WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


maio 2020
D S T Q Q S S
« abr    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: ‘naufrágio’

Guerra com o Sul pode eclodir ‘a qualquer momento’, diz Coreia do Norte

Agência Estado

SEUL – A acusação sul-coreana de que a Coreia do Norte é a responsável pelo naufrágio de um navio de guerra da Coreia do Sul é “tão grave que uma guerra poderia eclodir a qualquer momento”, advertiu nesta sexta-feira, 28, a Comissão Nacional de Defesa norte-coreana, segundo a agência de notícias Kyodo.

Qualquer colisão acidental que possa ocorrer no Mar Amarelo ou em outras áreas da fronteira bilateral marítima “levarão a uma guerra total”, disse Pak Rim Su, diretor da comissão do Departamento de Política, em entrevista coletiva realizada em Pyongyang, segundo a Kyodo.

É muito raro essa comissão, chefiada pelo líder do país Kim Jong-il, fazer uma entrevista coletiva. Pak é um general do Exército do Povo Coreano. Ele criticou Seul por “persistentemente negar” o pedido da comissão para que a Coreia do Norte realize inspeções na área onde ocorreu o naufrágio, para checar a acusação sul-coreana.

:: LEIA MAIS »

Barco com mais de 200 a bordo afunda no Rio Amazonas no Peru

LIMA – Uma embarcação com mais de 200 passageiros afundou na madrugada desta quarta-feira, 26, quando navegava pelo rio Amazonas, próximo a cidade peruana de Iquitos, informaram fontes oficiais.

O almirante Rodolfo Rodríguez, chefe do Comando Geral de Operações da Amazônia confirmou à emissora RPP que até o momento dezenas de pessoas já foram resgatadas com vida do mar, assim como os corpos de duas pessoas. O número de desaparecidos é desconhecido. Outros dados citados pela emissora dão conta de que pelo menos 40 pessoas permanecem presas dentro do barco, outras 80 já foram resgatadas e cem continuam desaparecidas.

A embarcação, que partiu com 150 passageiros, afundou por volta das 2h40 no horário local (3h40 em Brasília), quando seguia para o distrito de Indiana, perto da fronteira com a Colômbia. Rodríguez disse que a embarcação partiu por volta das 20h de ontem e que se presume que “no caminho pegou mais passageiros, assim como combustível e carga ilegal”. “Aqui há uma evidência que mais passageiros embarcaram”, ressaltou e disse que os especialistas da Marinha continuam buscando por desaparecidos.

O almirante confirmou que entre os passageiros havia ao menos um cidadão alemão e quatro brasileiros. “O comando enviou uma embarcação para transportar os sobreviventes para Iquitos, e na zona também está uma embarcação-hospital”, acrescentou.

Conforme a imprensa local, a embarcação “Camila” tinha 12 anos e afundou parcialmente. Um dos sobreviventes, identificado como Héctor Freitas, relatou à “RPP” que no segundo andar do barco viajavam cerca de 150 passageiros e que no terceiro outros cem. :: LEIA MAIS »

Coreia do Norte afundou navio sul-coreano, diz perícia

AE-AP – Agência Estado

Chefe da equipe de investigação, Yoon Duk-yong, apresentou o torpedo norte-coreano que acertou embarcação da Coreia do Sul SEUL – Um torpedo disparado de um submarino da Coreia do Norte afundou uma corveta sul-coreana no dia 26 de março, no Mar Amarelo, matando 46 marinheiros. Foi o que concluiu uma investigação internacional sobre o caso, acentuando a crise entre os dois países. Após a notícia, o presidente sul-coreano, Lee Myung-Bak, prometeu “medidas enérgicas” contra Pyongyang.

  O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-il, negou qualquer envolvimento no incidente e advertiu para o risco de uma “guerra generalizada” caso sofra sanções internacionais por conta do afundamento. Pyongyang enviará especialistas à Coreia do Sul para verificar as provas. Os EUA condenaram “energicamente” a atitude da Coreia do Norte. O presidente americano, Barack Obama, manifestou seus pêsames a Lee Myung-Bak e ao povo sul-coreano. Ele disse que a Casa Branca apoiará a Coreia do Sul, seja para que se faça justiça aos marinheiros mortos ou mesmo em sua defesa contra outros atos de agressão. :: LEIA MAIS »

Duas pessoas estão desaparecidas após naufrágio de navio no AM

SÃO PAULO – Duas pessoas estão desaparecidas após naufrágio do barco A. Nunes, ocorrido na madrugada desta quarta-feira no Rio Solimões, na altura da cidade de Anori, a 195 km de Manaus. De acordo com o comandante da Marinha Paulo Brito, da Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental, o barco saiu da capital do Amazonas com 48 pessoas.

 – Não se sabe exatamente quantas pessoas estavam na embarcação na hora do acidente, porque a embarcação faz paradas em que descem e sobem passageiros – revelou o comandante. :: LEIA MAIS »

Dois desaparecidos em naufrágio na foz do Minho

Portugal – Segundo a Autoridade Nacional de Protecção Civil o naufrágio da embarcação Vimar terá ocorrido por volta das 4.30 horas desta manhã e na embarcação seguiam cinco tripulantes dos quais dois foram resgatados pela Polícia Marítima, depois de terem nadado para terra.

Já esta manhã foi resgatado o corpo de um dos pescadores que deu à costa junto à praia do Moledo.

No local encontram-se dois helicópteros, um de Emergência e Socorro e outro espanhol, assim como equipas de bombeiros que continuam a procurar dos outros dois tripulantes que permanecem desaparecidos, bem como a respectiva embarcação.

As autoridades portuguesas e espanholas estão envolvidas na operação de busca cujo barco naufragou a algumas centenas de metros da costa. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia