Poderíamos organizar um grupo com os países que tem a mesma mentalidade de proteger o direito dos cristãos de professarem sua fé em qualquer lugar do mundo. Veja, os cristãos nunca tiveram um grupo que lhes oferecesse um forte apoio por meio de seus governos”. :: LEIA MAIS »

Ex-muçulmanos são atacados e recebem ameaças de morte

Portas Abertas

A agência de notícias International Christian Concern informou que, no dia 18 de dezembro de 2009, muçulmanos fanáticos em Nutangram, Bengala Ocidental, atacaram os cristãos que haviam se convertido do islamismo e ameaçaram queimá-los vivos se não voltasse para sua religião anterior.
Os fanáticos agrediram verbalmente os membros do Khoda-E- Jamat Ibadat Khana (Centro de adoração/ Igreja para ex-muçulmanos) e também ameaçaram incendiar suas casas.

Os muçulmanos também organizaram um boicote social contra os cristãos, e forçaram todos os comerciantes da região a não vender nada para os cristãos e não permitir que eles tivessem acesso à água. Eles também disseram para que os familiares muçulmanos não permitissem que os parentes cristãos usassem o banheiro. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia