WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


junho 2020
D S T Q Q S S
« maio    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


:: ‘palestinos’

Ativistas em navio com ajuda a Gaza prometem ‘resitência pacífica’

estadão.com.br, com agências internacionais

As tensões voltaram a se elevar no Oriente Médio nesta sexta-feira, 4, com a aproximação de mais um barco com ajuda humanitária da zona de exclusão marítima estabelecida por Israel no mar mediterrâneo. De acordo com os organizadores da viagem, o navio de bandeira irlandesa Rachel Corrie está a cerca de 240 quilômetros da costa da Faixa de Gaza, e deve chegar ao território palestino na manhã deste sábado, 5. Israel, entretanto, promete impedir que os ativistas rompam o bloqueio marítimo imposto contra o grupo palestino Hamas, que controla o território.

Niall Carson/AP

Niall Carson/AP

A nobel da Paz Mairead Corrigan-Maguire está entre os ativistas a bordo

Entre os ativistas a bordo do Rachel Corrie está a irlandesa ganhadora do Nobel da Paz Mairead Corrigan-Maguire. Em entrevista a Associated Press, ela disse que a orientação é a de pressionar, mas sem oferecer resistência às forças israelense caso o barco seja abordado.

“Nós nos sentaremos”, disse ela, por telefone. “Provavelmente seremos presos, mas não haverá resistência.”

Segundo uma porta-voz do movimento Free Gaza citado pela rede britânica BBC, o Rachel Corrie diminuiu nesta sexta-feira sua velocidade para evitar chegar à noite à zona de exclusão marítima determinada por Israel. Segundo Greta Berlin, a tripulação quer evitar que o encontro com militares israelenses em alto-mar ocorra à noite, como aconteceu com a frota atacada pelo Exército israelense na segunda-feira. :: LEIA MAIS »

Obama se reúne com Netanyahu em meio a tensões por assentamentos

WASHINGTON- O presidente Barack Obama e o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu se reuniram nesta terça-feira, 23, em um esforço para amenizar as tensões recentes entre os dois países, mas com poucas esperanças para qualquer novidade nas negociações de paz no Oriente Médio.

O encontro ocorreu um dia após Netanyahu ter defendido os 1.600 novos assentamentos judeus em Jerusalém Oriental, apesar das condenações por parte do governo americano.

O governo dos dois países tentam retomar o nível normal de relações diplomáticas após o anúncio das novas construções ter gerado a pior crise entre Washington e seu aliado mais próximo depois de Obama ter assumido o poder no ano passado.

Em um sinal de preocupações da Casa Branca em protelar tensões, a imprensa foi proibida de presenciar o encontro no Salão Oval e discursos públicos não foram planejados. :: LEIA MAIS »

Aviões de Israel bombardeiam Gaza em represália a foguetes

Aviões de Israel bombardearam alvos na Faixa de Gaza nesta quinta-feira, 18, sem que até o momento fossem registradas vítimas, informaram responsáveis da segurança palestina e fontes locais.

O ataque ocorreu horas depois de que foguetes lançados de Gaza ao sul de Israel mataram um agricultor tailandês.

Um grupo desconhecido de Gaza chamado Ansar al-Sunna se responsabilizou pelo atentado, realizado um dia antes da reunião do Quarteto para o Oriente Médio em Moscou, onde se discutiriam formas para restabelecer as negociações de paz na região. :: LEIA MAIS »

Lula critica ” cruel bloqueio ” econômico a palestinos

BELÉM – Poucas horas depois de encontros com autoridades israelenses em Jerusalém, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em seminário com empresários palestinos na vizinha Belém, fez duras acusações a Israel, classificando de ” cruel bloqueio ” as restrições impostas à economia nos territórios palestinos, com quem o governo brasileiro quer manter relações comerciais. ” A asfixia imposta à Cisjordânia e a Gaza impede que a Palestina se beneficie dos fluxos de comércio internacional ” , criticou, evitando citar Israel diretamente ao mencionar as medidas impostas pelo país aos palestinos. :: LEIA MAIS »

Lula diz que palestinos sofrem “bloqueio cruel” de Israel

Em Belém, ao lado do primeiro-ministro da Autoridade Nacional Palestina, Salam Fayyad, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva classificou nesta terça-feira de cruel “o bloqueio que vem sofrendo o povo palestino” e fez duras críticas à barreira construída por Israel na Cisjordânia.

“Sabemos qual é o primeiro desafio nessa caminhada. Vencer o cruel bloqueio que vem sofrendo o povo palestino. O muro de separação cobra um alto preço em termos de sofrimento humano e prejuízo material, sobretudo na Faixa de Gaza”, disse. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia