WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


:: ‘ocupação’

Professores em greve ocupam prefeitura e secretarias em Conquista

A TARDE | JUSCELINO SOUZA
Professores promoveram apitaço na prefeitura e secretarias municipais de Conquista

Uma ocupação à sede da Prefeitura de Vitória da Conquista, a 509 km de Salvador, conduzida por cerca de 100 professores da rede municipal de ensino, marcou a segunda semana da greve da categoria  no município. A segurança patrimonial assistiu a tudo de perto, mas não houve interferência.

A paralisação, que atinge 90% dos 1,2 mil docentes e afeta 42 mil estudantes, foi deflagrada pelo Sindicato do Magistério Municipal Público (Simmp), sob alegação de que a Prefeitura havia se retirado da mesa de negociação e transferiu para a Câmara de Vereadores, por meio de projeto de lei, a responsabilidade sobre o reajuste salarial.

O dispositivo, dentre outros pontos, tratará ainda do Regime Jurídico Único (RJU), instrumento que norteia a relação de trabalho do funcionalismo público municipal, incluindo professores. Este tem sido o ponto de discordância entre as partes interessadas, aliado ao Estatuto do Magistério e o Plano de Cargos e Salários (PCS).

A manifestação foi encerrada no final da tarde desta terça-feira. Nesta quarta-feira, 08, os professores retornam á Prefeitura e, na quinta, anunciam uma manifestação na Escola Municipal Lícia Pedral, sempre a partir das 8 horas. “Vamos tentar convencer os vereadores de que a proposta de plano de carreira da administração municipal só trará prejuízos à educação da cidade”, destacou o presidente do sindicato, Cezar Nolasco. :: LEIA MAIS »

Wagner afirma que outras Bases de Segurança serão inauguradas na Bahia

A Tarde

“É inadmissível que a marginalidade queira ser subprefeitura ou coordenação local”, disse o governador do Estado, Jaques Wagner, durante a inauguração da Base Comunitária de Segurança do Calabar, na manhã desta quarta-feira, 27. Segundo ele, outras Bases Comunitárias virão. “Existe uma lista de obstáculos a serem vencidos, mas já está bem melhor. Era preciso ir para a rua e colocar as coisas no lugar”.

O ato oficial significa a passagem de comando Batalhão de Choque para a polícia comunitária. Serão 120 PMs organizados em grupos para patrulhas a pé, de moto ou carro, diariamente e em áreas predefinidas. Onze câmeras formarão o sistema de videomonitoramento. Segundo informações da comandante da base, capitã Maria Oliveira, quatro estão em fase de teste.

Titular da pasta que fez a instalação da Base Comunitária, o secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, foi o responsável pela escolha de uma mulher como capitã da Base. “A mulher é mais sensível e isso ajuda no trabalho de aproximação com a comunidade”, explicou.

A capitã Maria Oliveira, que assume o comando no Calabar, disse que acredita no projeto. “A polícia está mais próxima da comunidade, 40% dos policiais que ficarão aqui são mulheres”, disse. Sobre a escolha, Oliveira se disse surpresa. “Fiquei sabendo há dez dias. O secretário foi ao Rio de Janeiro e percebeu como era importante o papel da mulher”, afirmou. :: LEIA MAIS »

Índios tupinambás mantêm ocupação da fazenda em Ilhéus

Correio

Eles pedem agilidade no processo de demarcação da terra da região.

 

Polícia Federal negocia desocupação das terras com os indígenas

Cerca de 50 índios da tribo tupinambá ocupam desde a manhã de segunda-feira (12) a Fazenda São José, em Ilhéus. O local, que fica na zona rural do município do sul do estado, próximo ao Rio Itararé, tem cerca de 90 hectares e está em área indígena. Os índios pedem agilidade no processo de demarcação de terra da região.

Segundo a TV Santa Cruz, o líder da tribo negou que eles estivessem armados e fazendo os proprietários da fazenda como reféns. O proprietário da fazenda, Juvenal Correia Oliveira, disse que a ocupação foi pacífica, mas que sua família deixará o local. Segundo ele, todos os cômodos da casa da sede foram ocupados pelos índios.

:: LEIA MAIS »

Estudantes ocupam prédio da Coordenadoria de moradias da USP em protesto

  SÃO PAULO – Estudantes da USP, moradores do Conjunto Residencial da USP (Crusp), ocuparam, por volta das 2 horas desta quinta-feira, a sede da Coordenadoria de Assistência Social do conjunto, na Cidade Universitária, zona oeste de São Paulo. :: LEIA MAIS »


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia