WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  


:: ‘Paulo Souto’

Derrota de Paulo Souto oficializa o fim do ‘carlismo’ na Bahia

iG

Estado realizou a primeira eleição majoritária sem a presença física de ACM. Ausência do falecido cacique baiano confundiu ex-aliados e pavimentou caminho do PT à vitória.

 

ACM cumprimenta o então governador da Bahia, Paulo Souto, durante evento religioso em 2006

Pela primeira vez na história recente da política baiana, uma eleição para o governo do Estado não terá a presença de Antônio Carlos Magalhães. Ausente desde 2007, quando morreu em São Paulo vítima de infecção generalizada, o ex-senador teve sua ausência sentida por seus antigos aliados e a dissolução de seu bem-sucedido modelo político, o ‘carlismo’, tornou a política baiana mais complexa e bem menos polarizada nos últimos três anos.

:: LEIA MAIS »

Equipe de Serra alinha propostas de governo com Paulo Souto

A Bahia mais uma vez ganha uma atenção especial do candidato à Presidência da República, José Serra (PSDB), que estará em Ilhéus, no próximo final de semana. É o primeiro estado do Nordeste a se reunir com a equipe que elabora o programa de governo do presidenciável tucano. Realizado hoje, na sede do Partido Democratas, o encontro da coordenação do programa de Serra com a equipe responsável pelas propostas da candidatura ao governo estadual de Paulo Souto se deu com o propósito de identificar convergências e destacar pontos essenciais para a Bahia que deverão constar no projeto presidencial da aliança tucano-democrata. “Tivemos uma conversa de construção de como vai ser um governo de Serra e Souto que consiga tirar planos do papel e produzir uma nova realidade para a Bahia”, disse Geraldo Biasoto, coordenador do programa presidencial. Para Paulo Souto, o alinhamento das propostas dos governos federal e estadual está sendo feito de forma organizada e séria para que o estado consiga se inserir no projeto de desenvolvimento do próximo presidente da República. :: LEIA MAIS »

Geddel pode arrebatar votos flutuantes

do Tribuna da Bahia

Alguns leitores têm me pedido que faça uma avaliação sobre as possibilidades reais de vitória dos candidatos que disputam a eleição ao governo da Bahia com base nos números do último pleito e das pesquisas até agora publicadas. Essa é uma tarefa bastante difícil, porque, como todos sabem, cada eleição tem sua própria história, diferenciada uma da outra. Mas, como dizia o saudoso jornalista Jorge Calmon, todo colunista deve atender aos seus leitores porque são eles que repassam as informações e formam as opiniões.

Então, vamos lá. Na última eleição, 2006, Jaques Wagner venceu o pleito em 1º turno com 3.242.336 votos (52.89%); Paulo Souto teve 2.638.215 (43.03%); Átila Brandão de Oliveira foi o terceiro com 189.596 (3.09%); Hilton Coelho, 4º, com 38.870 (0.63%); Rosana Vedovato 9.479 (0.15%); Antonio Albino 8.016 (0.13%); Antonio Eduardo 4.354 (0.07%). A abstenção foi de 20.68% (1.884.249); nulos 10.21% (737.875); e brancos 346.363 (4.93%).

:: LEIA MAIS »

Governo Wagner não conclui hospital e prejudica população de Caetité afirma pré-candidato Paulo Souto

da ASCOM | DEM-BA

“É fundamental que o projeto do Hospital de Caetité seja retomado. Ele precisa ser equipado e concluído. Em operação, vai proporcionar um grande salto na qualidade da assistência médica no município e região”, afirmou o presidente estadual do Democratas, Paulo Souto, durante encontro com lideranças políticas em Caetité, no último final de semana. Acompanhavam o pré-candidato ao governo do estado os ex-prefeitos José Ronaldo, de Feira de Santana, e Nilo Coelho, de Guanambi, além do presidente do PSDB na Bahia, Antonio Imbassahy, do deputado federal, João Almeida, e estadual, Luiz Augusto.

O hospital não foi concluído ainda, segundo o ex-prefeito de Caetité, Ricardo Ladeia, por causa de preconceito político. “Em 2006, o então governador da Bahia, Paulo Souto, empenhou cerca de R$ 2 milhões, recurso suficiente para a conclusão e posterior funcionamento do hospital. No entanto, Jaques Wagner, que assumiu o governo no ano seguinte, não destinou os recursos para o nosso município, interrompendo o sonho do nosso povo”, relatou.

O pré-candidato ao Senado Federal, José Ronaldo, acredita que essa é uma medida mesquinha, que segue na contramão dos princípios democráticos e republicanos. “É indigno um governador que, ao assumir, encontra uma verba empenhada, que é uma verba garantida, de convênio assinado, e só porque o município tem um prefeito de oposição, ele não direciona o recurso, prejudicando a população”, criticou. :: LEIA MAIS »

Festa do Divino: Assaltos em procissão reforçam críticas contra Jaques Wagner

Política Livre

Os pré-candidatos ao governo da Bahia Paulo Souto (DEM) e Geddel Vieira Lima (PMDB) voltaram a endurecer as críticas ao governador Jaques Wagner (PT), que se lança à reeleição. Os dois oposicionistas acompanhavam a procissão do Divino Espírito Santo, no município de Poções, interior da Bahia, na última sexta-feira, quando, muitos fieis foram furtados. O padre Estévão Santos, pároco da Igreja Matriz da cidade, apesar de ter alertado os fieis para terem cuidado com os pertences, declarou no final da missa: “Mais de 20, 30 pessoas vieram reclamar que foram roubadas, até o cantor da celebração teve a câmera furtada. Faz tempo que a situação está assim e só piora. Preocupo-me, pois são nove dias de celebração de uma festa que existe há mais de 100 anos e, só hoje, cerca de 10 mil fieis estiveram presentes”.

Presentes à festa, os pré-candidatos democrata e peemedebista não deixaram por menos. “Se na capital, onde está concentrada a maior parcela do contingente policial a situação é caótica, no interior, vive-se um verdadeiro salve-se quem puder. É preciso que o governo acorde para o problema”, falou Souto. “Não dá mais para ficar num Estado onde você vem a uma missa e o padre tem que ficar avisando que os `batedores de carteira` estão ali”, acrescentou o peemedebista Geddel.

Em Conquista: Geddel esnoba enquanto que César Borges cumprimenta Paulo Souto

Por Diêgo Gomes

geddel no aeroportoUm fato curioso aconteceu na manhã desta sexta-feira em Vitória da Conquista. Dois pré-candidatos a governador da Bahia, Paulo Souto (DEM) e Geddel (PMDB) chegaram praticamente no mesmo horário em aeronaves distintas no aeroporto Pedro Otacílio de Figueiredo.

Enquanto Paulo Souto desembarcou primeiro, o deputado federal e pré-candidato a governador Geddel Vieira Lima (PMDB) e o senador César Borges (PR) ficaram esperando no avião por uns 10 minutos. Ao desembarcarem, Paulo Souto ainda estava no estacionamento do aeroporto e Geddel seguiu rapidamente para seu carro apenas acenando para seu concorrente. Já César Borges, fez questão de falar com seus ex-aliados.

Acompanharam Geddel ainda o deputado estadual Leur Jr. (PMDB) e o vereador de Salvador e pré-candidato a deputado estadual Paulo Magalhães Jr. (PSC). Os dois grupos seguiram juntos para Poções e vão acompanhar a Festa do Divino. Tribuna da Conquista

Segurança Pública: Geddel acusa Paulo Souto de inoperância

do Bahia Notícias

O pré-candidato ao Governo pelo PMDB, Geddel Vieira Lima, quebrou o acordo tácito que tinha de não agressão com o pré-candidato do DEM, Paulo Souto. Em entrevista ao Bahia Notícias, o peemedebista ironizou as críticas do ex-governador ao não pagamento de horas extras aos policiais militares. “Eu estou achando estranho este furor de Paulo Souto para falar de segurança pública. Teve oito anos para fazer tudo que está criticando agora”, disse.

O deputado recordou que a condição dos policiais foi um dos motes da campanha do governador Jaques Wagner (PT) em 2006: “Não conheço autoridade em Paulo Souto para falar de salários da policia, até porque, o então candidato do PT se elegeu governador mostrando na TV os contracheques da PM com os péssimos salários pagos”. Ele aproveitou para criticar também o petista: “Está cada dia mais claro que eles querem se propor a fazer na eleição o debate do governador que não fez com o que não faz. Não é isso que a Bahia quer”, disse. Geddel deixa claro, com a mudança de postura, a tentativa de evitar a polarização entre DEM e PT. Em resposta, Souto disse que “não tem porque responder Geddel”.

Souto critica cortes de horas-extras de policiais

do Bahia Notícias

Em entrevista a Rádio cultura, de Guanambi, no sudoeste do Estado, nesta quinta-feira (19), Paulo Souto, pré-candidato democrata ao governo baiano criticou o corte de horas-extras dos policiais pelo governo estadual e não esqueceu de lembrar o número de assassinatos na Bahia. “Nos últimos três anos e quatro meses, já são mais de 14 mil homicídios na Bahia, o que significa 11 assassinatos por dia. Numa situação crítica como a atual, o governo poderia estar aumentando a capacidade operacional das polícias com a simples medida de pagar horas-extras, mas não está fazendo isto”. O presidente estadual do Democratas explicou que a ideia não é a de pagar hora-extra indiscriminadamente, o que seria demagogia. “Mas a de efetuar o pagamento adicional aos policiais nas áreas em que sejam registrados os maiores índices de violência”.

Vox Populi aponta liderança de Wagner na Bahia

Adriano Villela/ Tribuna da Bahia

 

Pesquisa Vox Populi divulgada na noite de ontem reafirma o governador e candidato a reeleição Jaques Wagner (PT) na primeira colocação, com 41% na pesquisa estimulada e 21% na espontânea. O ex-governador Paulo Souto (DEM) é o segundo, com 32% na estimulada e 9% na espontânea. O ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) continua fora da zona de segundo turno, na 3ª colocação, com 9% e 2%, respectivamente.

 A margem de erro é de 3,5 ponto percentual, para mais ou para menos. Registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TER) desde o último dia 10, a pesquisa foi encomendada pela Rede Bandeirantes. Foram ouvidas 700 pessoas, entre os dias 8 e 11 deste mês.

  :: LEIA MAIS »

Paulo Souto se reúne com sociedade civil de Vitória da Conquista

da ASCOM | DEM-BA

Segurança pública, saúde, educação, infra-estrutura, transportes e política fiscal estiveram na pauta da reunião do presidente estadual do Democratas, Paulo Souto, com representantes da sociedade civil de Vitória da Conquista, na terça-feira (11/05), na Cooperativa Mista Agropecuária Conquistense (Coopmac). O ex-governador esteve na cidade acompanhado pelo presidente estadual do PSDB, Antonio Imbassahy, o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, e o deputado estadual Clóvis Ferraz (DEM).

A violência que aflige a cidade se espalha pela zona rural. “O prefeito diz que o problema não é com ele e o governador não resolve. A criminalidade cresce assustadoramente na zona rural principalmente pela falta de perspectivas”, denunciou o presidente do Sindicato de Pequenos Produtores Rurais de Vitória da Conquista, Júnior Figueredo.

Os pequenos produtores, segundo Júnior, têm dificuldade de acesso a crédito. “O governo estadual diz que dá apoio à agricultura familiar, mas é só propaganda. O projeto fica no papel. Na prática não funciona. O êxodo rural aumenta e incha a periferia de Conquista, gerando os problemas sociais”.

A insegurança na cidade foi ressaltada também pelo presidente da Associação Comercial, Eliomar Pedro e pelo presidente da Associação das Indústrias, Ronaldo Bulhões. “Criamos o Conselho Municipal de Segurança e implantamos um sistema de videomonitoramento no centro comercial, mas o esforço foi em vão, porque as viaturas policiais não têm combustível. A gente dá um passo pra frente e o governo anda pra trás”, disse Pedro.

O representante da Loja Maçônica de Vitória da Conquista, Antonio Lobo, denunciou que as ambulâncias do SAMU não atendem alguns bairros da cidade, porque são recebidas a tiros pelos bandidos que controlam essas localidades. “A segurança é um problema sério, mas sofremos também com a deficiência dos serviços públicos de saúde”, disse. :: LEIA MAIS »

Paulo Souto em Conquista: “O problema da violência é grave, mas tem jeito sim!”

 

De volta à Vitória da Conquista, o ex-governador e pré-candidato ao governo baiano, Paulo Souto (DEM), reuniu na tarde desta terça-feira (11) com entidades de vários segmentos no auditório da Cooperativa Mista e Agropecuária Conquistense (COOPMAC), onde debateu as demandas para o município. “Todos os compromissos que eu assumi aqui em Vitória da Conquista eu cumpri com a população, de modo que sou muito grato com o povo conquistense, pela manifestação de confiança que tem me dado”, declarou o pré-candidato.

A respeito da violência que penetrou na cidade, Souto diz ter alertado o Governo do Estado, e fez uma comparação entre os números de hoje com os do passado. “O problema é grave, mas tem jeito sim, de reduzir a violência na Bahia”. Do Blog do Anderson

Vitória da Conquista, divisor de águas nas próximas eleições para Governador: Geddel já veio, Paulo Souto chega hoje (11) e Wagner em breve virá

Mini-artigo, Por Wal Cordeiro

Em tempos de correria total. Já que a moda  e sucesso na web é fazer mini-qualquer coisa, a exemplo do mini-blog Twitter que tem sido um grande sucesso na net. Sentir a necessidade e obrigação em escrever um mini-artigo, porém com um assunto de grande relevância. Leia:

Localizado no sudoeste baiano, com mais de 200 mil eleitores, onde exerce   influência comercial e educacional para mais de 2 milhões de pessoas da região Sudoeste e Norte de Minas Gerais, o município de Vitória da Conquista tem se despontado como o grande divisor de águas da política da Bahia. A prova disto está  nas discussões que têm acontecido, diariamente, nos bastidores da cidade e as diversas visitas realizadas pelos pré-candidatos ao Governo da Bahia nos últimos meses.

Semana passada foi a vez do ex-ministro Geddel Vieira Lima que participou na Sexta (07) à noite de uma coletiva com a imprensa  da cidade e um jantar na residência da ex-vereadora e Presidente do PTB local Irma Lemos, onde a casa ficou lotada, com a presença de várias personalidades políticas de Conquista e região.

Hoje (11) é a vez de Paulo Souto, que se reúne,   às 15h, com lideranças locais na sede da COOPMAC para uma plenária informal de trabalho. Segundo os organizadores da reunião já foram confirmadas a presença de representantes de diversas entidades de Conquista.

Agora, só falta o Governador Wagner agendar  a sua vinda à capital do Sudoeste baiano.

Por se tratar de uma cidade politizada, Conquista com certeza vai influenciar muito nas próximas eleições.

PSDB descarta DEM na proporcional

Os dois principais partidos que apoiam a pré-candidatura de Paulo Souto ao governo do estado, PSDB e DEM, estão fechados para a chapa majoritária, mas ainda não se decidiram sobre a chapa proporcional, ou seja, para a disputa para a Assembleia Legislativa e a Câmara Federal. Enquanto os democratas querem a coligação para estadual, os tucanos rechaçam essa possibilidade. O presidente do PSDB, Antônio Imbassahy, não assume que existe desavença entre as duas siglas porque, para ele, isso é um fato novo. No entanto, reconhece que a posição dos tucanos é marchar isoladamente.

“Nós construímos uma chapa distribuída por regiões, mas com potencial de votação aquém dos candidatos do DEM. Nós nos organizamos para disputar a eleição com autonomia, isoladamente. Essa foi a nossa estratégia quando definimos os candidatos”, disse o tucano, colocando que a situação é matemática. Imbassahy considera que, para a Assembleia, a coligação proporcional com os democratas traria prejuízo aos candidatos do seu partido. “Diria que aqueles candidatos que têm 25 mil votos se colocariam como prejudicados. Então, há uma resistência dos nossos pré-candidatos, mas isso é uma coisa natural”, avaliou. :: LEIA MAIS »

Boechat: Marqueteira capixaba na campanha de Paulo Souto para voltar a Ondina

DEU NA REVISTA

O jornalista Ricardo Boechat publica em sua coluna desta semana na ISTO É…

Ao que tudo indica, Paulo Souto não abrirá mão de disputar o governo da Bahia. Ele contratou a marqueteira Bete Rodrigues para fazer sua campanha. Há 20 anos, ela ajuda a eleger todos os governadores do Espírito Santo, como Albuino Azeredo, Vitor Buaiz e Paulo Hartung.
E está fechada com Ricardo Ferraço, na sucessão do governo capixaba. Do Bahia em Pauta

PTN realiza encontro com Paulo Souto em Lauro de Freitas

O presidente estadual do Partido Trabalhista Nacional (PTN), deputado estadual João Carlos Bacelar e o presidente estadual do Democratas, e pré-candidato do partido ao governo da Bahia, o ex-governador Paulo Souto, estiveram no dia 12, às 18h, na Câmara Municipal de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, participando do seminário O que queremos para a Bahia e para Lauro de Freitas. O evento reuniu integrantes de partidos como PMDB, PRTB, PHS, PV, PSDB, além do Dem e do PTN da região metropolitana e recôncavo. Segundo Fernando Lima, presidente do PTN de Lauro de Freitas, também participaram do encontro os vereadores do PTN de Salvador Carlos Muniz, Luizinho Sobral, Alan Castro, representantes do partido das cidades de Catu, Camaçari e Cardeal da Silva, e lideranças comunitárias e políticas de Lauro de Freitas. :: LEIA MAIS »

Candidatura de Serra dá novo fôlego a Souto

O lançamento da pré-candidatura do ex-governador de São Paulo, José Serra (PSDB), à Presidência da República era tudo o que faltava apara animar os apoiadores da candidatura do ex-governador Paulo Souto ao governo baiano. “O ato fortalece o palanque de Paulo Souto porque Serra é líder nas pesquisas e facilita as conversas no interior. Agora não existe mais aquele clima de indefinição”, argumenta o deputado federal ACM Neto, uma das lideranças da oposição que esteve anteontem na cerimônia.

De Brasília, confirmando o entusiasmo, a cúpula oposicionista formada por tucanos e democratas veio direto para o município de Brumado, na região sudoeste, onde aconteceu um evento na Câmara Municipal, o primeiro no Estado após Serra assumir sua pré-candidatura.   :: LEIA MAIS »

“O meu plano é a Bahia, todos sabem disso”, afirma Paulo Souto

ACM Neto na Expoconquista

Em visita a Vitória da Conquista as lideranças políticas do DEM e PSDB rechaçaram qualquer possibilidade do ex-governador Paulo Souto (DEM) ser candidato a vice presidente na composição com José Serra (PSDB).

Para o presidente do PSDB baiano, Antonio Imbassahy, “Souto deverá e será candidato a governador Bahia. Ele é um excelente quadro e ficamos grato com essa lembrança, mas ele disputará o governo”.

Já ACM Neto (DEM), “o assunto foi apenas uma especulação. Souto é um dos maiores homens públicos do Brasil e teria todas as qualidades para ser candidato a vice-presidente. Ocorre que, a Bahia precisa dele. Não podemos abrir mão do melhor candidato ao governo. Essa especulação não prosperará”.

Paulo Souto na Expoconquista

O próprio Paulo Souto (DEM) afirmou que o “plano é a Bahia. Todos sabem disso.
Estamos numa aliança com o PSDB, PPS para apresentar uma chapa que seja uma alternativa e um caminho novo para tirar a Bahia desse caminho vexatório por que passa a Bahia”. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia