WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


:: ‘Nacional’

Datafolha aponta empate entre Serra e Dilma

estadão.com.br

Dilma em seminário em NY; Serra em encontro do PPS. Fotos: Div Bovespa/Leonardo Soares/AE

SÃO PAULO – A pré-candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT), subiu sete pontos e atingiu sua melhor marca até hoje, segundo pesquisa Datafolha, ficando empatada com seu concorrente, José Serra (PSDB). Segundo o instituto, a petista e o tucano estão com 37% da preferência do eleitor. A pesquisa foi realizada na quinta e sexta-feira, com 2.660 entrevistados. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Já a pré-candidata Marina Silva (PV) segue em terceiro lugar, com 12%. A pesquisa apontou que 5% dos pesquisados votariam em branco, nulo ou em nenhum candidato. Os indecisos somam 9% e a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

O Datafolha apontou que o crescimento pode ser relacionado com o programa partidário de TV que o PT apresentou recentemente, com vários comerciais de 30 segundos e um programa de dez minutos.

:: LEIA MAIS »

Dilma incentiva prefeitos a buscarem a divisão dos royalties da mineração

Denise Madueño – O Estado de S.Paulo

BRASÍLIA – A pré-candidata à presidência da República Dilma Rousseff (PT) incentivou os prefeitos a buscarem a divisão dos royalties da mineração durante participação na Marcha em Defesa dos Municípios, em Brasília. A ex-ministra foi a última dos três convidados da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), organizadora da marcha a participar da sabatina dos prefeitos.

Uma das propostas defendidas pela CNM é a divisão mais igualitária dos royalties do petróleo da camada pré-sal entre todos os Estados e municípios. “A riqueza do petróleo, principalmente a do pré-sal, é de toda a nação brasileira, e de todos os municípios brasileiros”, disse Dilma. Ela, no entanto, afirmou ser preciso buscar um entendimento sobre a disputa entre os Estados e os municípios considerados produtores,de um lado, e os não produtores de petróleo, do outro. “Há um pleito legítimo dos municípios, mas há uma determinação constitucional”, disse, referindo-se ao direito de royalties dos Estados produtores.

A petista aconselhou os prefeitos a ficarem atentos aos recursos da partilha, no novo regime de exploração e produção do petróleo que irá substituir a concessão adotada atualmente. Dilma ressaltou que o Fundo Social, um dos projetos do marco regulatório do pré-sal, será aplicado em programas em todos os municípios. “A verdadeira riqueza do petróleo não está nos royalties nem na participação especial. A verdadeira riqueza é a diferença de preço entre o óleo extraído e o vendido no comércio internacional”, disse. E sugeriu aos prefeitos, estimados em 4.000, a “lutar pelos royalties da mineração brasileira”.

:: LEIA MAIS »

MPE de PE acusa Lula de propaganda antecipada

Ricardo Valota, do estadão.com.br

O Ministério Público Eleitoral (MPE) de Pernambuco protocolou, nesta quinta-feira, 20, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), representação contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a ex-ministra da Casa Civil Dilma Rousseff, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, o presidente da Petrobrás, Sérgio Gabrielli, o presidente da Transpetro, José Sérgio de Oliveira Machado, e o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Pernambuco, Alberto Alves dos Santos, por prática de propaganda eleitoral antecipada em favor da pré-candidatura de Dilma Rousseff à presidência da República.

A Lei 9.504/97 (Lei das Eleições) somente permite a propaganda eleitoral a partir do dia 6 de julho do ano da eleição. Aquele que descumprir pode ter que pagar uma multa, cujo valor solicitado na representação dos promotores é de R$ 25 mil. Segundo o MPE, os cinco citados no documento teriam feito propaganda eleitoral antecipada em favor da candidatura de Dilma à Presidência da República durante a solenidade de lançamento do primeiro navio do Programa de Modernização e Expansão da Frota da Transpetro, realizada em Ipojuca (PE) no último dia 7.

:: LEIA MAIS »

Tuma Jr. será investigado, diz diretor da PF

BRASÍLIA – A Polícia Federal abrirá inquérito para investigar o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, disse ontem em Brasília o diretor-geral da corporação, Luiz Fernando Corrêa.

A PF aguardava autorização da 3.ª Vara Federal de São Paulo, onde corriam os inquéritos que acabaram por revelar as relações de Tuma Júnior com Li Kwok Kwen, conhecido com Paulo Li, apontado como um dos chefes da máfia chinesa em São Paulo.

A autorização judicial foi concedida e, com base nas informações levantadas nas investigações anteriores, será instaurado um inquérito exclusivo para investigar o secretário. A investigação será feita pela Superintendência da PF em São Paulo.

Favores. As relações suspeitas de Tuma Júnior com Paulo Li foram reveladas pelo Estado no último dia 5 de maio. Gravações telefônicas e e-mails interceptados pela PF mostravam o secretário trocando favores com o chinês.

Encarregado de combater o crime organizado, Tuma Júnior aparecia solucionando processos de interesse de Paulo Li em tramitação no Departamento de Estrangeiros, subordinado à sua secretaria, e fazendo encomendas de aparelhos eletrônicos.

:: LEIA MAIS »

Perfil dos presidenciáveis: Dilma Rousseff

Tânia Monteiro e Vera Rosa – O Estado de São Paulo

Do Palácio do Planalto para a planície, Dilma Rousseff será apresentada ao eleitorado, a partir desta semana, longe da garupa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A estratégia do PT para a primeira etapa da campanha da ex-ministra da Casa Civil é “humanizar” a candidata e mostrá-la como mulher comum, que tem família e amigos.

Sérgio Dutti/AE

Sérgio Dutti/AE

Dilma caminha com seu cachorro em Brasília

“Nunca fui uma dama de ferro”, afirmou Dilma ao Estado, numa referência à fama de durona, criada durante sua gestão na Casa Civil. “É um estereótipo, uma imagem irreal.”

O “batismo” de Dilma como pré-candidata do PT à sucessão de Lula, sem a companhia do chefe, ocorrerá em Minas. A escolha não foi por acaso: trata-se do Estado onde ela nasceu – o segundo maior colégio eleitoral do País, atrás de São Paulo -, hoje administrado pelo adversário PSDB.

A tática inicial consiste em combinar o roteiro afetivo com visitas mais frequentes à região Sudeste, onde, segundo as pesquisas, está a maior diferença de votos a favor do ex-governador de São Paulo, José Serra, pré-candidato do PSDB ao Planalto. :: LEIA MAIS »

Vice do PSDB só será conhecido em junho, afirma Serra

Carmen Pompeu, de O Estado de S.Paulo

FORTALEZA – O nome do vice na chapa tucana à Presidência da República só será conhecido em junho, segundo garantiu, hoje, em Fortaleza, o pré-candidato José Serra. Durante entrevista coletiva concedida após almoço-palestra para o grupo cearense de comunicação O Povo, no hotel Gran Marquise, Serra classificou como “especulação da imprensa” a notícia de que o ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves, teria confidenciado a amigos próximos para o PSDB esperar por ele, pois gostaria de formar uma chapa puro-sangue. “Não ouvi de nenhum amigo próximo. Só vi especulação na imprensa e não tenho nada para comentar.Qualquer coisinha que eu diga dá margem para especular”, disse.

Serra também evitou comentar o fato de o PSDB não ter ainda definido se terá ou não candidato próprio disputando o governo cearense. Segundo ele, este é um assunto que deve ser tratado por aliados. “Não interfiro nas realidades locais nem no meu estado, São Paulo, porque eu tenho que ficar ligado permanentemente à questão nacional, do Brasil como um todo. As alianças regionais, as peculiariedades são decididas pelo pessoal do lugar e pelo nosso próprio partido”, comentou.

:: LEIA MAIS »

Sarney ressalta que é prioridade votar Ficha Limpa até junho

Agência Brasil/ Estadão

BRASÍLIA – Independentemente do posicionamento do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de querer discutir de forma mais detalhada o Projeto Ficha Limpa e, se for o caso, apresentar emendas, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse nesta quinta-feira, 13, que a matéria é prioritária e vai colocá-la em votação. O objetivo é encaminhar a matéria para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva antes do dia 9 de junho, quando termina o prazo para que possa valer já nas eleições deste ano.

“O problema do (Projeto) Ficha Limpa é que se trata de uma aspiração nacional e de uma necessidade”, disse o senador. Para apressar a tramitação do projeto no Senado, José Sarney disse que convocará todos os líderes partidários, na semana que vem, para tentar um acordo que permita votar o projeto o mais rápido possível.

Sarney deixou claro que diverge de Jucá quanto ao projeto. “O senador Romero Jucá tem uma posição que, com certeza, não é a minha”, afirmou. O presidente do Senado acredita que a intenção de debater com calma a votação do projeto não é uma posição do governo Luiz Inácio Lula da Silva.

O parlamentar destacou que, ao contrário de uma postura reticente do Executivo sobre o projeto, tem percebido “manifestações de simpatia”. “Essa é uma questão que não é partidária, mas de consciência. Não vi até agora uma posição do governo (referente à apreciação do projeto)”.

:: LEIA MAIS »

Atenção: CCJ do Senado aprova fim do sistema proporcional

ANA PAULA SCINOCCA – Agência Estado

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou hoje proposta que acaba com o sistema de voto proporcional para deputados e vereadores. Em seu lugar, o voto majoritário – com o qual são eleitos os senadores e os candidatos a cargos no Executivo, como prefeitos, governadores e presidente – seria o modo usado na escolha de todos os candidatos a cargos no Legislativo.

 Os deputados estaduais e federais e vereadores eleitos seriam sempre, então, aqueles que viessem a obter maior número de votos, independente do desempenho global de seus partidos, defende a proposta de emenda à Constituição (PEC 54/07), do senador Francisco Dornelles (PP-RJ).

 A PEC segue para o Plenário do Senado, onde precisa ser votada em dois turnos. Depois, para vigorar, o texto também precisa da aprovação da Câmara de Deputados. Mesmo que seja aprovada este ano, a medida não valeria para as eleições de outubro. :: LEIA MAIS »

Tuma Júnior vai deixar Secretaria Nacional de Justiça

Rui Nogueira e Vera Rosa/BRASÍLIA – O Estado de S.Paulo

Abandonado pelo Planalto, o secretário Nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, acertou na madrugada desta terça-feira, 11, com o ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, que vai deixar o cargo ainda nesta terça-feira. Ontem, em reuniões no Planalto e no próprio ministério, os assessores do presidente Luiz Inácio Lula da Silva tomaram conhecimento de um relatório da PF onde a polícia detalhava tudo o que sabia sobre as ligações de Romeu Tuma Júnior com a máfia chinesa.

Dida Sampaio/AE

Dida Sampaio/AE

Governo também foi colocado a par das ações de assessores do secretário

O governo também foi colocado a par das ações de assessores do secretário, que transformaram os gabinetes do Ministério da Justiça em verdadeiras “centrais de favores” prestados a amigos e familiares.

Nas reuniões de ontem, no Planalto, ficou clara a decisão da Polícia Federal de pedir ao Judiciário autorização para abrir uma investigação contra Tuma Júnior.

Diante da decisão, Lula concordou que Tuma não ficaria mais no cargo, mas que caberia ao ministro Barreto decidir a forma de afastamento – o ministro deixou às 20h o Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), sede provisória do Executivo, e reuniu-se com Tuma, no ministério, até as duas da madrugada desta terça-feira.

Hoje, depois que a PF divulgou uma nota oficial detalhando todo o histórico de informações coletadas nas investigações que flagraram Tuma Júnior em situações que configuram, no mínimo, tráfico de influência, o secretário Nacional de Justiça decidiu que se afastaria por 30 dias. A informação, dada em primeira mão pelo site de notícias G1, irritou Tuma Júnior, que voltou a se reunir com Barreto.

:: LEIA MAIS »

PSDB ingressará com novo pedido de liminar contra PT

GUSTAVO URIBE – Agência Estado

SÃO PAULO – O PSDB ingressará com um novo pedido de liminar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que seja suspensa inserção de 30 segundos do PT veiculada nas emissoras de rádio e televisão. O advogado eleitoral do PSDB, Afonso Ribeiro, informou que o pedido será protocolado “hoje ou no início da terça-feira” para impedir que a peça seja divulgada na terça-feira, 11, dia programado pela Justiça Eleitoral para a veiculação do anúncio. Junto ao pedido, os tucanos irão impetrar representação para que seja reduzido o tempo reservado à propaganda partidária do PT no primeiro semestre de 2011.

Na sexta-feira, o TSE concedeu liminar aos tucanos para que duas inserções do PT fossem retiradas do ar e substituídas. O PSDB acusou os petistas de terem feito “promoção pessoal” da presidenciável da sigla, Dilma Rousseff, e de terem apresentado a ex-ministra “como a pessoa mais apta a dar continuidade às ações do atual governo”. Ribeiro explicou que devem ser usados argumentos semelhantes no novo pedido de liminar. “Iremos alegar que a inserção faz propaganda eleitoral antecipada”, salientou. A Lei Eleitoral nº 9.504/97 fixa o dia 6 de julho como o início oficial da campanha.

:: LEIA MAIS »

‘Estado’ realiza debate nesta segunda entre dirigentes do PSDB e do PT

estadão.com.br

SÃO PAULO – O Grupo Estado promove na manhã desta segunda-feira, 10, mais uma edição dos Debates Estadão. Os presidentes nacionais do PSDB, Sérgio Guerra, e do PT, José Eduardo Dutra, são os convidados.

A partir das 10 horas, eles discutirão as diferenças ideológicas e programáticas entre os dois partidos que dirigem e os rumos que a pré-campanha presidencial está tomando. Este é o primeiro de uma série de debates que o Estado realizará ao longo do ano eleitoral.

A iniciativa de confrontar presidentes de partidos para debater seus programas é pioneira. Guerra é economista e está no segundo mandato de senador por Pernambuco. Ele preside o PSDB desde 2007. Dutra é geólogo e foi senador por Sergipe de 1995 a 2003. Depois disso, presidiu a Petrobrás e foi eleito para dirigir o PT em 2009. :: LEIA MAIS »

PF indicia Fernando Sarney por evasão de divisas

AE – Agência Estado

A Polícia Federal indiciou ontem o empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), pelo crime de evasão de divisas. Ano passado, ele já havia sido indiciado por formação de quadrilha, gestão de instituição financeira irregular, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

 O novo indiciamento se deve à descoberta, noticiada em julho de 2009 pelo Estado, de que Fernando Sarney enviara US$ 1 milhão para um banco em Qindao, na China. A remessa, não declarada à Receita Federal, teve como destino a conta da empresa Prestige Cycle Parts & Accessories Limited, que pelo nome, em inglês, seria uma empresa de peças e acessórios de bicicletas. Antes de chegar à China, o dinheiro transitou por bancos de Nova York.

 A autorização para transferência dos dólares para Qindao foi feita pelo próprio Fernando Sarney, cuja assinatura aparece num dos documentos obtidos pela PF.

 Filho mais velho do presidente do Senado, o empresário é o responsável pela administração dos negócios do clã. Fernando Sarney foi indiciado por evasão de divisas após prestar depoimento, em São Luís, ao delegado Márcio Anselmo, encarregado do caso. Os indiciamentos anteriores ocorreram em julho passado. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

PF liga Tuma Júnior, secretário nacional de Justiça, a chefe da máfia chinesa

Rodrigo Rangel, de O Estado de S.Paulo

Gravações telefônicas e e-mails interceptados pela Polícia Federal (PF) durante investigação sobre contrabando ligam o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, ao principal alvo da operação, Li Kwok Kwen, apontado como um dos chefes da máfia chinesa em São Paulo.

A relação de Tuma Júnior com Kwen, também conhecido como Paulo Li, foi mapeada ao longo dos seis meses da investigação que deu origem à Operação Wei Jin, deflagrada em setembro de 2009.

Paulo Li foi preso com mais 13 pessoas, sob a acusação de comandar uma quadrilha especializada no contrabando de telefones celulares falsificados, importados ilegalmente da China.

Ao ser preso, Paulo Li telefonou para Tuma Júnior na frente dos agentes federais que cumpriam o mandado. Dias após a prisão, ao saber que seu nome poderia ter aparecido no inquérito, Tuma Júnior telefonou para a Superintendência da PF em São Paulo, onde corria a investigação, e pediu para ser ouvido. O depoimento foi tomado num sábado, para evitar exposição. Tuma declarou que não sabia de atividades ilegais de Li. O surgimento do nome Tuma Júnior no inquérito seguia em segredo até agora.

:: LEIA MAIS »

OEA quer definição do Brasil sobre a Lei de Anistia

Jamil Chade/ GENEBRA – O Estado de S.Paulo

A Organização dos Estados Americanos (OEA) quer uma definição sobre a Lei de Anistia no Brasil para o início do segundo semestre, antes das eleições presidenciais no País. O governo brasileiro passará por uma audiência no próximo dia 20 e 21 na Corte Interamericana de Direitos Humanos por não ter cumprido uma recomendação da entidade de investigar e punir responsáveis por torturas e outros crimes durante o regime militar. O caso foi aberto pela OEA contra o estado brasileiro há um ano e a entidade não esconde que espera uma condenação, o que obrigaria o Brasil na prática a rever sua lei de anistia.

Em junho, uma missão da Comissão de Direitos Humanos da OEA ainda visitará o Brasil para tratar do assunto e a entidade promete intensificar a pressão sobre o País diante da recusa do Supremo Tribunal Federal em permitir o julgamento de casos de tortura cometidos durante o regime militar.

:: LEIA MAIS »

DEM protocola representação contra Lula e Dilma por festa da CUT

Nelia Marquez / BRASÍLIA – O Estado de S.Paulo

O DEM protocolou há pouco no Tribunal Superior Eleitoral (TRE) representação contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a ex-ministra e pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, e a Central única dos Trabalhadores (CUT) por propaganda eleitoral antecipada.

A representação do DEM está focada no evento organizado pela CUT em 1º de maio, no qual, conforme o documento protocolado no TSE, o presidente Lula tentou, “ainda que de forma subliminar”, projetar a pré-candidatura Dilma Roussef à sucessão presidencial de 2010. A representação cita que Dilma, no mesmo evento, discursou utilizando palavras de cunho eminentemente eleitoral ao comparar o atual governo no a gestão passada, afirma o DEM.

“A única conclusão a que se pode chegar é a de que o evento organizado pela CUT não passou de mais um comício em prol da pré-candidata do Partido dos Trabalhadores (PT) para o próximo pleito presidencial”, afirma o DEM. :: LEIA MAIS »

Sarney admite ter ‘relações pessoais’ com Arruda

Leandro Colon / BRASÍLIA – O Estado de S.Paulo

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), admitiu há pouco que tem “relações pessoais” com o ex-governador José Roberto Arruda, mas negou ligações políticas e não quis comentar o conteúdo do manuscrito, feito por Arruda, em que a expressão “Sarney” surge numa contabilidade de caixa dois da campanha de 2006 ao lado do termo “250/150 PG”, conforme matéria publicada nesta quinta-feira, 29, no jornal O Estado de S.Paulo.

 

“Fomos colegas aqui no Senado. Temos relações pessoais, mas não políticas. Eu sempre pertenci ao PMDB e minhas ligações com o PMDB são com o governador Roriz”, disse Sarney, em entrevista aos jornalistas ao chegar no Senado.

Na campanha de 2006, o ex-governador Joaquim Roriz, citado por Sarney, foi apoiado por Arruda na sua candidatura ao Senado. Arruda foi eleito governador. Segundo depoimentos de Durval Barbosa, delator do esquema do “mensalão” do DEM”, foi Roriz quem autorizou, quando ainda era governador, a arrecadar fundos do seu governo para ajudar na campanha de Arruda. :: LEIA MAIS »

Marina mostra jogo de cintura ao participar do ‘CQC’

ANA CONCEIÇÃO – Agência Estado

A senadora e pré-candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva (AC), mostrou jogo de cintura ontem ao participar do quadro “O Povo Quer Saber”, do programa humorístico “CQC”, na Rede Bandeirantes, em que respondeu a perguntas, algumas constrangedoras, de telespectadores.

 Em pouco mais de três minutos, Marina foi alvejada por questões como qual o homem mais sexy da política brasileira, se daria um “amasso” no cantor e compositor Roberto Carlos e, no momento mais embaraçoso, teve de responder a um rapaz se ela era “mais do tipo Selva Amazônica, floresta desmatada ou Serra Pelada”. Rindo, Marina respondeu de pronto: “Temos de ser o meio ambiente por inteiro.” :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia