WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


abril 2020
D S T Q Q S S
« mar    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  


:: ‘obama’

Obama anuncia fim de operações militares dos EUA no Iraque

estadão.com.br

ATLANTA –  O presidente americano, Barack Obama, anunciou nesta segunda-feira, 2, o fim das operações de combate dos EUA no Iraque.  Com a medida, o número de soldados no país, que era de 140 mil quando Obama assumiu, caíra para 50 mil no final deste mês.

 Jason Reed /Reuters

Jason Reed /Reuters 

Obama participa de encontro com veteranos

  Em um discurso para veteranos do Exército americano em Atlanta, na Georgia, Obama confirmou a transição das operações de segurança no país para os iraquianos. As tropas americanas no país terão apenas funções de apoio e treinamento.

 ” Prometi um final responsável para a guerra do Iraque. Após assumir, anunciei nossa estratégia e a transição para Iraque. Prometi que em agosto de 2010 nossa missão de combate acabaria. E é o que estamos fazendo. Conforme o prometido e dentro do previsto”, disse o presidente. As missões de combate acabarão no dia 31.

Segundo Obama, desde o início de sua presidência até o final de agosto, 90 mil soldados já terão voltado para casa.

 Ainda de acordo com o presidente, o fim das operações militares não indica que a guerra chegou ao fim. As tropas que permanecerão no Iraque para treinar e apoiar o exército local terão de continuar lá por um tempo. :: LEIA MAIS »

Vazamento eleva pressão sobre estratégia de Obama no Afeganistão

ERIC SCHMITT e HELENE COOPER – The New York Times

WASHINGTON – A Casa Branca procurou retomar o controle do debate sobre a guerra do Afeganistão nesta segunda-feira enquanto a reação política ao vazamento de seis anos de arquivos sigilosos do Exército aumentaram a pressão sobre o presidente Obama para defender sua estratégia de guerra.

 No Capitólio, líderes do Partido Democrata disseram que os documentos, com seu retrato preciso de uma guerra lutada de maneira ainda mais precária do que o previsto pelas duas administrações anteriores retrataram, intensificariam o olhar do Congresso sobre a política de Obama. “Estas políticas estão em um ponto crítico e estes documentos podem muito bem ressaltar os riscos e fazer os ajustes necessários para trazer a política adequada à tona mais rapidamente”, disse o chefe do comitê de Relações Exteriores do Senado, democrata John Kerry, de Massachussets, em um comunicado.

 Nesta semana, o Senado examina uma importante lei sobre o financiamento da guerra e deve fazer uma audiência com o escolhido de Obama para chefiar o comando central militar, General James N. Mattis, que deve supervisionar as operações militares no Afeganistão.

Enquanto oficiais do Congresso e do governo dizem que o vazamento dos documentos provavelmente não devem pôr em risco a lei ou a confirmação de Mattis, o cumprimento das metas da Casa Branca no Afeganistão pode ser ameaçado.

  :: LEIA MAIS »

Obama recusa convite de Lula para vir ao país antes de eleição

A Folha

O presidente dos EUA, Barack Obama, recusou convite do presidente Lula para vir ao Brasil antes do pleito de 3 de outubro, informa reportagem de Kennedy Alencar, publicada nesta terça-feira pela Folha (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL).

O Planalto gostaria de usar a viagem em favor da candidatura da ex-ministra da Casa Civil Dilma Rousseff (PT).

Segundo a Folha apurou, Lula atribui a recusa a dois fatores: divergências na política externa entre Brasília e Washington e uma suposta interferência dos Clinton para que Obama não fizesse uma visita que pudesse virar ato eleitoral pelo PT.

Para diplomacia dos EUA, vinda às vésperas de importante decisão eleitoral seria incomum no âmbito diplomático.

Obama pede estudo sobre implicações da criação de célula sintética

da Folha

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu um estudo à comissão de bioética da Casa Branca nesta quinta-feira sobre as implicações da criação da primeira célula sintética.

As conclusões deverão ser entregues a Obama nos próximos seis meses. O presidente afirmou que a criação da célula artificial levantada “verdadeiras preocupações”, porém não especificou quais são elas, segundo informações do jornal norte-americano “The New York Times”.

Nesta quinta-feira, cientistas anunciaram a criação da primeira célula controlada por um genoma sintético.

Os especialistas do J. Craig Venter Institute, com sede nos Estados de Maryland e Califórnia, dizem esperar que a técnica possa criar bactérias programadas para resolver problemas ambientais e energéticos, entre outros fins. :: LEIA MAIS »

Documentário promete reavivar polêmica sobre crenças religiosas de Obama

Um novo documentário indonésio sobre a infância de Barack Obama em Jacarta promete reavivar a velha polêmica sobre as crenças religiosas do presidente dos Estados Unidos e abordar sua proximidade ao Islã.
Essa controversa produção audiovisual, que começa a ser gravada nesta semana e chegará aos cinemas em meados de junho, incluirá cenas de ficção nas quais o menino Obama aparecerá rezando como um muçulmano voltado a Meca e recitando versos do Corão.
Damien Dematra, co-diretor e roteirista do documentário, assegurou em declarações ao periódico “The Jakarta Globe” que tem “provas” de que o atual presidente americano, quando criança, rezava como um muçulmano durante os anos em que viveu na Indonésia, entre 1967 e 1971.
Este “verdadeiro retrato” da fase de Obama em Jacarta, onde morou entre os sete e os dez anos de idade, baseia-se em 30 entrevistas em profundidade “com gente de seu entorno, amigos, vizinhos, professores e colegas de escola”, explica Dematra.
:: LEIA MAIS »

“Os caras são vocês”, diz Lula em festa da CUT

Antes de pegar o microfone para iniciar sua fala na festa da CUT, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi anunciado “como um dos homens mais importantes do planeta”. “Vão começar a dar importância para a revista Time e daqui a pouco não vou mais caber nas minhas calças”, respondeu Lula, ao iniciar um discurso em que mais uma vez fez agrados à plateia e se emocionou no final.

Depois, o presidente aproveitou para enaltecer a política externa do seu governo nos últimos sete anos: “Eu estou aqui para dizer que é importante lembrar que nós vimos uma campanha nesse País dizendo que nós queríamos fortalecer o Mercosul e abandonar a Alca”. Também lembrou da sua atuação na África e do embate contra os EUA na OMC.” :: LEIA MAIS »

Obama se reúne com Billy Graham em cabana na montanha

Obama e Netanyahu buscam amenizar crise provocada por assentamentos

WASHINGTON – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, tentaram na terça-feira acalmar a tensão nas relações entre ambos países, mas o diálogo não mostrou nenhum sinal de avanço no estancado processo de paz do Oriente Médio.

A reunião foi realizada um dia depois do premier israelense ter respondido às críticas dos Estados Unidos sobre a construção de casas na parte da ocupada Cisjordânia junto a Jerusalém.

Em um sinal das presentes tensões, o governo de Barack Obama não realizou algumas das cerimônias usuais para uma visita à Casa Branca. A imprensa foi excluída da cobertura da conversa no Salão Oval e os líderes não deram declarações após a reunião. :: LEIA MAIS »

Michelle Obama aparece em episódio dos Simpsons no último domingo

A primeira-dama americana, Michelle Obama, teve uma breve aparição no seriado “Os Simpsons”, nos Estados Unidos, em episódio que foi ao ar na noite do último domingo (21), segundo o jornal “Telegraph”.

No episódio, a personagem Lisa está sendo hostilizada pelos colegas de escola por ser a aluna mais inteligente. Ela coloca uma nota sobre isso em seu blog, lida por um blogueiro misterioso denominado FLOTUS1, que, na verdade, seria a primeira-dama.

Reprodução

Primeira-dama dos EUA, Michelle Obama, vira personagem do desenho "Os Simpsons"; ela fala para colegas tratarem bem a Lisa

Primeira-dama dos EUA, Michelle Obama, vira personagem do desenho “Os Simpsons”; ela fala para colegas tratarem bem a Lisa

Michelle, então, aparece na escola em Springfield para um discurso sobre a importância dos estudos e pede que os alunos tratem bem a Lisa, informa o jornal britânico. :: LEIA MAIS »

Deputados dos EUA aprovam projeto de reforma na saúde de Obama

A Câmara de Representantes dos Estados Unidos – como é chamada a Câmara dos Deputados americana -aprovou na noite deste domingo (21) o texto projeto de lei que propõe a reforma do sistema de saúde norte-americano. As emendas ao projeto também foram aprovadas.

O texto principal foi aprovado com 219 votos a favor e 212 contra. Era necessário o mínimo de 216 votos para a aprovação. Nenhum republicano votou a favor da proposta. As emendas foram aprovadas com 220 votos a favor e 211 contra.

O texto das emendas aprovadas será encaminhado ainda nesta semana ao Senado. Segundo um acordo entre os democratas, o Senado aprovara as emendas imediatamente e sem mudanças.

A votação representa uma importante vitória política para o presidente Barack Obama, já que reformar o sistema de saúde dos EUA era sua principal promessa de campanha.

Em discurso logo após a aprovação, o Obama agradeceu pelos votos. “Não foi um voto fácil, mas foi o voto certo”, disse.

O presidente também disse que a aprovação responde ao sonho de muitos norte-americanos de tornar a reforma na saúde uma realidade, o que foi possível graças à Câmara dos Representantes do Estados Unidos.

O texto principal, que já havia sido aprovado pelo Senado em dezembro, será convertido em lei após a sanção do presidente Obama, o que deve acontecer na terça-feira.

O texto de lei permitirá garantir a cobertura médica para 32 milhões de americanos que não têm nenhum plano de saúde. O objetivo é cobrir 95% dos americanos com menos de 65 anos; os mais velhos já são atendidos pelo sistema Medicaire.
 

Foto: Larry Downing/Reuters

O democrata Bart Stupak fala com o republicano Steve Driehaus enquanto a republicana Kathleen Dahlkemper anuncia seu apoio à reforma na saúde dos EUA depois que recebem o anúncio do presidente Obama de que nenhum dinheiro do projeto financiará abortos. (Foto: Larry Downing/Reuters) :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia